História You have me (Chanyeol Long Imagine) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Chanyeol, Chen, D.O
Tags Drama, Exo, Revelaçoes, Romance
Visualizações 97
Palavras 832
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


100 visualizações no primeiro capítulo!!!! Obrigado. ✨

Boa leitura.

Capítulo 4 - "Invading my thoughts"


-Você tem certeza que quer ficar ? Sua cara não tá nada legal.


-Eu tô um pouco desconfortável.


-Jura? Eu nem percebi.  - Falou dando um sorriso irônico e levantou logo em seguida. -Eu vou pagar e a gente vai embora.

-Mas Jongdae... - Segurei o pulso dele o fazendo voltar.

-Mas o que ______?! A presença dele tá te deixando desconfortável e você quer ficar ? -Apoiou as duas mãos na mesa e me olhou com a testa franzida.

-Mas vai ficar estranho sabe... Ele acabou de chegar. - Falei de cabeça baixa.

-Desde quando você se importa?

-Esquece, vai pagar e vamos pra casa.

-Certo. - Deu as costas e foi pagar a nossa conta.

Eu fiquei lá sentada o esperando voltar e tentando não olhar para o Chanyeol que estava na minha frente, apenas um pouco mais distante. Eu tentava não o olhar de jeito nenhum, mas parecia impossível.

Porque ele tem que ser tão bonito?  Que droga!

Eu não sei o que tem acontecido comigo ultimamente, eu nunca fui de ficar pensando nele assim.

-Vamos! - Balançou meu braço e guardou a carteira.

Levantei coloquei a cadeira em seu devido lugar e fui caminhando em passos lentos até o Jongdae, que estava um pouco mais à frente parado mexendo no celular. Passei pelo Chanyeol sem o olhar e senti ele puxar meu dedo, e no mesmo instante o olhei séria e ele soltou baixando a cabeça.

Continuei andando ao lado do Jongdae que continuava caminhando lentamente e mexendo no celular.

O que o Chanyeol queria? Ou ele só queria encher minha paciência como de costume? Mas ele parecia querer dizer alguma coisa. Será que amanhã na hora do intervalo eu devo ir perguntar se ele realmente queria falar algo? Eu vou pensar melhor sobre isso depois.

Mas e se ele ignorar minha pergunta? Eu odeio ser ignorada, sempre que fazem isso eu fico com muita r....

-_______-ah!

Meus pensamentos sobre o amanhã foram interrompidos pelo Jongdae que me chamava e apertava meu braço.

-Hm? - Respondi com calma o olhando.

-Porque você tá tão aérea ultimamente?


-Como assim? -Dei uma de desentendida olhando para o céu e tentando disfarçar.

-Sabe, pensando demais.

-Pensando um pouco na vida. -Após completar a frase, respirei fundo.

Eu não queria enganar ou mentir pra ele, meu melhor amigo. A pessoa que eu confio, a pessoa que eu conto tudo, a pessoa que eu amo e que sempre está ao meu lado. Mas não vou falar que eu estou pensando no Chanyeol, pelo menos não agora.

-Já são quase 21:00 horas, você vai pra casa né? -Falou olhando para o relógio em seu braço. -Amanhã é dia de acordar cedo de novo.

-Só de pensar já fico triste. Hoje você me deixou sozinha no intervalo! -Cruzei os braços.

-Yah, não foi porque eu quis e você sabe. Você ficou brava? - Perguntou se aproximando.

-Eu não fico brava com qualquer coisa e se eu estivesse ficado realmente brava eu nem tava aqui. - Respondi rindo um pouco e ele riu também.

Pouco depois chegamos em casa, na verdade, na minha casa. Ele me acompanhou, como sempre. Eu queria alguma vez ir deixá-lo em casa mas ele nunca permitia.

-Jongdae, me dá a chave e vá pra casa logo.

-Tá me expulsando é isso mesmo? -Tirou a chave do bolso e me entregou.

-Não tô, é pra sua segurança. -Peguei a chave e abri a porta. - Você vai entrar?

-Não, eu já vou indo. "É pra minha segurança" -Me imitou e riu logo em seguida dando dois passos para trás.

-Idiota, vem cá. - Abri os braços o chamando para um abraço apertado e ele veio. -Você é meu bebêzinho. -O apertei e ele grunhiu.

-Yah, eu fico com vergonha _______.

-Mas não devia ficar, eu já falo isso há tanto tempo.

Depois de mais alguns minutos abraçados e falando besteiras, ele foi pra casa e eu entrei na minha e fui diretamente para o meu quarto tomar um bom banho quente, colocar o pijama e ir dormir, ou pelo menos tentar já que eu tinha dormido um pouco mais cedo. Deitei na cama e a primeira coisa que me veio a cabeça foi o Chanyeol.

Ahh, ele de novo invadindo meus pensamentos. Hoje de manhã ele me jogou na parede sem dó e meus ombros ainda doem um pouco! E se ele me jogasse na parede em outro sentido?  

-ri baixo enfiando o rosto no travesseiro-

Meu deus _______, agora você passou dos limites. Não acredito que pensei nisso assim tão de repente...

Acho melhor eu me entregar logo e aceitar que eu realmente estou gostando dele. Nunca tive planos pra isso, nunca achei que fosse acontecer um dia, mas aconteceu. Eu não vou dizer nada pra ele, vou deixar que ele perceba através de ações minhas, e se eu não for correspondida eu não vou deixar isso me deixar triste, é uma promessa. Amanhã eu vou tomar coragem e perguntar o que possivelmente ele quis me falar mais cedo. Ah que droga! Isso realmente tá acontecendo. Eu gosto de Park Chanyeol.


Notas Finais


iiihh, ela tá se entregando.. 😂

Me deixem saber o que estão achando nos comentários!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...