História You Are Protected - Capítulo 44


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Kris Wu, Tao
Tags Drama, Kristao, Taoris
Exibições 123
Palavras 974
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Mistério, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


EAI MEU POVO!
QUE SAUDADE DE VCS!!!!
Então... MEU BLOQUEIO TÁ SUMINDO! AMÉM IRMÃOS!
Amanhã tenho prova 💔 E dps tbm 💔
AAAH, EU AMO MUITO VCS!!! VCS NÃO SABE COMO FIQUEI CHOROSA LENDO OS COMENTÁRIOS!!!
É só esse capítulo mesmo... O resto vai demorar um pouco ainda, fim de ano é foda!
JÁ FALEI DEMAIS!
BOA LEITURA ♡

Capítulo 44 - Fairy - Pt2


~~Pov. Tao~~

Assim que acordei, a primeira coisa que fiz foi procurar por um certo corpo ao meu lado. Estava vazio, frio. Senti uma pontada de desespero, abri os olhos rapidamente, olhei com pressa ao redor.

Tudo que eu estava sentindo foi embora ao vê-lo ao lado da cama. Estava apoiado no criado-mudo, a cabeça abaixada, um braço sobre a cama e o outro caído no chão frio. Completamente desajeitado e de mal jeito. Me levantei e fui até ele.

-Kris. - Disse baixo, colocando minhas mãos sobre as laterais de seu rosto.

Muito gelado...

Ele não emitiu som algum, tentei balançar ser corpo, continuei chamando-o.

-Hmm... - Murmurou ainda de olhos fechados.

-Kris, acorda.

-Tao? - Sua voz saiu rouca, extremamente baixa. Abriu os olhos de vagar, deixando seu olhar quase que imediatamente sobre mim. - Ainda está de madrugada, vai dormir...

-Não Kris. - Ri baixo. - Já amanheceu, levanta.

-Só mais dois minutos, estou com sono... - Disse fechando os olhos, voltando a apoiar a cabeça na cama.

-Kris, você está muito gelado. - Disse passado minha mão direita por seu rosto. - Vai ficar doente... - Deixei minha mão sobre sua testa. - Está com febre... Levanta Kris! - Puxei seus braços, não consegui movê-lo. - Por favor Kris! - Pedi já manhoso.

-Vem aqui... - Estendeu os braços em minha direção, segurei suas mãos, entrelaçando nossos dedos. - Bom dia... Dormiu bem? - Praticamente sussurrou.

-Sim... Kris, por favor, levanta.

Ele, finalmente, levantou. Não se manteve em pé por muito tempo, se deixou cair na cama. Fui até ele, o ajudando a deitar corretamente.

-Esta bem? - Perguntei enquanto arrumava os cobertores sobre si.

Não deu tempo d'ele responder, Mama abriu a porta do quarto, dizendo que era hora de acordar. Vestia uma calça de moletom branca e um grosso roupão vermelho.

-Fala baixo! - Kris reclamou puxando o cobertor até o pescoço.

-Pode levantar! - Abriu a janela, deixando o vento frio entrar livremente.

-Mama! Está frio e Kris esta doente!

-Doente? Tem certeza? - Disse se aproximando. - Desde quando você abaixou a guarda desse jeito? - Colocou as mãos sobre sua testa, nas laterais do pescoço e depois nas bochenhas. - As bochechas estão geladas, mas o restante... Está com febre querido.

-Tem certeza?! - Pareceu assustado.

-Vou ver se tem algum remédio. - Disse já caminhando em direção a porta.

Senti que Mama saiu para nos deixar sozinho, agradeci mentalmente. Me sentei na cama, ao lado de Kris.

-Está com fome?

-Um pouco. - Respondeu com a voz ainda rouca.

-Vou preparar algo para você. O que quer? - Ele não respondeu. - Kris? - Virei seu rosto com cuidado. Estava dormindo. - Descanse. - Disse baixo.

Arrumei o cobertor perto de seu pescoço, deixei um singelo beijo em sua testa e sai do quarto. Caminhei calmamente até a cozinha, peguei algumas coisas na geladeira e armários. Preparei um simples chocolate quente.

-Hm! O cheiro está bom, o que fez? - Yan perguntou entrando na cozinha, com Mama logo atrás.

-Eu quero! - Mama disse vindo em minha direção.

-É para o Kris! - Respondi colocando o chocolate em uma caneca branca.

-Mas eu também quero! - Reclamou.

-Acho que vai sobrar um pouco...

-Me dá?

-Mama! É para Kris!

-Faz pra mim? Por favor!! - Fez manha.

-Zillin, não começa. - Yan disse rindo baixo.

-Eu quero! Compra para mim?

-Compro. - Suspirou derrotado. - Tao... - Olhei para ele. - Vamos comprar algumas coisas, já vou aproveitar e trazer alguns remédios, não vamos demorar.

-Certo, obrigado.

-Vou deixar a porta da frente trancada, não saia daqui por nada! - Mama disse.

-Tudo bem...

-Se cuide querido, não demoro. - Disse me abraçando.

-Quer alguma coisa? - Yan perguntou-me enquanto pegava alguns papéis de cima do armário.

-Não, não preciso de nada.

-Ok, vamos Zillin. Até daqui uns minutos. - Disse já indo para a sala, acenando.

Assim que o som da porta da sendo trancada ecoou pela casa, voltei a realidade. Peguei a caneca e voltei para o quarto, a deixei sobre o criado mudo. Observei Kris dormir.

Não sei quanto tempo se passou, só notei que ele havia acordado ao sentir suas mãos em meu rosto.

-Você precisa...

-Não se preocupe. - Me interrompeu.

-Hã... Fiz para você. - Disse pegando a caneca, a deixando sobre suas mãos. - Não sei se ficou bom.

-Está ótimo. - Respondeu bebendo. - Obrigado Tao.

-É a minha vez de cuidar de você. - Sorri.

-Aonde as crianças velhas foram? Está muito quieto.

-Ah, eles foram comprar umas coisas, Mama vai trazer algum remédio pra você.

Coloquei as mãos em seu rosto, a febre havia abaixado, suspirei aliviado. Kris terminou de beber e colocou a caneca de volta no criado-mudo.

-Não consegui dormir direito...

-Por quê?

-Você não estava aqui.

-Estou do seu lado agora, durma um pouco.

-Deite aqui. - Disse indo um pouco para o lado.

Fiz o que pediu, me deitei ao seu lado, de frente para si, apenas o olhando. Senti sua mão sobre a minha, a aliança em seu dedo. Sorri. É a minha vez de cuidar dele, ele já fez tanto por mim, é a minha vez de fazer algo para ele!

Permaneci olhando diretamente para seus olhos, tentei adivinhar o que passava por sua cabeça. Encarei cada linha de seu rosto, cada traço.

Tentava memorizar tudo...

Seu braços me envolveram em um abraço apertado. Eu sabia o porque disso. Passei meus braços por sua cintura, respondendo a um pedido mudo. Ele queria que eu continuasse ali, essa foi minha resposta, não sairia de perto dele, nem por um minuto sequer.

Pouco tempo depois e ele já estava dormindo. Começou a resmungar coisas sem nexo, outras quase invisíveis.

Nem me lembrava d'ele ter esse costume, quase nunca o ouvia falar em meio ao sono...

-Tao?...

O olhei curioso.

-Larga ele!

Me assustei. Ele parecia furioso, disse firme, um tanto sombrio.

-Eu vou te mandar de volta para o inferno!


Notas Finais


Desculpe os errinhos, fiz ontem de madrugada <3
Lembra daquela fanfic Taoris nova? Já iniciei o projeto!
Link: https://spiritfanfics.com/historia/meu-mundo-7041337
Espero que gostem ♡ Vai ser longa!!
Ah, eu vou perguntar, vocês respondem!
~ALERTA DE SPOILER~
-O que vai rolar lá na China?
-Thea esta planejando algo? O que?
-Os papeis de Yan? O que eram? (Tem nada haver com a empresa lá)
-Mama ganhou chocolate quente?
-Kris está sonhando com quem?
-Quem vai voltar para o inferno?
-O que tem haver com o Tao no sonho de Kris?
-O que Tao estava fazendo em meio ao sonho?
-Kris vai acordar?
-O que Tao irá fazer?
~Algumas respostas no próximo capítulo~
Até o próximo!!
♡♥♡♥♡♥♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...