História You Became My World - Capítulo 56


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Criminal, Justin Bieber, Romance
Exibições 152
Palavras 2.159
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olha quem voltou... Isso mesmo eu 😂😂😅
Bom meus amores eu dei uma sumida né, é porque eu estava sem inspirações pra escrever, e além do mais vocês não estavam comentando pra mim saber o que estavam achando da história e eu fiquei confusa, sem saber se estavam gostando ou não.... Mais sem enrolação vamos pra história né...
~~Me desculpa pelos os errinhos otograficos~~
Boa leitura!!!

Capítulo 56 - Eu queria poder odiar você


Samantha On

Me encostei na porta chorando; não acredito que ele mentiu para mim, eu achei que comigo iria ser diferente, que ele seria verdadeiro, pelo menos comigo. Como eu pude ser tão estúpida em achar que justo ele me amaria de verdade; todos me avisaram que ele queria alguma coisa, e até meu pai, me avisou que o Justin queria os diamantes, porque ninguém se aproxima de uma herdeira assim sem algum interesse. Me levanto do chão e tranco a porta, limpo as lágrimas de meu rosto e vou até onde tem uma mala, e a pego e coloco em cima da cama aberta e começo a pegar minhas roupas.

[...]

Após colocar a última peça de roupa dentro da mala a fecho. Saio do quarto puxando a mala, e vou até o quarto do Fred, me sento na beirada da cama e começo acaraciar o rosto do meu pequeno.

–Mamãe vai sentir saudade –Cochicho bem baixinho para ele não acordar – Eu te amo Fred – Limpo as lágrimas de meu rosto e beijo seu rosto

Desço as escadas e vejo o Justin encostado na porta, após ele me vê, começa a anda em minha direção. Eu não me afastei, apenas travei no lugar, meu coração acelerou e minha mãos gelou, e meus olhos se encheram de lágrimas. Eu queria odiá-lo, mais não consigo, eu queria arrancar esse amor e jogá-lo dentro de lata de lixo, mas não dá.

– Samantha –Justin fala com a voz falha 

Ele estava chorando. 

Não conseguir responder, minha voz havia sumido, por conta do choro. Justin pega em meu rosto e começa acaraciar-lo, e aí perceber que ele limpava as lágrimas que escorria pelo meu rosto 

–Samantha me perdoa, eu te amo, eu...eu... nunca fui tão sincero na minha vida como estou sendo agora, se você sair pela aquela porta eu morro –Fala com nossas testa encostada uma na outra

–Eu não consigo – Me afasto – Eu te amo Justin, eu te amo demais, mas odeio mentiras, odeio o fato que você mentiu pra mim quais um ano todo

–Mas Samantha –Justin ia aumentado o tom de voz 

–Não –Dou uma pausa – Me dá um tempo, deixa pensa um pouco, tá doendo sabe que o homem que eu amo mentiu esse tempo todo pra mim. – Puxei a mala e paro na porta –Não vem atrás de mim, não torne as coisa mais difíceis... por favor – Fala a última frase baixinho.

–Se você sair por essa porta, eu não vou te procurar mais, eu vou esquecer que existiu uma Samantha em minha vida – Falou friamente 

–Você está fazendo a mesma coisa que meu pai fez

–Você tem sua escolha? – Fala sério

–Eu queria poder odiar você... – Paro de fala e saio de dentro de casa

Minha ex casa, onde minha filha ia crescer, onde eu amei, onde eu sofri, onde eu conhecia pessoa maravilhosas e pessoas falsas e mentirosas. Onde minha filha foi gerada, onde encontrei o amor é onde estou colocando um final na história.

–JAKE – Grito ele, e em instante ele aparece –Me tira daqui por favor –Falo chorando

Justin On 

Droga!!! Pego o jarro de vidro que estava em cima da mesinha e taco na parede, e dou murros na parede; eu não acredito que ela agiu desse jeito, se ela me amasse de verdade me entenderia, e não sai pela aquela porta, com minha filha.

Ia saindo para ir atrás dela, mais paro

–Não –Falo a mim mesmo – Ela fez sua escolha e eu a minha

Me encosto na parede e vou descendo até me sentar no chão e puxo meu próprio cabelo, e começo a chorar. Não acredito que estou chorando por uma mulher, não acredito que vou sofrer novamente por alguém que eu amo demais. 

–Papai que barulheira é essa –Fred aparecer do meu lado – Arribo a cabeça e o olho –Porque está chorando papai? 

Não sei o que me deu, mais abracei meu filho, e ele me corresponde e passa a mão em meu rosto limpando as lágrimas, e volta a me abraçar.

–Não chorar papai.

Samantha On 

Pedi para o Jake me leva até o orfanato e ele me deixou la. E como se a história estivesse repetindo, aconteceu do mesmo jeito antes de eu sair da casa dos meus pais. O Justin me fez escolher que nem o meu pai. Só que a única diferença é que eu estou sofrendo mais. Olho para o rumo da entrada do orfanato e vejo a madre.

–O que foi filha? – A madre fala chegando perto de mim 

Eu a abraço e ela começa a fazer carinho em meu cabelo

–Estou sem lugar pra ficar...posso...ficar...aqui –Falo pausadamente 

–Claro, vem comigo –Ela pega a mala e entramos pra dentro do orfanato.

–Esses dias uma menina foi adotada,  e uma cama está sobrando, você pode ficar lá no quarto onde ela dormia.

Fomos até o quarto onde a Iza dormia 

–Foi a Iza que foi adotada?

–Não –Ela sorri –Foi a Beatriz uma menina mais velha que ela –A madre abre a porta do quarto – Você dorme na cama maior 

–Okay, obrigada Madre –A abraço e ela sair. 

Fecho a porta do quarto, e vou até a janela, e abro as cortinas rosas. E olho o Jardim imenso lá fora e logo lá frente vejo a Iza brincando. Sorrio ao vê-la brincando com outras crianças. Desço a mão até minha barriga e começo a acaraciar o mesmo

–Minha pequena – Cochicho 

Sinto a Olivia mexer.

[...]

Tomei um banho e vestir um vestido florido soltinho, e estou deitada na cama, não vi a Iza ainda, mas também nem sair do quarto direito. Nem liguei pra Rosely e nem pra Ronnie e nem vou, e se elas já sabiam e não me contou, eu iria ficar muito chateada com elas. Até o Chaz, até ele tem haver com tudo isso.

Me assusto ao alguém abrir a porta

–Titia –Iza abre um sorriso enorme e vem até mim 

–Oi meu amor –Ela me abraça e põe a mão em minha barriga

–Titia você tá grávida?

–Estou

–Izabela vamos tomar um banho para você poder jantar – A flera Jasmim entra no quarto –Oi Samantha 

–Oi Jasmim 

Nós conhecemos quando eu vim substituir a minha ex professora de Biologia...

Justin On 

A Emília terminou de arrumar o Fred e fomos para a casa da Rosely, onde o Chris, Ryan e Ronnie estavam também. 

Minha cabeça está explodindo de dor, e meu olhos é bem provável que estejam vermelhos, odeio chorar. Ao chegar lá não falo com ninguém,  eu estava com um mal humor dos inferno, eu queria só beber, e beber ve se esqueço essa dor horrível que está encravada em meu peito, mais como a Emília vai embora hoje para passar a virada do ano com a filha não tem ninguém para olhar o Fred. Ninguém deles sabe ainda do que aconteceu comigo e a Samantha .

–Cadê a Samantha? Não acredito que ela não quer passar a virada do ano com a gente –Rosely fala sorrindo com o Oliver no colo

–É mesmo cara, cadê ela? – O Ryan me olhar –O aconteceu? –Ryan mudar o tom de voz

–Ela descobriu tudo –Falo sem demonstrar qualquer sentimento.

–Como assim descobriu tudo? –Ronnie e Rosely pergunta ao mesmo tempo

–Eu contei a ela toda a verdade, eu falei que me aproximei dela por conta daqueles malditos diamantes, e sabe o que aquela vadia fez, ela foi embora –Saio dali com raiva e bato a porta com força e vou até o meu carro e vou para a boate Sexy Girls. 

Aquela vadia me largou,me abandonou; peço uma vodka e vou para a área vip.

[...]

–Se a Samantha estivesse ouvido do que você a xingou ela tinha te batido – O Ryan aparecer do meu lado

Apenas o ignoro e continuo vendo aquelas vadias dançando em minha frente

–Justin

–Que é –Respondo grosso

–Onde está a Samantha? 

–Não sei onde aquela mal agradecida está, se ela realmente me amasse ela não tinha me deixado, eu mudei por ela –Dou mais um golada em minha vodka 

–Justin ela tá chateada, está magoada, entenda isso

–Foda-se, ela me abandonou –Começo a chorar 

–Cara vamos pra casa, você não pode ficar nesse estado.

Rosely On

Coloquei o Fred e o Oliver para dormi e tentei ligar para a Samantha, mais ela não atende. Tentei umas cinco vezes e na sexta vez ela atende

–O que foi? Não está vendo que eu não quero falar com ninguém –Fala atendendo o telefone super grossa

–Ah você não quer fala comigo, bonito né Samantha, simplesmente some, e não me liga pra fala o que aconteceu? 

–Você sabia, não sabia, que o Justin, o Chaz, o Ryan e o Chris são uns mentiroso, só se aproximaram de mim por conta dos diamantes 

–Não eu não sabia, fiquei sabendo agora.

–Isso não é justo –Ouço os soluços dela

–Onde você está? 

–Para você falar pro Justin onde eu estou? Não vou dizer

–Não. É pra mim ir ai

–Hm! Eu estou no orfanato, onde a Iza mora

–Estou indo pra ir.

Desligo o celular e peço para a Ronnie tomar conta do Fred e do Oliver, pego o meu carro e vou até o orfanato. Pergunto onde está a Samantha para a Madre e ela me mostra onde ela estava.

Ela estava lá fora, no jardim, a Samantha olhava pro nada

–Quer ficar doente mocinha 

Após ela me vê, me abraça forte e sinto meu ombro molhar.

–Não chorar Samantha

–Não acredito que ele mentiu pra mim, nunca mais quero vê-lo, vou ligar para minha tia e vou embora para morar com ela – Fala me olhando – Pra poder ficar longe dele

–Não fala isso Samantha –Me sento no banco – Vai pra onde?

–Vou pra Miami – Senta ao meu lado 

–E eu?

–Você vai viver sua vida, do lado seu marido e do seu filho 

Ouvimos o barulhos dos fogos de artifícios e olhamos para céu, e várias cores tomaram conta do mesmo. 

E meu celular toca e é uma mensagem da Ronnie dizendo que o Oliver não parava de chorar 

–Sam tenho que ir – Dou um abraço nela 

–Vai lá, você tem que cuidar do seu filho. –Fala se afastando de mim –Feliz ano novo Rosely

–Feliz ano novo Sam

[...]

Samantha On 

Acordei com o meu celular tocando, era minha mãe 

–Oi mãe 

–Filha onde você está? 

–No orfanato Raio de Sol. Porque?

–Estou indo te buscar. Beijos 

E desliga o celular na minha cara, olho a hora no celular e era 5:00hrs da manhã,  porque será que ela me ligou? Porque será que ela quer vim me buscar? Me levanto da cama e pego uma blusa de frio e saio para fora da orfanato, depois de alguns minutos minha mãe aparece com o carro. Entro no mesmo e fecho a porta, e olho pra ela, ela estava com os olhos vermelhos.

– O que aconteceu mãe?

– O seu pai Samantha, ele deu parada cardíaca no começo da semana, e ele tá querendo te ver

–E muito grave... a situação dele?

Ela balança a cabeça que sim, fomos até o hospital, onde meu pai estava internado, entramos no hospital e todo mundo me olhou, me sentir incomodada com aquilo.

–Nunca viro minha filha não –Minha mãe falou olhando para as enfermeiras que estavam me olhando 

Elas desviam o olhar, e entramos no quarto, meu pai estava dormindo. E estava bastante fraco e pálido. 

–Mãe – A abraço forte e meus olhos se encheram de lágrimas. 

Estou cansada de sofrer. Tenho que ser feliz, as coisas tem que ficar bem agora, tem que tomar um rumo melhor.

–Samantha –Meu pai me chama com a voz falha 

Vou até ele e pego em sua mão 

–Estou aqui pai

–Me perdoe, me perdoe por ter falado todas aquelas palavras cruéis para você meu amor, eu te amo filha

–Pai o senhor não vai morrer, você vai ver que irá sair bem dessa –Falo o interrompendo – O senhor é forte –Começo a chorar

–Não sei meu amor... eu só te disse aquilo tudo porque achei que iria perder a única filha que tenho, eu fiquei com medo de ti perder, medo de perder a minha princesinha

–O senhor nunca vai me perder pai, eu te amo, e sempre serei sua princesinha. 

–Eu te amo mais filha –Sinto ele soltar minha mão e a máquina apitar 

Meu coração acelerar e minha mãe começa a gritar as enfermeiras. Um nó se formou em minha garganta e começo a chorar desesperadamente e me deito sofre o corpo do meu pai

–Pai o senhor não pode morrer... não pode me abandonar, não pode 

As enfermeiras me tiram de cima do meu pai, e elas tentam me tirar dali, mas eu não queria sair de perto dele, não queria sair do lado do meu pai. Sinto minha pressão cair e começo a ver tudo escuro, e a única coisa que escuto e minha mãe gritando meu nome.


Notas Finais


Bom meus amores a You Became My World está na reta final... Estou quais a finalizando, talvez esse é o penúltima capítulo e o próximo já é o último...
Bom espero que tenham gostado e até o próximo😙😙😙
Obs. : Prometo não demora pra atualizá-la, e obg por não ter desistido de mim e nem da YBMW...
Gente ia me esquecendo obg pelos 196 favoritos 😊😍😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...