História You can be my boss - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), The GazettE
Personagens Aoi, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Rap Monster, Reita, Ruki, Suga, Uruha, V
Tags 2hope, Abo, Alfa, Aoi, Aoiha, Aoiseok, Bdsm, Beta, Daddy Kink, Incesto, Jikook, Kai, Linseok, Namjin, Ômega, Reituki, Taegi
Visualizações 2.399
Palavras 1.330
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drabble, Drabs, Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Harem, Lemon, Policial, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Para quem se acostumou com o Hoseok amorzinho de Fera, tira o cavalinho da chuva antes de ler esse capítulo!

Boa leitura ferinhas (pronto achei apelido pros meus leitores já que neném é restrito à Karol e o Yoongi)

Capítulo 5 - 5. Abra a boca


- Abra a boca. - O alfa ditou, segurava um cateter na mão envolvida pela luva cirúrgica, um palito com uma anestesia pastosa na outra. O ômega negou com a cabeça, toda a coragem que possuía havia simplesmente evaporado feito água. - Linseok se você não abrir a boca não tem como eu passar a anestesia e colocar o piercing nessa sua língua.

- M-Mas Hobi, vai doer? - Hoseok respirou fundo. Que pelo amor da Lua, recebesse paciência.

- Isso aqui é anestesia Linseok. Não vai doer. - Sorriu ao final da frase visando passar toda sua segurança para Linseok. Hesitante, o ômega de cabelos vermelhos abriu a boca e fechou os olhos enquanto o alfa começava os procedimentos. Mesmo tendo dezesseis anos Hoseok trabalhava com um estúdio body piercing clandestino disfarçado de livraria. Ele mesmo havia colocado os piercings que tinha na sobrancelha, orelhas e lábio inferior. - Viu? Não doeu.

O ômega sorriu mesmo que estranhasse a presença do objeto transpassado em sua língua. Havia pedido para colocar porque gostava do jeito que as pessoas pareciam se divertir brincando com a jóia.

- Escove os dentes normalmente, evite qualquer alimento cítrico, não escove a língua, não beije, não faça sexo oral. Esses são os cuidados mais importantes ok? Beba água gelada ou chupe gelo, ajuda na cicatrização, e não brinque com o piercing. Você pode trocar por outro daqui cinquenta dias.

O ômega assentiu sem ter certeza se entendeu tudo que Hoseok havia falado.

- T-Taehyung disse que e-era pra gente fechar a livraria às seis. - Reclamou da dificuldade de falar e Hoseok arqueou a sobrancelha sem ligar muito. - Nós.. Vamos fechar daqui a trinta minutos então. Ah que horrível falar com isso na língua!

- Foi você que pediu, não reclame Linseok. - O alfa disse com seu usual tom de frieza, em seguida deu as costas ao ômega, rumando para frente do estabelecimento. Linseok suspirou segurando a vontade de chorar, sempre se magoava com o jeito indolente do irmão seis minutos mais velho.

Com um nó em sua garganta seguiu para a parte da livraria, onde sorriu para Jimin, que acabava de entrar para seu ritual de leitura.

Hoseok viu o sorriso do irmão para o outro alfa, mas apenas reafirmou para si mesmo, que deveria deixar Linseok cuidar da própria vida.

...

Yoongi se afastou com as bochechas em chamas, os pequenos olhos agora estavam arregalados, como diabos um beijo poderia deixá-lo tão quente? Taehyung era muito instenso. Se beijando já era assim...

- P-Por que tão d-de repente? - As mãos ainda cobriam a pequena boca avermelhada. O alfa sorriu.

- Porque toda vez que você fala com essa manha natural que tem, sua boca se move e eu me perco nos delicados movimentos e tenho pensamentos muito, muito impuros com você. - Sussurrou ao ouvido do mais novo, que arrepiou e se encostou ao corpo quente do alfa, em busca de mais contato e carinho.

- Que... Tipo de pensamentos, hyung? - Externou com sua falsa (muito falsa na verdade) inocência. Podia ser dócil, mas sabia provocar.

- Eu até te contaria, Yoongi, mas estamos em público sabe? - Sorriu deixando uma mordida leve no lóbulo enfeitado com um brinco. A mão que antes segurava a colher de plástico a soltou para em seguida estar na coxa do menor, apertando e acariciando sobre p tecido da calça. - Se controle, bebê, todos estão começando a notar o que está acontecendo sob a mesa.

Todos no caso era Woozi que sorria maliciosamente enquanto secava uma taça. O ômega sabia que o rostinho desejoso de Yoongi estava mostrando que as mãos do alfa estavam trabalhando no corpo delicado do Min.

- Hyung... P-Para então... Não é como se eu conseguisse me controlar. - abaixou a cabeça mordendo o lábio. - Eu sou muito sensível.

- Eu sei que é, e eu amo isso. - Taehyung sorriu um tanto sugestivo, a ideia que lhe passava na mente era tentadora. - Quer sair daqui?

- Quero... - Respondeu, o tom de voz saindo dez vezes mais manhoso que o normal. - Pra onde quer me levar?

- Pra minha casa.

...

- Hobi... O Tae mandou mensagem, disse pra gente dormir no andar de cima hoje. - O 'andar de cima' é um quarto onde faziam seu horário de intervalo, tinha um frigobar que vivia abastecido e uma cama de casal, além da televisão e o aparelho dvd. Era um ótimo espaço.

- Vamos ter que dormir juntos? - O tom de desdém do alfa por pouco não irritava Linseok, de tudo o que ele falou a única coisa que Hoseok captou fora que dormiriam na mesma cama.

- Aigoo! Taehyung parece ter encontrado alguém decente, geralmente ou melhor, ele nunca leva ninguém para casa.

- Estou mais preocupado de ter que dormir vestido. - Um fato engraçado é que alfas sentem muito calor durante a noite, com seus corpos naturalmente febris, enquanto ômegas sentem frio, muito frio, tendo que usar dois ou três cobertores, e o aquecedor ligado. Por isso Hoseok optava por dormir sem roupas, iria cozinhar durante a noite.

- Ai Hobi larga de ser insensível, Taehyung merece alguém, assim como eu também preciso, uma pena Jimin estar com Jeongguk agora. - suspirou. - Ele é um ótimo alfa, é carinhoso, diferente de voc--

A fala do ômega fora interrompida quando os dedos do alfa seguraram seu rosto com força em demasia. Choramingou baixinho o que não afetou o alfa que rosnou antes de falar:

- Não interessa se ele é ou não um bom alfa. A questão é que você não é um bom ômega.

Linseok lançou um último olhar magoado ao irmão e correu escada a cima, tropeçou no último degrau mas não se importou com seu pulso latejante, apenas se jogou na cama, um mantra pessoal rodava sua mente como se fosse fazê-lo se sentir melhor. As lágrimas? Elas escorriam, em uma infinitude claro.

''Eu sou um bom ômega'' - E esperava acreditar em si mesmo.

...

- Sua casa é bonita, alegre. - Yoongi sorriu amplo, os dentes pequenos contrastando com o rosto frágil e infantil.

- Obrigado, bebê. - Yoongi corou com o apelido e o Kim o puxou para um beijo mais ardente que o anterior, Yoongi já estava totalmente entregue, os olhos fechados enquanto os lábios bonitos selavam seu pescoço. Taehyung notou a manha do mais novo e o jeito que ele se deixava levar, poderia ser perigoso se Taehyung tivesse más intenções. Na verdade ele até possuía más intenções, porém eram más no bom sentido, se é que entendem...

O sofá parecia um ótimo lugar para fodas, no entanto, Yoongi era delicado e especial demais para algo rápido e sem carinho, sendo assim Taehyung o pegou no colo enquanto o beijava e rumou para o seu quarto, o cinza das paredes dava um ar sóbrio e sério junto das cortinas brancas com preto e os móveis de mogno escuro, mas Yoongi não viu nada disso, pois estava ocupado demais arrepiado e arfando a cada peça de roupa que saía de seu corpo.

Então ele travou. Era a primeira vez que chegava tão longe, ao ponto de estar apenas com sua boxer na cama de um alfa.

Taehyung notou a tensão do menor e procurou em seus olhos a resposta para aquilo, entretanto, Yoongi parecia um cofre de senha indecifrável naquele momento. Só lhe restou perguntar:

 - Você não quer? - Acariciou o rostinho corado do ômega e sorriu doce.

- N-Não eu quero mas... - O alfa ergueu uma sobrancelha - Hipoteticamente... Talvez eu nunca tenha feito isso e não sei o que fazer.

Sabe a história do lobo mau? Quão feliz ele fica ao devorar a vovozinha? Multiplique por dez essa animação do lobo mau e imaginem quão feliz Taehyung ficou ao ouvir aquilo.

- Então, hipoteticamente falando, eu ficarei feliz em ser o seu primeiro.

''E único, claro'' - Completou mentalmete. 


Notas Finais


Hoseok é um puta cuzão. Já têm as teorias de porque ele é tão frio e trata o Linnie tão mal? E sobre TaeGi: Mas Nitta, já vai ter lemon?
Mas é claaaro!
Kissu!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...