História You Changed My Life - The Choice II - BTS - Capítulo 49


Escrita por: ~ e ~bangtan_pmc

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, The Choice
Exibições 237
Palavras 3.174
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiii *-*

Deixamos duas músicas no cap pra vocês, mas se não quiserem podem ler com a música mais triste que tiverem rsrs

Boa Leitura *-*

Capítulo 49 - Esse é o fim


Fanfic / Fanfiction You Changed My Life - The Choice II - BTS - Capítulo 49 - Esse é o fim

 

No fundo eu desejei muito que fosse aquela pessoa, mas quando me virei percebi que não era.

 

- Baby! - Tae gritou correndo em minha direção.

- Oi Tae - sorri.

- Não acredito que iria embora sem se despedir - Hope cruzou os braços.

- Me desculpa, não queria atrapalhar vocês - sorri sem graça.

- Parece que você está atrasada - Yoongi apontou pro relógio.

- Talvez, mas nada me impedi de abraça-los - dei um riso.

 

Me despedi de cada um deles, inclusive a Sunny e a Mijoo que também foram me ver.  O Tae ficou por último e quando nos abraçamos ele me apertou bem forte, como se não fosse mais soltar.

 

- Um pouco desse abraço é meu, o resto é de um amigo - se afastou me olhando - Ele pediu que eu entregasse essa carta pra você, mas só poderá ser aberta depois que entrar no avião.

- Ele não quis vir? 

- Não - negou com uma expressão triste. 

- Certo - forcei um sorriso e algumas lágrimas escorreram pelo meu rosto - Agora é a minha deixa, tchau pessoal!

- Tchau! - acenaram juntos. 

Assim que entrei no avião encarei o envelope em minhas mãos, eu estava curiosa para ler mas ao mesmo tempo com medo de abrir.

 Peguei meu notebook na bolsa e comecei a checar meus e-mails, tentar me distrair não estava dando certo então resolvi de uma vez por todas ler a carta.

Abri o envelope e vi que dentro além de uma carta também havia um pendrive. 

O conectei no meu notebook e ao clicar pra reproduzir, vi que era um vídeo com todos os momentos nossos que ele havia gravado pelo celular e algumas fotos que eu nem sequer sabia que haviam sido tiradas.

Foram lágrimas misturadas com sorrisos enquanto assisti aquelas lembranças de nós dois, ao terminar enxuguei um pouco meu rosto e comecei a ler a carta.


(Leiam com a música - Kiss the Rain - Yimura)


* Carta 

(S/n), aqui é o Jimin. 

 Se você está lendo esta  carta quer dizer que já embarcou e está voando sob minha cabeça, enquanto eu estou sozinho na ponte por não ter coragem o suficiente de te ver partir. Como você disse uma vez, melhores amigos contam tudo um para o outro certo? Então vou contar uma coisa que talvez você não saiba... 

 

Eu sempre estive muito feliz nesses últimos anos, graças a minha família, o Bts e principalmente às nossas Armys. Só que um dia você entrou na minha vida e me mostrou uma felicidade completamente diferente, algo que eu nunca havia sentido antes.

Apesar de sermos só amigos, o tempo todo que estive ao seu lado eu me perguntava se ter um sentimento estranho dentro de mim era normal, mas de fato não era. Aquela que diz odiar coisas fofas mas parece um bebê quando vê ursos de pelúcia, é sempre honesta, não vive sem música por um segundo, fica fofa quando nega estar com o rosto todo vermelhinho de vergonha, tem a risada mais engraçada que já vi, os olhos tão lindos quanto o brilho da lua e um sorriso que consegue iluminar completamente o meu dia.

 Essa é você, a garota na qual eu me apaixonei. Quando isso aconteceu nem eu mesmo sei, foi como algo que eu não esperava.

Ao ler as coisas que escrevi até aqui me sinto um pouco bobo já que não sou tão bom com as palavras, queria saber usá-las  da maneira certa para que você pudesse entender melhor meus sentimentos. Nesse tempo todo não houve um dia sequer que eu tenha me arrependido de ter lutado para conquistar um lugar dentro do seu coração. Sempre achei que pra receber o seu amor, eu precisava merecê-lo e é por isso que me orgulho de todas as coisas que tive que fazer, os obstáculos que precisei enfrentar, mesmo que isso custasse a minha alegria. Aliás, no fim de tudo a minha maior felicidade seria ver um sorriso estampado no seu rosto.

Como eu queria que você entendesse meus sentimentos, o quanto você significava pra mim e que em meio a tantas garotas à minha volta, a única direção na qual eu conseguia enxergar era onde você estava, pois só você iluminava um caminho pra minha vida.

Hoje dentro desse quarto escuro e vazio lembro das coisas na qual fizemos juntos, como nossa amizade cresceu e com o tempo se tornou algo a mais, o jeito como nos tratávamos, nossas brincadeiras, as diversas ligações no meio da noite mesmo sem ter assunto pra conversar, nossas risadas, nossos carinhos e principalmente nossos beijos.

Amo voltar as páginas da nossa história na minha mente e lembrar de tudo, porém há nela também aquelas páginas que eu preferia que o destino nunca tivesse escrito. Apesar de odiar a chuva por me lembrar coisas ruins, você fazia dos meus dias chuvosos um dos melhores momentos da minha vida. Só que naquela noite quando você disse "Seja feliz, como se nada tivesse acontecido! Adeus Jimin!", eu olhei suas costas enquanto você se afastava me deixando sob aquela terrível tempestade. Foi a chuva mais fria que já havia caído sobre mim, cada gota que caía parecia estar me ferindo e meu coração estava se desmanchando por completo.

Em um piscar de olhos eu perdi minha garota e a única coisa que vive dentro de mim agora são nossas lembranças e uma chuva fria. Nunca quis que terminássemos, muito menos daquela forma.

Sempre que fecho meus olhos sinto sua falta, nos meus sonhos te vejo vindo em minha direção para me abraçar, porém quando acordo lembro que você não está mais aqui. Penso em você todos os dias agora que estamos separados, queria tê-la em meus braços novamente e voltar ao que tínhamos antes pois não sou mais o mesmo sem você.

Vejo que se esforçou para estudar, conseguiu algo bom pro seu futuro e isso me alegra muito. A pequena garota está se tornando uma mulher agora, tem muitas coisas pra fazer e aposto que irá conquistar todos os seus objetivos pois acredito que é muito inteligente. Essa oportunidade será muito importante na sua vida, ela lhe trará muitos benefícios. Por isso não se preocupe comigo após ler essa carta, quero que siga em frente assim como eu estou fazendo.

Há muitos caras nesse mundo e sei que algum deles realmente irá merecer seu amor um dia, pois sei que eu nunca mereci. 

Obrigado por toda a experiência que tivemos juntos.

 Como seu melhor amigo ainda, quero te pedir que nunca desmanche o lindo sorriso que sempre vi no seu rosto, pois assim como aconteceu comigo sei que muitos se alegrarão ao vê-lo. Acabei de me lembrar de outra coisa que precisava contar. 

  O ramo de flores que levei na porta do seu apartamento aquele dia, não eram do Jin hyung e sim meu.

O dia do piquenique apesar de ter sido bem bobo, já que essas coisas não acontecem na vida real, nós dois decidimos fazer um pedido. Lembra que não podíamos contar se não eles não se realizavam? Pois bem, agora que já aconteceu posso te contar.. 

 Meu pedido foi que um dia você pudesse reconhecer o meu amor.

 Acho que esse é o fim, não sei mais o que te escrever, me desculpe. Faça uma boa viagem, adeus.

Um grande abraço de ursão do seu melhor amigo pra sempre

Bobo J

***

 

Minhas lágrimas escorriam a cada linha que eu lia, aquele de fato era o fim e a nossa história estava terminada por completo. 


(...) 

É incrível como os dias passam tão rápidos e muita das vezes devido a tantos compromissos nós mal conseguimos perceber isso.  

Já fazia quase um mês que eu estava morando no Canadá, me adaptei muito bem às coisas, fiz vários amigos que também estudavam comigo e inclusive arranjei um emprego temporário. 

A minha relação com os garotos e a até mesmo com a (n/a) ficou bem complicada devido a distância, nas horas livres sempre que podíamos dávamos um jeito de  conversar mesmo que fosse por pouco tempo, porém em todas as vezes o Jimin não estava presente.

Cheguei do trabalho um pouco tarde, mas logo depois que tomei um banho corri pro quarto ligar o notebook e a webcam. 

Como sempre só estavam seis membros, mas isso nem conseguia me afetar pois com o tempo eu acabei me acostumando.

 

* Webcam on *

- Oi pessoal! - sorri acenando.

- Oi! - uns disseram e outros apenas acenaram. 

- Como você está? - Namjoon.

- Tirando o fato de estar muito cansada, eu até que estou bem - rimos juntos.

- Não é só você que está cansada - Jin deu um riso.

- É verdade, temos trabalhado muito por esses dias - Hope.

- Qual são as novidades? Pelo que estou vendo parece que estão de cabelos novos.

- É pro novo álbum Wings! - Tae.

- O comeback será na próxima semana - Namjoon completou. 

- Eu vi as fotos que lançaram e pelos visto é um conceito bem diferente, parece um pouco sexy  - dei um riso.

- Sim - Jungkook assentiu sorrindo. 

- Legal - fiz uma pausa - Yoongi o que aconteceu com você? Porque essa cara?

- É que eu estava deitado, mas acontece que uma pessoa chegou gritando no quarto dizendo que eu precisava vir até aqui -   olhou na direção do Hope.

- Yoongi, você deveria ser mais legal agora que eu estou longe - confessei.

- Ei Baby, nasceu uma espinha nova na minha bochecha - Tae se aproximou da câmera fazendo uma expressão contente. 

- Pare com isso Taehyung! - Jin riu chamando sua atenção. 

- Acho melhor desligarmos agora, parece que você está com sono - Namjoon.

- Tudo bem - concordei - Tchau meninos, até outra hora! 

- Tchau! - acenaram juntos.

 

Continuei com a webcam ligada vendo cada um se levantar, quando de repente o Hope fez sinal com a mão pedindo que eu esperasse.

- Ei? 

- Só um segundo, vou fechar a porta - sussurrou saindo na frente da câmera.

 - Hope?

- Estou aqui - voltou se sentando na cadeira.

- Por que foi fechar a porta? - dei um riso. 

- É que eu quero te fazer te fazer uma pergunta.

- Qual?

- Você está bem? 

- Sim, eu não disse isso agora pouco quando todos estavam aqui? - sorri confusa.

- Você não tem que mentir, está apenas eu agora - falou num tom sério que desfez completamente meu sorriso - Você está mesmo bem? 

Encarei o teclado por alguns segundos, mas logo neguei com a cabeça.

- É, eu percebi.

- Está tão na cara assim?

- Um pouco.

- Fazer o que - fiz uma pausa e respirei fundo - Aonde ele está? - me referi ao Jimin.

- Parece que saiu pra algum lugar.

- Entendi - prendi os lábios sentindo meus olhos lacrimejarem.

- Desculpa tocar no assunto.

- Está tudo bem Hope.

- Preciso pegar uma coisa, espera um pouco - se levantou.

- O que vai fazer? - fiquei curiosa e quando menos esperei ele apareceu usando uma flor na cabeça - O que é isso? - dei risada.

- Não sou mais J-Hope, agora sou J-Flower - fez aegyo mostrando suas covinhas.

- Que gracinha, você pode dançar uma música pra mim? 

- O que quiser - se levantou animado e eu cantei o refrão de uma música de girlgroup pra que ele dançasse.

- Estou cansado - confessou se sentando.

- Acho melhor sair agora.

- Sim, durma bem.

- Obrigada Hope - sorri.

- Não precisa agradecer, estou aqui pro que precisar - acenou.

* Webcam off*

 

__ Jimin POV's __

Já faz umas semanas desde que a (s/n) partiu e durante esse tempo eu e os membros tivemos muito trabalho devido ao novo álbum que seria lançado.

 Uma noite depois de chegar da lanchonete com o Tae, o manager me procurou dizendo que precisava conversar em particular, mas na verdade não era isso. 

Uma carta havia chegado pra mim no endereço da Big Hit e pelo visto era da (s/n).  

Na hora que peguei o envelope várias coisas passaram pela minha mente, eu estava disposto a jogar aquilo fora, mas a minha vontade de abrir a carta era grande.

Resolvi que não iria ler ainda, então guardei dentro das minhas gavetas onde ninguém pudesse achar. 

Os dias se passaram e eu apenas evitei de pensar naquilo.

 Levantei da cama tarde da noite depois que todos foram dormir e fui direto pra sala de dança porque aquele era o melhor momento para que eu pudesse praticar.

 Apesar de estar lutando pra não pensar na (s/n) eu simplesmente não conseguia, sempre que chegava a noite e eu ficava sozinho sem ter nada que pudesse tomar minha atenção, ela logo tomava conta dos meus pensamentos.

Decidido em ler a carta acabei levando junto comigo pra sala, liguei uma música baixinho e me sentei de costas pro espelho.


* Carta * 

(Leiam com a música - Kiss the Rain - Yimura)

 

Jimin,

Como você está? 

Já faz alguns dias que me mudei pro Canadá, tenho me adaptado bem com as coisas daqui. Os lugares são tão bonitos, até imagino o tanto de fotos que você tiraria de si mesmo. 
Não sei por que estou escrevendo dessa forma, parece até que tudo está normal entre nós.

A verdade é que eu não sabia mesmo como fazer isso, perdi a conta de quantas folhas usei de rascunho pra fazer essa carta e pelo visto não sairá como esperado. 
Aquela noite depois de dizer coisas horríveis pra você, senti um sentimento horrível de culpa dentro de mim. Não só destruí seu coração, mas também à mim mesma porque sei que eu vivia dentro dele. 

Você foi o único garoto que fez com que eu me sentisse especial, me compreendeu como nenhum outro, cuidou de mim, e sempre que precisei esteve presente do meu lado.
Mesmo você dizendo não ser bom com as palavras, nas suas atitudes sempre vi o quanto você se importava comigo.
Muitas vezes foi meu abraço de consolo ou meu travesseiro pra chorar, o ombro que me sustentava. Foi a voz que me guiou, aquele que me deu apoio nas minhas escolhas, acreditou que eu poderia fazer as coisas. Me fazia bem com um simples abraço ou um sorriso por nossas atitudes bobas um com o outro.

Há várias coisas na qual eu sinto falta, sua companhia, seu cheiro, seu olhar tímido, seu sorriso, os olhos que eu me perdia apenas por encará-los, a força que seus beijos me davam, os abraços que disparavam meu coração, nossas caminhadas de mãos dadas na chuvas e os lugares onde nós criamos nossas memórias.
Eu estava tão feliz por reconhecer o seu amor.

Mas agora estou aqui sozinha chorando, lembrando da voz que cantou pra mim quando meu coração estava partido. Eu estou tentando apagar esses sentimentos,  porém não consigo pois você se tornou o meu tudo.

Dizer adeus foi doloroso, mas agora sinto que meus dias só pioraram e por mais que eu chore nada poderá mudar o que está feito. Por mais que isso passe um dia, sei que jamais encontrarei alguém que me ame como você me amou. Fui uma tola nas minhas atitudes, não valorizei você e te amei tarde demais.

Sei que não adianta, mas quero te pedir perdão pelas coisas que te disse naquela noite, você não merecia ouvir aquilo.
A minha falta de confiança nos arruinou e tudo que havia pra darmos certo desmoronou. Achei que nosso adeus fosse algo momentâneo, que no outro dia tudo estaria bem como sempre, só que na verdade não foi.

Mas como você disse, eu também devo seguir em frente. Estamos seguindo caminhos diferentes agora, você está no meio da caminhada do seu sonho, enquanto eu estou apenas começando a subir os degraus pra alcançar o meu. Espero que possamos nos tornar fortes e felizes pra conquistarmos tudo o que quisermos. 

Obrigada por fazer parte da minha vida e por ter tornado meu pedido (aquele do dia do piquenique) em realidade, agora sei o que é ser amada de verdade por alguém.  E como sou sua melhor amiga, quero pedir que você seja sempre o Park Jimin que todos amam, pois foi por ele que eu me apaixonei um dia. 

PS: Só para descontrair... Pare de comer hamburgão!

Beijos da sua melhor amiga para Sempre

Gulosa

***


Em todo tempo que estivemos juntos, aquela foi a primeira vez que eu pude ver quais eram os sentimentos dela. 

Ao terminar de ler senti algo horrível do meu peito, pois agora ela estava desistindo de mim e tudo isso era minha culpa.

 

__ Jin POV's __

Levantei no meio da noite pra ir a cozinha e ao ouvir um som de uma música vindo da sala de dança fui direto pra lá, parando em frente a porta que estava entreaberta.

 Como de costume eu sabia que o Jimin estaria lá praticando, só que não esperava encontrá-lo sentado no chão chorando sobre seus joelhos. 

Preocupado me aproximei devagar, mas ele logo notou minha presença e começou a secar as lágrimas na manga do moletom. 

Sem dizer nada apenas sentei ao seu lado e continuei a encarar seu rosto que estava todo inchado. 

- Você não precisa parar de chorar só porque estou aqui - confessei vendo que ele forçou um sorriso acompanhado de algumas lágrimas - Parece que o Park Jimin que todos conhecem mudou bastante nessas últimas semanas. 

- É - concordou de cabeça baixa.

- Nós estamos preocupados, principalmente as armys, todos querem que você fique bem.

- Eu sei, sinto muito por isso estar acontecendo.

- Não precisa se desculpar, eu entendo o que está sentindo - fiz uma pausa - Você lutou muito pra conquistar o coração dela não é? 

- Sim - assentiu limpando as lágrimas - Onde foi que eu errei hyung? 

- Não culpe a si mesmo por isso, nem sempre iremos entender o porque das coisas que acontecem na nossa vida, as vezes os dias ruins vem para que os bons sejam mais compensadores. 

Ele apoiou o queixo nos joelhos  e encarou um papel que estava suas mãos.

- Isso por acaso é dela? 

- Sim, acredito que seja uma resposta para a carta que eu mandei assim que ela partiu.

- E a resposta era como você esperava? 

- Talvez, mas agora sei que nós dois iremos esquecer tudo e seguir em frente. 

Assenti com a cabeça mostrando que eu havia o compreendido e logo em seguida me levantei.

- Melhor dormir agora não é? 

- Sim - sorriu se levantando.

- Boa noite! 

- Hyung? 

- Sim? - me virei e no mesmo instante ele me abraçou forte. 

O Jimin assim como todos os membros eram como meus irmãos e vê-los sofrer sempre me machucava.

- Obrigado hyung.

- Estou aqui sempre que precisar Jiminie - retribui o abraço.

 

 


Notas Finais


Estão gostando?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...