História You can Break my Soul - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seraph of the End (Owari no Seraph)
Personagens Ashuuramaru (Asura Tepes), Crowley Eusford, Ferid Bathory, Guren Ichinose, Krul Tepes, Kureto Hiiragi, Mahiru Hiiragi, Mikaela Hyakuya, Mirai Kimizuki, Mitsuba Sangu, Personagens Originais, Shihou Kimizuki, Shinoa Hiiragi, Shinya Hiiragi, Yoichi Saotome, Yuuichirou Hyakuya
Tags Comedia, Desastre, Mika X Yasu, Romance, Yuu X Shinoa
Exibições 67
Palavras 1.094
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Mais um capítulo:3
Espero que gostem, e boa leitura:3:3
Desculpe o horário, é que deu uns probleminhas pra postar;-;

Capítulo 7 - A despedida


Fanfic / Fanfiction You can Break my Soul - Capítulo 7 - A despedida

No dia seguinte acordei cedo para ir me encontrar com a Shinoa e os outros, chegando lá, vi que todos já tinham marcado o dia da partida, que, se não me engano, seria daqui a 2 dias, então o que sobrou foi recapitular o plano, mas eu não fiquei para ouvir, já que fui ate a praia para ouvir o som do oceano, eu não estava prestando atenção na hora, mas Yuu tinha chegado perto de mim e disse:

-Esta um ótimo dia para vir à praia, não?

Então eu olhei para ele e respondi:

-É mesmo, mas eu só vim para ouvir o som do oceano. Desde que o mundo foi destruído não vejo interesse em ir a praia para me divertir!

-Interessante... então, posso me juntar a você?

-Claro!

E então ele se sentou ao meu lado, e ficou ouvindo o som do oceano comigo, e, depois de um tempo, eu perguntei a ele:

-Yuu... você não deveria estar junto aos outros para ouvir a recapitulação do plano?

-Não, eu não gosto muito de rever os planos, isso deixa a minha cabeça meio confusa!

-Que sinceridade!

Ai a gente começou a rir sem motivo algum, mas depois, Yuu ficou sério e falou:

-Yasu, eu queria te agradecer por ter aceitado ser a fonte de sangue do Mika, eu meio que sinto que ele está mais sociável com os outros!

-Não precisa me agradecer, afinal, as pessoas mudam. Mas você é bem preocupado com seu irmão, não é?

-Pode se dizer que sim, já que ele é meio antisocial e frio e é meu dever ajudá-lo com esses desafios! Mas me prometa uma coisa, não conte a ele sobre o que acabamos de conversar!

-Pode deixar comigo, irmãozão!

-Obrigado!

Então ele se levantou, se despediu e foi embora, logo depois, eu também saí e fui direto para casa, chegando lá, eu fui arrumar minhas coisas para a "viagem" e fiquei me perguntando quem iria pilotar o avião, fui ate a Shinoa e ela me disse que seria uma pessoa da minha vila, e foi ai que me toquei que tinha uma cara que morava na minha vila que guardava, há anos, um avião, se não me engano, o nome dele era Haru, ele, em minha opinião, tinha cara de ser um psicopata, ele me era muito familiar, mas eu não conseguia me lembrar por que, enfim, ele era gentil, tinha cabelos escuros e olhos negros(Autora: eu coloquei essas características pois no dia em que eu escrevi este capítulo, foi o dia em que o Koro-sensei *Spoiler* morreu ;-;), ele tinha por volta de 25 anos, o que, para mim, já era considerado uma pessoa adulta responsável! No dia seguinte eu tinha acordado muito cedo, porque estava muito animada e triste ao mesmo tempo, então fui me arrumar, coloquei uma calça, uma blusa de manga comprida e peguei o meu suéter favorito, quando terminei, fui tomar café da manhã, claro, e ao pisar os meus pés na cozinha, percebi uma aura triste, depois vi meus pais meios pra baixo e então resolvi fazer uma pergunta, onde a resposta era óbvia:

-Por que essa desanimação toda?

E a minha mãe:

-Não se preocupe... mas mudando de assunto, já esta preparada para a sua viagem?

-Estou muito ansiosa! Então, podemos tomar o nosso café da manhã em família antes de eu partir?

Minha mãe:

-É claro, mas antes, eu queria dar um abraço na minha filhinha!-Eu odiava quando a minha mãe me chamava assim, e para piorar, meu pai também concordou com a idéia.

E então eu disse:

-Mãe, pai... eu não vou embora para sempre, é só por alguns meses!

Ai meu pai falou:

-Não é só isso filha, é que eu e sua mãe percebemos que a nossa bebê cresceu, e temos medo de perdê-la!

-Pai, eu não vou morrer, eu sei me virar, e, além disso, eu já tenho 18 anos!

-A gente sabe disso!

Ai continuamos com o café da manhã, depois que terminamos, pedi aos meus pais para que me acompanhasse ate o local de partida e eles aceitaram, chegando lá, todos já estavam reunidos, apenas me esperando, o que foi um pouco constrangedor, enfim, a gente se aproximou do local, e eu quase me esqueci do Yukki, mas depois o vi junto aos outros e fiquei mais aliviada. Ao chegarmos mais perto, Shinoa foi, educadamente, cumprimentar meus pais, e os outros também, ai eu fiquei me perguntando onde diabos o Yukki e o Mika estavam, mas depois os vi saindo do avião! Yukki veio ate mim todo alegre, e me deu um abraço meio apertado, e me disse adeus, como se eu não fosse voltar ou morresse, mas não me preocupei muito. No final de tudo, tive a despedida mais difícil de todas, em minha opinião, quando embarquei, fiquei olhando meus pais, como se fosse a última vez que os veria, ao adentrar o avião, coloquei as minhas coisas junta com as coisas dos outros e resolvi sentar numa cadeira separada da deles, já que eu estava passando por um momento meio depressivo, mas ai a Shinoa apareceu e falou:

-Como esta a sua família?

E eu:

-Eles estão bem, mas a minha preocupação agora é o que vai ser de mim sem a proteção deles!

-Não se preocupe tanto, isso acontece com todo mundo, pode acontecer mais cedo ou mais tarde...

-Shinoa eu quero te agradecer por sempre me dar bons conselhos!

-Por nada, só estou ajudando uma amiga com dificuldades!

Yasu's P.O.V OFF

Yukki's P.O.V ON

Quando eu estava dentro do avião o qual a Yasu iria viajar, vi um garoto, esse possuía cabelos loiros e ondulados e olhos vermelhos, a Yasu tinha me falado essas características alguns dias atrás, eu ate me encontrei com ele no dia do acampamento, acho que ele era só um pouco mais velho que eu, enfim, ele estava falando com o piloto sobre a duração da viagem e coisas do tipo. Eu resolvi me aproximar um pouco deles, para ver se conseguia retirar do tal garoto alguma informação do que ele fez a Yasu, quando cheguei perto deles, comecei:

-Esta tudo certo?

O piloto me olhou estranhamente, mas não respondeu nada, e o garoto disse:

-E você? Quem seria?-Ele se esqueceu de mim?

-... Yukiteru...

Ele fechou seus olhos, e disse, sendo um pouco calmo:

-Agora sei de onde veio a personalidade curiosa da Yasu... -E saiu de perto do piloto, e foi em direção à "porta"!

Estressei-me com ele, mas tentei não dizer nada, para não causar briga...

Yukki's P.O.V OFF


Notas Finais


É isso :3:3
Até próximo sábado, e outra coisa, amanhã, dia 16/10 é o niver do Yuu *-*
Só isso mesmo, sayonara e beijos de arco-írisS2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...