História You can't believe in magic? - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias 4Minute
Personagens Ga Yoon, Hyun A, Ji Yoon, So Hyun
Tags 4minute, Jiha, Yuri
Exibições 18
Palavras 1.291
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii desculpe a demora pra voltar

Capítulo 8 - Amanhã


Fanfic / Fanfiction You can't believe in magic? - Capítulo 8 - Amanhã

▪JIYOONIE POVS ON ▪

Passei basicamente o feriado todo todo a dormir, literalmente, por conta disso acordei as 23.00 e passei a madrugada assistindo animes, o tempo pasara rapidamente e a  infeliz hora de me arrumar chegou. Levantei-me da cadeira do "PC ", já com a bunda dolorida ,derrepente recebo uma mensagem, o que deveria ser normal, mas pra uma anti-social como eu, era novidade. 

Ah, claro,era da Gayoon, o único ser o qual socializo  (rs).

"Yoon, você vem hoje ?? Vem por favor... (Preciso de você ) "

Ler aquilo me preocupou, não pelo "preciso de você " e sim por ter escrito  Yoon, ela nunca escreve "Yoon", sempre escreve "Yoooooooon ",tá parei, ela deveria estar mal por algo, e tenho 99% de certeza, que o algo se chama Irene  (**Red velvet *) ,arg lá vem drama !

Joguei um camisetão no corpo e coloquei uma calça jeans toda rasgada, não, não passo dez horas me arrumando, não ligo pra isso. 

Passei a mão por meus cabelos brancos , que já estavam arrumados como sempre (isso que dá ter cabelo lambido).Observei o horário, estava quase  atrasada ,desci as escadas correndo e peguei meu amor,  "o precioso toddy de  caixinha " ,eu já iria sair, quando tropeço em tae, meu bebê marrom,( mais conhecido como cachorro ).Ele começou a arranhar minha coxa, e como não lhe dava atenção a dois dias (eu mesma,péssima dona ),sentei-me no chão para acarincia-lo ,emule começou a laser minha cara 

--Para Tae tae ! -disse rindo-só ele pra me fazer rir as 6 da manhã .

Meu sr .Satanás ! Eu já devia estar extremamente atrasada !

Retiro Tae do meu colo lhe dando um beijo no focinho.

--Tchau Tae Tae! -Disse já correndo.

 

*Quebra de tempo*

Cheguei exatos 20 minutos após o sinal,bati na porta e é a entreabri. 

--Posso entrar ?-perguntei a prof' de história .

Ela me olhou com mais cara de cú que eu, sim ela conseguiu. 

--Não! -Fechei a porta e encostei-me na parede, jogando-me no chão , fechei os olhos ,perguntando-me se Hyuna teria vindo, lembrando sem querer de seu sorriso, seu lábio avermelhado... Sem perceber adormeci...

-- Jenier JiYoon, aqui não é lugar de dormir !!

Entreabro os olhos, vendo o prof' NamJoon .

--O que eu fiz? ! Não ao machismo claro !

--Quê ?

--Ah.. Nada. -Digo recuperando a consciência. 

--A aula vai começar. 

Levantei-me um rapidamente, um tanto  envergonhada e entrei na sala,andei em direção a minha carteira primeiro reparando em Hyuna ,era  impossível não olha-la, ainda mais enquanto a mesma me fitava descaradamente. 

Sentei-me sentindo falta de algo,aé, onde estava o   "Hosowaa" de Gay ?!

Olhei para a carteira da  frente, ela estava de cabeça baixa ,pensei que estava dormindo e passei a mão em seus fios loiros. 

--Gay -sussurrei. 

Ela levantou a cabeça, virando se pra mim, sua face estava mais inchada que um balão, e seus olhinhos extremamente avermelhados, seu olhar estava vazio como nunca , e só de ve-lo meu peito pesou  (não leve a mal ksjdjdk).

--Gay, o que ...

Ela pulou em meu pescoço, abraçando-me com tanta força que poderia quebrar minha costela,apenas retribui o Abraço, passando a mão por seu cabelos ,ela enterrou a cabeça em meu ombro, molhando-o. 

--Ei, eu tô aqui. -Disse apertando - a um pouco mais. 

A voz do professor havia cezado, ele terminara a chamada. 

--É... Gayoon ? JiYoon ? 

--Posso leva-la ao banheiro? -perguntei mordendo os lábios.

Ele acentiu levemente, levantei-me e arrastei Gay pelo pulso, atraindo olhares os quais não me importavam. 

Andamos em silêncio até o banheiro, ao chegar sentei no chão mesmo, puxei seu braço, era pra ela cair no chão não em meu colo,  mas foi engraçado, parecia uma bebê.

--Tah, fala o que houve .

--Irene... Me deixou, simplesmente acabou com tudo,como se não tivesse sido nada.

--Arg! Não acredito que está desse jeito por aquela vadia...

--Não fala assim dela ! A culpa foi minha, deixei ela cansar,nunca sou suficiente...

--Cala a boca,você sempre fez tudo por ela, perdôo tudo, foi uma extrema trouxa .--Disse irritada 

-- Nós perdemos a cor a um tempo, só não queria desistir...

--De verdade, se gostasse de você não desistiria tão fácil assim. 

Ela olhou para o chãoDeixando uma lágrima rolar por sua face .Uau, sou uma péssima amiga,percebesse. 

--Você tem razão -balbuciou -  A-acho até que ela me traiu, só não quero acreditar, cofiei muito nela ,você sabe .

Sim, eu sabia. E aquilo só me prova que não vale a pena confiar em absolutamente ninguém. 

--Se eu ve-la hoje ela irá levar murro na cara ! É sério -Estava realmente irritada por ver lágrimas na pessoa que mais me fazia sorrir, que não me deixou sucubir. 

Gay soltou uma gargalhada, finalmente. 

--Ela fez o que quis, não vá machuca-lá -Disse sorrindo forçadamente, mais pra si do que pra mim.

--Vai ser só um olho roxo.

O sinal bateu. 

--Arg, perdi a aula de filosofia por sua culpa !-Sim,amo filosofia  (porque acha que venho ao colégio ?)

--é terça idiota, temos mais uma aula após o intervalo. -Disse recuperando a  cor  (que mal tinha de tão branquela )

Voltamos a sala,para tediosa  aula de geopolítica .

*quebra de tempo *

Finalmente Namjoon entrou na sala, pra felicidade. ..Só minha mesmo, o que duraria pouco desta vez.Ele passou  um trabalho em dupla na lousa, temas :feminismo; homofobia; e machismo, defender ou atacar "até aí estava de boa mas. ..

--Vocês escolhem o tema,eu as duplas, vamos ,quem se interessa por homofobia ? -indagou olhando a volta. Levantei a mão de imediato, pois homofobia era algo que me enojava ! Então notei que apenas eu escolher a Hyuna a mão, porra ,haviam  32 pessoas na sala sala e só nós levantamos a mão,inacreditável.

--Oi já que são as únicas, farão o trabalho juntas. Senti certos olhares sob nós, como se estivessem nos julgando por algo, apenas ignorei. 

Mas argh! Não acredito que terei que fazer algo com aquele ser irritante que me deixa nervosa só de chegar perto  .

-Prof, posso trocar de dupla ?

--Não !  -Hyuna praticamente gritou 

--Respondida JiYoon  ?-perguntou o prof. 

A olhei com os olhos semiserados, a ponto de mata-la,a mesma apenas sorriu divertidamente.O resto da aula o professor continuou a formar as duplas, Gay nem sorriu, em outro caso teria amado o trabalho, pois era ,eu diria ,extrema feminista.

O sinal batera pra o intervalo,peguei meu toddy e fui atrás de Gay ,segurei seu pulso, impedindo a de entrar no banheiro. 

--Me deixa.-disse como uma criança. 

--Não vou deixar você se isolar, nem choramingar como uma idiota no banheiro , apenas finja que não se importa. 

--Eu só queria fazer xixi 

-Conta outra -disse puxando a 

Eu realmente devia ter deixado-a ir ao banheiro, olhei pra ela, era tarde ,ela lá já havia visto. 

Num canto próximo, Irene estava encostada numa parede ,sendo precionada por uma ruiva que mordia seus lábios, ela me era familiar, ah, era Seulgi ,uma ex colega de classe. Olhei para Gay ,que estava estatística, deixando algumas lágrimas escorrerem por sua face. Meu corpo moveu se sozinho, andei a passos pesados até ambas, puxei Irene em minha direção. 

--Isso é realmente necessário ?! Gritei. 

Ela olhou-me intimidada ,olhei em direção a Gay ,que já não estava lá, ela precisava de mim. 

--Esquece, dê pra quem quiser !-disse indo em sua direção. 

*quebra de tempo-

A última aula  seria vaga, Gay estava de forma tão ruim a qual nunca a vi antes, sua confiança estava quebrada, ,e nada mudaria isso...

---Onde faremos o trabalho ? perguntou a doce voz de Hyuna arrancando-me pensamentos.

--hum...minha casa ?

-Ok. Amanhã ? -disse com um estranho entusiasmo ,sorrindo levemente.. - (vamos parar de sorrir?  )

--Amanhã. 

 

 

 

 

 


Notas Finais


em, o cap foi meio bobo mas é a vida, aliás,tô tentando deixar minha escrita menos formal, o que estão achando ?? :/
MORDIDAS PRA QUEM QUISER


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...