História You Became My World - Capítulo 53


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Criminal, Justin Bieber, Romance
Exibições 222
Palavras 1.744
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi meus amores!
Espero que gostem e boa leitura!!!

Capítulo 53 - Se a Samantha morrer Chaz eu morro junto com ela


Samantha On 

Abri meus olhos e vi que estava amarrada numa cadeira com os braços para trás e meus pés estavam amarrada nos pés na cadeira. Olhei para frente e vi o mesmo homem que estava dirigindo o carro antes de eu desmaia.

–Acordou a bela adormecida –Fala com ironia –Não está reconhecendo minha voz? – disse ao perceber que não o conhecia – Sou o Brian 

Não respondi apenas abaixei a cabeça novamente balançando a negativamente 

–Não precisava te amarrado, e vim por vontade própria – Olho para ele

–Vai saber

Ele se vira e começa a mexer nuns objetos pontudo. Engulo grosso e começa a reparar na onde estava, esse lugar está cheirando gasolina e o chão estava molhado, tirando os fios soltos de eletricidade. 

–Não é nada pessoal –Passa os dedos delicadamente na faca –É que o seu querido Justin matou o meu braço direito e eu não vou deixar isso passar... eu sinto muito pelo bebê que você está esperando, ele não merecia um pai como Justin Bieber –Brian se vira colocando a faca em cima de uma mesinha e olha para mim novamente –Se for uma menina tome cuidado o pai dela já abusou de meninas menores de idade –Meus olhos se encheram de lágrimas –Mas vai saber se estará viva para proteger o bebê, se ele nascer 

Meus Deus! Não acredito que estou nessa situação de novo, não deixe que nada aconteça com minha filha e nem comigo ...

Rosely On 

Eu já não estava aguentando mas de dor, o doutor falou para eu respira fundo e conta até três e quando outra contração fazer força.

–Eu não aguento mas –Começo a chorar 

–A cabecinha dele já  está mostrando, só mas um pouco Rosely –Fala a Ronnie chegando perto do doutor trocando de lugar com ele –Isso agora pense que daqui uns minutos você vai ver o rosto do pequeno Oliver –Respiro fundo e faço força ao vim outra contração –Isso Rosely, vamos... aí isso mesmo

Choro mais ao ver o choro do meu filho, Ronnie pega ele e o coloca em cima da minha barriga, passo de leve os dedos na cabeça dele e ele para de chorar e começa a chorar após o tira de cima de mim.

[...]

Eu já estava no quarto e o Chaz estava ao meu lado, ele acabou de chegar, e estava com os olhos vermelhos, ele estava chorando

–O que aconteceu? –Pergunto o olhando 

–Estou preocupado com a Samantha, ela está grávida Rosely, ela pode levar um susto rápido e ter um bebê prematura, e até morrer na mão daquele homem 

–Eu sei –Falo a lembrar o que a Samantha fez para mim salvar –Não podemos ficar de braços cruzados Chaz nós temos que ajudá-la – Me desespero 

Não sei se aguentaria perdê-la ou mesmo sabe que ela perdeu a Olivia. 

–Rosely –Fala minha mãe entrando no quarto do hospital com meu pai 

–Mãe –Passo a mão rapidamente em meu rosto lipando as lágrimas 

–Por que está chorando meu amor –Meu pai pergunta

–Nada não 

–Oi Chaz –Meu pai diz sorrindo para o Chaz 

–Oi senhor e senhora San Diego 

–Olha quem veio ver a mamãe – A enfermeira entra com o Oliver no colo

Ele estava com um macacão branco com uns detalhes brancos, assim que o pego no colo me emociono novamente 

–Ele é tão pequenininho –Chaz fala pegando em suas mãozinha –Ele tem seus olhos Rosely

Sorrio e olho para meu bebê. Agradeço a Samantha por ele está no meu colo. Eu poderia nem esta com ele no meus braços se não fosse por ela.

Justin On 

Eu e o Ryan estavamos olhando a movimentação do lado de fora do galpão onde a Samantha estava. O lugar é um lixo, e haviam alguns seguranças armados.

–Vamos Justin, aqui não iremos consegui pensar em nada para salvar a vida da Samantha –Olho para o Ryan e balanço a cabeça que sim

Assim que chegamos em casa o Chris já estava nos esperando. 

–A Rose já está fora de perigo? –Pergunto a me senta na poltrona 

–Está, o Chaz acabou de ligar avisando que ela ganhou bebê e já está vindo pra cá 

Balanço a cabeça que sim.

–Ryan e Chris temos que arrumar uma maneira de entramos dentro daquele galpão e tira a Samantha em segurança e depois acaba com a raça do filho da puta do Brian

–Pode deixar, você quer que as armas estejam pronta para que horas

–Para ontem –Respondo seco e ele sai

–Quando os carros estiverem pronto eu te aviso–Fala o Ryan saindo .

Não estou acreditando que deixei a Samantha correr risco de vida, não acredito que a perdi de minha visão. Eu trouxe ela  para maldita mundo que eu vivo e ela virou alvo para os meus inimigos me atingirem,sempre é ela.

Não me conformo, não posso mas deixar ela viver desse jeito, e nem nossa filha, ela não aguentaria se pegasse a Olivia. 

–Justin já estou pesquisando sobre como é dentro daquele galpão –Apenas balanço a cabeça que sim–Justin não se preocupe vai da tudo certo

–Não sei Chaz, ultimamente não estou sabendo de nada, não sei o que fazer ou que possa dar, se essa droga não de certo a Samantha morre Chaz, e eu não sei se seria capaz de suporta a morte dela

–Ela não vai morrer Justin...mas se Deus o livre guardo ela morresse você suportaria, você suportou a morte da Bella 

–O que eu sentia pela Bella não era amor Chaz, eu não sabia o sentido dessa palavra até conhece a Samantha, ele me fez mudar, me fez parece gay que nem você quando está com a Rosely, a cada suspiro que ela da é uma vitória para mim, a cada vez que chego perto dela eu fico nervoso, e sabe que a vida dela mas dá minha filha está correndo perigo, não está sendo fácil. Se a Samantha morrer Chaz eu morro junto com ela

Samantha On

O Brian saiu do galpão me deixando sozinha. Graças a Deus ele não fez nada. Eu achei que ele ia me machucar com aquela faca,  mas ele não fez. Eu estou com tanto medo, e meus pulsos doem por estarem amarrados a horas.

Fecho meus olhos e tento pensar em coisas boas. Pelo menos para me acalmar.

O Justin poderia passar pela aquela grande porta e me salva, como ele fez quando me conheceu, ele me salvou do Gabriel, ele me salvou sem ao menos me conhecer, ele sendo um criminoso e eu a donzela em perigo, ele sendo tão frio na época sem conhecer o amor sentiu pelo menos pouco de compaixão de mim naquele momento. 

Abro meus olhos de uma vez ao ouvir a porta se abrindo, poderia ser o Justin ali mas não era e sim o Brian. 

Respirei fundo e abaixei o olhar e os fios do meu cabelo caíram sobre meu rosto. 

–Aqui princesa, pode comer –Fala colocando uma sacola de comida cima da mesa que havia perto de mim

–Não quero 

–Deixe jeito o seu filhote não nascerá forte –Coloca a mão na minha barriga e se ajoelham no chão –Se ele nascer –Fala num tom ameaçado me causando mas medo

Ele se aproxima de mim querendo me beija mas eu tentava de qualquer maneira vira meu rosto, até que ele pega no mesmo o firmando e começa a me beija, começo a chorar e para o beijo. 

Depois de alguns minutos ele tira seus lábios do meu e me olha com rejeição 

–Você só sabe chorar garota –Fala pegando em minha bochechas –Eu poderia te matar, mas não, primeiro quero vê-la sofre um poquinho 

Meu pesadelo se transformou em realidade; ele pega a mesma faca de antes e enfia em minha perna esquerda e logo em seguida a retira. Solto grito alto junto com o choro; ele levanta meu rosto tirando os fios que estavam no mesmo. 

Fecho meus olhos com força pedindo a Deus que me tirasse desse inferno que estou vivendo.

–Olhe para mim se não quiser sua outra perna perfurada –O olho logo em seguida deixando as lágrimas saírem –Melhor–Ele fica olhando em meus olhos –Sua vadia por que seus olhos tem que me lembra da minha falecida mulher –Sai de perto de mim –Seus olhos e esse seu jeito de fragilidade me lembrar dela

–Eu não tenho culpa se te lembro a ela– Falei abaixando o olhar –E não me chame de vadia, vadia são as mulheres que você como qualquer um vai buscar em boates ou mulher fáceis da vida, e meu querido isso eu não sou –Minha voz estava fraca não sabia da onde tirei força para fala isso.

–Eu queria ter você toda para mim, te fuder até não consegui ficar de pé, mas como esta grávida nem tem graça –Fala indo para o rumo da porta –Peça a deus perdão pelo seus pecados porque assim que anoitecer seu belo coraçãozinho parará de bater –sai batendo a porta 

Abaixo a cabeça, e começo a gritar de raiva e dor junto, o desespero já está me dominando.

–Meu Deus por favor me ajude – Falo num fio de voz 

Justin On 

–Ryan o carros já estão prontos?

–Estão Drew –Responde me olhando 

–E as armas?

–Também –Chris aparece me entregando uma

–Então vamos 

Saio de dentro de casa e pego um carro e saio na frente.  Assim que chego no galpão já está anoitecendo, pego o celular e ligo para o Ryan

–Já está tudo certo 

–Está em três minutos entramos – Ryan responde

–okay 

Desliguei o celular e sair de dentro,  o Ryan mas o Chris entraram pela a porta dos fundos e eu mas o Chaz entraremos pela a da frente, haviam duas entradas na frente então cada uma estava um de nós, me escondo atrás do arbusto ao ver o Brian entrando com uma arma na mão. 

Assim que ele entra, eu e o Chaz entramos em seguida sem que ele nos veja, destronquei o pescoço de dois seguranças que me viram e me esconde atrás de um monte de ferro.

Vejo o Chaz alguns metros de distância de mim ao meu lado e do outro lado do galpão o Chris e Ryan eles fazem sinais com a mão quando íamos atacá-lo o Brian aponta um arma no rumo da cabeça da Samantha é recuamos.

Meu coração gelou, vi como minha vida tivesse passado pela minha visão. Se fizemos qualquer movimento brusco ele mata ela...


Notas Finais


Ebaaa capítulo finalizado...
Espero que tenham gostado e cometem falando o que está achando por que isso me ajuda muito sabe se estão gostando ou não.
Bjs da Nica e até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...