História You Don't Own Me - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Liga da Justiça, Mulher Maravilha, Supergirl
Personagens Barry Allen (Flash), Canário Negro, Diana Prince (Mulher Maravilha), Kara Zor-El (Supergirl)
Tags Arlequina, Beolive, Dakara, Diana Prince, Kara Danvers, Nyssa Al Ghul, Nyssara, Sara Lance, Swan Queen
Exibições 109
Palavras 1.526
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Magia, Poesias, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Homossexualidade, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Noite De Luar...


Fanfic / Fanfiction You Don't Own Me - Capítulo 1 - Noite De Luar...

 ⁠⁠⁠Noite De Luar... Sexta feira 18:40hs,estava chegando do trabalho . Kara -Coloquei o carro na garagem e fui direto para o quarto, estava muito cansada,o dia tinha sido exaustivo,necessitava de um banho. Quando estava pronta pra entrar no banheiro meu celular toca. Peguei para atender e não conheci o número,atendi curiosa. -Alô? -Boa noite supergirl tudo bem? A voz era um pouco familiar,doce mais não reconheci. -Quem é? Diana ! Não reconhece mais minha voz? -Oi Kara, tudo bem? Desculpa mais não reconheci seu número nem sua voz. Falei rindo e ela me acompanhou. -Tudo bem! Estou bem sim,esse é meu novo número. -Entendi... Aconteceu algo?7 -Não não,liguei para te convidar pra jantar,tá uma noite linda e faz um bom tempo que não nos vemos,você topa? -É... Pode ser. Te pego as 21:00hs combinado? -Ótimo, vou te passar o endereço por mensagem, até lá... Ela falou e desligou. KARA Denvers sou a supergirl e trabalho como reporte aproximadamente 23 anos Eu me chamo Diana Prince ,sou a mulher maravilha tenho 24 anos. Diana -Conheci a Kara na liga e ,não a vejo tem um bom tempo. Tomei banho,me troquei e as 21:00hs estava em frente ao seu prédio. Esperei cerca de 25 minutos,quando a vejo vestida em uma linda saia preta colada,uma blusa decotada e saltos que a favorecia. Nossa pela primeira vez eu olhei pra uma mulher com desejo depois de ter terminado um relacionamento bem conturbado. Estou separada há 9 meses,e desde então não tinha me relacionado com outra mulher, ou homem . Kara você está linda... Falei quando ela se aproximou. -Boa noite! Você também está muito elegante Diana. Nos cumprimentamos com dois beijos no rosto,entramos no carro e fomos para um restaurante bem agradável, novo na cidade. Jantamos,tomamos vinho e conversamos muito sobre trabalho,o tempo da *liga da justiça*e varias outras coisas. Depois de algumas horas pagamos a conta e fomos embora. -Para casa Kara ? Perguntei entrando no carro. -A noite tá tão linda Diana,que tal da uma volta? -Volta a onde? Já são quase 00:00hs Kara. -A sei lá, que tal irmos a praia? -Praia a noite? -Por favor... Falou ela com um lindo sorriso e uma mão sobre minha coxa. -Ok vamos. Chegamos a praia,estacionei o carro e começamos a caminhar e conversar. Ela tinha razão a noite realmente estava linda. O céu estrelado, a brisa do mar nos tocava o rosto sobre a luz do luar Ela se virou pra mim e falou. -Vamos dá um mergulho? Não esperou nem eu responder e já foi tirando a roupa ficando apenas vestida em uma linda lingerie de renda branca. Cor na qual caia muito bem na sua pele morena. Fiquei babando ao vê-la desfilar na minha frente. Como ela era linda. -Você não vem? Ela perguntou sorrindo. Tirei o vestido que estava usando,ficando também de lingerie vermelha. Minha pele estava toda arrepiada. Entramos na água, brincamos um pouco, ela então se aproximou e me deu um beijo leve e doce feito ela. -Kara não por favo...Eu não to preparada. Falei me afastando. Minha voz estava trêmula, o coração acelerado. -Diana, me deixa te ajudar a esquecer ele? Ela falou tocando meu rosto e voltando a me beijar. Ela tinha razão. Já estava na hora de apagar todo passado. Mas ainda doía muito lembrar de tudo que aconteceu. Mesmo com os pensamentos a mil me entreguei aquele beijo. A abracei forte,pressionando seu corpo contra o meu. O beijo era calmo mais cheio de desejos ocultos. Ela gemia na minha boca enquanto chupava minha língua. Minha respiração foi ficando ofegante. Ela afastou minhas pernas e começou a acariciar minha boceta. Soltei um gemido alto quando senti a ponta de seus dedos. Olhei em seus olhos e falei que não estava pronta,que tudo estava muito confuso. Ela levou sua boca até meu ouvido e falou para me relaxar e confiar nela,voltando a me beijar logo depois. Fui me entregando aquele beijo quando senti ela me penetrar com um dedo. Gritei alto. Era um misto de dor e prazer devido ao longo tempo sem sexo. Eu queria muito que ela continuasse,fechei os olhos e pedi para que ela continuasse. Ela começou um vai e vem delicioso. O balanço do mar ajudava. Senti ela me rasgar ao penetrar o segundo dedo. Mordi o seu pescoço, ela então começou o vai e vem mais forte. Eu beijava sua boca e gemia enquanto ela me penetrava cada vez mais forte. Gritei por mais e ela continuou. Não demorou muito e eu gozei em seus dedos. Meu corpo amoleceu e ela me segurou,me abraçou forte e falou no meu ouvido. -Eu te adoro desde o tempo da liga da justiça Kara * Eu queria retribuir tal prazer,puxei ela a beijei com vontade e falei. -Vamos pra casa? Ela me olhou desapontada, e então completei. -Pra minha casa. Ao ouvir isso um lindo sorriso surgiu nos seus lábios. Entramos no carro do jeito que estávamos só de calcinha e sutiã. Ela deitou a cabeça no meu ombro enquanto eu dirigia. Fomos o caminho inteiro em silêncio, curtindo o momento. Sua respiração era gostosa de ouvir. Hora ofegante,hora mais calma. Chegamos na minha casa saímos do carro,a abracei forte nosso beijo era cheio de desejo. A levei para o quarto sem parar de beija-la. -É isso mesmo que você quer? Perguntou ela em forma de sussurros. -Eu quero muito mais. Respondi jogando-a na cama e tirando minha calcinha e sutiã. Deitei em cima dela e voltei a beijar sua boca intensamente. Sua mão na minha nuca me arrepiava toda. Fui descendo minha boca, passando pelo seu pescoço. Cheguei no seus seios lindos, mas não era o meu alvo naquele momento. O cheiro dela me levava ao delírio, a pele com gosto de mar. E foi esse cheiro que segui. Parei entre suas pernas,retirei sua calcinha e segurei firme suas pernas para que ela não fechasse. Beijei sua boceta carnuda e comecei a chupar cada pedacinho. Ela rebolava e tentava levantar da cama gemendo alto. E eu queria mais,muito mais dela. Nunca tive tanta tara em uma mulher como tive nela naquele momento. Ela prendia minha cabeça com suas pernas e gritava por mais. Quanto mais ela pedia,com mais desejo eu a chupava. Fodia com muito gosto aquela deliciosa boceta. Seus gemidos me deixava maluca,eu perdia todos os meus sentidos,só queria satisfaze-la. -Me fode Diana !!!Mete agora por favor... Eu sou louca por você,me faz tua mulher,faz de mim o que bem quiser. Falava ela entre sussurros e gemidos. E aquilo me excitava mais. -Fica de quatro pra mim... Ela me olhou e logo obedeceu. Ela ficou de quatro e empinou aquele rabão pra mim. Afastei suas pernas deixando-a totalmente livre pra mim. Passei a língua do clitóris ao cuzinho e penetrei lentamente um dedo,mais logo já estava com dois. Ela gemia e rebolava de forma louca nos meus dedos. Comecei a meter gostoso na sua boceta e ficava admirando ela rebolando na minha mão. Tirava os dedos devagar e metia com toda força. Era lindo ver ela contrair e rebolar. Deixava meus dedos parados e ela fazia questão de tirar e colocar a boceta. Eu aproveitava a posição pra rebolar na sua bunda,ela gemia tão gostoso. Pedia pra ela empinar mais e abrir o bumbum com suas próprias mãos para meus dedos entrar mais gostoso na sua boceta. E ela fazia me deixando louca. Que visão maravilhosa era aquela mulher de quatro rebolando nos meus dedos. Sua boceta começou a contrair e quando vi que ela estava quase gozando. Pressionei meu corpo contra sua bunda e comecei a bombar com mais força e mais rápido. Ela se agarrava aos lençóis e mordia o travesseiro. Eu estava quase gozando só em olhar aquela cena. -Aiii... Eu vou gozar...Não para por favor,mete mais forte... Gritou ela. -Isso Goza pra mim... Falei metendo gostoso nela. Meti mais três vezes até que ela deu um grito libertador e gozou nos meus dedos. Fui diminuindo o ritmo,ela estava mole. Como ela era demais. Deitei meu corpo sobre o dela e comecei a beijar o seu pescoço. Ela falava o quanto tinha sonhado com aquele momento, o quanto eu era especial pra ela. Quando dei por mim eu já estava rebolando minha boceta na bunda dela. Quando ela percebeu começou a empinar e se movimentar junto comigo. -Isso gostosa não para... Rebola gostoso,esfrega com força. Eu rebolava e mordia seu ombro. Ela levantou um pouco o quadril e- colocou a mão na sua boceta. Percebi o quanto ela estava gostando e continuei a rebolar. Ela se tocava de acordo de acordo com meus movimentos. Nossas respirações foram ficando cada vez mais ofegante. A gente gemia cada vez mais alto. Falei entre gritos e gemidos que iria gozar. Em seguida gozei deliciosamente na sua bunda. Ela aumentou seus toques e gozou junto comigo. Deitei ao seu lado e comecei a fazer carinho em seu cabelo,acabamos dormindo com as marcas do prazer por nosso corpo. Acordei no dia seguinte olhei pro relógio já era quase 10:00hs. Ela dormia lindamente, a beijei fizemos amor novamente e saímos para almoçar. Foi o começo de uma nova vida... Fim! *



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...