História You fascinate me. - Capítulo 21


Escrita por: ~ e ~Luanegotica

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Beatrix, Carla Tsukinami, Christa, Cordelia, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Richter, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Acidentes Com Poderes, Hibridismo, Kiriki, Lobos Sentimentais, Maybe, Minokari, Necromantismo, Reimin
Visualizações 45
Palavras 1.281
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shounen, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 21 - Finalmente eu posso te matar!


Fanfic / Fanfiction You fascinate me. - Capítulo 21 - Finalmente eu posso te matar!

Reiji- eu já falei pra você parar de usar esta linguagem imprópria. 

Minokari- e desde atchim! quando eu disse que respeitaria? 

Reiji- eu. 

Minokari- idio...... (Interrompida) 

Shu- temos visita. 

Yui- e quem seria? 

Empregado- ela se chama Flavia. 

Reiji- sobrenome? 

Empregado- Shawd senhor. 

- todos olharam pra Minokari, a mesma ficou sem entender nada pois tinha acabado de conhecer sua prima, quem diria que a mesma tem mais parentes? -. 

Shu- conhece? 

Minokari- não faço a mínima atchim!  ideia de quem seja. 

Ayato- vai lá olhar. 

Minokari- afe -vou pra frente da mansão- muito legal, tem porra nenhuma aqui. 

Flávia- atrás de você. 

- ao ouvir essa voz Minokari pensou " não! Não! Não! Não pode ser ela. Então Minokari se virou e viu sua amada (odiada)  mãe. Sua mãe tem olhos pretos, orelhas de gato, cauda de gato, é alta e não parece ter mais de 22 anos, a mesma usava uma blusa preta de alças finas, uma calça preta e uma sandália preta-. 

Minokari- mãe? 

Flávia- sim? 

Minokari- O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO AQUI? 

Flávia- eu vim fazer uma visitinha. 

Minokari- VOCÊ NÃO É BEM VINDA AQUI! 

Flávia- eu soube que essa casa não é sua, então eu posso visitar? 

Shu- eu sou o atual dono dessa mansão, quem é você é o que faz aqui? 

Flávia- meu nome é Flávia e eu sou a mãe dessa coisa -aponto pra Minokari- eu vim visita-la. 

Minokari- escuta aqui -pego ela pelo pescoço e jogo em uma árvore- meu nome não é "coisa" sua vadia, se bem que atchim!  eu poderia brincar um pouquinho com você, não? 

Flávia- vejo que você ficou mais forte, mas ainda não pode mexer direito o braço esquerdo não é mesmo? 

Minokari- calada -chuto o estômago dela- eu estou muito bem. 

Flávia- e se eu tirasse a corrente de você? 

Minokari- eu me acostumei - chuto o rosto dela- o que faz aqui? 

Flávia- eu vim fazer uma visitinha, só isso. 

Minokari- vá embora, ou te matarei aqui mesmo. 

Flávia- eu não vou embora -pulo em cima dela- eu vim aqui acabar com a sua vida. 

Minokari- e você acha atchim! que já não fez demais? 

Flávia- Karlheinz me traiu, ele me prometeu me trazer o meu mais estimado espécime de volta. MAS NÃO TROUXE - arranho o rosto dela-. 

Minokari- tch... -ponho a minha mão no rosto-. 

Reiji- o que está acontecendo aqui? e por que a Minokari está espirrando tanto? 

Flávia- eu vim fazer uma visitinha, mas minha querida filha parece que não quer me ver. 

Minokari- querida filha sei...-pego ela pelos cabelos e á jogo em uma árvore- quanto mais cedo eu te matar mais cedo me livrarei de você - soco o rosto dela-. 

Flávia- POR SUA CULPA ELE ME TRAIU! 

Minokari- ele quem? -pego ela pelo pescoço e jogo no chão-. 

Flávia- Karlheinz! ELE ME DISSE QUE IA ME DEVOLVER O MEU ESTIMADO ESPÉCIME! 

Minokari- NEM VOCÊ, NEM KARLHEINZ; NEM NINGUÉM EXERCE DIREITO SOBRE MINHA VIDA! 

Reiji- onde está Karlheinz em uma hora dessas? 

Subaru- ele está ocupado, como sempre. 

Karl- eu adiei vários compromissos para vir aqui, o que esta acontecendo? 

Reiji- a mãe de Minokari chegou aqui exigindo fazer uma visita, mas assim que Minokari a viu as duas começaram a brigar. 

Minokari- resumindo: ela queria me levar de volta pra aquele lugar, "meu estimado espécime" ficou gritando no meu ouvido. 

Karl- já que as duas se odeiam, você pode mata-la. 

Minokari- serio? 

Karl- claro, aqui já foi palco de muitas mortes, como a.... 

Subaru- nós já sabemos, não precisa ficar jogando na nossa cara. 

Minokari- não sei quais são os seus planos, mas você ganhou um risco a menos na minha lista negra. 

Flávia- EU VOU LEVAR VOCÊ VIVA OU MORTA! 

Karl- ande logo com isso. 

Minokari- não lembro de permitir ordens pra cima de mim -digo abrindo um sorriso de orelha a orelha-

- após dizer isso, Minokari subiu em cima de sua mãe e pôs as duas mãos em seu pescoço com a intenção de torce-lo. "Para! Por favor! " suplicou Flavia tentando tirar as mãos de Minokari de seu pescoço. "Quando eu gritava de dor, você parava? Quando eu pedia por favor, você sentia pena? " perguntou Minokari apertando suas mãos contra seu pescoço. "Não, mas agora é diferente! É questão de vida ou morte! " tentou explicar Flávia. "Adeusinho sua vadia" disse Minokari terminando de torcer o pescoço de sua mãe-. 

Yui- meu deus -disse Yui com os olhos arregalados-. 

Minokari- não tenho culpa. 

Karl- Shu e Reiji, eu quero falar com vocês dois. 

Shu e Reiji- ok -os três foram pra sala do Reiji-. 

Ayato- vai da merda vaaaiii..  

Minokari- concordo, agora eu vou jogar o corpo dela no rio e dormir um pouco. 

Ayato- muito normal matar uma pessoa e tirar um soninho -voz sarcástica-. 

Minokari- também acho -com irônia-. 

(Nao lembro que hr era ;-;) 

Sala do Reiji [_..._] 

Shu- e então? 

Reiji- o que você quer nos dizer? 

Karl- vocês lembram quando Subaru matou a Christa? 

Reiji- sim por que? 

Karl- depois daquele dia, eu curei o coração dela. Mas seu corpo já estava deteriorado. 

Shu- onde você quer chegar? 

Karl- eu implantei o coração de Christa na Minokari. 

Reiji e Shu- O QUE? 

Karl- diferente da Yui, as cicatrizes da Minokari sumiram. 

Reiji- como assim "diferente da Yui"? 

Karl- eu esqueci que ela não contou ainda, ela tem o coração da Cordélia. 

Shu- e Beatrix? 

Karl- seu coração morreu com ela. 

Reiji- quer dizer que Minokari tem o coração da Christa? 

Karl- isso mesmo, agora se me derem licença -teletransporto-. 

Shu- esse cara é doido. 

Reiji- também acho, e acho que deveremos contar a Minokari o mais rápido possível. 

Shu- ela acabou de matar a mãe, deixe ela quieta por um tempo. 

Reiji- vamos nos reunir na sala. 

Hr (15:26) salão principal [_..._] 

Subaru- outra reunião? Mas que saco. 

Reiji- estou aqui para dizer que Yui Komori tem o coração da Cordélia e Minokari tem o coração de Christa. 

Ayato- como é? 

Yui- o que? 

Reiji- você não sabia? 

Yui- sabia que tinha feito uma cirurgia no coração, não que tiraram o meu fora e botaram outro. 

Reiji- hmm. 

Subaru- desde quando? 

Reiji- semanas depois do que aconteceu. 

Subaru- e vai contar pra ela? 

Reiji- temos que dar um tempo a ela. 

Minokari- sobre o que vocês estão falando? 

Shu- sobre..... er..... 

Reiji- sobre o que vamos comer hoje apenas. 

Minokari- Hm. 

- Minokari balançou a cabeça para espantar o sono e quando olhou para a sala novamente as mães de todos estavam ali presentes. Cordélia estava perto de Kanato e Laito. Beatrix estava ao lado de Reiji e Christa estava ao lado de Subaru sorrindo para Minokari-. 

Minokari- o que..... 

Yui- o que foi? 

Minokari- Beatrix.....? 

- o que parecia ser o espírito de Beatrix bateu a mão na testa e Christa colocou o dedo nos lábios como se pedisse silêncio. 

Minokari- eu estou vendo coisas. 

Reiji- como o que? 

Minokari- as mães de vocês. 

Shu- você acabou de matar a sua, deve estar cansada. 

Minokari- esta me dizendo que eu estou alucinando? 

Shu- estou insinuando, é diferente. 

Minokari- eu quero saber do que vocês estavam falando, e não saio daqui até saber. 

- todos ficaram sem saber o que fazer, Kanato, Laito e Ayato levantaram sem falar nada, Subaru se levantou e abraçou Minokari. 

Minokari- o que foi atchim!  Subaru? 

Subaru- você tem o coração da minha mãe. 

Minokari- eu vou ir pro meu quarto um pouco, tudo bem por vocês? 

Shu- claro. 

Reiji- depois eu vou lá pra ver per que está espirrando tanto. 

Subaru- depois eu quero falar com você. 

Minokari- obrigado -vou pro meu quarto-. 








Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...