História You can describe - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Bangtan Boys, Bts, Jikook, Jimin!bottom, Jungkook!tops, Kookmin, Lemon, Singkook, Texting
Visualizações 2.289
Palavras 2.528
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


CHEGUEI COM O LEMON FINALMENTE!
Eu ia postar amanhã porque estou muito cansada, mas já estou aqui então vai logo tudo num bolo mesmo
Só não irei atualizar Guerra entre pai e genro, pois estou pensando se irei continuar com a fanfic ainda, então se eu for continuar provavelmente postarei um capítulo amanhã e explicarei o que decidi.
OBRIGADA POR TODOS OS COMENTÁRIOS, TODOS OS FAVORITOS, POR TUDOOOOOO
amo vocês
demais
essa fanfic foi ótima de escrever, sério
e também foi para comemorar o meu aniversário nha
acabou
ESPERO QUE GOSTEM
BOA LEITURA!

Capítulo 4 - Making live, but doing beautiful.


 

Em passos apressados correu até a casa do Park, já sabia onde era, pois o levou até sua casa depois de beberem muito com os amigos e acabaram transando no sofá da sala. Jungkook, naquele dia, queria ter ido para um motel qualquer, mas Jimin foi mais insistente e pediu para que fizessem em sua casa mesmo – foi até bom porque ficou informado onde Park mora.

O elevador estava parado no andar de Jimin e ficou com medo de algum pervertido ter chegado primeiro na casa do garoto, então correu até as escadas e subiu os lances em uma rapidez inexplicável.

Não iria perder Jimin pra um qualquer.

Chegou no andar já sem fôlego e viu alguns garotos menores de idade no corredor, eles falavam algo sobre a porta do apartamento número 502 estar aberta e discutiam quem ia entrar primeiro, mas Jungkook foi bem mais rápido do que a decisão deles e os interviu, abrindo o sorriso mais mal encarado possível para deixa-los trêmulos.

— O que estão pensando em fazer aqui? – falou forçando uma voz grossa e conseguindo, estufou o peito para mostrar que tinha coragem de enfrentar os três se eles quisessem entrar no apartamento do seu garoto.

— Qual é, tio? A porta tá aberta, e meu pai me ensinou que se uma porta tá aberta é porque tá chamando – zombou um pouco, fazendo seus dois amigos ridículos rirem e concordarem com o que o mais velho do grupo disse.

Bastou Jungkook fita-los sério e depois sorrir, piscar os olhos devagar, que eles ficaram pianinho, esperando para ver o que o garoto de cabelos castanhos e com pose de machão iria fazer.

— Sim, e ele está chamando... – deixou a frase morrer no ar por alguns instantes, mandando um olhar desafiador para os garotos que recuaram alguns passos. – Por mim. Agora vão embora – ordenou mal humorado.

Os três garotos saíram às pressas dali, temendo que Jungkook os matassem somente com o olhar. Frouxos.

Jeon sorriu e entrou no apartamento de Jimin, fechando a porta atrás de si na chave por precaução e procurou pelo mais velho pela sala, mas estava vazia e em um silêncio sem fim. Deduziu que o garoto estava no quarto e seguiu até o corredor, entrando na primeira porta que viu aberta.

De primeiro assustou-se com o que viu, mas depois de processar seu interior começou a fervilhar em excitação com a cena excitante a sua frente. Observou por mais algum tempo, sentindo seus pés pinicarem para que ele se livrasse dos calçados e sua pele pegava fogo.

Jimin não percebeu o rapaz ali por estar tão concentrado em enfiar o dildo teso dentro de si, gemendo baixinho e às vezes clamando por Jungkook.

Jeon se sentia tão duro com aquela imagem única, e foi tirando aos poucos cada peça do seu corpo, até que Jimin o percebeu ali e sorriu sacana, gemendo mais ainda, jogando a cabeça para trás e chamando por ele com o olhar semicerrado e transbordando tesão.

— Jeon-ah – chamou com o dedo, colocando mais a fundo o dildo e tocou em sua ereção, masturbando-se de leve. O castanho livrou-se da calça jeans ficando somente de cueca e se aproximou ainda abismado, temendo que estivesse em um dos seus sonhos eróticos com Jimin. Tocou no colchão macio e revestido com lençóis de seca e se sentou ainda fitando seu hyung totalmente boquiaberto. – Você realmente veio – e então grunhiu manhoso, aumentando o ritmo dos movimentos do dildo dentro de si. – Decidi me preparar pra você.

— Jimin, ah... – deixou sair, não se contentando em estar somente olhando para aquela obra de arte. Esticou o braço e tocou na coxa de Jimin, sentindo a pele quente por estar tão necessitado e excitado. – Pa-Para – pediu trêmulo, fitando as orbes de Jimin que atenderam o seu pedido de imediato. Retirou o dildo devagar, adorando sentir todos os centímetros lhe abandonando e sorriu anestesiado, parando de se masturbar. Deixou o dildo de lado e deu toda sua atenção a Jungkook. Sua entrada contraiu, voltando ao normal aos poucos e Jeon observou aquilo por Park estar de pernas abertas.

Estava tão excitado.

— Eu estava gostando, sabia? – diz com um pingo de graça, fechando suas pernas e as estirando na cama. Tocou propositalmente a coxa do mais novo com o pé delicado, fazendo uma massagem na mesma. O castanho jogou a cabeça pra trás, e Jimin quis ousar um pouco. Parou o pé no pênis coberto do mais novo, massageando com delicadeza para não machuca-lo e o encarou com um olhar sacana.

— Na-Não faz i-isso, uh – gemia despudoradamente ao sentir o pé pequeno do hyung massageando seu íntimo que latejava.

— Por quê? – aquele timbre inocente só deixava tudo mais excitante. – Estou gostando de fazer isso em você, neném.

— Você é um pervertido

— E você é uma loucura na cama, Jeon Jungkook.

— N-Não – grunhiu, sentindo a pressão do pezinho belo de Jimin contra seu falo extremamente duro. A visão o proporcionou tal excitação e também aquela massagem erótica ajudava em tudo. – Você – sorriu para o hyung.

— Porra, Jeon! Para de gemer, não, não! Geme mais, geme mais pra mim e me fode com gosto – gritou agoniado, seu pau latejava por atenção e sua entrada pedia para ser "violentada" pelo tau teso e grosso de Jungkook.

Jimin parou repentinamente, mandando um sorriso maldoso na direção de Jeongguk e abriu as pernas. Manteve o olhar fixo no mais novo para que ele visse tudo o que iria fazer com muita atenção.

Jungkook parecia que ia entrar em colapso.

— Você, uh, quer me foder? – estremeceu diante da voz tão sensual do mais velho e assentiu com gosto, engolindo a seco. O loiro não desfez o sorriso, somente o aumentou com o pensamento excitante e passou a chupar dois de seus dedos.

O acastanhado, agoniado, passou a descer a peça íntima, não desviando o olhar por nenhum segundo de Jimin que lambia seus dedos com volúpia e ficou totalmente nu, o pau duro latejando na direção de Jimin que somente salivou ao contemplar aquele deus a sua frente.

— Vem, Jeon, vem fazer o que você queria fazer comigo... De novo – riu em meio ao prazer que estava sentindo somente com aquela situação, e levou os dois dedos lubrificados até sua entrada contraída. Enfiou um, passando a fazer movimentos lentos e depois colocou mais um enquanto gemia manhosamente, chamando por Jungkook entre um gemido e outro e empurrando os dedos mais para dentro de si, os tirando devagar.

Aquilo estava tão bom.

Jungkook não aguentou ver aquela coisa por muito tempo, por isso partiu pra cima de Jimin, retirando os dedos rechonchudos dele dali e sorriu, logo chupando os dedos que antes estavam dentro do loiro. Passou a provocar com aquelas sucções nos dedos, engolindo aquilo como se estivesse chupando o pau teso de Park e voltando pra cima com um sorriso sapeca.

Grunhiu, segurando nos cabelos de Jeon e o empurrando para baixo para que o chupasse. Queria isso, queria muito mesmo, pois a chupada que Jeon lhe deu dias atrás o deixou tremendo na base e queria sentir de novo e de novo.

O castanho entendeu perfeitamente o que era pedido e não esperou que Jimin o empurrasse até sua virilha, fez isso por si próprio.

Tocou na ereção de Park com as pontas dos dedos, ouvindo alguns burburinhos do mais velho que pedia por mais toque e acabou por segurar o falo duro com convicção, fitando Jimin com um sorriso sacana e apertando o pênis dele em sua mão.

Park soltou um grito quando sua ereção foi apertada, mas gostou daquilo. A dor misturada com o prazer fazia ficar bem mais excitante e gostoso.

Fitou o loiro por algum tempo, pedindo para que ele lhe olhasse e quando teve as orbes escuras em sua direção foi que pôs o pau latejante dentro de boca. Primeiro umedeceu todo o pênis – a boa parte que conseguia – e depois tudo se tornou mais fácil, somente ficou pondo e tirando o pau de sua boca, rindo vezes ou outra quando Jimin tentava segurar em seus cabelos para comandar o ritmo que queria.

— Isso, me chupe bem gostosinho – dizia em meio a um sorriso anestesiado.

Jungkook cuspiu no falo molhado, passando a mão para que lubrificasse todo ele e abriu a boca, pondo a língua pra fora. Pôs o membro ali, começando a raspar o falo duro em sua língua com rapidez e Jimin não aguentou por tanto tempo, gozou em jatos fortes na boca de Jungkook, este engoliu todo o gozo em abundância, rindo quando Park despencou na cama totalmente ofegante.

— Agora você vai ver a pressão, putinha – rapidamente se posicionou no meio das pernas do mais velho, de joelhos na cama e segurou na cintura dele, entrelaçando as pernas torneadas em volta de sua cintura.

— Ah, sim – resmungou de braços abertos. Ondulou o quadril, consequentemente sentindo o pênis de Jungkook chocar-se com sua bunda. Fez aquilo de novo por gostar daqueles toques quentes com a região íntima do mais novo e ria. – É tão grande.

— Eu vou te arrombar todinho, Jimin – grunhiu. Segurou seu pau pela base e passou a forçá-la contra a entrada contraída de Jimin. O mais velho relaxou por um momento para que o outro pudesse penetra-lo e riu um bocado, de prazer óbvio, por estar pressionando o pau em suas paredes.

Jungkook empurrou de uma única vez, acertando em cheio um ponto lá no fundo de Jimin e fazendo-o gritar em êxtase. Balançou a cabeça, pedindo para que ele fizesse aquilo de novo e Jungkook saiu por inteiro, voltando com mais força e, consequentemente, abrindo mais a entrada apertada de Jimin.

— Geme que nem uma putinha pra mim, vai – pediu, vermelho e suado, ofegante.

E Park atendeu ao pedido de Jeon, fazendo com gosto e rebolando contra o pênis enterrado dentro de si.

Aquilo estava em uma sincronia tão grande. Jungkook investia, Jimin rebolava e ambos sentiam um prazer descomunal que pareciam que iam desmanchar em poucos segundos.

O olhar do mais novo parou sobre o dildo esquecido na cama e sorriu perverso. Esticou-se para pegar o dildo, aproximando-o de si e lubrificando o objeto com sua saliva. Jimin o olhou de ímpeto, estranhando, mas deixou aquilo de lado e voltou a gemer despudoradamente, sentindo-se ser fodido com força.

Alguns segundos se passaram e estava tudo no mesmo, porém, Jimin gritou em alto e bom som quando sentiu mais uma invasão além do pênis grosso daquele coreano bem dotado.

— O que? – falou aturdido, os olhos semicerrados e banhados em prazer. Procurou por Jungkook, vendo-o sorrir e olhou mais pra baixo, presenciando o garoto pressionando o dildo contra sua entrada e tirando, querendo penetra-lo com o objeto e também com seu pau.

Iria ficar arrombado desse jeito.

E Jungkook gostou daquilo, principalmente da expressão do mais velho que era uma mistura de dor com prazer.

— CARALHO – gritou quando teve o dildo todo dentro de si. Jungkook começou a se mover de novo, movendo, também, o dildo e deixando Jimin trêmulo. – PORRA! EU VOU GOZAR.

— Ótima maneira de confirmar o óbvio – riu irônico, continuando com os movimentos.

Jimin gemia como uma puta e não se preocupava com isso, gritava aos quatro ventos o quanto era bom ser fodido por Jeon Jungkook e atingiu seu máximo de novo, sujando seu abdômen com seu sêmen.

— Tá bem sensível, em – debochou, fitando Jimin que estava ofegante na cama. – Se eu empurrar de novo em você vou acabar te fazendo gozar de novo – riu irônico, empurrando seu quadril na direção de Jimin com força. O dildo causava uma fricção em seu pênis, deixando tudo bem gostoso, e poderia gozar a qualquer momento, mas queria fazer Jimin gozar de novo primeiro pra provar pra ele que era bom, mas muito bom mesmo, no sexo e faria com que ele ficasse caidinho por sua foda, também por si.

Era o pacote completo se Jimin quisesse: sexo, amor, carinho e mais sexo.

Tirou o dildo dali, abandonando o garoto, porém, antes que o mais velho reclamasse, o virou de lado e pressionando a perna dele contra a outra, segurando fortemente em uma das bandas das nádegas fartas e a puxando pra cima para que desse mais espaço para penetrar a entrada despudorada de Jimin. Foi de uma vez, fundo de novo, atingindo um ponto sensível e deixando o loiro totalmente trêmulo com tamanha sensação avassaladora que o invadiu. Pôs o dildo de novo, mexendo-o em sincronia com seus movimentos e sentindo que gozaria em breve.

Acabou gozando quando Jimin gemeu alto seu nome, mais como um gritinho para se exato, e gozou de novo sem nem ao menos tocar em seu pênis.

Park estava totalmente sensível ao toque de Jeon.

— Sabia que ia te fazer gozar de novo – riu, orgulhoso. Continuou com os movimentos de vai e vem para prolongar o prazer. Suas pernas estavam trêmulas e a visão embaçada pelo orgasmo recente, também sentia um zumbido no ouvido e o cutucou para ver se estava tudo certo. Atingiu o orgasmo com tanta firmeza e gozou com tanta abundância que escorria tanto gozo da entrada de Park.

Saiu de dentro dele, se deitando ao seu lado e o virando para que pudesse fita-lo. Jimin estava exausto, sentia seu ânus queimar e piscar, tentando se comprimir aos poucos, mas era uma sensação tão prazerosa que queria de novo. Mas deixaria pra mais tarde.

Não iria deixar Jungkook sair de sua casa nem tão cedo, ele só sairia depois que realizasse todas as posições que mais desejava fazer durante o sexo.

E eram muitas.

— Você é tão cheio de fogo – não eram palavras certas para elogiar a foda de Jungkook, mas eram as palavras certas para abrirem um assunto sobre tal coisa. Jimin sem se preocupar se deixaria o mais novo envergonhado começou a falar o quanto foi bom a primeira foda no sofá de sua sala e juntou com a de hoje, deixando o castanho vermelho de vergonha. Não iria perder Jungkook de novo por falta de coragem de falar o que achou, e resolveu falar tudo de uma vez. Contou os mínimos detalhes do que sentiu, disse que amou e que queria de novo e também avisou a Jungkook que estava tão arrombado por conta do seu pênis grosso e do dildo. – Fala sério, você tem um pênis do caralho e me foder com o dildo e essa jamanta aí é porque quer me arrombar mesmo – revirou os olhos, rindo.

— Tão direto – sentia suas bochechas quentes, mas sorriu e puxou o hyung para que ficasse colado com seu corpo. – Agora vamos dormir.

— Quem disse que eu quero dormir? – subiu em cima de Jungkook e começou a roçar sua bunda no membro do menino. – Eu quero mais, muito mais! E vamos quebrar esse apartamento, vamos por o prédio abaixo com nossa foda violenta – sorriu sapeca, chupando o pescoço do menino.

— Porra, assim você vai me fazer gozar sem ao menos te foder.

— Esse é o meu poder, gatinho – e então beijou a boca do menino, começando a trabalhar nas reboladas.

Ah, mas aquele fogo existente em Park Jimin não iria se cessar nem tão cedo, e Jungkook iria precisar de muita água se quisesse apagar a chama que existia nele.

 


Notas Finais


ENTÃO? GOSTARAM DESSA BAGAÇA? ESPERO QU SIM NÉ AJSNMAKMS
não tenho nada a dizer, só:

AQUI AS OUTRAS ONE SHOTS: https://spiritfanfics.com/historia/baby-boy-7117272 (BABY BOY)
https://spiritfanfics.com/historia/addict-7109352 (ADDICT)
https://spiritfanfics.com/historia/scratches-7111868 (SCRATCHES)
https://spiritfanfics.com/historia/happy-birthday-jimin-7114306 (HAPPY BIRTHDAY JIMIN)
VÃO LÁ LER! POR FAVOOORRRRR ISSO FOI UM PRESENTE PARA VOCÊS POR CONTA DO MEU ANIVESÁRIO

OBRIGADA GENTEEEEE, de novo porque sim, AMO VOCÊS DE MONTÃO

kwon xx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...