História You belong with me! - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Desencontros, Drama, Mentira, Morte, Perdas, Revelaçoes, Romance, Sequestro, Surpresas
Exibições 16
Palavras 1.457
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - Até o mundo acabar!


 

Pov's Luke

 

 

 

Eu não estava acreditando em tudo que aconteceu nesses ultimos dias, ela chegou e em tão pouco tempo, ela já me tem.

 

 

 

Separamos nossos lábios por falta de ar e eu a olhei em seus belos olhos verdes esmeralda e percebi que ela também me olhava...

 

 

 

- Ta meio tarde não acha? - Ela disse quebrando o silêncio

 

- Um pouco... porque você ta com pressa?

 

- Nenhum pouco - Ela ri

 

- To com fome... você ta?

 

- Um pouco.. porque você ta com pressa? - Disse e rimos

 

- Vem, bora comer alguma coisa - Falo me levantando da cama e ela vem logo atras de min,

 

 

 

Na cozinha, abro a geladeira e tiro algumas coisas pra fazer os sanduíches, ela me ajuda e logo estão prontos... nos sentamos na mesa que estava na cozinha mesmo, ouço o barulho da porta se abrir e depois passos de salto.

 

 

 

Quando minha mãe aparece na cozinha, Clair se vira pra ver o que era, eu ja estava olhando

 

 

 

- Chegou tarde hoje - Disse

 

- Estou exausta - Ela fala tirando o salto e colocando a bolsa sobre a mesa - Quem é essa mocinha?

 

- Essa é a Clair mãe...

 

- Boa tarde - Clair fala um pouco sem grassa

 

- Boa noite - Minha mãe fala e ambos rimos

 

 

 

Pov's Clair

 

 

 

- Me chamo Cecilia-  Ela fala estendendo a mão

 

- Clarisse - Disse levando minha mão ao encontro da dela, sorrimos...

 

- Seus olhos são lindos...

 

-Obrigada

 

- Mãe o olho dela é igual ao seu - Disse Luke

 

- Não... o dela tem um brilho que o meu ñ tem faz tempo

 

- Aconteceu alguma coisa? - Digo tentando não parecer indelicada

 

- A vida... as vezes, não é justa - Ela fala, pegando a bolsa e o salto e se retirando - não vou mais atrapalhar vocês,

 

- Você nunca atrapalha mãe - Luke fala indo até ela e dando um beijo em sua testa.

 

 

 

Sorrio ao ver a cena.

 

Quando terminamos o sanduíche, voltamos para o quarto de Luke, ele pega o violão e se senta na cama... me sento ao seu lado

 

 

 

- Começa que eu te acompanho - Ele fala sorrindo

 

- Não canto bem...

 

- Canta sim, eu ouvi você cantando no chuveiro - Disse rindo

 

- Assim não vale - ri junto

 

 

 

Não consigo olhar no fundo dos seus olhos - Começo lentamente e ele me acompanhar com o violão

 

 E enxergar as coisas que me deixam no ar, deixam no ar

 

As várias fases, estações que me levam com o vento

 

E o pensamento bem devagar

 

Outra vez, eu tive que fugir

 

Eu tive que correr, pra não me entregar

 

As loucuras que me levam até você

 

Me fazem esquecer que eu não posso chorar

 

 

 

(... Ele começa a cantar comigo....)

 

 

 

Olhe bem no fundo dos meus olhos

 

E sinta a emoção que nascerá quando você me olhar

 

O universo conspira a nosso favor

 

A consequência do destino é o amor

 

Pra sempre vou te amar

 

 

 

(Fecho meus olhos acompanhando a letra e ele completa sozinho...)

 

 

 

Mas talvez você não entenda

 

Essa coisa de fazer o mundo acreditar Que meu amor não será passageiro

 

Te amarei de janeiro a janeiro

 

Até o mundo acabar

 

 

 

(Volto a cantar, e vamos intercalando as partes)

 

 

 

Até o mundo acabar

 

Até o mundo acabar

 

Até o mundo acabar

 

 

 

Mas talvez você não entenda

 

Essa coisa de fazer o mundo acreditar

 

Que meu amor não será passageiro

 

Te amarei de janeiro a janeiro...

 

 

 

(Ele para o violão e olha pra min)

 

 

 

-Até o mundo acabar - Fala e sorri me roubando um selinho

 

- Você não tocou tao mal assim - Digo e rimos logo depois

 

- e você também não cantou tão mal assim

 

 

 

Pego o celular vejo a hora 22:41

 

 

 

- Ta um pouco tarde né? Me leva pra casa?

 

- Dorme aqui...

 

- Não... hoje não, - falo e sorrio

 

- E qual vai ser a desculpa da vez?

 

-Amanha tem aula

 

-Ta dessa vez passa - ele fala rindo

 

 

 

Pego minhas roupas que ja estavam secas, me visto novamente com elas e acabo indo com o moleton dele por insistência de sua parte...

 

Ele me leva até em casa, entro sem fazer barulho e vou até meu quarto, tranco a porta, retiro as roupas e acabo dormindo apenas com o moleton do Luke, sentindo seu perfume....

 

 

 

~*~

 

Na manhã seguinte acordo com o sol batendo em meu rosto, vou no banheiro tomo um banho rápido, deixo meu cabelo solto mesmo.

 

Visto uma calça jeans que tinha uns cortes propositais, uma blusinha tomara que caia com a estampa de um panda e no pé um all star preto, quando estava indo pra coziha ouço meu pai falando no telefone...

 

 

 

Ligação on**

 

- É claro que eu ainda estou com a garota - Meu pai diz

 

- Você ainda não se livrou dela? - Uma voz estranha fala

 

- Como vou fazer isso?

 

- isso é um problema seu, se você tivesse se livrado dela quando era pequena nao teria esse problema

 

- Agora é tarde - Ele fala em um tom arrogante

 

- Onde estão?

 

-Em Atlanta

 

- No lugar onde ela nasceu? Como pode ser tão idiota, e se ela encontra a mae?

 

- Ela ja esta grande, a mãe dela nunca a reconheceria

 

- Espero que não reconheça mesmo, você intercedeu pela vida da garota, mais não vai ter ninguém que interceda pela sua

 

- isso é uma ameaça? Se me pegarem você vai cair junto

 

Ligaçao off**

 

 

 

Dou um passo mais pra perto e o all star faz barulho, assustando meu pai que desliga o celular rápido

 

 

 

- Você já acordou Clarisse? Que milagre

 

- Não exagera, acabei de sair do banho - Falo pegando uma maça na fruteira

 

- Vou indo pro trabalho

 

- Espera pai

 

- Que foi? - ele me olha assustado

 

- Meu aniversário de 18 ta chegando você lembra?

 

- Como me esqueceria?

 

- Lembra que você disse que quando fizesse 18 o senhor iria me contar o que aconteceu com minha mãe

 

- Não vem com essa historia de novo Clarisse

 

- Porque você so me chama pelo nome?

 

- Pelo oque mais deveria te chamar?

 

- De filha talvez

 

- estou atrasado, tchau Clarisse

 

 

 

Ele fala saindo, vou ate a porta com ele tentando falar alguma coisa, quando aparece o Chris e a Sam interrompendo minha passagem.

 

 

 

-Vamos? - Disse Chris

 

- Vamos. - falo pegando minhas coisas e indo com eles,

 

 

 

~*~

 

Já na escola, vamos direto pra sala, Chris vai pra dele,  eu e Sam seguimos ate a nossa, chegando atrasada, já estavam todos em seus lugares e o professor falava

 

 

 

-Licença - Falo olhando pro professor

 

- Entrem - Ele diz

 

 

 

Fomos ate nossos lugares e ele volta a falar...

 

 

 

- Como eu estava dizendo, vou querer um trabalho em grupo, os grupos vou sortear agora - Disse o professor logo em seguida pegando pedaços de papeis voltando a falar...

 

 

 

- Primeiro grupo: André, Mike, Gabriella e Vanessa...

 

 

 

Ele faz uma breve pausa,

 

 

 

- Segundo grupo: Sam, David, Juliana e Arthur

 

 

 

- Terceiro grupo: Luke, Meghan, Clarisse e Logan

 

 

 

E assim, dividindo os grupos até não ter mais alunos, olho pra Gabi

 

 

 

- Quem é Meghan? - pergunto

 

- Ta vendo aquela garota branca, com os cabelos negros, olhos exageradamente azuis? Sentada na primeira fileira? Então

 

- Ela tem uma cara de mitida

 

- E é... ela anda com a Juliana, a ruiva a esquerda dela... e com a Vanessa, que você já deve saber que é namorada do David

 

- E essa tal Meghan? É solteira também?

 

- O namorado terminou com ela tem uns dois meses

 

- Porque? - Pergunto curiosa

 

- Ninguém sabe.. nem mesmo as amigas mais próximas dela,

 

- Quem era o namorado?

 

- o capitão do time de futebol

 

 

 

Logo a aula acabou e veio outra e depois outra, enfim intervalo, saio da sala e vou acompanhando Gab e Sam até a nossa mesa com os meninos

 

 

 

Quando chegamos, ao nos sentar ali estavam, o Mike, Chris e o Léo...

 

 

 

- Que beleza de grupo que eu fui entrar em - Disse o Mike

 

- Pelo menos tem eu né - Falou Gabi

 

- Pelos menos isso - Ele fala

 

- Cade o Luke? - pergunto olhando em volta

 

- Ta no futebol, a gente deveria estar la também-  Disse o Chris

 

- Estamos precisando de uma líder de torcida pras finais do campeonato-  Falou Sam

 

- Verdade, você bem que poderia entrar Clair - Diz Gabi animada

 

- Quando sao os treinos? - pergunto

 

- depois da aula - responde Sam

 

- Vou pensar nisso – Falo


Notas Finais


Continuo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...