História You belong with me - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Garota conhece o Mundo (Girl Meets World)
Personagens Maya Hart
Tags Garota Conhece O Mundo, Girl Meets World, Lucaya, Maya, Riley
Visualizações 126
Palavras 3.037
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Outra garota conhece o ciúmes.


Fanfic / Fanfiction You belong with me - Capítulo 5 - Outra garota conhece o ciúmes.

- LUCAS O QUE É ISSO? 

Os pais do Lucas nos olham enfurecidos. 

- É assim que você nos respeita? Saímos de casa por uns dias e você trás uma garota? 

A mãe dele balança a cabeça. - E se nós não tivessemos chegado? Vocês iam usar proteção? E se ela engravida? Duas crianças cuidando de outra? Vocês dois são muito irresponsáveis. 

- Mãe calma, era só um beijo.

- Só um beijo? Você só pode tá ficando louco.

- Querida se acalme. - Foi a vez do pai do Lucas falar. - Afinal não aconteceu nada.

- Não aconteceu porque chegamos. - A mãe dele me olha, nós duas já nos conhecemos. - Maya querida, o que sua mãe diria numa situação dessas?

- Me desculpa por favor, eu sei que foi um erro, mas não conta pra minha mãe, ela iria surtar.

- Eu só não conto pra sua mãe porque não aconteceu nada. - A sala é tomada por um silêncio constrangedor. - Então, quem tá com fome? 

 

***

 

Nos sentamos na mesa e começamos a lanchar. Os pais do Lucas são legais. Eles me fizeram várias perguntas sobre faculdade, minha família, o que eu quero para o futuro e essas coisas. Mostrei meus desenhos para eles que os adoraram.

O resto da tarde foi assim. Quando começou a anoitecer me despedir dos meus novos sogros. Lucas os avisou que ia me deixar em casa.

- Não demora viu mocinho. - Ela o olhou séria. - E nada de beijos quentes que possam levar a outras coisas. 

Rimos sem graça e deixamos o apartamento.

Seguro a mão do Lucas e começamos a caminhada em direção a minha casa.

- Os seus pais são legais.

- É! Pena que eles estragaram nossa tarde.

- Então... - Olho para o Lucas. - Sobre isso, eu acho que nós temos que esperar um pouco, sabe? Não estamos prontos pra isso, nosso relacionamento é muito novo. - Suspiro. - Eu não estou pronta ainda.

Ele me olha e deposita um beijo na minha testa. - Tudo bem Maya, eu aguento esperar até você está pronta.

Sorrio e percebo que já chegamos na minha casa. 

Beijo o Lucas de forma rápida e entro pra minha casa. Vou direto pro meu quarto e me jogo na minha cama repassando na minha cabeça tudo o que aconteceu no dia de hoje. 

Após um tempo descansando eu percebo que não dá mais pra evitar, preciso falar com a Riley.

Pego meu celular e ligo pra ela. 

- Atende, atende, atende.

- O que você quer? - Ela atende estressada. 

- O que eu quero? - Sorrio ironicamente. - Eu quero uma explicação do por que você está assim comigo?

- Você sabe muito bem o porquê.

- Não eu não sei. - Respiro fundo antes de continuar. - Pensei que já tínhamos passado disso Riley. Eu sei que você ainda gosta dela mas nós concordamos que isso não ia afetar a nossa amizade.

- Isso não está afetando a nossa amizade.

- Então o que é? 

- Você tá me trocando por ele. Eu sei que deve ser muito legal ter um namorado mas você é minha melhor amiga, deveria passar um tempo comigo. - Ela fala baixo.

- Eu não estou te trocando por ele Riley, homem nenhum vai tomar seu lugar na minha vida. Você sabe que é a minha família. 

- Então me diz, você foi pra escola com quem? E com quem você saiu depois da escola? E tava com quem pra ter demorado tanto pra ligar? Se você ainda se importasse comigo não demoraria tanto tempo. 

- Me desculpa por isso Riley, achei que você estava me evitando e que precisasse de um tempo.

Ela respira fundo. - Tá tarde, amanhã a gente conversa. Tchau Maya.

- Tchau Riley, até amanhã.

Desligo o telefone e vou direto pro banho. Fico em baixo do chuveiro relaxando depois dessa conversa com a Riley. Eu não sabia que ela estava achando que eu a deixaria. Eu jamais faria isso, Riley era minha melhor amiga e nada nunca mudaria isso. 

Deito na cama após o banho e agradeço por esse dia ter terminado, eu estava exausta. 

 

***

 

Estou indo pra casa da Riley e repasso pela trigésima vez o que eu vou falar quando chegar lá. 

Antes de tudo, eu preciso me desculpar pelo que fiz e depois vou explicar como ela é importante pra mim e que ninguém mudará isso. Estou planejando passar o dia com ela. Nada de Lucas. E se tudo ocorrer bem, conto sobre o que houve ontem, preciso da ajuda dela.

Entro pela janela no quarto da Riley.

- Oi Riley. - Ela sorri pra mim, o que significa que está tudo bem. - Me desculpa por fazer se sentir sozinha, você é minha melhor amiga, é a melhor pessoa do mundo e eu sinto muito por ter sido uma péssima amiga.

- Me desculpa você Maya. Eu fiquei com ciúmes e surtei. Eu não tenho direito de fazer isso com você, nossa amizade é bem mais importante do que qualquer cara. - Ela me olha com lágrimas nos olhos. - Eu gostava do Lucas, ainda gosto na verdade e eu estou tentando não sentir mais nada por ele. Eu sei que você acha que eu gosto dele com um irmão mas ainda não consegui chegar nesse ponto Maya. Eu quero não sentir isso que estou sentindo por ele. - As lágrimas não param de rolar e ela começa a soluçar. - Tá muito difícil Maya.

Abraço a Riley e ela deita a cabeça no meu ombro. 

- Me desculpa por isso Riley. - Falo sem conseguir mais segurar o choro. - Eu não deveria ter me apaixonado por ele. Você o amou primeiro. Eu errei e sinto muito por isso.

- A culpa não é sua. Não escolhemos por quem vamos nos apaixonar. E ele te escolheu. Fico feliz por vocês. De verdade. - Ela levanta a cabeça e me olha.  - Eu vou superar isso. Só preciso de um tempo. 

Limpo as lágrimas do seu rosto. - Você pode contar comigo sempre. - Sorrio. - Sabe disso né?

- Sei.

Paramos com toda a choradeira e vamos pro metrô. 

O caminho é tranquilo, ficamos conversando como sempre fizemos e finalmente eu consigo me sentir feliz e confortável com toda essa situação. 

Chegamos na escola e vamos para os nossos armários. 

- Maya?

- Fala querida.

- Seria errado eu tentar sair com outros caras pra conseguir esquecer o Lucas.

- Não é errado. - Sorrio gentilmente. - Só tente não iludir esses caras.

- Ok. - Ela me olha. - Então precisamos começar a procurar esses caras.

Ela cruza o braço com o meu e entramos rindo na sala. 

Percebo que o Lucas para de conversar com o Zay quando entramos na sala. Será se era algo importante? Afasto esse pensamento no momento que os olhos do Lucas encontram os meus.

- Oi Ranger Rick. 

- Senhoras!

Sentamos no nosso lugar e a aula começa.

O primeiro horário é de educação física e o professor nos avisa que a direção mandou um vídeo para assistimos.

- Como vocês ja estão com 15 anos, está na hora de aprenderem sobre educação sexual. - Eu e Lucas nos olhamos. - Assistam o vídeo em silêncio e depois poderão fazer perguntas.

Uma coisa é a aula de história falar sobre as nossas vidas outra totalmente diferente é a de educação física. Esse professor nem me conhece.

Assisto o vídeo pensando na piada que era a minha vida. Ver sobre todas aquelas coisas, camisinha, dst, gravidez tava me enloquecendo. Suspiro aliviada quando aquela tortura acaba. 

- Então jovens ja deu pra perceber o que o sexo pode causar na vida de vocês. Se forem transar façam isso de forma segura. - Olha para a turma. - Alguma pergunta.

Paro de escutar a aula e me perco nos meus pensamentos. Nem me do conta que o sinal toca e já é hora do intervalo.

- Você vem Maya? - Riley fala saindo da sala.

- Ah! Vou sim. - Me levanto rapidamente e a sigo.

- Você tava tão distante na aula.

- Que?

- MAYA!.

- Oi?

- QUER PRESTAR ATENÇÃO NO QUE EU ESTOU FALANDO?

- Claro. - Olho atentamente pra ela. - Você tem minha total atenção. 

- Por que você tá assim? Aconteceu alguma coisa.

Olho para os ladoas antes de falar.

- Aconteceu. - Abaixo o tom da minha voz. - Mas eu não posso de contar aqui.

Puxo ela pro banheiro.

- Riley, não surta mas... - Respiro fundo. - Eu quase transei com o Lucas ontem.

- MAYA! - Ela grita.

- Ssshh Riley. Fala baixo. QUASE escutou. Eu quase fiz mas não fiz. 

- E por que não fez? - Ela fala tentando se controlar.

- Porque os pais dele chegaram.

- MAYA.

- RILEY FALA BAIXO. - Volto a falar baixinho. - Mas depois eu percebi como isso tava errado e falei pra ele que devemos esperar.

- Ainda bem.

- Eu não quero que a minha primeira vez seja assim, tem que ser no mínimo um pouco mais especial.

- É óbvio. Então vamos comer?

- COMIDAAAA.

Seguimos pro refeitório rindo.

 

- ZAY EU JÁ ENTENDI - Escuto o Lucas falar um pouco alto demais.

- Será que aconteceu alguma coisa? - Riley fala enquanto termina de pegar o lanche. 

- Não deve ser nada. Assuntos do time, certeza. 

Sentamos na mesa junto com os meninos. Farkle e Smarkle também estão lá.

- Oi Maya. - Lucas me olha sorrindo. - Riley. 

Dou um beijo na testa dele e Riley o comprimenta com a cabeça. 

- Vocês duas estão bem. - Zay fala olhando pra Riley.

- Estamos nos entendendo. - Ela responde.

Sorrio para Riley e todos começam a comer.

Ficamos conversando o intervalo todo, fazendo piadas sobre o vídeo de educação sexual.

Antes de ir para sala, puxo o Lucas pra escadas.

- Você tá bem? - Pergunto séria pra ele.

- To muito bem. - Ele sorri. - Por que?

- Bom, você estava gritando com o Zay.

- Aquilo foi só pelo time. - Ele cola o corpo com o meu. - Fico feliz que você se preocupa comigo.

- É óbvio que eu me preocupo com você. 

Ele me envolve em um beijo calmo.

- VOCÊS DOIS AÍ!

Nos separamos rapidamente ao ouvir a voz do diretor.

- JÁ PRA SALA! E NADA DE BEIJOS NO CORREDOR, OU MELHOR, NADA DE BEIJOS NO AMBIENTE ESCOLAR. 

Corremos em direção a sala de aula.

Merda! Todo mundo agora nos pega em momentos íntimos. 

O resto das aulas passam voando. 

Decido dormir na casa da Riley pra passarmos mais tempo juntas.

(WhatsApp on)

Maya:

Ranger rick vou dormir na riley hoje

Melhor pessoinha (ranger rick):

Ah não. Você já passou o dia com ela. 

Tava pensando em ir pra sua casa hoje a noite 

Maya:

Eu passei ontem o dia inteiro com vc

To com sdds da minha melhor amiga

Melhor pessoinha (ranger rick):

Ok

Amanhã então vc vai sair cmg 

Quero matar a sdd da minha loirinha

Maya:

Tá bom

Mais tarde falo com vc, beijo

(WhatsApp of)

- Falou com ele? - Riley fala enquanto abre a porta. 

- Falei.

- Ele ficou de boa?

- Lógico que ficou. - Dou de ombros. - E aí, tava pensando que a gente pode maratonar séries a noite inteira.

- Ieeeeeeeei - Ela corre pra janela. - Já até sei o que podemos assistir.

- Então coloca aí. 

Toc toc toc

- Pode entrar.

- Riley seu pai já saiu, vou pedir uma pizza pode ser.

- Pode sim.

- Ah! Oi Maya. 

- Oi Josh.

Espero ele sair pra falar:

- O que ele tá fazendo aqui?

- Ele veio cuidar do meu irmão pra que eu e você possamos curtir a noite.

- Ah tá. - Sorrio sem graça. - Então coloca logo essa série aí. 

Passamos a noite assistindo séries. 

 

***

 

- Maya eu tenho que sair agora de manhã mas pode ficar dormindo aí. 

- Aaanh, tá bom.

 

Acordo sem saber direito onde estou. Após um tempinho, percebo que estou no quarto da Riley. 

Pego meu celular para ver as horas. 

- Nossa já são 10 horas e a Riley ainda não chegou.

Pego minha bolsa e vou no banheiro. Escovo meus dentes e saiu em direção a cozinha. Josh está lá.

- Cadê todo mundo dessa casa? - Bocejo.

- Resolveram sair em família. Menos a Riley, ela saiu sozinha. - Ele me olha. - Será que ela está com um cara novo? 

- Claro que não. - Falo rindo. - Se estivesse ela me contaria.

- O último que ela te apresentou virou o seu namorado.

- Por que você tá falando isso?

- Eu to mentindo?

- Eu apresentei o Lucas pra ela.

- Pode até ser. - Ele toma um gole do suco. - Mas ela gostava dele primeiro. 

- Para Josh! - Olho séria pra ele. - A Riley tá tentando ficar bem com essa situação. - Abaixo a cabeça. - Não faça eu me sentir ainda pior com tudo isso que ta rolando. 

- Desculpa Maya, não era essa a minha intenção. 

Balanço a cabeça irritada.

- Você falando desse jeito até parece que se importa.

- Eu me importo. 

- Com a Riley. - Completa rapidamente. 

- Bom saber.

Deixo a cozinha e vou pro quarto da Riley. Troco de roupa rápido.

Quem é o Josh pra ficar dando opinião nas nossas vidas? Ele é um babaca. Não sei como pude gostar dele. Falando desse jeito até parece que tá com ciúmes. 

Grito um "tchau Josh" da porta e caminho em direção ao elevador.

Vou pra casa.

Encontro o Shawn e minha mãe em casa. Ela tava fazendo o almoço. Fico conversando com eles na cozinha até a comida ficar pronta. 

Após o almoço vou pro meu quarto e fico no celular. 

(WhatsApp on)

Melhor amiga (trovão): 

MAYA VOCÊ PRECISA ME ENCONTRAR AGORA.

Maya:

ONDE VC TÁ? 

Melhor amiga (trovão):

To no "Topanga's"

Maya:

To indo. 

(WhatsApp of)

Tomo um banho rápido e troco de roupa. Vou correndo encontrar a Riley.

- RILEY O QUE ACONTECEU?

- Maya calma. Senta aqui comigo.

- Calma nada. Você me chama desse jeito e ainda me pede calma.

- Relaxa que eu vou te contar.

Me sento ao lado dela.

- Então lembra ontem quando chegamos na sala?

- Lembro.

- E na hora do intervalo? 

Concordo com a cabeça.

- O que essas duas coisas tem em comum?

Espero ela continuar.

- Ele e o Zay estavam meio estranhos. Mudavam de assunto quando a gente chegava. Então hoje de manhã eu saí e fui no parque com um garoto.

- Pera pera pera. - Levanto um sobrancelha. - Que garoto?

- Um garoto aí, novo na cidade.

- Você tem que me mostrar esse menino. Me conta tudo. 

- Eu vou contar, mas não agora. Temos coisas mais importantes pra falar.

- Não. - Olho pra ela. - Primeiro o menino.

Ela tira o celular do bolso e abre a foto dele.

- O nome dele é Evan e ele acabou de voltar pra Nova York.

- Huuuuum e aí? 

- Aí que nós saímos e eu gostei. Não to dizendo que ele vai ser algo a mais porém ele é bem legal e eu to curtindo.

- Que bom Riley, eu fico feliz por você. Mas por que não me contou isso antes?

- Eu queria ver no que ia dá antes de contar. Se o encontro fosse uma merda eu ia fingir que nunca tinha existido. 

Sorrio.

- Josh me disse que você não me contaria que estava com um garoto porque o último que contou, bem - Abaixo a cabeça. - agora ele é meu namorado.

- Oooh Maya. - Ela segura minha mão. - Isso não é verdade, você sabe disso.

- Eu sei mas - Lágrimas brotam em meus olhos.

- Não vamos mais falar disso. 

Seco meus olhos.

- E você sabe que ele falou isso só porque tá com ciúmes. 

- Ciúmes? O Josh nunca me viu desse jeito.

- Ele nunca quis admitir que te ver desse jeito porque ele sabe que é errado.

Suspiro.

- Então Riley, você não ia me contar uma coisa importantíssima.

- Ah sim. - Ela se volta pra mim. - Como eu ia dizendo, eu estava lá com Evan conversando no parque.

- Já shippo esse casal.

- Vai me deixar falar?

- Vou gracinha. 

- Obrigada. - Ela respira antes de continuar. - A gente tava lá e sabe quem apareceu? O Zay e o Lucas. Eles estavam conversando super preocupados e eu pensei em ir dá um oi, apresentar o Evan, sei lá, falar com eles. Os dois não me viram e quando eu me aproximei pude ouvir um pouco da conversa deles. - Ela me olha. - Maya a ex namorada do Lucas está vindo pra cá e isso poderia até ser normal se eles não estivessem escondendo que ela tá vindo e se eles não estivessem nervosos com isso. Maya tem alguma coisa errada aí.

- Calma Riley. Para de falar um pouco pra que eu possa digerir tudo isso. - Respiro fundo. - Pode ter alguma coisa errada sim, mas isso não importa porque isso é o passado dele e não podemos mudar o passado.

- E se estragar o seu futuro Maya?

- Eu vou falar com o Lucas sobre isso. Ele deve ter uma boa explicação sobre ter me escondido essa história. Pode ficar tranquila que dessa noite não passa. Hoje mesmo eu resolvo esse assunto.

Riley me puxa e me esconde atrás do balcão. 

- Eu vi o Zay entrando. - ela fala baixinho.

Ficamos abaixada tentando ouvir o que eles estavam falando.

- Você não pode voltar agora e ... vai embora ... volta pra ... tu tá maluca? ... sai daqui desgraça.

- Riley eu já cansei dessa merda, não vou ficar me escondendo. 

Fico de pé.

- O que está acontecendo aqui Lucas? 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...