História You better know(Vmin) - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Drama(tragédia), Escolar, Jikook, Romance, Vhope, Vmin, Yaoi, Yoonseok
Visualizações 53
Palavras 1.504
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Fluffy, Lemon, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tchan
Perdoem a tia infires aq pois disse que o cap sairia ontem mas não saiu 🌚💔
Ponho a culpa em meu celular que descarregou e no carregador que estava em outras mãos, mãos muito malvadas
Enfim, aí está o cap, espero que gostem
Boa leitura 💚

Capítulo 19 - Perda


Fanfic / Fanfiction You better know(Vmin) - Capítulo 19 - Perda

Hoseok p.o.v.s 


Minha irmã entrou no quarto novamente, eu não queria vê-la, isso valia para todos, meu coração estava em pedaços, eu não queria conversa, contato visual, companhia. 

—O Que você quer agora, garota? Não mandei me deixar sozinho? — Tirei os fones, ainda deitado, deixando meu braço cair folgadamente para o lado vago da cama.

— Seok eu  preciso falar com você.. desabafar sobre algo.. você me prometeu, lembra..? — Se aproximou de minha cama, aos prantos.

— Não é uma boa hora, mejiwoo.— Coloquei os fones de novo. 

— Mas é importante..— A cortei.

— Nada para mim é mais importante do que ficar em paz agora, nem mesmo seus problemas e desabafos, guarde pra você. — Virei para a parede e mesmo de fone pude ouvir a porta do quarto sendo fechada com força.

1 hora antes...

Jimin p.o.v.s 


Havia tido uma conversa com Taehyung sobre a exagerada aproximação dele e da irmã do Hoseok. Pelo menos era exagerada na minha visão.

Ele se convidou para ir na minha casa, já que meus pais não estariam, para podermos jogar videogames e comer umas besteiras como de costume de um casal de gordos internos como nós. Aceitei pois estava afim de comer, e de dar uns beijos também. 

Não deu nem 15 minutos que o respondi e lá estava ele parado em minha porta com duas sacolas em mãos. Comida, amém.

— Oi amor — Sorri e o cumprimentei com um beijo que logo foi retribuído.

— Uurgh.. vão para um motel! — A voz irritante de meu primo soou. Como pode uma criança de 9 anos ser tão irritante e respondona?

— Quem é ele ? — Tae me olhou com uma sobrancelha arqueada.

— Só um pequeno grande incômodo para nosso final de tarde.. tentei te ligar mas só caía na caixa postal.

— Meu celular não estava com muita bateria, então deixei em casa carregando, não achei que fosse usar..

Coloquei a mão em seu bolso e tirei seu celular de lá com a bateria em 88%. 

— Tá eu gosto do toque então demorei pra atender..— Ri.

— Taehyung voce é uma peça rara.— Sorri para o mais alto e entramos.

Taehyung inventou um jogo do "de esconder e não sair até tal horário". Meu primo caiu nessa, pelo menos por uns 5 minutos, quando resolveu descer logo no momento em que estávamos nos pegando no sofá. Acho que o deixei traumatizado. Acabamos brincando com aquela peste até o mesmo se cansar  ir dormir. Porém não poupamos nossos gritos e risadas escandalosas dadas após o término do jogo, na qual eu estava perdendo pela 2638823° vez. Que porra.

— VOCÊ ESTÁ ROUBANDO! —Disse agora, cruzando os braços fazendo um bico fofo que logo foi mordido pelo maior.

— Não estou não. Só abra essa boca se for para admitir o quão é ruim nesse jogo. — Ri tomando um gole de meu refrigerante.

— Você só coloca os que eu não sei jogar. — Fiz cara emburrada.

— Mas já coloquei 12 jogos diferente, Jimin.— Riu alto.

— 'Ce me respeita viu Taehyung. — Coloquei as mãos na cintura em tom de brincadeira e o mesmo riu.

O momento foi interrompido por seu celular tocando. You better know. Agora entendi o motivo dele ficar ouvindo o toque ao envés de atender o celular. Mas estava junto á ele e não o deixaria perder outra chamada.

— Atende essa porra logo. — Ri me sentando em seu colo com uma perna de cada lado de seu corpo recebendo um suspiro em troca.

— Qual é Jiminnie, não ferra comigo.. — Riu e atendeu, seu sorriso foi substituído por uma cara de preocupação. — Hoseok..? Calma.. por que está chorando..? Me conte o que aconteceu..— O olhei curioso e recebi um olhar que transmitia tristeza ou surpresa, não soube dizer na hora, só o vi encher de lágrimas no mesmo momento.


*******


— Hoseok como assim? Como isso Aconteceu? — Disse aos prantos.

Flashback on

Hoseok POVS


Estava numa tarde, um dia depois de toda aquela briga de meus pais se repetir pela milésima vez, briguei com Mejiwoo, estava tão irritado que nem percebi no meu tom de voz e muito menos em minhas palavras. 

Eram exatas 16:00 e eu estava sozinho no quarto, não comia desde que vi aquela cena de Vmin.. nojo. Decidi descer e ver se conseguia enfiar alguma coisa goela abaixo, e aproveitar para fazer as pazes com minha irmã, me arrependi muito de ter falado de tal maneira com ela. Pensei melhor, por que não sair e comprar flores para ela? Ela adorava flores. Sai e fui em busca das rosas brancas mais bonitas que eu encontrasse, comprei junto de uma caixa de seus chocolates favoritos. Eu tenho certeza que ela vai me perdoar e vamos passar o resto da tarde vendo filmes de terror e assustando um ao outro durante à noite.

Corri para casa, entrei e fechei a porta com o pé.

— MEJIWOO VEM AQUI. — Gritei animado. Sem resposta.

Essa garotinha viu.. corri até o quarto e a vi deitada na cama, virada para a parede abraçada a seu ursinho como de costume. Fofa. 

— Maninha, olha o que eu trouxe para você. — Sorri parado em sua frente. Sem resposta, ela era muito difícil. — Olha.. eu queria me desculpar pelo que fiz ontem.. pode olhar para mim...? — Perguntei, vendo a mesma se virar para mim e abrir um sorriso fofo.

— Claro maninho.. — Me abraçou.

— Que tal nós dois irmos assistir um filme de terror..? Para depois eu puxar seu pé a noite sua medrosa. — Ri.

— Você vai ver a medrosa sr. Coragem. —Bateu em mim com um travesseiro e ficamos brincando em sua cama, acabamos pegando no sono.

3 hrs depois acordei na beira de sua cama, ela estava virada para mim, abraçada com seu urso, que cobria seu rosto.

— Mana, vamos ver o filme agora, acabei dormindo. — ri tirando o urso de seu rosto e a fazendo cócegas. Sem reação.

A chamei novamente e não obtive resposta. Depois de longos minutos a cutucando, notei um pequeno potinho ao lado de seu travesseiro, nele continha 3 comprimidos daqueles que você toma para dormir, muito usado por pessoas com insônia. Vi que o mesmo estava cheio horas antes, pois aquele frasco .. era meu..

Fiz de tudo para reanima-la, balancei seu corpo, puxei seus braços enquanto gritava inúmeras vezes por seu nome. Sem resposta.

Eu não queria acreditar que aquilo havia acontecido de verdade, a levei para o banheiro, entramos debaixo da água fria que caía do chuveiro e coloquei meus dedos em sua língua, na intenção de fazê-la vomitar, fiquei por quase 1 hora ali. Sem sucesso. Me pus a chorar, mais do que já estava desde o momento em que percebi que sua respiração não existia mais, assim como seu pulso.

Chorei feito um louco, gritava, soluçava enquanto abraçava seu corpo. Aquilo era culpa minha. Vi algo quase se desfazendo em meu bolso, tirei do mesmo logo vendo uma carta.

Hoseok.

Você é o melhor irmão do mundo, eu te amo com todas minhas forças restantes de agora, por mais que você estivesse estressado demais para me ouvir e ajudar, eu ainda te amo, maninho.

Quero te passar algo, um aviso. Nunca deixe de ouvir alguém que está necessitado de ajuda, nunca fique deprimido por alguém que não te merece, e por último, não confie no papai, eu seria mãe por causa dele, ele fez isso comigo. Eu seria uma omma maravilhosa, afinal era meu sonho, mas eu tinha intenção de realizado com alguém que amo e por minha vontade, e não sendo fruto de um abuso. Não estou me aguentando, Appa abusou de meu corpo e mente, omma não tem mais amor nem confiança em mim, enquanto a você..? Está muito magoado para ouvir desabafos, não penso em mais nada, sinto muito por acabar assim. Mas agora que fui embora, você não terá que se preocupar em ouvir problemas de uma garota, terá tempo o bastante para você estudar e agir como está.

Eu te amo, demais, isso nada irá mudar

-Mejiwoo

Flashback off

Taehyung POVS


— M-mas Hoseok.. como..? Quando..? Isso não faz sentido! — Eu molhava ainda mais a carta com minhas lágrimas.

— Seok eu.. eu sinto muito.. — Jimin se aproximou de Hoseok, que se afastou de imediato.

— NÃO.. NÃO.. EU SOU UM MONSTRO.. ISSO É CULPA MINHA..— Ele andava para trás.

— É verdade, mas tente se acalmar. 

— JIMIN! — o fitei.

— Foi mal. — Me olhou. — Olha Seok.. deixa a gente te ajudar..

— NÃO.. ME DEIXEM EM PAZ.. — Correu numa velocidade que não conseguiríamos alcançar à pé oelo simples fato de que éramos velhos por dentro.

Peguei uma bike que vi no caminho e Jimin subiu na garupa, sai em disparada atrás dele, que havia entrado em uma construção, provavelmente para se esconder. Ele está sofrendo, perdeu a irmã quase que da mesma maneira que perdeu a mãe, e ainda se xuloava por isso. Disse que estava tão magoado que colocou seus sentimentos na frente dos dela.

Mas o que não paro de me perguntar é: O que o deixou tão triste a ponto de chegarmos a isso..? 


. . .




Notas Finais


Opa.oi.turubom.com
Espero que tenham gostado, tava meio sem ideia para fazer diálogos.
Aproveitando o moment aqui, vou começar uma nova fic hybrid do Minseok 🌚 fiquem de olho


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...