História You changed me - (Camren G!P) - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Austin Mahone, Fifth Harmony, Ian Somerhalder
Personagens Ally Brooke, Austin Mahone, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Ian Somerhalder, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camila Cabello, Camren, Camren G!p, Fifth Harmony, Intersexualidade, Lauren G!p, Lauren Jauregui
Visualizações 624
Palavras 6.195
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


No capítulo anterior vocês prestaram atenção em tudo menos do que foi importante hahaha.

Alguns me deram a ideia de criar um grupo no whatsapp para vocês, meus leitores...o que acham?

Twitter: @LaurinahBolinho

Capítulo 15 - Capítulo 15 - Se conhecendo de verdade.


Keana e Austin tiveram a mesma ideia de manhã. Por que não acordar mais cedo e fazer um café para seus receptivos acompanhantes?. O garoto pensou que Camila estava muito estressada ontem quando veio visitar, tentou conversar mas ela não lhe contou, ele tentou agradar ao máximo Camila mas parecia não funcionar. Estava começando a ficar desesperado pegou alguns conselhos para seu pai na semana e dissera para fazeres surpresas, coisas fofas e ser o melhor namorado possível. Estava tudo indo muito bem, até Camila se apegar de um modo estranho a Lauren.

Keana estava na cozinha preparando o café. Um dos hobbies da atriz era a culinária, e podia dizer que cozinhava muito bem. Enquanto preparava pensou em como ontem foi bom para ela, a anos que não se sentia daquele jeito. Estava curtindo o momento sem se preocupar com que papel faria amanhã. Todas as vezes via quando Lauren se metia em encrenca. Em sua última pensou em ligar ou mandar uma mensagem porém não teve a coragem. Alexa era sua amiga por isso as duas mantinham um desejo culposo.

- Bom dia - sentiu Lauren beijar suas bochechas. - O cheiro está ótimo! Nunca me falou que sabia cozinhar. - Se sentou no banco que ali tinha a observando no fogão. Keana era muito linda.

- Pode parar de olhar desse jeito para as minhas pernas? - a risada da atriz foi alta.

- Eu não estava olhando - admitiu - Ok, eu estava sim, mas só um pouco. - as duas tiram. - Você tem algum compromisso hoje?

- Infelizmente tenho, mas só a noite.

- Eu estava pensando em passarmos a tarde juntas então...o que acha? - assim que Keana ia responder o celular da cantora tocou no quarto onde dormiu. Se levantou e olhou o identificador. Era um dos editores do desafio.

- O que foi?

- Bom dia senhorita, tenho uma dúvida sobre o último vídeo que me enviaram.

- Ah sim, estou ocupada agora. Fale com Camila que certeza que irá te ajudar - desligou. E então se lembrou que poderia passar a tarde com Keana...porém não sozinha.

Deu uma volta pelo apartamento que não era muito grande, desde pequena Keana nunca gostou de um luxo exageradamente, sempre foi simples. Na sala de estar encontrou um piano preto, se lembrou quando a atriz fez uma audição para uma das melhores escola de músicas do país. Porém voltou triste para casa contando de que não foi aprovada. A partir dali Keana ''desistiu'' de uma vida como musicista, mesmo Lauren a ensinando novas músicas. E praticamente lhe implorando para a ensinar a ler partituras.

Se sentou no pequeno banco preto ali. Começou somente passando o dedo entre as teclas. A algum tempo não tocava um piano por querer tocar. Se lembrou de uma música que foi composta por ela e sua amiga a alguns anos atrás, quando as duas ainda eram inseparáveis. Não percebeu quando Keana se sentou ao seu lado. A moça conhecia muito bem aquela música...alias foi ela que começou a compôr, Lauren apenas seguia o ritmo. Começou com uma melodia calma. Assim que reconheceu que música ela estava tentando tocar, sorrio e a acompanhou nas teclas.

Havia um tempo em que

eu costumava olhar nos olhos do meu pai

em um lar feliz - olhou para sua parceira que estava concentrada demais para retribuir o olhar.

eu era uma rainha, e tinha um trono dourado

aqueles dias se foram

agora as memórias estão na parede

ainda ouço as canções

do lugar onde eu nasci

lá na colina, do outro lado do lago azul

foi lá que meu coração foi partido pela primeira vez

eu ainda me lembro como tudo mudou

meu pai disse. não se preocupe criança, veja, o céu tem um plano para você

Então a melodia começou a ficar agressiva, mais rápida. E Lauren repetia aquela frase algumas vezes. Keana sorria. Então Lauren bateu com seus ombros no dela para a mesma cantar sua parte.

- Não Laur.

- Então cante comigo.

houve um tempo - somente Lauren cantou esse verso

eu conheci uma garota diferente - então Keana começou a acompanhar.

governávamos o mundo

pensei que nunca a perderia de vista

nós éramos tão jovens - A cantora somente fazia a segunda voz do dueto improvisado, deixando a atriz soltar sua voz.

eu penso nela de vez em quando

ainda ouço as canções

que me lembra uma amiga

lá na colina, do outro lado do lago azul

foi lá que meu coração foi partido pela primeira vez - E ali foram até o final da canção. A ''amiga'' e ''garota diferente'' na qual a música dizia era ninguém mais ninguém menos que Lauren.

- Eu tinha me esquecido de como é bom tocar.

- E por que não toca? - Keana deu de ombros - Porquê é burra!

- Cala a boca e vem comer.

.

Camila acordou com um cheiro muito bom na cozinha, olhou em volta e Austin não estava na cama. Sem se importar se levantou escovando seus dentes e dando um trato em seu cabelo. Assim que chegou no cômodo Austin estava cozinhando o almoço.

- Bom dia meu amor! - deu um beijo em seu rosto.

- Bom dia - Camila respondeu ainda com sono.

- Espero que não se importe mas eu já fiz o almoço.

- Eu prefiro meu cereal. - percebeu que ela estava rabugenta.

- O que foi Camila? Já acorda assim? - começou a ficar bravo

- Estou preocupada com a Lauren.

- Desencana dessa mulher! Ela é maior de idade.

- Austin, fique quieto você não entende

- Não entendo o que? Que você já está ficando louca?

- Não entende como é se importar com algum amigo, por que você abandona eles por sua carreira! - sem pensar acabou dizendo coisas que faria aquela discussão continuar.

- Só por que eu fui para uma turnê UMA VEZ Camila, não significa que eu não se importe!! - O garoto a esse momento já tinha largado o fogão e estava em pé vendo a mulher comendo.

- ELES PRECISAVAM DE VOCÊ!

- E aonde estão hoje? Nem um oi me dizem mais. Meus únicos "amigos" são seus amigos Camila, os meus eu perdi por sua causa, sabe o que é isso?

- Não me culpe por não ter amigos, a culpa não é minha se você não sabe namorar sem trocar seus amigos Austin! - O garoto estava irritado. Camila estava irritada. Em alguns momentos acabaram aumentando a voz.

- Seu pai tinha razão!

- Se você disser sobre o que eu estou pensando eu saio daqui agora por apoiar as péssimas palavras do meu pai!

- Não Camila, Não é sobre a Lauren sua nova protegida! É sobre você ter mudado.

- AUSTIN, EU ESTOU PERDENDO A PACIÊN...

- EIII!! - Verônica apareceu na cozinha, os dois tinham atrapalhado seu desenho.

- Vero? O que está fazendo aqui? - Camila abaixou a voz logo se recompondo

- Seu namorado me convidou para almoçar com vocês, eu estava na sala assistindo, até vocês dois começarem com o UFC verbal!

Camila bufou, e Austin voltou ao fogão. Aquela cozinha ficou extremamente silenciosa, chegando a ser constrangedor. Os dois ontem e hoje brigaram. Verônica pensou que teria imediatamente que falar com Camila. A sós.

- Que silêncio! Quem morreu? - a pessoa que Camila esperou a noite toda finalmente apareceu naquela cozinha, zombando. Assim que a viu seu coração automaticamente começou a bater mais forte e o sorriso que desde que acordou não estava em seus lábios finalmente se fez lá presente. Mordeu seus lábios em perceber que suas paranóias eram somente coisas de sua cabeça e que a morena estava bem! Assim como saiu de casa. Sem pensar em quem estava presente, desceu rapidamente da cadeira colocando seus braços em torno de seu pescoço, a apertando, e sentindo seu perfume, um perfume natural, que só ela tinha. Seu coração batia rápido, pensou até que as pessoas ali podiam escuta-lo batendo. - Uou, parece que alguém estava com saudade. - sentiu a cantora acariciar suas costas carinhosamente.

Camila se sentiu estranha naquele momento. Porque estava querendo tanto afeto de Lauren, se preocupando tanto ao ponto de brigar com Austin, que saiu de longe para lhe fazer uma surpresa?. Porque tudo isso? Trocar seu namorado que sempre sonhou em construir uma família...por Lauren....a mulher na qual odiava a semanas atrás?. Se sentia confusa. Apenas se soltou dos braços da recém chegada, andando rapidamente até seu quarto se fechando ali.

- Ela está bem? - Lauren perguntou

- Humm, sim claro. Você vai comer? - perguntou Austin logo terminando sua lasanha a bolonhesa. Ele sabia que o clima entre os dois não estava o dos melhores, mas seu coração apertou em sentir ciúme do momento rápido entre as duas, Camila não agiu daquele jeito quando chegou. Verônica observando tudo aquilo foi até o quarto onde Camila estava batendo na porta.

- Eu quero ficar sozinha - disse lá dentro

- E eu quero falar com você - silêncio - Vamos Mila! - alguns segundos depois escutou a porta sendo aberta, entrou e logo trancou novamente - O que foi aquilo?

- Se eu soubesse te diria

- Austin ficou sentido, estava nítido isso. - as duas se sentaram na cama, apenas querendo uma conversa.

- Eu não queria o magoar, mas não fiz nada de mais para ele ficar magoado, eu só a abracei.

- Como se não a visse a dias, e só foram horas.

- Não se pode mais sentir saudade?

- Claro.... - as duas ficaram quietas em um silêncio agoniante.

- O que você está insinuando?

- Eu? nada Camila. - então como algo para testar os sentimentos da latina veio em mente - Você sente algo...a mais por Lau- Camila não a deixou terminar sua frase

- Claro que não!!

- Ótimo, por que ficaria um clima estranho. - a youtuber se virou confusa, então Verônica continuou - Entre você e Keana.

- Por que ficaria um clima estranho entre eu e Keana? eu nem a conheço. Por que diz isso?

- Ela está aqui.

- ELA O QUE? - se recompôs - hoje tenho que ficar com Lauren.

- E com ela também. Lauren a trouxe!

- Eu tenho que ficar sozinha com ela

- Na verdade não, vocês só tem que ficar juntas e filmarem isso quem está com vocês não importa. - Camila bufou

- Mas por qual motivo ela está aqui? não devia estar gravando nenhuma série ou sei lá?

- Pergunte a ela quando a ver - Ela não queria falar com a atriz, não sabia o motivo dela estar ali, o por que de Lauren a trazer. Mas por que se importar tanto com isso? Onde Camila entra se as duas estão se beijando ou não? Por que se importar tanto?

''Eu costumava me conhecer, é engraçado como os reflexos mudam - James Bay''

Verônica tinha saído minutos atrás para cumprimentar Keana e se impressionar na beleza que a mulher possuía. Camila escutou as palavras de sua amida elogiando a mulher, então logo em seguida tomou um banho ligeiramente rápido e olhou em sua mala as roupas que tinha, vestiu sua saia xadrez azulada subindo até o suficiente para mostrar boa parte de suas coxas, porém vestia um short por baixo. Seu cropped vermelho junto com sua gargantilha da mesma cor, querendo ficar mais alta, calçou seus saltos. Foi até seu banheiro arrumando seus cabelos os deixando soltos, não abusou em sua maquiagem pois se lembrou que Lauren e também Austin a gostavam mais natural.

Escutou a porta ser aberta e a voz de Lauren a chamando, se olhou uma última vez antes de sair. A morena olhou de cima a baixo espantada com a beleza de Camila, até como se estivesse esquecido que o sangue latino corria por suas veias. Camila estava maravilhosa, não sabia quantos elogios cabiam ali. Sem pensar apenas em seu rosto e sua vestimenta, começou a reparar em seu corpo...e que corpo!. Suas pernas estavam um pouco expostas mostrando suas coxas. Camila a encarava de uma força inocente o que deixava o clima ali como não podia, a tensão sexual entre as duas era grande. Até que a cantora se lembrou da situação que Camila se encontrava, provavelmente brava com alguma coisa, seu namorado estava em presente no quarto de hotel, mexeu sua cabeça tirando os pensamentos sexuais que teve com a youtuber e a cumprimentou.

- Oi Camz - sorriu - eu queria saber se está tudo bem com você, se precisa de alguma coisa....

- Estou ótima, não se preocupe - Se sentou-se na cama com o movimento sua saia levantou mais um pouco mostrando cada vez mais sua coxa. A de olhos verdes tentou não olhar porém foi mais forte que ela. Se sentou ao lado de Camila.

- Você... você quer - não conseguia se concentrar em suas palavras pensando em seu corpo. - Você comer quer?

- O que? - Camila ria com o atrapalhando.

Levou suas mãos até a saia de Camila, que não esperou essa ação de Lauren e se corpo logo ficou em alerta, diferente do que achou que a cantora faria se surpreendeu e seu coração bateu cada vez mais rápido. Lauren havia abaixado sua saia, não lhe dando a visão que tanto estava te desconcentrando. - Você quer comer? Austin terminou o almoço e você está aqui a muito tempo, Keana e Verônica já até comeram, eu esperei para te acompanhar.

Mordeu seus lábios dessa vez não querendo provocar porém falhou pois Lauren os encarou e sua mente começou a se imaginar com aqueles lábios no seu. Imaginar beijar Camila não era a pior coisa do mundo, mas sentia que era errado, a mulher estava comprometida e era sua amiga. - Isso é fofo de sua parte. Mas sim, irei. Estou morrendo de fome. Vamos?

- Sim, claro - as duas sorriram, a branca então passou seu braço direito pelo pescoço de Camila, e assim foram para a cozinha.

.

Na cidade de Nova Iorque tudo ocorria bem, Dinah estava no restaurante depois de deixar Brian na escola. Se lembra de quando chegou, Vânia estava deitada no sofá da sala completamente adormecida, deve ter aproveitado bastante com a saída dos três. Vânia era uma moça de idade e trabalhava para as duas a muito tempo não achou ruim seu conforto em seu sofá. Teve que ir ao restaurante assim que chegou na noite passada então deixou Brian em casa sendo cuidado por ela, que o tratava como um neto. Quando acompanhou Lauren ficou sabendo que um conflito entre Denis e Clarice tinha acontecido no restaurante. Denis estava no comando, porém Clarice alegou que ele estava criticando o modo como ela preparava o prato, como se quisesse "a ensinar como fazia do modo certo". Estava observando os dois, para se resolverem resolveu fazê-los trabalharem juntos, e estava ocorrendo tudo bem.

- Chef, um cliente gostaria de reclamar do prato preparado pela senhorita. - um dos garçons veio até ela.

- Reclamar? - ele assentiu - Me leve até ele - Dinah nunca saía da cozinha, ao menos para receber elogios o que na maioria das vezes era o que aconteceria, por sempre algum cliente querer elogiar e conhecer a chef ela passou a não sair, somente para convidados importantes. Por ser um cliente reclamando de sua comida, sem pensar duas vezes arrumou chapéu em sua cabeça, saindo da cozinha. Parou em frente a mesa onde se encontrava dois homens um deles era muito bonito, olhos verdes e pele branca, percebeu pouca barba no homem que sorriu ao ver. O outro parecia bem jovem, cabelos castanhos a mesma cor dos olhos. - Boa tarde sou a chef Dinah Jane, meu garçom me informou que não gostaram de minha comida.

- Boa tarde senhorita Jane. Na verdade adoramos sua comida - o charmoso dizia - E percebemos que quando a chamam para elogiar seus pratos, a senhorita somente manda seus agradecimentos pelo garçom, então pensamos em dizer que não gostamos. Sem exageros sua comida é a melhor que eu já comi.

- Oh sim, fico lisonjeada, agradeço - sorriu educadamente, porém por dentro queria xingar os dois por tê-la feito sair da cozinha.

- Porém eu e meu parceiro de negócios, Cameron - apontou para o mais jovem - Queiramos lhe fazer uma proposta muito boa para seu restaurante, será que poderíamos conversar qualquer dia?

- Claro, como se chama?

- Me chamo Ian Somerhalder. Mas pode me chamar somente de Ian.

- Podemos conversar depois do expediente Ian.

- Infelizmente terei de ir embora cedo, mas mantenho contato. - ele foi se levantando deixando Dinah confusa.

- Você não tem meu número....

- Acredite, eu tenho. Foi um prazer conhecê-la!. - E foi embora, deixando Jane mais confusa do que já estava, voltando até a cozinha. Olhou em seu relógio e marcava quase o horário de buscar Brian no colégio, e teria de ficar até mais tarde. Pegou seu telefone ligando para Alexa, mandando buscar seu filho na escola, que não negou e se comprometeu.

.

Alexa olhava em seu Twitter, estava respondendo algumas pessoas das pessoas que a acompanhavam sobre o desfile. Foi dar uma olhada nos assuntos mais comentados e o nome de Lauren estava lá, não aguentou a curiosidade e percebeu que sua ex noiva foi flagrada com Keana...espera Keana?. Se lembrou de sua amiga que não vê a anos. Ela estava linda. As duas tinham brigado e nunca mais se falaram, a atriz descobriu do plano de Alexa quando estava junto a Lauren e as duas brigaram feio, Keana depois daquele dia nunca mais discava o número e muito menos falava sobre Alexa, mesmo a modelo tendo de arrependido de verdade ainda não consigo conseguido conversar para ter suas desculpas. As duas estavam de mãos dadas na foto o que deixava aparente que estavam tendo algum caso.

Se arrumou o básico, e foi em seu carro até a escola de Brian, onde esperou menos de cinco minutos até escutar os alunos sendo liberados e algumas babás esperando do lado de fora. Quando viu que a multidão tinha diminuído saiu de seu carro e entrou na escola logo parando seus olhos em seu filho que já estava sentado tentando amarrar seus cadarços sussurrando coisas baixinho.

- As orelhas de coelho, agora passa por baixo da toca - ele dizia enquanto amarrava. - Assim como as mamães ensinaram. - quando conseguiu amarrar comemorou, logo levantando seu rosto e vendo Alexa parada o olhando, sem esperar, por saudades dá mãe, pulou em seu colo. - Eu estava fazendo como você me ensinou, eu aprendi! - ele a abraçava forte - Eu não quero te soltar!

- E não precisa, vamos para o carro - continuou com ele em seu colo, deu um último aceno as pessoas que acenavam e partiu até a porta de trás. Colocando Brian sentado com o cinto de segurança, sentando no banco do motorista indo até sua casa. - E como foi viajar com sua mama? O que fizeram?

- Mamãe foi demais, no último dia que eu fiquei lá, não fiquei muito com a mama e mais com tia Cami.

- Tia Cami?

- Camila, mamãe. A amiga da mama, ela é legal, eu gosto dela. - por Camila ter o tratado bem, Alexa já tinha pontos com a garota.

Brian contou desde quando chegou até quando foi embora com Dinah, o caminho foi rápido então ele teve que continuar a história quando estava tomando banho. A modelo se sentia feliz que o filho tinha se divertido, e que todos o tratavam bem. Quando estava dando banho no garoto reparou algumas manchas em seus braços e costela, aquilo pareceu estranho. Quando voltou com o garoto com uma toalha para se secar percebeu que as marchas ali, estavam roxas.

- Brian! O que é isso?

- Oh - o garoto olhava e pensava em uma resposta - Eu não sei mamãe, devo ter caído.

- Caído!? - ele assentiu - Você não está mentindo para mim? - ele negou. - Tudo bem... coloque sua roupa, eu já venho. - Pegou seu celular logo ligando para Lauren.

- Alô?

- Lauren? Tenho que conversar com você.

- Alexa certo? - aquela não era a voz de Lauren - Aqui é Camila, irei passar para ela. - escutou barulhos de risadas - Lo, telefone pra você. Alexa.

- Oi Alexa, tudo certo? - a voz dela estava bem alegre, conhecia Lauren a anos aquela voz de alegria não era de álcool, e sim somente dela estar feliz com alguma situação. Isso é bom.

- Oi Laur, comigo sim tudo certo, mas com nosso filho eu não tenho tanta certeza.

- O que? Por que acha isso? - de alegria deu lugar a preocupação em sua voz, não queria acabar com a alergia mas precisava conversar. - O que aconteceu com Brian?

- Brian está mal? O que houve? Lauren, Brian está bem? - a voz que atendeu o telefone, voz de Camila, perguntava ao fundo.

- Eu estava dando banho nele e percebi algumas manchas roxas, como se ele estivesse apanhado Lauren, você sabe se na escola ele está tendo algum problema? Você sabe que tivemos problemas com isso mês passado. - as duas estavam separadas como um casal de noivas, porém como mães estavam completamente unidas pelo futuro e bem estar de Brian. Ignoram qualquer tipo de rancor ou até atração para cuidar do filho. Mês passado as duas estavam brigadas uma com a outra, porém quando Brian ficou doente, as duas esqueceram a briga e foram correndo juntas ao hospital. Aquilo fazia bem ao garoto, ele gostava de ver suas mães próximas, mesmo que não estivessem juntas.

- Eu vou quebrar o filho da puta que bateu nele, eu vou voltar agora para casa.

- Lauren aquelas crianças devem ter no máximo seis anos de idade, você não pode bater nelas.

- Mas posso dar cinco dólares para um de seis anos bater por mim!

Alexa riu - Eu vou ligar na escola quando ele dormir, só queria te perguntar e como você não sabia para ficar ciente disso. Aquilo parece ser bem recente. Ele diz que caiu.

- Caiu? Brian dificilmente cai. Eu estou pesquisando vôos para Nova Iorque, posso chegar aí até...

- Lauren não precisa, fique em Las Vegas aproveitando, eu estou aqui com ele ok? Não se preocupe.

- Você tem certeza Lex? - Lex era o apelido único que Lauren tinha dado a modelo.

- Sim tenho, volte amanhã como era o programado.

- Se precisar de qualquer coisa, qualquer coisinha mesmo, pode me ligar, não importa o horário. - se despediram e logo desligaram.

Alexa voltou ao seu filho que contou como foi seu dia na escola, ela prestava muita atenção em cada detalhe, algo fora do normal em suas palavras já levaria um menino a ser o suspeito da "caída" de Brian, depois de escutar tudo, ela deixou o pequeno a ajudar no jantar, porém somente colocando os pratos na mesa. Brian até brincou dizendo que já poderia trabalhar no restaurante de Dinah

- A comida está ótima mamãe! - Depois de comerem os dois brincaram de futebol na casa. Lauren tinha sua preferência no basquete sendo assim só brincava disso com Brian, sabendo disso Alexa optou pelo oposto, é o garoto jogava muito bem. - Mamãe, assim não vale!!

- Vale sim, eu só estou defendendo

- Mas não me deixa fazer nenhum golzinho!

- Ok, tenta de novo - ele preparou, logo chutando no canto direito, com dó, deixou seu filho fazer um gol e sua dancinha na comemoração. - O que quer fazer agora?

- Assistir desenhos seria legal!

- Então vamos! - parou na frente do menino colocando suas mãos em sua barriga o levantando - E lá vamos o super herói. - Ele fazia a famosa pose do super homem. Até chegarem no sofá. Sentaram e começaram um desenho qualquer. A cabeça de Alexa não parava só de pensar que alguém tinha machucado seu filho.

Quando o pequeno adormeceu ligou na escola, querendo saber o que tinha acontecido.

- Boa tarde, aqui é Alexa Ferrer, mãe do Brian Jauregui Ferrer. Gostaria de falar com a professora da sala do meu filho. - a secretária passou para a sala onde estava a professora. Disse o que tinha ocorrido.

- Ele disse que foi na escola? Dentro da sala de aula?

- Não, disse que caiu. Porém aqueles machucados não são de uma queda.

A mulher pensou um pouco antes de se pronunciar novamente - Irei prestar mais atenção nele, se eu ver alguma atitude, lhe aviso.

- E os conflitos de antes...se resolveram? - Dizia sobre algumas crianças fazerem brincadeirinhas idiotas com Brian. Quando estavam falando do dias dos pais, e algumas crianças começaram a dizer que Brian não podia participar do projeto, pois ele não tinha um pai. É que o garoto era estranho por isso, esquisito. Quando o garotinho disse que poderia dar seu projeto para seu tio, ou até para uma criança que não conseguia fazer, começaram a chacota contra o pequeno. Depois de tudo tiveram que acertar uma reunião com alguns pais que ainda disseram que a atitude dos filhos foi correta.

- Sim, cuidei de tudo para que Brian se sinta confortável e nada de brincadeirinhas contra ele.

- Agradeço, qualquer coisa pode me ligar, ou ligar para Lauren Jauregui. - as duas continuaram falando mais um pouco sobre a vida estudantil de Brian e então desligaram. Arrumou Brian em seu colo, fazendo carinhos em seu cabelo, e lá no sofá da sala os dois adormeceram juntos.

.

Lá em Las Vegas o clima estava mais descontraído, Camila estava se dando muito bem com Keana, porém se sentia insegura perto dela, como se a atriz fosse melhor que ela em algum quesito, mesmo aquela "competição" entre as duas fosse inexistente. Como era dia do famoso desafio tiveram que ligar as câmeras e começarem a filmagem, primeiro as duas estavam lado a lado contando algumas coisas que tinham feito antes de ligarem a câmera. Logo depois decidiram fazer uma sobre sobremesa e filmaram tudo. Lauren sentia que Camila estava estranha hoje. Austin, Verônica, Keana, Lauren e Camila brincaram de um jogo de tabuleiro quando estavam sem nada para fazer. A youtuber sem disfarçar roubou para ganhar, e acabou sendo pega como castigo amarraram suas mãos para a garota não comer mais da sobremesa que tinham pego. Quando todos estavam na cozinha e Camila na sala emburrada por querer comer mais e mais. Lauren foi lhe fazer companhia.

- Está tudo bem ai? - perguntou rindo sabendo que de bem, não estava nada.

- Eu estou com fome, Lauren não me provoque - a cantora estava com um prato com a sobremesa em mãos, comendo em sua frente. 

- Ninguém quer vir aqui te dar, por quê você é uma péssima perdedora. - se sentou ao seu lado.

- Eu não gosto de perder, foi o único jeito de me fazer ganhar.

- Eu quero muito te soltar.

- Então me solta!

- Acho melhor não - debochou - Você comeria minha sobremesa. - Camila fez bico com um rostinho completamente amável e impossível de dizer não, deveria seguir a mesma profissão que Keana, pois atuava muito bem. - Tá, eu vou te dar um pouco. - pegou sua colher e levando até a boca de Camila que se aproximou cada vez mais de Lauren para não deixar cair em sua roupa. A latina gemia em satisfação por ser tão delicioso, mesmo aqueles gemidos serem completamente inocentes, deixava Lauren um pouco desconfortável com a situação. As duas sozinhas em uma sala com ela gemendo...

- Lolo - reclamou quando em vez de Lauren seguir com a colher para sua boca, trilhou o caminho da própria boca. Enquanto alimentava a Camila, podia a observar bem de perto, estavam quase coladas, observava cada detalhe que não conseguia enxergar antes. Tentou ser travessa, pegou novamente mais um pouco só que dessa vez em vez de levar até a boca passou em sua bochecha a sujando. - LAUREN!

- Deixa que eu limpo - colocou o prato ao seu lado, colocando suas mãos na coxa da que estava amarrada, dando o impulso para se aproximar ainda mais de seus lábios, o coração de Camila parou por alguns segundos só de imaginar o que estava por vir, porém se frustrou quando os lábios dela se desviaram dos seus indo até sua bochecha a sentindo molhada. Ela estava me lambendo.

- Lauren!! Eca, sai

- Agora está limpinho - disse quando voltou ao seu lugar, estava para se levantar porém ficou com dó e soltou a latina, que ainda a xingou de idiota. Quando viram que Camila estava solta reclamaram com Lauren a chamando de traíra. Lauren abraçou sua parceira de desafio dizendo que tinha o coração mole. Austin assista a cena completamente enciumado, a vontade de a afastar de Camila era grande. A tarde passou com Verônica perguntando para Keana como era seu trabalho e que queria ser o par romântico dela em algum filme.

Quando foi escurecendo Keana teve que se despedir, e foi acompanhada por todos até a porta, Camila se surpreendeu quando em vez de dar um beijo na bochecha de Lauren como estava fazendo com todos, ela lhe deu um beijo em sua boca, para sua felicidade foi rápido. Quando fecharam a porta Camila foi até seu quarto tirar seus saltos e colocar um pantufa, não precisava mais deles. Sentiu braços a abraçar por trás, não deve tempo de se virar totalmente quando foi surpreendida pelos lábios de Austin nos seus. Passou a mão por seus cabelos enquanto ele apertava sua cintura.

- Estava com saudade de te ter só para mim! - ele dizia, o beijo dos dois era cheio de raiva pela parte dele, não de sua namorada, mas pelo ciúme que parecia de propósito. Camila estava com as mãos nos botões da blusa dele, quando o garoto abriu a boca - Vamos para casa? Agora? Eu quero você só para mim, sem a Jauregui por perto, sem você com ela.

- Eu tenho um contrato para seguir.

- Não o siga, simples.

- A um tempo atrás adorou me ver no desafio, agora está pedindo para eu sair? - se afastou dele.

- Eu não quero você com ela.

- E você tem que querer, Austin? - aquilo foi o fim para ele.

- Você está me trocando por ela? é isso?

- Não, estou seguindo o meu contrato! 

- QUE SE DANE O CONTRATO! - estava começando a ficar nervoso.

- Se você for começar a gritar novamente, eu quero que você vá embora.

- Vai dizer que me ter longe faz parte do contrato também? - ele zombava

- Por que está tão idiota, Mahone? 

- Por que se arrumou toda e não passou cinco minutos comigo?

- Tenho que me arrumar para você agora? - sua risada era irônica - Eu não quero mais você aqui, vai embora. - Ele não disse nada, apenas foi batendo a porta. Aquilo foi estressante, o relacionamento dos dois estava como uma montanha russa, em um minuto estavam lá em cima, e em outro já estavam caindo.

Lauren percebeu que ali tinha acontecido uma discussão e então foi até lá encontrando Camila sentada olhando para o chão. - Está tudo bem? - ela assentiu com um sorriso falso. - Bom...eu queria falar com você. - levantou seu rosto. - Por que não foi você mesma essa tarde?

- O que? 

Foi mais cautelosa em suas palavras - Parecia que você queria ser mais que....ser mais que Keana. Com a postura, jeito de andar, falar sobre as experiências pessoais e profissionais. Se não foi isso que quis passar pareceu.

- Desculpe - suspirou- eu realmente não sei o por que fiz isso. É que ela parece ser tão completa sabe? Uma atriz!, aclamada pela crítica. E eu...só uma youtuber.

- A maior youtuber feminina do mundo, modelo, ajudou desenvolver a empresa de seu pai. Não se diminua, você é ótima Camila. - a garota somente suspirou novamente sorrindo fraco - Vamos fazer assim, nada de mentiras e em encenações a partir de agora. Vamos nos conhecer de verdade, saber o que não sabemos uma da outra. - uma ideia surgiu em sua mente. - Eu sou Lauren, uma mulher intersexual, tenho um filho que é a coisa mais preciosa do mundo para mim, moro com uma chef de cozinha que as vezes parece minha mãe de tão mandona, fui abandonada por minha mãe aos quinze anos de idade, minha irmã é completamente fã de uma youtuber que antigamente me odiava - as duas riram - hoje, estou solteira e participando de um desafio na qual tenho que conviver com uma latina completamente atraente e engraçada.

- Cuidado para não cair em meus encantos! - jogou seus cabelos tentando seduzir.

- Não irei prometer - aquilo era uma brincadeira mas no fundo, com um pouco de verdade.

- Eu sou Camila, uma youtuber. Sempre foi um pouco mimada admito, porém de uns anos pra cá melhorei nisso. Meus pais estão juntos porém quando estão perto um do outro só brigam, meu grande sonho verdadeiro é trabalhar com a medicina. Uma tia me ajudou a fazer até o penúltimo ano da faculdade mas meu pai acabou descobrindo e trancou a faculdade por mim, mandando eu me concentrar em mídia. Até hoje sinto medo de confrontar meu pai que já até agora adulta, controla boa parte da minha vida. Ah, e minha irmã é completamente fã de uma cantora que antigamente me odiava. E hoje estou participando de um desafio com uma bela cantora com os olhos mais lindos que eu já vi.

As duas ficaram se encarando por algum tempo, parecia que uma barreira que antes separavam as duas, finalmente tinha se quebrado e agora se conheciam como verdadeiras amigas. - Acredito que você irá realizar seu sonho. - Lauren se virou para a parede deixando Camila se trocar, enquanto se trocava não sabia se perguntava ou não sobre o abandono de sua mãe.

Do outro lado do apartamento tinha Verônica que fuçava nas coisas de Lauren procurando alguma pastilha de menta, olhou dentro de sua bolsa vasculhando todos os lados, e o que achou não lhe agradou e sua raiva veio rápido, encontrou uma quantidade pequena porém que não teria de estar ali, de cocaína em sua bolsa. Por isso que quando saía levava sua bolsa para qualquer lugar. Não sabia que ainda estava com esse problema, pegou o saquinho o despejando vaso a baixo, logo dando descarga. Zayn tinha lhe contato que a voz de Lauren em um dos ensaios tinha falhado, aquilo já estava te prejudicando demais.

Quando Lauren tinha saído do quarto o celular de Camila tocou, e era um dos editores perguntando se colocava ou não a cena da danças das duas. - Bom, coloque a mais descontraída ok? Nada da coreografia original. - Ele concordou e voltou ao seu trabalho.

.

Estavam assistindo série e Lauren percebeu que Verônica estava estranha contigo. Camila estava deitada com sua cabeça em seu colo, recendo o carinho da cantora, e seus pés a massagem de Vero. Depois Alexa e Brian ligaram por vídeo, e conversaram mais um pouco mas desligaram logo por sono. Verônica acabou dormindo no sofá, desligaram a televisão, e como uma boa cavalheira a cantora a acompanhou até seu quarto. - Boa noite.

- Não! vem aqui - a chamou para perto da cama. Como foi pedido concedeu. Camila puxou seu rosto lhe dando um beijo em sua bochecha, e no fim uma lambida. - Agora sim, boa noite.

.

Shawn saía de seu encontro, que aliás tinha sido muito bom, com um garoto que conheceu hoje a tarde, seu nome era Cameron. Os dois conversaram bastante o tempo inteiro. No final se despediram e o empresário foi a caminho do estacionamento do restaurante que estava, sorridente entrou em seu quarto, porém menos de segundos depois foi arrancado dele por homens encapuzados, caiu de mal jeito no chaço duro. Tentou se levantar porém foi surpreendido por chutes em seu estômago, e logo depois mais chutes em seu abdômen. O levantaram segurando seus braços o imobilizando.

- Vê se vira homem, seu viadinho! - um deles disse antes de acertar um soco no rosto do empresário que já estava tonto. Mais e mais socos em seus olhos, lábios, bochecha.

- Bichinha - outro dizia. A esse ponto Shawn já estava no chão sendo agredido por todos eles.

- EI PAREM COM ISSO! - só parou quando escutaram alguém gritando - IREI CHAMAR A POLÍCIA - e saíram correndo. Deixando Shawn lá, estirado no chão, sentindo uma dor que nunca sentiu em sua vida, e não eram as dores físicas, sentiu pela primeira vez o preconceito, a homofobia em sua pele. Seus olhos foram fechando, até se fecharem completamente banhados em lágrimas.


Notas Finais


foi isso....tenho mais nada pra dizer dessa última cena.

os erros eu arrumo depois

não esqueçam de responder sobre o grupo, belê?

sashay away.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...