História You Control My Heart - Destiel - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Bobby Singer, Castiel, Charlene "Charlie" Bradbury, Chuck Shurley, Crowley, Dean Winchester, Gabriel, Lúcifer, Meg Masters, Personagens Originais, Rowena MacLeod, Sam Winchester
Tags Controlador, Destiel, Drama, Mistério, Supernatural
Exibições 166
Palavras 2.098
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei povo 😁😊

Espero que gostem do capítulo

Surpresas no final 😎

😛😍😍😘😘😙😗

Capítulo 3 - ♡ 3 ~ A Sós



- Castiel , você sabe que se seu pai te encontrar fora a essa hora da noite ele ti mata não é ? - pergunta Amara , tia de Castiel , enquanto oferecia um copo de água para o sobrinho , que estava suado de tanto correr , e ainda tentando recuperar o fôlego . 

- Eu sei tia - fala Castiel , terminando de beber a água , passando a mão na testa para livrá-la das gotas de suor que insistiam em descer de sua testa .  

- A sua sorte é que seu pai está trabalhando até tarde hoje - fala ela , pondo os cabelos castanhos ondulados em um rabo de cavalo , e se preparando para lavar a louça .  

Amara estava passando as férias na casa de Castiel , pois faziam três anos que eles não se viam , já que Amara estava morando na Itália por causa do trabalho . 

- Agora , é melhor você ir tomar um banho e descansar , amanhã você me conta o que aconteceu - só de ouvir essas palavras , Castiel já sentia uma sensação de medo a qual se misturava com as lembranças . Lembranças as quais ele queria tanto esquecer .  

Castiel não sabia o que tinha acontecido . Não sabia o que tinha se passado . Sua mente não conseguia processar tudo . Castiel tinha tido uma tarde boa , mas por outro lado , Dean tinha estragado tudo . Ou não ?  . 

Nem mesmo isso o próprio Castiel podia responder . O beijo . A lembrança de Dean encostando seus lábios nos dele era ao mesmo tempo tentadora e estranha . Algo tinha mudado dentro de seu coração , e só de pensar nisso , Castiel tinha medo . Principalmente nas consequências . " Não " , pensou Castiel , consigo mesmo , enquanto se deitava na cama . Ele iria agir como se nada tivesse acontecido . Iria ficar tudo bem . Tudo continuaria como se nada tivesse acontecido . 

                  ☆☆☆ 

- Sinto muito , mas você não pode entrar agora , terá que esperar até o sinal tocar - fala o professor Bobby , impedindo que Castiel entrasse na sala de aula . 

- Eu só me atrasei cinco minutos , eu não ... 

- Sinto muito Castiel ! - fala Bobby , fechando a porta na cara de Castiel , que ficou parado no corredor vazio por alguns segundos , até ouvir uma voz a qual queria esquecer de sua cabeça para sempre . 

- Oi Cas - fala Dean , fala Dean , segurando uma das alças da sua mochila . 

Castiel da alguns passos para trás , engolindo em seco , sentindo as pernas por um minuto fraquejarem , e as mãos começarem a souar . 

- Perdeu a língua ?  - pergunta Dean , com um sorriso convidativo no rosto . 

- O-O que V-Você quer ? - pergunta Castiel , tentando ficar ereto , sentindo a voz fraquejar , e a cada olhada que recebe de Dean , seu coração só bati cada vez mais rápido , em um ritmo apreensivo e frenético . 

- Eu ... queria falar de ontem e ... - fala Dean , se aproximando lentamente do moreno , mas logo parando de falar , ao ver Sam descendo as escadas da parte de cima da escola , e indo até eles ;  a expressão no rosto de Sam era fria e rígida . 

- Tudo bem Cas ? - pergunta Sam , chegando perto de Castiel , agora , com um pequeno sorriso no canto da boca , dando um leve tapinha no ombro de Castiel  , que deu um riso desanimado , que logo revelou sua expressão assustada no rosto . 

- Tudo - responde Castiel , se aproximando mais  um pouco  de Sam. 

- Por que ele pode te chamar de " Cas " e eu não posso ? - pergunta Dean , com um certo tom de indiguinação na voz . 

- Deve ser porque eu não o olho como se fosse devorá-lo a qualquer momento , não é Dean ? - pergunta Sam , olhando fixamente para Dean , que o retribui com um olhar desconfiado .  

- Olha , se não é o Sam . Como é que vai Mano ? - pergunta Dean , com um tom irônico na voz . 

- Mano ? - repeti Castiel , olhando para Sam e logo em seguida para Dean . 

- É melhor você sair daqui ! - fala Sam , quase que em um sussurro , carregando uma raiva e repudia indecifráveis na voz . 

Dean dá alguns passos para trás , engolindo em seco , e logo dizendo , antes de desaparecer pelos corredores  : 

- A gente se vê por aí Anjo - fala Dean , piscando levemente os olhos de um geito expressivo na direção de Castiel  , fazendo com que o moreno fique com as bochechas avermelhadas , e completamente sem geito . 

- Vem - fala Sam , puxando Castiel pelo braço e o levando para longe dali .  

- Para onde vamos ? - pergunta Castiel , tentando seguir Sam no ritmo do andar dele .  

Castiel olha melhor para Sam . No calor da emoção , Castiel não tinha percebido , mas , agora que olhava para Sam com mais calma , percebeu que ele usava um gorro preto na cabeça , vestia uma jaqueta preta , por cima de uma blusa cinza , e usava um jeans surrado . 

- Andar por aí .  Preciso te contar algumas coisas a respeito do meu IRMÃO . 

                    ☆☆☆ 

- Por que você não tinha contado que Dean é seu irmão ? - pergunta Castiel  a Sam , que estava com a cabeça apoiada nas mãos . 

Sam o tinha levado para o refeitório do colégio , que agora estava completamente vazio . Normalmente , Castiel estaria pirando por estar perdendo uma aula sequer , mas algo o mantia ali perto de Sam , e Castiel sabia exatamente o que era . Ele precisava saber o que Sam tinha para falar de Dean . E Castiel já sabia o que esperar .  

- Olha Cas ... - fala Sam , agora olhando para Castiel , que ouvia atentamente . Sam desci de cima da mesa de alimentação e fica sentado no banco , ao lado de Castiel , e continua , o olhando fixamente , e prestando o máximo de atenção nos lábios grossos de Castiel - O que eu vou te contar agora você tem que me prometer que não contará para ninguém . NUNCA . Você me prometi ? - pergunta Sam , com um tom de voz calmo e sereno . 

- Prometo - responde Castiel , segurando por um momento a mão de Sam , e vendo rapidamente o olhar nervoso do moreno , que logo desencosta a sua mão da dela Castiel , e continua então . 

- Ei nunca contém a ninguém aqui que Dean é meu irmão . Nos prometemos que não iríamos fazer isso . Tudo começou quando éramos crianças . A nossa mãe morreu muito sedo , e isso acabou deixando o nosso pai , John , completamente desconsolado . Ele aos poucos foi mudando . E quando vimos , ele estava completamente louco - Sam para de falar por um momento , tentando conter algumas lágrimas que ameaçavam cair de seus olhos ,  e logo procegui , respirando fundo e falando - Ele chegava tarde da noite muitas vezes em casa .  Bebia mais do que qualquer coisa . Acabou perdendo o emprego , e muitas vezes , passava semanas longe de casa , sem dar notícias . Dean sempre cuidou de mim . Nós nos amávamos . Ele era o irmão perfeito . Sempre atencioso e estava sempre ali . Presente , e sempre me ajudava , no que eu precisasse .  Ele cumpria o seu papel de irmão mais velho . 

Sam respira fundo e logo volta a falar : 

- Mas tudo mudou quando nosso pai se tornou mais violento com ele .  Dean não era mais o mesmo . Meu pai o tinha transformado em um completo mostro .  Sem emoções . Sem amor . Ele não ligava mais para mim . Era  quase como se eu e ele não fôssemos mais irmãos . Mas o pior , foi quando o meu pai me bateu .  

Castiel ouvia atentamente cada palavra , como se aquilo fosse a coisa mais importantes da sua vida . 

- Dean perdeu o controle , e acabou ... - Por mais que tentasse , Sam não podia mais falar .  Não conseguia mais . 

- Se você não quiser continuar ,  tudo bem Sam - fala Castiel , tentando tranquilizar o amigo . 

- Não - responde Sam , tudo bem - e  então , ele continuou - Naquela noite , Dean acabou matando o nosso pai . Destruído e tomado pela dor , ele se trancou . Não falava mais comigo . Não falava mais com ninguém . E por mais que eu tentasse ajudalo , ele nunca queria a minha ajuda . Foi aí , que ele encontrou a sua " cura " . Dean começou a sair com uma garota . Depois com duas . Depois ... com todas as que encontrasse . E o seu objetivo era sempre o mesmo : Brincar com os seus corações . Faz elas felizes e depois ... Infelizes . Sempre despedaçando os seu corações e destruindo os seus sentimentos . 

O silêncio invade o refeitório por um breve momento , até que Castiel resolvi finalmente falar : 

- Acho que agora eu entendo o porquê de Dean ser assim - fala Castiel . 

- Não !  - responde Sam , com um tom ríspido na voz - Eu também tentei entender ele . Juro que tentei . Tentei ver por essa perspectiva mais ... Não tem geito . Ele não tem geito . Eu já perdi as esperanças a muito tempo . Dean não tem mais geito .

O barulho ensurdecedor do sinal tocar ,  e logo , todo o refeitório é tomado por uma onda de alunos , Sam se levanta da cadeira e já ia tomar o seu caminho , deixando Castiel sozinho , enquanto esperava Charlie e Meg virem , mas antes , ouvindo o moreno falar : 

- Lembre-se disso Cas : Meu irmão não brinca só com o corações das garotas . Todos nós estamos sujeitos a suas Armadilhas ! . 

                  ☆☆☆

Castiel estava na aula de Educação física , e mesmo passado duas horas desde a sua conversa com Sam , as palavras do moreno ainda martelavam em sua cabeça . Por mais que quizesse esquecer todas elas , ele não poderia . Agora , Castiel tinha mais motivos ainda para temer a Dean .  

          ~ ♡♡♡♡♡ ~

Já havia chegado o fim da aula de educação física . Agora , Castiel só precisava ir tomar banho no banheiro da masculino da escola e iria para a escola , mas era justamente que o prendia . Castiel não queria tomar banho junto com todos os outros garotos da sua turma , ele era envergonha de mais para isso . 

Agora que todos já tinham ido embora , Castiel podia finalmente tomar banho . Ele foi até o chuveiro mais próximo e começou a tirar as suas roupas suadas , logo depois ligou o chuveiro , e não demorou muito para Castiel sentir a água quente cair em seu corpo suado e cansado .  

Por mais que quizesse , por mais que tentasse , ele não conseguia parar de pensar em Dean . E isso o  preocupava cada vez mais .  

Castiel abre os olhos ao primeiro sinal estranho que ele percebe . As luzes de uma hora para a outra , começam a oscilar , e logo todos os banheiros se encontra escurecido . Castiel de liga o chuveiro e se estende o braço para pegar a tolha , mas , quando sua mão tinha que tocar o que seria o toalha , nada encontra . A sua tolha não estava mais lá .  Mas aonde poderia estar ?  . Castiel caminha lentamente até o meio do banheiro , e logo fala , sentindo a voz falhar um pouco : 

- Quem está aí ?  - e a coisa da qual mais temia apareceu . 

- Finalmente um tempo A Sós ! ... 


            ... CONTINUA ... 




Notas Finais


😙😙😙😙😗


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...