História You Change My Life (part.1) - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~Bellattrix

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Tags Bangtan Boys(bts), Exo
Visualizações 13
Palavras 2.704
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), FemmeSlash, Fluffy, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - As brigas.


Fanfic / Fanfiction You Change My Life (part.1) - Capítulo 6 - As brigas.

(P.O.V Taehyung)

Era um dia de sexta-feira bem tipico na lanchonete, eu tinha acabado de voltar de férias, e Pie estava servindo os clientes da forma de sempre, muito falante e empolgada, não sei que graça ela vê nisso, nossos pais adotivos deixaram a lanchonete de herança para nós após a morte deles, a 3 anos e tomamos conta dela até então.

-Terra chamando Taehyung - Diz minha irmã.

-Fala baixinha.

-Pedido especial para a mesa 3, e uma entrega para as 2:30 da manhã daquele seu amigo que só come de madrugada.

-Ah o Namjoon, tudo bem, deixa ai em cima pra eu não esquecer.

-Tá.

Nesse momento entra a namorada maluca da Pie, as duas se dão muito bem, entendo o porque, doidos sempre se gostam.

-Tinaaaa, sarang que saudade ♥. -Grita minha irmã do balcão.

-Oi amor kkk

-E ai cunhada, como foi a viagem? - Digo

-Boa, trouxe presentes.

-Gosto disso. - Dizemos eu e Pie ao mesmo tempo

As duas sentam para conversar e eu volto para a cozinha afim de terminar o pedido dos clientes, pouco tempo depois meu celular toca, era Namjoon ligando.

*LIGAÇÃO ON*

-E ae Nam?

-E ae Tae? tudo bom?

-Sim, o que vai ser hoje?

-O de sempre mano, hei, vai fazer alguma coisa depois que fechar a lanchonete?

-Vou pra casa, minha cunhada chegou de viagem, e eu e a Pie vamos acolhê-la lá, quer vir?

-Não não, depois a gente marca de sair então.

-Certo, até já.

-Até.

*LIGAÇÃO OFF*

Termino de aprontar os pedidos, e me preparo para fazer a entrega de Namjoon, entrego as chaves para minha irmã, e saio para o fazê-lo.
20 minutos depois chego a sua casa, ligo para ele e a governanta vem abrir a porta dos fundos, "empregado não entra pela porta da frente", familia rica pelo jeito não tem respeito com ninguém das classes inferiores.

-Taeeee -Grita Namjoon enquanto me abraça.

-E ai nam, como tá?

-Bem, e a cunhada?

-Ta fechando a lanchonete com a minha irmã.

-Entendi, e as férias?

-Fui pra Daegu.

-Matou a saudade né.

-Pois é.

-Você como sempre me ensurdece.

Rimos.

-Teu pedido cara -Digo.

-Ah é, valeu.

Ele pega o pacote, e enfia um punhado de batatas na boca, ficando com ela engordurada e ele com uma cara esquisita.

-Vou indo nessa nam, preciso encerrar o caixa.

Namjoon acente com a cabeça, e aponta para que eu saia pela porta da frente, vou andando e quase me perco naquela parte da casa, já que sempre usava a entrada dos fundos, até que encontrei um corredor que levava até a porta, vou caminhando até ela, quando vejo meus tênis desamarrados, abaixo para amarrar, quando de repente alguém tropeça em mim, fiquei zonzo por um tempo, mas ajudei a moça que havia esbarrado em mim a levantar-se, a encaro por um tempo, mas ela não nota eu acho.
Notei que havia uma aliança de compromisso em sua mão direita, ela estava em um relacionamento. Peço-lhe desculpas e me encaminho até a porta, mas Namjoon grita meu nome, avisando que eu tinha esquecido o dinheiro do pedido, pego-o e saio dali as pressas, tinha muita coisa para resolver naquela noite ainda, ponho a música  que define minha vida e subo na moto, e ela começa a tocar.

*BIG BANG - LOSER*

*Loser oetori

Sen cheokhaneun geopjaengi

Mosdoen yangachi

Geoul soge neon

Just a loser

Oetori sangcheoppunin meojeori

Deoreoun sseuregi geoul soge nan

I’m a

Soljikhi sesanggwa nan eoullin jeok eopseo

Holloyeossdeon naegen sarang ttawin beolsseo

Ijhyeo jinji orae jeo sigan soge

Deo isangeun mot

Deutgesseo huimangchan sarang norae

Neona nana geujeo gildeuryeojin daero

Gakbon soge norananeun seulpeun ppiero

Nan meolli wabeoryeosseo

I’m coming home

Ije dasi doragallae eoril jeok jejariro*

*Perdedor

Perdedor, solitário

Um covarde que finge ser durão

Meio delinquente.

No espelho, você é

Apenas um perdedor

Um solitário, um imbecil coberto de cicatrizes

Lixo sujo.

No espelho, eu sou

Honestamente, eu nunca me encaixei no mundo

Eu sempre estava sozinho

Faz um longo tempo desde que eu esqueci-me sobre o amor

Eu não posso mais ouvir músicas esperançosas de amor

Você e eu.

Nós somos apenas palhaços tristes domados e roteirizados

Eu vim de muito longe

Eu estou voltando pra casa

Eu quero voltar. Para quando eu era jovem*

Passo em frente a minha antiga escola, quando percebo que havia uma briga entre 3 pessoas, na verdade eram dois contra um, paro a moto rapidamente, na mesma hora vem um flashback em mim.

*FLASHBACK ON*

(10 anos atrás)

-Bichinha,bichinha,bichinha.-gritavam todos os meninos enquanto o maior (e consequentemente mais forte) batia em mim.

-Tae bichinha,Tae bichinha.-continuavam gritando.

Eles batiam em minha barriga e costelas,caio ao chão,enquanto eles fazem uma roda e começam a me chutar,ouço uma voz ao fundo.

-Ei vocês !-gritava alguém.

Eles olharam em direção da pessoa que gritou,era o capitão do time de futebol da escola.

-Sai daqui Baekhyun.-grita Jiwon,o maior deles. 

-Se você não soltar o garoto eu chamo o time,e você sabe que nós somos maiores e bem mais fortes que vocês.

Ele o olha furioso,vira para os meninos que haviam parado de me bater e pede para que saiam,enquanto o mesmo o faz.

-Nos encontramos por ai bichinha. -Diz Jiwon

-Não se eu puder evitar. -Grita Baekhyun do outro lado.

-Você não vai estar sempre com ele Byun Baekhyun.

Jiwon some com seu bando pelo o corredor.

Tento me levantar enquanto Baekhyun caminha em minha direção e me ajuda a levantar.

-Você tá bem ?-pergunta ele.

-Tô,não precisa se preocupar,isso acontece todo dia,já estou acostumado.

-Porquê eles mechem tanto com você ?

-Porque eu sempre espero todos os meninos sairem do vestiario pra eu poder entrar.

-E porque você faz isso ?

-Você já prestou atenção em mim ? Olha a minha finura - Mostro meu braço - E minha irmã é lésbica.

-E dai ? Isso não é motivo.

-Não pra você que é capitão do time de futebol.

*SUSPIRO*

-Obrigado pela ajuda,me viro daqui pra frente.-digo e saio dali.

*FLASHBACK OFF* 

Olhando aquela cena não me controlo.

-Hei vocês! Soltem o garoto! -Grito enquanto desço da moto e ponho o capacete em minha mão direita.

-Sai daqui cara, isso não é da sua conta. -Grita um deles.

-Honestamente acho que dois contra um não é muito justo, podemos igualar isso não é?

Um deles anda em minha direção, o mesmo possuia um canivete, e tenta me acertar, mas eu desvio e desfiro um soco contra sua face, enquanto o outro tenta me prender por trás, viro-me depressa e chuto sua barriga, não acredito que ainda sei lutar capoeira.

O que estava com o canivete tentava me cortar de todas as maneiras, mas sempre errava, finalmente o garoto que estava desacordado ao chão recobra a consciencia.

Grito para que ele corra, mas ele ainda estava zonzo, na minha distração com o garoto um deles me acerta com o canivete e corta meu braço, urro de dor, e eles correm abandonando o local.

Vou até o garoto que estava sem entender nada e ofereço-lhe ajuda.

-Hei, tudo bem? Onde você mora?

-Estou bem sim, esses caras são do meu colégio, sempre que podem me batem, mas não esperava por isso uma hora dessas.

-Já passei por isso também, precisa que te leve pra casa?

-Não, posso ir sozinho, vai você pro hospital, seu braço tá sangrando muito.

Tinha me esquecido do meu braço.

-Tem certeza? Posso ir de lá.

-Não tá tudo bem, não precisa se preocupar, obrigado por me ajudar.

-Não por isso.

Passo meu telefone para o garoto, caso ele precise de ajuda, não serei como um Batman mas ele teria alguém em quem confiar ao menos, como Baek fez comigo antigamente.

Chego na lanchonete, que já estava fechada, mas ainda havia um cliente lá dentro, passo direto para o caixa afim de encerra-lo quando escuto o cliente falar:

-Boa noite pra você também Taehyung.

Era Jiwon, depois de tanto tempo ele tinha que vir parar justo aqui pra comer? Tomara que Pie tenha posto veneno em sua comida, ou ao menos cuspido dentro.

-O que você faz aqui Jiwon?

-Vim comer ué.

-Não precisamos do seu dinheiro sujo, vá embora. -Digo apontando pra porta.

-Já paguei o lanche, terei que esperar.

-Não seja por isso. -Pego o valor que ele pagou e devolvo ao mesmo.

-Não precisa disso meu amigo, só quero comer.

-Não sou seu amigo, e aqui ninguém vai servir você, procure outro lugar.

Ele sai pela porta e eu a tranco, quando me viro Pie estava a 10 centimetros de meu rosto.

-KIM TAEHYUNG QUE MERDA É ESSA NO SEU BRAÇO?

-Não é merda Pie é sangue.

-Você entendeu, o que foi isso???

-Ah cara, tinha dois garotos batendo em um menino, e eu fui ajudar ele, e um dos caras me acertou com um canivete, não foi nada demais.

-Nada demais? Você ta sangrando!

-Para de drama, é só fazer um curativo que ta tudo bem.

Ela me olha com uma cara séria, e vai encerrar o caixa, para que nós possamos ir pra casa.

(P.O.V Nayeon) (3 anos depois)

São 6:30 da manhã de segunda-feira, baekhyun não fala comigo desde sexta a tarde, e seus pais também não sabem nada a seu respeito, esse foi mais um fim de semana em que não tivemos nenhum contato, e obviamente ele vai inventar qualquer desculpa idiota para me dar, ha um ano e meio eu me pergunto aonde se enfiou aquele cara romantico que dizia que me amava logo nos primeiros meses de namoro, pois desde que fizemos 2 anos de namoro tudo começou a desandar, ele some nos finais de semana, não atende as minhas ligações, e eu sempre levo a culpa de coisas que ele faz, uma dessas coisas por exemplo é em questão de sexo, quando descobri que ele estava de conversa com uma tal de Kimi, mas ele jurou de pés juntos que não havia acontecido nada entre eles, e ainda por cima mencionou que ele não estaria  de papo com ela se a gente transasse, mas ele não vai conseguir isso assim, ainda mais sob essas circunstancias.

Eu estava passeando no shopping afim de espairecer,eu,minha melhor amiga e sua namorada estavamos na fila do cinema.

-Nay,aquele cara parece muito com o Baek não acha ?-e aponta pra um cara que estava com uma mulher loira a seu lado.

-Parece sim,até demais.-digo

Encaro o casal insistentemente,até que ele vira o rosto e eu consigo identifica-lo...

-Pie,ele só não parece o Baek.

-Como assim ?

-Ele é o Baek.

Pego meu celular afim de fotografa-los,para que eu possa ter provas na hora da discussão,no mesmo momento ele a abraça e lhe dá um beijo, e é justo esse momento que minha camêra registra, fico em choque ao ver a cena, como pode, o meu Baek, me traindo... Não me contenho e saio correndo dali, com os olhos marejados.

Pie e Tina vem atrás de mim.

-Nay,espera !

Continuo correndo,até que o segurança me barra,não penso duas vezes,o abraço e choro ali mesmo.

-Nay,oque aconteceu ?-pergunta Pie,enquanto o segurança me entrega á ela.

Ouço uma música ao fundo,onde deixa minha voz embargada,fazendo com que eu chore mais ainda.

(THREE DAYS GRACE - OVER AND OVER)

*I try to live without you, every time I do I feel dead

I know what's best for me

But I want you instead

I'll keep on wasting all my time*

*Eu tentei viver sem você, toda vez que eu tento eu me sinto morto

Eu sei o que é melhor para mim

Mas eu quero você ao invés do melhor

Eu continuarei perdendo todo meu tempo*

-Calma Nay.-diz Tina.

*Quebra de tempo*

Eu estava no meu quarto quando vejo que Baek me mandou uma mensagem.

*MENSAGEM ON*

-Você tá ocupada sarang ?

-Não porquê ?

-A gente pode se encontrar ?

-Aonde ?

-No parque Hangang.

-Tá,tô indo.

-Okay,já tô aqui.

*MENSAGEM OFF*

Me arrumo e vou pro parque encontrar com o Baek.

*Quebra de tempo*

Baek estava com um buquê em sua mão direita.

-Oi sarang.-diz ele me entregando o buquê.

-Quem era aquela menina que tava com você no cinema ?

-Quê menina Nayeon ?

-Não se faz de desentendido Baekhyun,eu vi você com uma menina na fila do cinema,quem era ela ?

-Nay,eu não sei do que você tá falando.

-Ah,pelo amor de Deus Byun Baekhyun,para com essa farsa,eu vi você beijando aquela menina.

-Você não pode provar isso.

-Posso sim,quer ver ?

-Quero.

Lhe mostro a foto que tirei,ele olha extasiado.

-Na-nay,não sou eu,é o Joshua.

-Ah me poupe,o Joshua não é nada parecido com você,confessa logo que é melhor,eu já sei que você é um traíra mesmo.

-E-eh,e-eu...

-Você oquê Baek ?

*SUSPIRO*

-Era eu.-diz ele.

-Que era você eu já sei,eu quero saber quem era a garota.

-Hyun Kimi..

-Ah,a mesma que você estava conversando outro dia e disse que não era nada né ?

-É sarang.-diz ele.

-Não me chama mais assim,a partir de agora nós não temos mais nada.

Tiro minha aliaça de compromisso,atiro-a junto com as flores em seu peito,viro as costas e saio andando.

-Nayeon,volta aqui,vamos conversar direito.-diz atrás de mim.

-Não temos mais nada o que conversar.

Ele pega em meu braço e o aperta.

-VAMOS CONVERSAR.

De repente um rapaz intervem.

-Ei,solta a garota-ele se vira pra mim-ele está te incomodando moça ?

Baek me solta.

-Não mais,graças a você,obrigada.

-Sarang volta aqui.

-Já disse,nós não temos mais nada,acabou.

-Nayeon...

-Você não escutou a garota ? Vocês não tem mais nada deixe-a em paz.-fala o rapaz.

Começo a andar e o rapaz vem atrás de mim.

-Moça,quer que eu te leve em casa ? Você parece muito transtornada.

-Não precisa,eu tenho pernas pra andar.

-Deixe de marra,você está precisando de ajuda e ele pode incomoda-la novamente.

-Vamos então.-digo com tom de desanimo.

*Quebra de tempo*

Chegando em minha casa,na porta se encontrava Namjoon.

-Ué Taehyung,não pedi nada hoje,e você tá trazendo a mala da minha irmã.

-Não sabia que era sua irmã desculpa.

-Vocês se conhecem ? Da onde ?

-Lerda,ele é o dono da lanchonete que eu sempre peço comida,lembra que você esbarrou uma vez nele,quase quebra o nariz do coitado.

-Ah tá.

-Lerda.

Taehyung sorri envergonhado.

-Bom moça,está entregue.

-Obrigada Taehyung.

-Não por isso.

E ele sai.

Eu e meu irmão adentramos em casa, até que ele começa.

-Huuuum deixa o Baekhyun saber que você veio pra casa com o gato do Taehyung.

-Byun Baekhyun não existe mais em minha vida, nós rompemos.

-Como assim? Ele não era vivo e morto por você?

-Namjoon, ele me traiu, e o pior, ele estava na fila do cinema com a garota, a beijando para quem quisesse ver, e eu fui uma das que viu...

-Que salafrarioo! Se ele aparecer aqui em casa atrás de você eu acabo com a raça dele! Vou contar para o papai.

-Não. Papai não.

-Por?

-Ainda gosto dele Namjoon, dói, mas ainda gosto.

-Park Nayeon, você foi passada pra trás da forma mais descarada, o mínimo que ele merece é uma surra.

-Não, ainda não, eu quero que ele sofra, mas não desse jeito.

Ele me abraça e eu subo para meu quarto.

Tomo banho, ponho meu pijama e vou direto pra cama, fico pensando exatamente na letra da música na qual estava tocando naquele momento.

(THREE DAYS GRACE-ONE-X)

*Do you think about

Everything you've been through

You never thought you'd be so depressed

Are you wondering

Is it life or death

Do you think that there's no one like you.

The life I think about

Is so much better than this

I never thought I'd be stuck in this mess

I'm sick of wondering

Is it life or death?

I need to figure out who's behind you.*

*Você pensa sobre

Tudo o que você passou

Você nunca pensou que estaria tão deprimido

Você está se perguntando

É vida ou morte

Você acha que não há ninguém como você.

A vida sobre a qual eu penso

É muito melhor do que esta

Eu nunca pensei que eu ia ser preso nessa bagunça

Estou cansado de me perguntar:

É vida ou morte?

Eu preciso descobrir o que está atrás de você*

Adormeço.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...