Hist√≥ria You Don't Own Me ūüíô‚̧ - Cap√≠tulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Esquadrão Suicida
Personagens Harleen Frances Quinzel / Harley Quinn (Arlequina), Personagens Originais
Exibi√ß√Ķes 149
Palavras 907
Terminada N√£o
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
G√™neros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - SONHO


Fanfic / Fanfiction You Don't Own Me 💙‚̧ - Cap√≠tulo 8 - SONHO

       SONHO



     Estava tento um sonho estranho com tudo que já passei de bom é ruim, mas depois começar a aparece coisas que nunca aconteceu, até que eu vejo tudo escuro, não consigo fala tento grita mas nada sai, fico desesperada até que vejo uma luz e com essa luz vinha um menininho lindo, ele trazia uma linda Rosa vermelha, ele vem até min e vejo que os espinhos da Rosa machucavam sua pequena mão que sangrava 

     - está tudo bem? - pergunto preocupada com sua mãozinha - você é tão lindo, tão inocente você me lembra tanto o pudim, seus olhos sua pele, você e.....

     - mamãe - ele me abraçar. Meu filho? Não acredito meu filho, o abraço e começo a chorar mas era de felicidade

  Mas quando vejo ele não tava mas lar, fico desesperada, para onde ele foi? Cadê ele? Cadê MEU FILHO? Quando vejo levo um tapa na cara que me fez cai, levo vários chutes na barriga e sinto uma dor enorme, olho para o lado e vejo é meu suposto filho e a cada chute ele sumia, não sei oque faze queria sai e ir até ele mas não conseguia até que escuto a risada do pudim, não pode se por que ele ta fazendo isso comigo? Ele me dá vários socos na cara, tapas, chutes até que ele me beijar, um beijo cheio de ódio, ele morde o meus lábios com muita força que faz sangrar

   - gostou? - eu finalmente vejo o seu rosto que tinha um sorriso psicopata, um sorriso duendio -  porque e isso que você merece HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

   Ele rir com o meu desespero, eu chorava tanto, por que ele da fazendo isso? Eu amor tanto ele. Ele me puxar pelo cabelo e me joga em um canto, estava com frio, com medo, com muita dor no meu corpo mas oque doía mas era o meu coração, não conseguia mas chorar, parece que minha vida se resume a isso, chorar, sofre e amar

   Já tava perdendo as esperanças, agarro minha pernas e fico lar, jogada no chão frio sem motivo para viver. Sinto alguém me toca com delicadeza e com amor, me mexor com dificuldades e vejo Hera com o seu olha preocupado, como fiquei feliz em ver minha amiga

    - oque ele fez com você? - ela fala coitado dos meus machucada - você tem que ir embora, vai se feliz

    - mas eu o amor - eu falo para ela - não sei viver sem ele, será que vou se feliz sem o amor da minha vida?

  - vai se difícil, eu sei - ela fala me abraçando -  mas vai se melhor para você, se ficar aqui vai acabar morrendo

  Quando eu ia responder não sinto o chão e começo a cai no meio do nada. Gritava mas ninguém ouvir.

  
        SOMHO OFF

   Acordo assustada, mas que sonho foi esse? São 03:15, Vou até a cozinhar para bebé um copo com água para ver se me acalmo, eu ainda estava tremendo com o sonho, acho melhor levo um copo com água para o meu quarto, no caminho escuto uma discussão no quarto dos meus pais com o meu irmão

   - mas é claro -  escuto a voz do meu irmão - vamos fica e arrancar o dinheiro deles, viver no luxo

  - eles são loucos meu filhote - minha mãe fala

   - eles são loucos e criminosos - meu pai fala - imaginar a grana que íamos ganhar se entregamos eles para Policia

    - disso que eu tou falando - Berto fala

   - ja imaginou? - minha mãe fala -  a gente sai dessa como herói e ricos

  - ainda nos livramos da quela vadia - meu pai fala

  Rocco não ouvia a conversa deles pois estava com fone de ouvido. Abro a porta, eles levam um susto, olhava para eles com um sorriso psicopata no rosto

    - se vamos fica aqui e melho nos leva para fazer compras - como a mamãe era bobinha eles não vão fica nem mais um minuto - não vou ficar para sempre com essa roupa

  - Rocco meu bem - chamo Rocco - levem eles para o porão vou me divertir um pouco

  Rocco faz que sim com a cabeça e leva eles para o porão. Ja tava de saco cheio deles vou me livra logo antes que fique louca, espera eu já sou louca completamente louca.

Chego no porão e eles estão algemados, e hoje que vou me divertir atér amanhecer, vou me vingar por tudo que eu passei

   - oque vai fazer com a gente -  minha mãe pergunta

  - cala boca -  falo pegando uma faca - só vou brinca com cada com vocês, Rocco coloque o aparelho de choque na cabeça deles pufavozinho

    - sim Sra Harley- Rocco faz oque é sai, mando ele fica por perto caso eu precise dele

   - o pudim fala que usa armas não é legal que é melhor usa facas assim da para saborear mas cada momento bom - passo a faca em todos eles aproveitando cada segundo.

   Quando vejo que não tem mas a onde  passa a faca, fico satisfeita, escuta todos os seu grito foi bom, já tá na hora de acabar com isso, ligo o aparelho de choque e vejo eles, deixo uns 3 minutos até que vejo que eles desmaiarem e vou atrás do Rocco para me ajudar a limpar essa sujeira que fiz



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usu√°rios deixam de postar por falta de coment√°rios, estimule o trabalho deles, deixando um coment√°rio.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...