História You can Break my Soul - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seraph of the End (Owari no Seraph)
Personagens Ashuuramaru (Asura Tepes), Crowley Eusford, Ferid Bathory, Guren Ichinose, Krul Tepes, Kureto Hiiragi, Mahiru Hiiragi, Mikaela Hyakuya, Mirai Kimizuki, Mitsuba Sangu, Personagens Originais, Shihou Kimizuki, Shinoa Hiiragi, Shinya Hiiragi, Yoichi Saotome, Yuuichirou Hyakuya
Tags Comedia, Desastre, Mika X Yasu, Romance, Yuu X Shinoa
Exibições 21
Palavras 1.349
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olha eu aqui de novo :3
Boa leitura, e o cap esta um tanto fofo ^^

Capítulo 14 - Aya-chan


Nós duas ficamos esperando o Mika, e durante um tempo não tivemos nenhum assunto para se tratar, ate que ela começou:

-Você acha certo confiar em um vampiro?

Eu fiquei pensando um pouco na resposta, mas logo depois de um tempo respondi:

-Eu não acho muito certo, mas às vezes é necessário conhecê-los, para saber quais são suas ambições!

Ao responder, percebi que o clima ficou um pouco frio e confuso, então, para não deixar aquele clima piorar, ou não deixar a pobre da Aya-chan confusa:

-Bem, eu sei como você se sente agora, vampiros não são confiáveis, mas eu te garanto que aquele que nos salvou é confiável, então não se preocupe!

-Como você sabe como me sinto, não compartilhamos órgãos e você não sabe ler mentes, ou sabe?

-Não, eu não leio mentes ou coisas do tipo, eu só sei disso porque eu já estive com essa cara no passado, e pelo mesmo motivo, vampiros!

-No passado?

-Sim, mas eu não gostaria muito de falar sobre isso agora, ainda estou me recuperando...

-Des-Desculpe por me meter em assuntos pessoais...

-Não se preocupe com isso, enf...-Fui interrompida por uma pessoa em particular que disse:

-Então, qual era o assunto?

Eu me assustei um pouco, mas depois vi que era o Mika tentando nos amedrontar, enfim, eu apenas disse:

-Ok, Aya-chan, esse que nos interrompeu é o Mika, e Mika, essa é a Aya-chan!

Ai eu levantei junta com a Aya-chan e ela se apresentou corretamente a ele, mas com um pouco de medo, então o Mika falou:

-Não precisa ter medo, Aya, mesmo que se aproximar de um vampiro depois de ser perseguida por outros vampiros sege difícil, eu acredito que podemos ser mais próximos!

E ela:

-T-Tudo bem, eu vou tentar acreditar ao máximo que você é diferente dos outros!

E eu, pra variar:

-Pela primeira vez vejo que o senhor Mika esta sendo gentil, diferente de como me trata! Vejo uma pequena melhora em relação ao seu antissocialismo.

-Humf, estou sendo apenas gentil pelo motivo de ser uma criança.

-Ela não aparenta ser uma criança, falando nisso, Aya-chan, quantos anos você tem?

 E ela:

-Tenho 15 anos, a propósito, vocês parecem bem íntimos.

E eu:

-Pois é só na aparência, enfim, vamos para casa?

E ela começou a rir por causa do que eu disse, enfim, fomos nós três pra casa, claro, seria onde a Shinoa e os outros estavam. Ao chegarmos, os outros, talvez, ficassem se perguntando: ”Onde é que diabos esses dois arranjam tantas crianças?”, enfim, contamos a historia da Aya-chan, e a Shinoa por algum motivo decidiu deixar a Aya-chan no meu quarto, talvez ela soubesse que o Mika não o estava frequentando, mas mudando de assunto, quando levei a Aya-chan para o meu quarto\casa, o Yuri estava ate dormindo, enfim, ela veio com a seguinte pergunta:

-Yasu, quais são as características de um homem que mais te atrai?

Eu me assustei com a pergunta logo de primeira, então, respondi um pouco envergonhada e nervosa:

-P-P-Por q-q-que a per-pergunta?-Foi a primeira vez que respondi dessa maneira, enfim, continuando:

-Por nada, só é um interesse meu! A propósito, você respondeu travando, talvez já tenha algo em mente, se sim me diga!-Ela parecia uma Shinoa da vida...

-N-N-No que você esta pensando? Eu não possuo nenhuma preferência por homens!

-Sei... você iria querer um diacho de um homem feio pra caramba, que não possui nenhuma qualidade boa e que não faz porcaria nenhuma?

-Lógico que não, mas, eu também não tenho nenhuma preferência, já que conheci, ou conheço, poucos meninos.

-Isso não é um problema, enfim, iremos tratar desse assunto depois, mas, apenas uma pergunta, onde diabos irei dormir?

-No mesmo lugar onde eu também durmo, junto com o Yuri também!

-Como? Não acho que vão caber todos nesta cama!

-Então a senhorita pode pegar algo fofo e dormir no chão!

-E onde eu arranjo algo do tipo?

-Se vire!

-Ok, eu vou escolher a primeira opção, mas com uma condição, não me acorde cedo!

-Tudo bem, nem eu acordo tão cedo!

Então fomos dormir, mas antes de cair no sono, eu fiquei imaginando onde o Mika ficava nessas noites. No dia seguinte eu acordei com um chacoalho que era interminável e com uma maravilhosa voz, só que não, dizendo:

-Yasu... Yasu... YASU!

E eu, um pouco sonolenta:

-O que é?-Falei coçando os meus olhos.

-Você sabe pelo menos que horas são?

-Espera, quem é que esta falando?

-Yasu, por acaso você esta bêbeda? Eu sou a Aya!

-Ah, então bom dia Aya-chan! Por que essa gritaria tão cedo?

-Você chama de cedo 11h30min da manhã?(Autora: como ela sabe que horas são?)

-O que?! Como eu fui acordar tão tarde assim? Eu estava encarregada de fazer o café da manhã!

-Eu sei lá, eu também acordei agora a pouco, mas como vamos explicar isso para os seus amigos?

-Eu dou um jeito, mas agora temos que nos arrumar o mais rápido possível!

Nós duas nos vestimos o mais rápido que pudemos, eu fiz um rabo de cavalo e vesti um calça preta com uma blusa de manga comprida verde, e uma bota de cano alto (Autora: ela só tem esse sapato mermo -_-!), a Aya-chan ficou com o cabelo solto mesmo, colocou uma calça jeans e uma blusa bege, e quando terminamos, fomos nos encontrar com os outros, e no caminho a Aya-chan me perguntou:

-Yasu, onde esta aquela criança, que se não me engano se chama Yuri?

-Ele sempre acorda cedo para ir pesquisar sobre plantas e flores medicinais naquela floresta-E apontei para a direção da floresta-ele me disse que queria ser útil um dia!

-Interessante...

Continuamos caminhando, e quando chegamos, ninguém ficou surpreso por termos chegado atrasadas, tipo, talvez estivessem pensando: ”Só mais duas atrasadas, nada de mais, isso acontece com todo mundo!”. Achei engraçada a reação deles, deu ate vontade de dar aquela risada louca do nada, mas eu não fiz isso porque seria pagar um mico imenso... (Autora: kkkkkk, eu pago mico toda hora então Yasu...). O dia continuou sem problemas e a Aya-chan ficou na minha casa mesmo, talvez ela não tivesse ficado na mesma casa que a Shinoa porque duas “Shinoas” na mesma casa já é pedir para se matar, mas deixando esse papo de lado, eu não estava com muito sono, então, não fui direto para casa, fiquei passeando pelos arredores para me fazer relaxar e descontrair.

Durante a minha caminhada, eu percebi umas movimentações esquisitas ao meu redor, tive a impressão que alguém estivesse me seguindo, e comecei a ficar com medo, ai, já que não estava olhando para frente, esbarrei em um poste que fez um galo enorme na minha testa, e eu simplesmente disse:

-Ai, porcaria de poste!

Depois do que eu disse, uma certa pessoa falou:

-Você não deveria estar culpando um mero poste pela sua falta de direção!

E quando me virei cuidadosamente, era apenas o Mika, enfim, eu o respondi, tentando me defender:

-Eu não tenho falta de direção, só me esbarrei nesta porcaria por não o ter visto, e mais, pare de me matar de susto!

-Então não deveria culpar um poste pelo seu erro, enfim, por que estava correndo feito louca?

Demorei um pouco para responder:

-Bem... Eu fiquei assustada e então comecei a andar mais rápido!

-E assustada com o que?

Falei um pouco baixo:

-Com algo ou alguém que deveria estar me seguindo! E agora, por ter abaixado a minha cabeça, estou com um enorme galo na testa.

Mika, então fez um movimento que não esperava, ele levantou a minha franja, o que me fez ficar um pouco corada, e apenas disse:

-Não é tão grave assim, mas você deveria passar um pouco de gelo!

-O-Obrigada!-Minhas bochechas ficaram um pouco rosadas!

Ai ele tirou a mão e foi embora, se dizer mais nada, e eu fiquei sorrindo e corada por um bom tempo, enfim, continuei caminhando um pouco mais, ate que alguém coloca na minha boca um pano com uma erva que faz adormecer, como eu sei disso, simples, adormeci logo depois de sentir o cheiro do troço...


Notas Finais


Gostaram?
Enfim, sayonara e beijinhos de arco-íris :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...