História You Came For Me? - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Aquarius, Bacchus Groh, Bickslow, Cana Alberona, Carla (Charle), Elfman Strauss, Erza Scarlet, Evergreen, Gajeel Redfox, Gildartz, Grandine, Gray Fullbuster, Happy, Igneel, Jellal Fernandes, Jenny Realight, Jude Heartfilia, Jura Neekis, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Makarov Dreyar, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Personagens Originais, Risley Law, Romeo Conbolt, Wendy Marvell
Tags Nalu, Romance
Visualizações 74
Palavras 1.719
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiee

Desculpem pela demora, mas está ai.

B
O
A

L
E
I
T
U
R
A


Capítulo 27 - Começaremos como amigos, certo?


 

Natsu: Que fofa... - Falou baixou, porém, escutei. Ai senhor, como ele consegue me deixar nesse estado só com essas simples palavras?

Lucy: V-Vamos logo. - Disse andando rápido na frente.

Se ele me deixou assim só com isso, não consigo imaginar como irei ficar com o resto do dia.

___*___

Depois de sairmos da sorveteria, Natsu me levou para diversos lugares, não paramos de andar por nem um segundo, estava morta de cansaço. 

Quando ele finalmente ficou com dó de mim nós paramos no parque de novo para descansar.

Natsu: Calma, nosso encontro não acabou ainda. 

Lucy: Para de falar isso! - Suspirei. - Se você só estava no tédio, isso não é considerado um encontro, né? Idiota. - Corei.

Natsu: Lucy, você é lerda que dói. - Deu um longo suspiro.

Lucy: Escuto muito isso. - Dei uma risadinha baixa. - Só não sei o porquê.

Natsu: Lucy... Me entenda... Se eu disse que tava no tédio, era porque eu estava com vergonha de falar encontro, simples assim! Captou? - Disse bem diretamente, óbvio que fiquei vermelha, quem não ficaria? Enquanto eu murmurava um monte de coisas, passava um caminhãozinho de sorvete pelo local.

Lucy: Não seja direto assim, eu acabo gostando mais de você, idiota. - Sussurrei com a mão na testa.

Natsu: Hã? Não escutei direito Luce, repita. 

Lucy: Não é nada, fósforo! - Disse cutucando o idiota.

Natsu: O que você disse, loira de farmácia? - Falou provocante.

Lucy: É natural! Isso tudo é inveja? - Mostro a língua.

~*~

Depois começamos a fazer cosquinhas um no outro feito crianças, as pessoas no parque ficavam nos encarando, mas estava me divertindo demais para me preocupar com isso.

E mais depois ainda, o Natsu começou a correria tudo de novo, até no shopping ele me acompanhou, ficou reclamando sem parar, mas ele ainda me ajudava com as coisas, percebia que as vezes ele me encarava pensativo, apenas ignorei.

~*~

Filho de uma vaca, ele sabia exatamente que não podia ver "O Chamado" que já me cagava de medo, e mesmo assim ele ainda me levou pra ver isso, minha sorte que tinha uma pessoa com uns 2 metros de altura na minha frente e não conseguia ver nada, porém, o bundão percebeu, e me colocou do outro lado que estava vazio, o universo como trabalho oficial dele, me fodeu, só tinha pessoas menores que 1,60 na minha frente agora. Mas acho que o Natsu viu o meu medo no filme e segurou minha mão, teria sido perfeito se depois disso ele não começasse a tacar pipoca em mim, ele não consegue ser fofo mesmo, isso não é um cargo que ele possa ocupar.

~*~

Natsu: Você é fraca mesmo, hein?! Foi só o monstrinho gritar que você gritou junto com ele, passei maior vergonha. - Disse me acompanhando pra fora da sala de cinema. Por mais que ele tenha falado meio bravo, ele ainda assim me segurava, já que tinha saído meio zonza de lá de dentro.

Lucy: Você me diz isso, mas desde a hora que você segurou minha mão nunca mais soltou. - Disse fazendo uma risadinha malvada, e apontando para nossas mãos.

Natsu: C-C-Claro se não você ia sair batendo em tudo! - Disse envergonhado. - Quer tomar alguma coisa? Você não está nada bem... se tivesse segurado meu braço na hora do filme, não estaria nesse estado. - Corei.

Lucy: I-Idiota, pra começo de conversa a culpa é sua por me levar nesse filme que eu odeio! - Disse inflando as bochechas.

Natsu: Sim! Por isso mesmo que eu te trouxe. - Riu despreocupado. Vou dar um soco nesse sorrisinho lindo.

~*~

Natsu tinha me levado até em casa, cheguei lá era 18:30. Faltava 30 minutos para o encontro do Larcade e da Cana.

Estava eu tirando meus sapatos quando vejo um vulto passar por mim.

Larcade: Meu Deus! Meus sapat-- - Voltou para trás. - Oh Lucy, como foi? - Disse com um olhar malicioso.

Lucy: Cala a boca, você não vai me ferrar de novo! - Disse tapando a boca dele. - Enfim, é melhor você ir se arrumando. - Subi antes que ele pudesse falar mais alguma coisa.

Natsu:ON

Sim, eu ouvi aquilo "Não seja direto assim, eu acabo gostando mais de você, idiota." e quero acreditar que foi só coisa da minha cabeça, mas mesmo assim eu não consigo parar de pensar nisso, eu estou começando a ficar louco com tudo isso, ela gosta de mim? E se gostar eu deveria me confessar? Mas e se eu tiver ouvido errado? Não aguento mais essas dúvidas.

Vou falar com o Happy, perguntar se ela disse algo para ele.

Celular:ON

(18:42)Natsu: Happy?

(18:43)Happy: Oi?

(18:43)Natsu: Queria falar com você sobre uma coisa.

(18:43)Happy: É sobre a Lucy né?

(18:43)Natsu: Sim...

(18:44)Happy: Sabia... Vocês dois só me chamam quando querem saber coisas um do outro, me sinto excluído.

(18:44)Natsu: A Lucy pefgunta coisas aobre nim? - Digitei tremendo.

(18:44)Happy: Acalma os dedos aí jovem, ela só pergunta sobre os seus segredos. - Happy: "Quasee..."

(18:45)Natsu: Ah... Eu escutei algo dela hoje, mas n sei se ouvi direito.

(18:45)Happy: O QUÊ? :3

(18:45)Natsu: Algo como "não seja direto assim, eu acabo gostando mais de você, IDIOTA", ela me chamou de idiota disso eu tenho certeza absoluta, só ela pegou esse costume de falar "idiota" pra mim.

(18:46)Happy: Não! Ela não me falou nada sobre isso. - Happy: "Não vou te dar esse gostinho, ainda é muito cedo."

(18:47)Natsu: Oh...

Celular:OFF

Agora eu realmente não sei, eu devo ou não acreditar nos meus ouvidos? De alguma forma eu consegui enrolar na hora e não ficar transparente, mas deu muita vergonha. Me pergunto como ela lerda de um jeito que só ela consegue ser, falou isso.

Natsu:OFF

Lucy:ON

Larcade: Lucy, o que eu faço? estou desesperado, não sei o que fazer, estou ficando louco. - Disse roendo as unhas.

Lucy: Para de roer! Isso me agonia, relaxa, ainda é... 18:48! CORRE LARCADE! VOCÊ ESTÁ ATRASADO! - Vou dar um pouco de desespero pra ele... Sei que ela vai chegar mais atrasada ainda.

Larcade: Meu Deus! MAS EU VOU DE CARRO! MINHAS CHAVES SUMIRAM! - Começo a gargalhar do jeito que ele fica quando esta nervoso, é inevitável!

Lucy: Tá lá no balcão na cozinha! - Grito para ele. Vejo o mesmo descendo as escadas todo desengonçado, e volto pro quarto.

Ouço um barulho alto.

Larcade: Meu dedinho caramba!

Lucy: É tão difícil pegar a chave e correr pro carro? - Berro pra ele ouvir, rindo em seguida. 

Larcade: Xiu, lerda! - Grita me provocando.

Não é que eu seja lerda, eu apenas... Não gosto de me iludir criando esperanças falsas, já me arrependi muito por causa disso.

Lucy: LOIRO DE FARMÁCIA!

Larcade: SE EU SOU, VOCÊ É TAMBÉM! - Grita lá de baixo, dando partida no carro e saindo logo em seguida. O que nossos vizinhos devem pensar da gente, meu Deus.

~*~

Larcade:ON

Chego 18:59 no local, ela ainda não chegou... Será que eu levei um bolo de uma garota que eu nunca vi?

Cana: V-Você é o Larcade, né? - Diz corada, sem jeito. Uma leve impressão de que ela não está corada e sim bêbada, mas tudo bem, ela é bem mais bonita do que eu vi nas fotos. Ela estava com um vestido branco todo rendado (Notas), e que por sinal destacavam bem seus seios fartos, espera, pra onde eu to olhando? Que vergonha.

Larcade: Por favor, sente-se. - Eu estou com muita vergonha, vou estragar tudo.

Cana: Você é fofo. - Diz se sentando a minha frente. - É tímido, gosto de homens assim. - Posicionou os cotovelos na mesa, colocando a cabeça em cima das mãos cruzadas. Estou com muita vergonha pra reagir a isso.

Larcade: S-Sério?... - Me escondo atrás do cardápio. - O que vai querer?

Cana: Deixarei você escolher. - Sorriu.

~*~

Cana: Você é um cara legal, gostei de você, é bom pra beber, Hic.

Larcade: Você também é uma pessoa interessante, Hic. - Uma coisa que eu nunca pensei que ia colocar na boca virou algo delicioso.(É a cerveja seus mente poluída.)

Estou distraído tendo uma conversa com as pessoas no local (embora metade estejam me ignorando.), quando a morena de repente me puxa e sela nossos lábios num beijo ousado, "perigosa" foi o que pensei, poderia dizer com facilidade que esse foi um dos melhores beijos que já tive, não sei se era por causa do álcool, só sei que eu queria mais e mais.

~*~

Depois que ela finalmente parou um pouco, coloquei ela sentada no banco do parque, havíamos saído do restaurante afinal já era 4:32 da manhã, eu já estava sóbrio, porém ela... Parece que só piorava.

~*~

Levei ela até a casa dela, claro, não iria deixá-la ir naquele estado, embora ela já parecia acostumada com aquilo.

Cana: Começaremos como amigos, certo? - Disse me puxando novamente para o beijo. Agora eu não entendi, somos amigos certo? Então por quê? Esquece, é uma garota complicada, porém gostei realmente dela, sinto que poderia me apaixonar por ela, claro, se ela parece de beber um pouco (Caçadores de referências? Cade vocês?).

__*__

Voltei pra casa exausto, tinha uma chave reserva, então entrei em silêncio para o Jude não me pegar chegando essas horas.

Teria sido perfeito se não tivesse ouvido passos, fui puxado pra um lugar escuro, estava no segundo andar, mas não sabia em qual parte dele.

Lucy: Você não tem jeito! Isso é hora de chegar em casa? - Era a loira com uma cara nada agradável.

Virgo: Senhor Larcade, por favor, tome perfume. - Disse sem reação.

Larcade: É o quê?

Virgo: Você está com bafo de cerveja, se o senhor Jude lhe pegar, ele não terá piedade. - Disse séria.

Lucy: Pelo visto a noite foi boa. - Deu aquela maldita risada.

Virgo: Lucy, vá dormir, já esta na hora. - Disse colocando a loira na cama, me segurei pra não rir.

Lucy: Aff. - Fez beiço.

Virgo: Você também senhor Larcade! - Sério isso?

Larcade:OFF

Lucy:ON

Vi os dois se retirarem do quarto, Virgo dando puxões de orelha no Larcade e ele reclamando.

Sinto que disse algo que não devia, estou com isso desde meu encontro com o Natsu, isso não é nada bom...
 


Notas Finais


Huhsuahsua vamos acelerar um pouco essa bagaça.

Era para mim ter postado ontem, mas acabei me distraindo e minha irmã desligou o notebook... POIS É!

Sayonara (づ ̄ ³ ̄)づ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...