História You Changed My Life - The Choice II - BTS - Capítulo 39


Escrita por: ~ e ~bangtan_pmc

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, The Choice
Exibições 292
Palavras 2.157
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi *-*

Como vocês estão?

Musica: Comfort Song - Heartstrings

Capítulo 39 - Olhe para Mim


Fanfic / Fanfiction You Changed My Life - The Choice II - BTS - Capítulo 39 - Olhe para Mim

 

 

__ Sunny POV's __ 

 

Jin foi o único motivo de eu ter voltado e ao me ver ele pareceu completamente surpreso, principalmente após ouvir minhas palavras. 

Eu não podia deixar de dizer isso, era a  minha única chance e antes mesmo que ele tentasse me dizer algo, tomei uma atitude que jamais achei que teria na vida.

Fiquei na ponta dos pés e segurei na nuca dele o puxando pra perto dos meus lábios. Jin não teve reação à minha atitude e eu compreendi isso, não havia espaço pra mim no coração dele então o que me restava era desistir.

 

No instante que comecei a afastar nossos lábios, ele me surpreendeu segurando meu rosto com as duas mãos. 

Eu não esperava por aquilo porém aconteceu, a sensação que senti no momento foi melhor do que no nosso primeiro beijo, foi tão bom que eu não sei como consegui ficar tanto tempo longe daqueles lábios.

 

 

 

__ (s/n) POV's __

 

Eu não suportava mais ficar vendo os dois ali, dei as costas e sai correndo o mais rápido que pude até o lugar onde eu poderia desabafar, a ponte. 

Assim que cheguei lá encarei o rio por alguns segundos, eu estava ficando toda molhada por causa da chuva mais isso não me incomodava. 

Tirei o celular de dentro da bolsa e com cuidado pra não deixar molhar, procurei o número do Jimin nos meus contatos.

Deixei que chamasse duas vezes, mas antes mesmo que ele pudesse atender eu desliguei. 

Minha atitude não era certa, eu não podia mais tratar o Jimin como uma segunda opção, ainda mais agora que sabia que ele gostava de mim.

 

Com os olhos lacrimejados eu debrucei sobre a grade e respirei fundo tentando engolir o choro, mas foi em vão.

Assim como todas as outras vezes eu acabei saindo decepcionada da história e o que me restava era apenas chorar pois não havia como mudar mais o que já estava feito.

 

 

 

__ Jimin POV's __

 

Exceto o Jin, todos os membros decidiram sair juntos de carro porém eu preferi não ir com eles dessa vez, pois já tinha outros planos em mente. 

Como estava chovendo precisei pegar um táxi, assim que cheguei no prédio da (s/n) entrei correndo e acabei dando de cara com a (n/a) que estava saindo do elevador.

- Chimchim, o que faz aqui? - sorriu.

- Oi (n/a), vim ver a (s/n).

- Ela não está em casa.

- Não? Pra onde ela foi? 

- Pelo que me disse, parece que foi pra big hit se encontrar com o Jin.

- Ah, o Jin Hyung.

Então foi por isso que ele não quis sair de casa, pensei enquanto encarava o chão.

- Preciso ir agora, o Jungkook vai vir me buscar - interrompeu meu pensamento -  Tchau Dorminhoco!

 

- Tchau! - acenei.

 

 

Eu não gostaria de chegar em casa e ver a (s/n) com o Jin, mas não havia outro lugar que eu pudesse ir então decidi de uma vez pegar outro táxi e voltar. 

Quando cheguei fiquei com receio de entrar, porém assim que abri a porta acabei me surpreendendo, pois não era a (s/n) quem estava com o Jin e sim a Sunny.

Aquilo não fazia sentido, se a Sunny é quem estava ali então pra onde a (s/n) foi se ela e o Jin iriam se encontrar? 

Fiquei os observando de longe e subi pro meu quarto sem que eles percebessem, procurei meu celular pra ligar para a (s/n) e vi que havia uma chamada perdida.

 Tentei retornar e mandar mensagens várias vezes, mas ela não respondia e isso começou a me deixar preocupado.

Senti vontade de descer e perguntar ao Jin onde ela estava mas eu nem sequer consegui fazer isso, sai de casa correndo e comecei a procurá-la nas ruas.

 Com certeza ela havia visto a Sunny com o Jin e agora estaria sozinha chorando em algum lugar no meio dessa chuva.

Parei de correr e olhei em volta sem saber mais onde procurar, pensei por alguns segundos aonde ela poderia estar se estivesse triste e foi nesse momento que eu me lembrei.

 

 __ (s/n) POV's __

A chuva já estava diminuindo mas a minha dor e a vontade de chorar pareciam só aumentar.

 - Então você está aí - ouvi uma voz e  levantei a cabeça pra olhar.


 Era o Jimin. 

Ele estava todo molhado usando uma toca amarela, o cabelo encharcado pingava sobre seu rosto enquanto sua respiração estava ofegante.

- Você me ligou? 

- Você veio aqui só por mim? - minha voz saiu falhando.

Jimin não respondeu apenas deu um sorriso olhando pro chão e depois pra mim.

- Cadê o seu guarda-chuva? 

- Bom - sorriu dando passos em minha direção - Você também deve estar se perguntando por que estou fazendo isso agora - parou na minha frente - Mas a resposta você já sabe, é porque eu gosto de você.

Engoli em seco o encarando enquanto sentia mais lágrimas rolarem pelo meu rosto.

- Você não tem que pensar em outra coisa, você não precisa mais sentir dor.

Prendi forte meus lábios sem saber o que dizer e o abracei. Jimin passou  braço em volta do meu corpo e com uma mão na minha cabeça acariciou meu cabelo enquanto eu chorava em seu peito.

- A partir de agora você apenas tem que olhar para mim, só para mim.

Meu coração estava batendo forte e eu só conseguia chorar ainda mais, senti ele colocar um fone no meu ouvido e uma música começou a tocar enquanto ainda estávamos abraçados.

 

 

~~ Música ~~

♫ ♪ Sorria, não fique sempre triste.

Está tudo bem.

Deixe as suas lágrimas cairem.

Espero que a música que estou cantando agora

Te faça se sentir melhor.

Sorria, não fique ferida.

Está tudo bem, mesmo se mundo estiver contra você.

Depois que estes tempos passarem,

Todos te entenderão.

Sorria, eu estou bem aqui ao seu lado.

Eu amo você, você pode ouvir meu coração?

Feche seus olhos.

Não importa o quê, eu acredito em você.

Você está comigo. Sorria, olhe dentro dos meus olhos.

Amo você, sempre estive olhando para seu coração.

Certo, pessoas apaixonadas têm que se tornar a força um do outro. Isso não mudará.

Você pode se apoiar em meu ombro.

Você pode descansar por um momento.

Sorria. Acredito em você. Estou aqui. ♫ ♪ 

~~~

 

Enquanto a música tocava ele cantou baixinho no outro lado do meu ouvido e isso fez com que eu me acalmasse aos poucos. Meu corpo todo estava tremendo,  mas estar no calor do abraço dele era bom e o sentimento que eu tinha de estar ali era inexplicável. Eu me sentia protegida com ele. 

 Talvez o Tae tivesse mesmo razão sobre meus sentimentos, eu sentia alguma coisa pelo Jimin só que nunca consegui enxergar.

 

~~ Segunda-feira ~~

Assim como todos os dias da minha rotina, fui pro trabalho junto com a (n/a) e lá tivemos uma surpresa em ver nossa chefe acompanhada de seu esposo. 

Não entendi o porque dele estar ali já que vivia fora trabalhando mas só depois de conversarmos eu soube, nós duas receberíamos férias durante um mês e outra garota seria contratada pra ajudar a Mijoo enquanto estivéssemos ausentes.

A notícia foi uma surpresa pra nós duas pois não esperávamos por isso. De tão feliz trabalhei toda animada nesse dia, depois que a (n/a) saiu e terminou meu horário voltei a pé direto pra casa, me encontrando com o Yoongi que vinha na minha direção.

- Oi Yoongi! - o cumprimentei animada mas ele ignorou passando reto.

Indignada por ter sido completamente ignorada me virei e andei até ele puxando um de seus fones de ouvido. 

- Ei? - gritei.

- O que é? - deu um olhar de tédio com o rosto coberto por uma máscara branca. 

- Não me ouviu falando? 

- Era você? 

- Sim.

- Hum - fingiu não se importar.

- De onde está vindo? 

- Pet shop - mostrou uma das sacolas nas mãos - Comprei umas coisas pro Min Holly. 

- Ah, sua cachorra? 

- Ele é macho - me corrigiu. 

- Tanto faz - dei de ombros - Eu acabei de voltar do trabalho, por que não me acompanha até em casa? É só alguns quarteirões daqui. 

- E por que eu deveria fazer isso? 

- Porque você é meu amigo e não pode me negar isso - puxei seu pulso.

- Eu deveria ter demorado mais tempo na loja.

- Como é que é? 

- Esquece - desviou o olhar pra rua. 

- Se essas coisas são pra Holly - apontei pra sacolinha menor - O que tem naquelas sacolas? 

- Umas coisas que comprei pra levar no acampamento.

- Acampamento? 

- Sim, como estamos livres essas semana vamos passar os dias em um tipo de acampamento. 

- Entendi, seria legal se a (n/a) e eu fôssemos também.

- Vocês duas não tem responsabilidades com o trabalho e a faculdade? 

- Faculdade é problema dela, já eu é só o trabalho e como recebemos férias de um mês a partir dessa semana, poderíamos ir junto com vocês.

- Não é qualquer tipo de pessoa que pode ir.

- O que quer dizer com isso? - arqueei uma sobrancelha. 

- Você não pode ir se não tiver sido convidada.

- Convidada? - dei um riso - Eu mesma já estou me convidando junto com ela. 

- Intrometida. 

- Imagina só que legal, sentar em volta da fogueira, comer marshmallow juntos -  parei em frente ao meu prédio - Aah! Estou tão animada agora! 

- Aish, tão barulhenta!  (Link 1): 

- Você que é velho demais e não aguenta ouvir nada - provoquei.

- Vou embora já que meus minutos de tortura terminaram.

- Tchau Yoongi, valeu pela companhia.

 

Apesar de dizer como se não quisesse minha presença, Yoongi ainda sim falou com os garotos e todos concordaram em nos levar junto com eles pro acampamento.

No domingo a tarde como combinado, os garotos vieram nos buscar de perua no apartamento e levou duas horas até chegarmos no destino. 

Durante a viagem Hope me contou que ele havia convidado a Mijoo pra ir também só que seu pai não estava de acordo e ela tinha que ficar na cafeteria por conta das nossas férias.

Quando chegamos fiquei toda animada ao ver o lugar, era cheio de árvores como se fosse uma floresta, porém era lindo, o chão todo gramado, uma enorme casa de madeira com vista pro rio e uma piscina no fundo.

Como já era oito horas da noite e ainda não tínhamos comido decidimos nos dividir em dois grupos, Namjoon, Jungkook, Tae, Hope e eu iríamos descarregar as malas enquanto Jin, Yoongi, Jimin e (n/a) preparariam o jantar.

Depois de tudo pronto sentamos na varanda da casa e começamos a conversar coisas aleatórias, até que Jungkook sugeriu que brincassemos de esconde-esconde.

 

- Ei Maknae esperto! Qual será suas intenções? - Hope deu um leve empurrão no ombro do Jungkook e o mesmo sorriu forçado.

- Quem vai contar? - perguntei.

- Quem foi da última vez? - Tae.

- Eu! - Hope levantou a mão.

- Como as regras não permitem esconder dentro de casa só vai valer aqui fora, porém não temos lanternas dessa vez, então vamos deixar o trabalho de procurar no escuro pro nosso medroso Jiminie! - Yoongi deu um riso. 

 

- Por que eu? - Jimin pareceu indignado e eu deixei escapar um riso só de ver o desespero dele.

 

- Porque sim Jiminie, apenas aceite! - Tae sorriu quadrado. 

 

Jimin não pareceu muito feliz com a decisão mas ele não tinha outra escolha, pois os membros o obrigariam a fazer isso só pra rirem de sua cara. 

Quando o jogo começou eu sai correndo pro meio das árvores ficando bem longe de casa, pois tinha certeza que o Jimin não teria coragem de ir procurar ali.

Fiquei esperando por um tempão que comecei a ficar com tédio, decidi sair do lugar onde estava escondida e tentei ir pra mais perto da casa quando acabei avistando o Jimin.

 Desesperada me escondi depressa e espiei enquanto o via passar com a maior cara de medo segurando o celular na mão tentando iluminar. 

Jimin era mesmo um medroso e isso só o deixava ainda mais fofo.

Ao perceber que ele estava se afastando dei um passo devagar pra não fazer muito barulho, mas acabei pisando em um galho de árvore que se quebrou ao meio.

Eu com certeza seria pega nessa hora, só que pra minha surpresa alguém agarrou no meu pulso e me começou a me puxar. 

O lugar estava muito escuro então não consegui enxergar direito, só que quando paramos de correr pude sentir ele se aproximar de mim começando a pressionar o meu corpo contra a árvore.

- Está querendo ser pega mocinha? - sussurrou ao meu ouvido e eu dei um sorriso por já saber quem era.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...