História You Belong With Me - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Alzack, Angel, Aquarius, Aries, Azuma, Bacchus Groh, Bickslow, Bisca Connell, Cana Alberona, Droy, Erza Scarlet, Evergreen, Flare Corona, Freed Justine, Gajeel Redfox, Gildartz, Grandine, Gray Fullbuster, Hibiki Lates, Igneel, Jackal, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Kagura Mikazuchi, Kinana, Laxus Dreyar, Layla Heartfilia, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Heartfilia, Makarov Dreyar, Minerva Orland, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Rogue Cheney, Sting Eucliffe, Taurus, Ultear Milkovich, Virgo, Yukino Aguria
Tags Nalu
Visualizações 196
Palavras 2.591
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Esporte, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi, como vão? Mais um capítulo pra vocês. Novamente agradecendo a todos os favoritos e comentários. Por favor leiam as notas finais! Boa Leitura *-*

Capítulo 16 - A Nossa Data!


Fanfic / Fanfiction You Belong With Me - Capítulo 16 - A Nossa Data!

Natsu on

   O resto do fim de semana foi bem tranquilo, no estilo Fairy Tail, mais tranquilo.

   Nós não conseguimos mesmo chegar a tempo pro café da manhã, o que deixou um moreno bem frustrado.

   Conseguimos aproveitar o resto do dia fazendo alguns dos planos que tínhamos feito pro sábado e nos divertimos bastante depois de começar uma guerra de lama perto do lago. Tudo por que, "sem querer" o Gajeel jogou uma quantidade relevante no cabelo da Erza, o que foi devolvido com total vigor.

   Consegui ficar bastante tempo com a minha loirinha, e ela parecia até um pouco mais solta perto de mim, o que não só me dá mais confiança como também me deixa feliz. Vê-la assim, sorrindo pra tudo e todos, aquece o coração de qualquer um.

   Na volta, consegui sentar ao seu lado, e disfrutar ainda mais de sua alegria enquanto me dizia o quanto aquele fim de semana foi especial pra ela.

   Pois se dependesse de mim cada minuto da vida dela se tornaria especial e inesquecível, a dando experiências incríveis e liçõdataemoráveis, tudo por ela.

   Quando retornamos a Fairy Tail eu fiquei encarregado de conferir se todos haviam chegado em segurança e mais algumas coisas, por isso fui o último a ir embora. Por já ser a noite eu realmente pensei que era o único estudante que restou, mas ao ver a dona dos fios dourados me esperando no portão da escola me dei conta de que teria companhia.

- Animada pra começar a samana com tudo? - fiz uma pergunta deveras idiota enquanto andávamos nas ruas adormecidas de Magnólia.

- Você não sabe o quanto. - a ironia presente nessa frase é forte, me tirando uma risada.

- Fica tranquila, apenas pense que esse é nosso último ano.

- Último ano do colegial você quer dizer. Ainda temos cursos, vestibular, faculdade e finalmente.....trabalhar até a morte. - disse fazendo uma pose dramática e depois rindo da sua própria atuação.

- Não exagere, ninguém disse que vida seria fácil. Mas também ninguém disse que não podemos fazer dessa dificuldade uma coisa boa.

- Sabe Natsu, eu te admiro muito. Você consegue ser positivo na maior parte do tempo, consegue ver o mundo...com outros olhos. - disse sem me olhar sorrindo pro nada.

- E quem foi que disse que você não é assim? - ela me olhou de forma curiosa, e eu só continuei andando olhando a minha frente os postes que ajudavam a iluminar a noite - Me impressiona muito o jeito que você consegue se erguer independente do tamanho da queda. Conheço você a tempo suficiente pra saber sobre o que você enfrentou e enfrenta até hoje, mas olha pra você! Sempre sorrindo e disposta a tudo pra não deixar o sorriso de alguém que ama sumir. Isso também é ser positivo, é ser capaz de superar, e acreditar que no futuro a vida vai te recompensar do melhor jeito. - a olhei sorrindo de forma afetuosa e ela me retribuiu da mesma maneira.

- O seu sorriso é bonito demais pra deixar sumir. - disse em um tom baixo, como se dissesse mais pra si mesma do que pra mim. A olhei um pouco confuso e ela sorriu mais abertamente - Vamos sr. Positividade, amanhã nós temos que levantar cedo.

- Bom, ainda são oito e meia da noite, mas se você quer tanto assim dormir, eu vou. - eu não estava mentindo, era realmente aquele horário. Ela me olhou desafiadora e depois riu pelo nariz.

- Anda logo. - pegou minha mão me puxando e aproveitei pra entrelaçar nossas mãos e ficar um pouco mais perto, recebendo um aperto de sua parte.

   Seguimos assim, andando lado a lado em um silêncio acolhedor sentindo a mudança de clima entre a Blue Pagasus e Magnólia.

   A deixei na porta de casa recebendo um beijo na bochecha como despedida, e apesar de estar querendo um outro tipo de beijo, só encostei meu nariz no seu a desejando Boa Noite e indo pra casa.

   [...]

   Já pela manhã recebo uma mensagem enquanto estava escovando os dentes, peguei o celular segurando a escova na boca e li o seguinte:

   Jellal:

   Início dos preparativos para a nossa data já foram alertados. Mesmo lugar e horário de sempre.

   Tinha que ser o Jellal mesmo, até mandando mensagem ele é estranho, parece até uma missão suicida.

   Mas agora que parei pra pensar, está mais perto do que eu me lembrava, se não me engano o Gajeel me disse isso quando me chamou pra ir a pizzaria com eles.

   "- É........ Natsu - Gajeel me chama e eu o olho, ele parece meio receoso - Bom é que mesmo os jogos terem apenas começado muitos de nós ganhamos em alguma modalidade, sem falar que a "nossa data" está próxima então decidimos que iriamos hoje a noite em uma Pizzaria, só pra nos divertimos um pouco. O pessoal já está dentro e mesmo não sendo como antes você também é nosso amigo, o que me diz? Topa?"

   Acho que por conta da minha ausência eu estranhei um pouco. A "nossa data" não é nada mais que uma tradição criada por todos nós há alguns anos. Eu não diria que ela é uma data comemorativa, afinal o objetivo dela é outro.

   Daqui a alguns dias, mas especificamente no sábado, é aniversário da Luce. Até aí você sabe que é uma data comum e que todos esperam ansiosos por ela não importa a idade. Mas a Luce nunca comemora o próprio aniversário, isso vem do fato de que dias antes de completar mais um ano de vida, é aniversário da morte de seu pai Jude.

   O acidente em que o pai da Luce se envolveu foi justamente quando estava voltando para o aniversário da filha. Ela ainda era uma criança, não entendia muita coisa da vida, mas ela sabia, que apartir dali, ela não veria mais seu pai.

   Sua casa se encheu de tristeza, e a data tão esperada que devia ser comemorada com alegria, não passou de mais um dia de lamentações e lágrimas de saudade.

   Não existia mais clima pra aquilo, e ela tinha consciência disso. Todo ano é igual, ela e a Tia Layla vão ao cemitério, e tanto por respeito quanto tristeza, a própria Luce decidiu não festejar nessa época do ano.

   Quando a conheci eu ainda não sabia da maioria dessas coisas, só tinha a consciência de que em certo período do ano ela ficava mais cabisbaixa, e passava quase todo tempo deitada na grama do quintal observando as estrelas com um olhar nostálgico e cansado.

   Aos poucos ela foi me contando a causa da morte do seu pai, e quando a Tia Layla me disse que ele morreu dias antes de seu aniversário eu finalmente me toquei do que se tratava tanta angústia presente na casa.

   Nossos amigos também eram cientes da situação, e nenhum deles tocava no assunto e faziam questão de deixar a Luce mais na dela.

    Mas sabem, ver a pessoa que você gosta, ou até mesmo seu amigo triste, te deixa triste também. E foi com esse pensamento que todos nós criamos a "nossa data", nunca teve um nome específico, só chamamos assim por ser o dia de todos nós. O dia em que nos juntamos a beira da praia e juntos soltamos fogos coloridos nos céu, assim  ilumindando o coraçãozinho triste da minha pequena.

   Desde então fazemos isso todos os anos um dia depois da morte de Jude, e tem funcionado muito bem, a Luce ainda não gosta muito da ideia de comemorar o aniversário, mas ela fica bem mais feliz depois de sairmos da praia.

   Terminei de escovar os dentes e desci pra tomar café vendo meu pai já arrumado pra sair.

  

   Como estamos em plena segunda, iremos comemorar na quinta, já que quarta elas vão ao cemitério. A Erza cuida dos doces, o Gray das bebidas, o Gajeel trás os fogos e eu era responsável pelo presente.....é mesmo eu preciso de um presente urgente!

- Bom dia. - disse me sentando junto dele.

- Ótimo dia! - me respondeu com um sorriso bem radiante.

- Posso saber o motivo dessa animação toda?

- Nada de mais, só acredito que esse dia vai ser muito bom. - se levandou e deu um beijo no topo da minha cabeça - Até mais tarde filho, boa escola.

- Até!

   Meu pai saiu pela porta cantarolando, o que será que houve durante o fim de semana? Quando ele chegar eu faço meu interrogatório, agora é melhor eu ir andando.

   Saio de casa e ao fechar a porta vejo a Luce saindo e se despedindo da mãe.

- Bom dia pequena. - digo a olhando e vou em direção ao passeio, ela faz o mesmo ficando do meu lado.

- Bom dia Natsu. - ela me responde calma e serena com um mínimo sorriso.

- Er...Luce, assim, tem algo que você queira? ou precise sei lá. - eu pretendia conseguir um presente pra ela amanhã, mas não faço ideia do que ela vá gosta em plenos dezoito anos. Isso não costumava ser tão difícil assim antes.

   Ela me olha confusa, logo suavisando o rosto e segurando minha mão como eu fiz ontem a noite. Entrelaçou nossos dedos e suspirou olhando pra mim.

- Natsu, não precisa me dar nada. Tudo que eu recebo de vocês durante o ano já é o suficiente! Sem contar o que vocês fazem nessa época do ano. Isso vem daqui - ela colocou seu dedo indicador no meu peito e sorriu carinhosa - e isso vale mais do que qualquer presente ou bem material.

   Sorri com isso, mas logo murmurrei:

- Eu ainda não desisti da ideia. - ela riu fraco voltando a olhar pra frente.

- Sabia que não ia ser tão fácil te convencer, mas mesmo assim obrigada, ter vocês do meu lado torna tudo menos doloroso. - ela solta um suspiro e com minha mão livre a puxo pra um abraço breve, e deposito um beijo no topo de sua cabeça ainda com as mãos entrelaçadas.

- Sabia que estava rolando uma coisa diferente entre vocês dois Ge-he. - essa risada bizarra só tem um dono. Nos afastamos nos mantendo de mãos dadas, o que não passou despercebido por Levy que estava abraçada ao namorado.

- Lu-chan já estão namorando e não contaram pra nós? Deixa eu adivinhar, vocês gostam do escondido não é? - Levy disse maliciosa, provocando em nós dois a fervura na região das bochechas.

- C-Calada Levy. - Luce esbravejou para a menor que agora se divertia junto ao namorado pela nossa reação.

- Olha só baixinha, eles não negaram que gostam Ge-he.

- Quer dizer que meu palpite estava certo, olha só como estão bonitinhos assim de mãos dadas. - ela fez uma cara de fofura apontando pra nós que desfizemos as mãos rapidamente.

- Não tem nada haver! - dissemos juntos e os dois pararam de rir, nos olhando por segundos antes de abrirem um grande sorriso.

- Bem, vamos dar tempo ao tempo. - disse Levy com as mãos na cintura olhando pra nós.

- Exatamente. - respondeu Gajeel segurando a mão de Levy e começando a andar na nossa frente em direção ao colégio.

- O que vocês querem dizer com isso? - Luce perguntou ainda meio constrangida ao meu lado. Mas a única coisa que fizeram foi dizer:

- Vão ficar parados aí? Ainda temos aulas pra assistir.

   Apenas começamos a os acompanhar um pouco atrás, não voltamos a dar as mãos e a caminhada foi um pouco silenciosa, a não ser pelo casal mais que animado a nossa frente.

   Eu ainda tenho que pensar em um bom presente pra Luce até quinta, acho que vou pedir ajuda a Lis ou até a Juvia já que das meninas ela é a mais chegada na Luce.

   Quando chegamos a escola os garotos do time me comprimentaram normalmente, eles não ficaram nervosos por eu parar de me sentar com eles e muito menos por eu terminar com a Minerva, eles me deram muita força com isso, até mesmo Jackal me apoiou dizendo que o Sting sim é o par perfeito da Minerva.

   Nossos amigos desde muito tempo chegam mais cedo, por isso eu até estranhei me encontrar com Levy e Gajeel no caminho pra cá.

- Oi pessoas, trouxemos o casal não assumido. - disse Levy só pra provocar.

- Acho que já disse pra parar com isso não é Levy? - Luce lançou um olhar mortal na direção da amiga a fazendo recuar um pouco.

- Bom dia! - disse sorrindo e todos me responderam igualmente.

- Bom dia!

   Nos sentamos todos juntos e ouço Juvia dizer:

- Lu, a Lis veio aqui agora a pouco, ela disse que falar com você, pra hoje. - Luce que já havia se sentando voltou a levantar com sua mochila e um semblante levemente preocupado.

- Será que aconteceu alguma coisa? - ela perguntou de pé em frente a mesa.

- Duvido muito, ela parecia era bem alegre quando veio aqui. Até perguntei se ela queria sentar com a gente, mas ela recusou dizendo que estava muito acupada com algo. - disse Erza com a cabeça encostada no ombro do Jellal.

- Obrigada,vou lá pra ver se ela precisa de algo, até. - disse já se virando e indo até o prédio da escola.

- Até. - todos disseram em uníssono. Erza continuava a olhar a loira de distanciando cada vez mais até que disse:

- Então, como vão os preparativos?

- Não me digam que vocês disseram isso só pra ela não ouvir? - perguntei olhando pra Erza.

- Não, na verdade a Lis realmente veio aqui procurando ela, só preferimos esperar ela sair. - me respondeu simplesmente.

- Eu e Gajeel vamos comprar os fogos hoje. - disse a baixinha ao meu lado esquerdo levantando a mão e a ruiva assente.

- Vou fazer alguns doces amanhã por que vou precisar da ajuda da Levy. - ela disse e a azulada assentiu.

- Juvia vai com Gray ao mercado pra comprar refrigerantes, não é por que ela está fazendo dezoito que vamos embebedar ela. - Juvia disse autoritária e concordamos, nosso grupo não é de beber, e os que bebem aqui são muito raramente. Nossa lógica é nos divertir e lembrar de tudo no dia seguinte.

- E você Natsu, como vai o presente? Antes encarregavamos o Jellal disso, mas ele não leva muito jeito pra presentear uma garota que não seja a Erza. - disse Juvia com uma gota na cabeça.

- Então, temos um pequeno problema. Eu não faço ideia do que dar a ela. - todos me olharam como se dissessem " se você não sabe, imagina a gente!".

- Não tem nada que ela queira ganhar? - Gray me perguntou.

- Eu até tentei perguntar, mas vocês conhecem a Luce, ela não vai ceder tão fácil. - eles suspiraram e Erza cruzou os braços.

- Bom, cada um de nós está envolvido com algo, então sinto muito Natsu, mas isso depende de você. - ela disse me olhando seriamente.

- Pode deixar, vou pensar em algo a tempo. - eu espero.

- Estamos contando com isso. - me respondeu e logo o clima descontraído voltou a mesa, mas a Luce não. Acho que só vou conseguir vê-la no intervalo pois o sinal indicando o início das aulas soou pelo pátio onde estávamos.

   Minha única preocução agora é outra, conseguir um bom presente...

            E a tempo!

  

  

 

   


Notas Finais


Oque acharam do capítulo? Gostaram?
Sei que não aconteceu muita coisa, mais é que como eu estava muito ocupada essa semana eu fiz meio na pressa, me desculpem.
Quero pedir um pequeno favor a vocês, quem tiver favoritado a fic favor confeirir se ela ainda está na sua lista de favoritos. Eu não sei o que está acontecendo, mas o Spirit está excluindo os favoritos da minha fanfic e isso me deixa muito chateada. Um exemplo é que se três favoritos chegarem ou ele adiciona só dois e o outro é como se nunca tivesse existido, ou então ao invés de adicionar ele excluí três favoritos que já estavam na fic. Eu fiquei com muita raiva essa semana, eu perdi no mínimo uns seis favoritos por conta disso. Então quem puder confeirir ou souber o por quê disso acontecer eu ficaria muito agradecida. Bom, é isso. Obrigada por lerem mais um capítulo e até sábado que vem. Beijão
FALOU!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...