História You have been warned - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias VIXX
Personagens Hongbin, Hyuk, Ken, Leo, N, Personagens Originais, Ravi
Tags Anjos, Céu, Demonios, Inferno, Vampiros, Vixx
Visualizações 5
Palavras 1.790
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meus anjos!

Desculpa a demora de 2 meses e 14 dias! Muitas coisas vem acontecendo comigo, bloqueio criativo, colégio, sem motivação pra escrever.

E acho que a pior, tanto por causada história e do colégio, meu celular não liga!

Vou levar ele pra assistência (tem pouco tempo que comprei ele), mas vou acabar perdendo muitas fotos pra história, sem falar em fotos, vídeos e músicas perdidas.

Mas fazer o que né? Vamos esquecer essas coisas e focar no capítulo de hoje.

Capítulo 5 - Capítulo 5: The Night With You


Fanfic / Fanfiction You have been warned - Capítulo 5 - Capítulo 5: The Night With You

Por que ela faria parte do meu passado? O que aquilo significava? 


Sentia um aperto no coração com a pergunta dela ainda rodando meus pensamentos "Oppa... Dormi aqui por favor...Dormi oppa?". Sentia se caso não fica-se algo de ruim aconteceria.


-Eu? Por que eu estaria nas suas lembranças? Você tem certeza que era eu? *perguntou Amber*


-Era você. Eu tenho certeza! *disse ele convicto de usa resposta*


-Okay Leo... *respiro fundo e olhou em seus olhos* Mas você não me respondeu. Vai dormir aqui? *acariciou seu rosto*


-Vou sim... *disse com um sorriso sem jeito*


Leo se deitou na cama enquanto Amber foi ao banheiro tomar um banho rápido, depois de alguns minutos, saiu do banheiro vestindo uma calça de moletom fina e um top preto. Até com aquela roupa ela conseguia causar os mais obscenos pensamentos em sua mente.


Amber se deito ao seu lado deixando uma perna sobre as suas, levou uma de suas mãos até seus cabelos negros como a noite, enrolava seus cabelos nos dedos, brincando com o mesmo e fazendo caricias em seu couro cabeludo.


-Vou acabar dormir assim... *disse ele com a voz já um pouco sonolenta*


-Você precisa descansar. *disse Amber logo depois dando um beijo em sua bochecha*


-É pedir demais que beije outro lugar? *disse ele com um tom brincalhão*


Amber riu baixo, se levantou um pouco e selou seus lábios. Sentiu uma mão subir para sua cintura lhe causando alguns arrepios.


-Assim? *disse com um pequeno sorriso em seu rosto*


-Melhor que antes. *disse ele sorrindo enquanto acariciava a pele amostra de sua cintura*


Continuaram deitados distribuindo carícias cúmplices, não pareciam as pessoas de minutos atrás. Pareciam...namorados. Completamente apaixonados e envolvidos em uma história repleta de amor, luxúria e desejo.


Eles ainda olhavam no olho um do outro, sorriam sem se importarem com nada. Só aquele momento era importante...Só eles eram importantes.


-Posso fazer uma coisa? *perguntou Leo com a voz um pouco rouca*


Amber se viu arrepiar instantaneamente ao ouvir sua voz rouca romper o silêncio, pois sua mão em sua cintura descoberta era evidente que ele notará seu arrepio ainda mais com o sorriso que agora estava em seus lábios vermelhos, que lhe eram tão convidativos.


-Pode... *disse em um sussurro baixo quase inaudível*


Leo sorriu de lado, segurou sua cintura com certa força logo depois a girando na cama ficando sobre a mesma. Posicionou-se entre suas pernas, acariciou de leve suas coxas, se inclinando um pouco para a frente podendo alcançar sua clavícula exposta. Distribuiu beijos por elas seguindo caminho para seu pescoço, o contato de sua boca na pele macia e quente da menor, lhe causavam uma sensação tão boa, tão intensa, tão pura e suja ao mesmo tempo. Cheio de intenções, cada beijo poderia levar eles para um novo lugar, lhe causavam novas e deliciosas sensações.


Ouvir ela arfar ao receber suas carícias era a melhor recompensa que poderia querer. Causar prazer a ela estará se tornando seu mais novo hobby, um que certamente não abandonaria tão cedo. Mesmo que não se conhecessem direito, ele sentia uma forte sintonia com a jovem. 


Será que ela estava diretamente envolvida com seu passado? Até mais do que ele imaginava? Ou tudo isso não passaria de sua mente lhe pregando uma peça? Transformando o desejo dele de conhecer seu passado, em uma realidade?


Incluindo aquilo que ele começará a talvez, talvez, criar uma afeição ou até mesmo um amor, por ela?


-Leo oppa... *disse ela manhosa passando as mãos por suas costas, logo depois lhe arranhando*


-Calma... Tudo no seu tempo. Não adianta ter pressa. *mordeu os lábios, voltando sua atenção para seu pescoço agora dando chupões que facilmente deixaria a pele marcada*


O quarto era preenchido pelos gemidos de Amber... Eram música para o ouvido de Leo. Parou de chupar seu pescoço, passou suas mãos pelas curvas de Amber, sentou-se na cama logo depois puxando ela para seu colo.


Colocou suas coxas entorno de sua cintura acariciando a mesma. Subiu mais suas mãos parando elas na barra de seu top, voltou seu olhar para a jovem como se pedisse sua permissão para tirar a peça. Com um sorriso de lado ela acenou com a cabeça permitindo que tira-se a peça.


Em um movimento rápido, Leo já tinha retirado a peça de roupa que antes cobria seus seios. Agora ele tinha a visão mais bela que podera imaginar até agora... Aquilo parecia um sonho, com calma e delicadeza Leo envolveu os seios de Amber com suas mãos.


Acariciou de leve seus mamilos logo depois apertando os mesmos com certa força. Era tão prazeroso escutar seus gemidos baixos... Ele daria tudo pra nunca mais sair de seu lado.


De Repente Leo não se sentia no controle, era como se ele fosse comandado por algo ou alguém. Balançou a cabeça na tentativa de espantar tais pensamentos, mas não deu muito certo. Parecia que o tempo está mais lento, ele via o modo vagaroso que Amber se movimentava porém algo ainda estava rápido. Ele sentia algo lhe observar, quando então olho para trás viu a face daquele que tinha brigado mais cedo.


Não era possível, o que aquele maldito queria ali, pensava Leo.


-Você é um fraco! *foi a última coisa que ouviu antes de entrar em um tipo de transe, ele estava ali mas ao mesmo tempo não estava. Não era ele que tocava a garota à sua frente e sim aquele maldito.


Em um movimento rápido, Leo deitou Amber na cama logo depois ficando sobre a mesma, começou com beijos no pescoço logo depois descendo para seus seios, chupando e deixando os mesmos marcados.


Ainda preso em sua própria mente, Leo era obrigado a ver o que ele fazia com ela. Era nojento ver ela sentir prazer com aquilo, mas a culpa não era dela. Não tinha como ela saber que aquele não era o Leo, o seu Leo.


Com medo do que ainda poderia acontecer, ele se viu em saída, tendo que juntar todas suas forças para mostrar que aquele Leo não era ele.


Em um movimento impulsivo lá estava Leo, no controle por talvez pouco tempo.


-Posso te pedir uma coisa? *disse ele contra seu mamilo*


Sua resposta foi um arfar seguido de um sim sussurrado.


-Deixa eu te morder! Igual a primeira noite... *disse ele subindo os beijos até seu pescoço*


-Leo... Não, eu não quero! *Amber respirou fundo e com um pouco de esforço conseguiu tirar ele de cima, saiu da cama, vestiu novamente seu top e foi em direção a porta.


Leo olhava atentamente seus movimentos.


-SEU IMBECIL! *foi a última coisa que escutou antes de sair do controle de seu próprio corpo*


Em um movimento rápido Amber foi colocada contra a porta, sentia sua respiração acelerada contra seu ouvido. Ele não parecia o garoto de minutos atrás, ele não era o mesmo, algo tinha acontecido.


-Onde pensa que vai? *disse ele contra sua bochecha, o mesmo sorriu de canto vendo o medo em sua face* -O que foi? Está com medo? *ele riu alto com a situação*


-Me deixa Leo! Eu não quero que me morda... *disse Amber tentando manter a calma*


-QUEM É VOCÊ PRA DIZER O QUE EU FAÇO?! *virou ela com certa brutalidade à colocando contra a porta*


-Me solta Leo! Está me machucando! *disse ela se debatendo na tentativa de se soltar*


-CALA A BOCA VADIA! *disse ele gritando e coloco depois dando um tapa em seu rosto, fazendo a mesma ir ao chão* -Não consigo ver o que te tão especial você tem pra ele se importar tanto...


-Você me bateu? *disse Amber com a mão no rosto massageando o local que recebeu o tapa* -Não é esse Leo que conheço... Você não é o Leo. Quem é você?


Ele riu alto logo depois olhando para a jovem que se levantava. Passou a mão pelos cabelos os colocando para trás.


-Até que você não é tão burra... *se afastou um pouco da jovem* -Vocês costumam me chamar de "Aquele que não se pode dizer o nome"


-O QUE VOCÊ FEZ COM O LEO SEU MONSTRO? *ao escutar aquele Amber partiu para cima dele com tudo, batia em seu peito e as vezes em seu rosto* 


-CALA A BOCA SUA VADIA! *segurou seus punhos com certa força fazendo a mesma parar de lhe bater*


-Leo... Eu sei que está aí! Me escuta, não deixa ele te controlar. Você é mais forte que ele... Eu confio em você! *disse Amber já com os olhos marejados* -Por favor...Me escuta!


"Por favor...Me escuta!", aquelas palavras eram tão familiares. Parecia que ele já tinha escutado aquilo antes. Será que foi ela que falou aquilo pra ele? Ou seria só uma coincidência? A voz e o modo como foi dito era conhecido por seus ouvidos... Não saber nada de seu passado lhe causava muita dor. Escutar e ver coisas e não saber se elas têm ligação consigo lhe trazia muito sofrimento.


*FLASHBACK ON*


-Por favor me escuta Leo... Me escuta! *falou Amber puxando minha camisa* -Não precisa disso Leo... Me escuta caramba.


-Como não precisa? Aquele filho da puta estava tentando beijar a minha namorada à força. *disse se virando para encarar a garota a sua frente* -É isso que você é! Minha namorada! E não vai ser um filho da puta que vai te tirar de mim...


-Então você admite que namoramos? *disse ela sorrindo de lado, segurou em seu casaco e puxou ele pra perto* -Deixa ele lá e aproveita a namorada que você tem...


Ele riu baixo e envolveu seus braços na cintura da menor.


-Como eu posso dizer não a um pedido do meu amor? *se aproximou um pouco de seu rosto e selou seus lábios*


[...]


-Qual o seu problema cara? Ela já disse que não quer! *em um movimento rápido Leo puxou o cara que estava em cima de Amber jogando ele contra a mesa* -Ele te machucou... *só então ele percebeu que ela estava sem a blusa, então ele ia tentar mesmo transar com ela*


[...]


-LEO! PARA POR FAVOR! VOCÊ VAI MATAR ELE, LEO! *gritava Amber, ela tentava puxar o mesmo* -POR FAVOR...ME ESCUTA!


[...]


*FLASHBACK OFF*


Respirou fundo. Agora era ele que estava no controle? Pelo que parece sim... É tão bom "estar de volta".


-Por favor me escuta leo... *disse baixa*


Envolveu seu corpo com seus braços e acariciou suas costas.


-Pode falar... Estou escutando. *disse ele baixinho com medo que ela se assusta-se*


Ela olhou para cima e sorriu largo ao perceber de que aquele que estava a sua frente era o Leo que conhecia. O abraço apertado, distribuiu beijos por todo seu rosto.


-Que bom que você está de volta! *continuou abraçada nele, acariciava seus cabelos, era tão bom saber que ele estava ali com ela*


-Sim... Se quiser podemos conversar sobre o que aconteceu, mas agora eu prefiro ir dormir *disse ele acariciando seus braços*


-Tudo bem. Você dever estar cansado depois disso... *foram em direção a cama, se deitaram um ao lado do outro*


Depois de um tempo adormeceram juntos, passaram a resto da noite e toda a manhã dormindo, também com a noite que tiveram já era de se esperar isso.


Notas Finais


Estou com um celular diferente do meu e vai ser um pouco ruim para organizar a história, me desculpou se ela não ficar estéticamente bonita.

Espero que tenham gostado! Até a proxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...