História You are my life - Capítulo 17


Escrita por: ~ e ~sara

Postado
Categorias Calum Worthy, Laura Marano, R5, Raini Rodriguez, Sou Luna, The Vamps
Personagens Bradley Simpson, Calum Worthy, Connor Ball, Ellington Ratliff, James McVey, Laura Marano, Raini Rodriguez, Riker Lynch, Rocky Lynch, Ross Lynch, Rydel Lynch, Tristan Evans
Exibições 100
Palavras 3.398
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiiiiiiii Gente!! Trouxe mais um capítulo!!!!!! Muito obrigada a todos que comentaram!!!! Espero que gostem do capítulo!!!

Capítulo 17 - Armadilhas e Que comece o campeonato!


Fanfic / Fanfiction You are my life - Capítulo 17 - Armadilhas e Que comece o campeonato!

ALGUNS DIAS DEPOIS...

SEXTA - FEIRA

POV LAURA

Estava dormindo tranquilamente, quando o meu celular despertou. Me levantei e peguei meu celular, desliguei o alarme e vi as horas, já eram 7:00 a.m . Me levantei e fui direto para o banheiro. Tomei um banho quente e coloquei um vestido rosa claro com um cinto rosa escuro e um salto preto. Deixei meu cabelo solto. Saí do banheiro e novamente vi as horas: 07: 24 a.m, nossa, fui rápida. Olhei pras meninas e elas ainda dormiam.

- MENINAS VOCÊS ESTÃO ATRASADAS. - Gritei e as duas se levantaram em um pulo. Comecei a rir. Logo elas foram para os banheiros. Esperei elas. Quando as duas estavam prontas fomos até o refeitório, mas percebi que a Delly estava meio triste.

- Hey, o que foi? Por que está triste? - A perguntei. Ela suspirou.

- Ai, é o Ross. To preocupada, as vezes da vontade de sair correndo ao encontro dele e o abraçar e perguntar se ele está bem e depois nunca mais solta - ló, mas ao menos tempo que sinto isso, também sinto raiva por ele ter falado aquilo tudo pra mim, e da vontade de arrancar aqueles macios e lindos fios loiros dele. - Ela disse tudo de uma vez. Suspirei. Eu até podia falar pra Delly deixar ele de lado, mas ela o ama muito, e sei que ele também a ama, porque todos esses dias que passaram pude ver o loiro super triste. Sempre pegava ele olhando pra Delly.

-Delly, fala com ele. - Eu disse dando corajem a ela. A mesma me encarou.

- Você acha que é melhor? - Ela perguntou e eu assenti.

- Ok, mas falo com ele amanhã, depois do campeonato, ainda não perdoei ele totalmente. - Ela disse triste, assenti. Pegamos nosso café da manhã e comemos, logo o sinal bateu. Então fomos pras aulas.

 

POV ROSS

Acordei com meu celular tocando, me sentei na cama e vi que era o despertador. O desliguei e vi que eu já estava atrasado. Já eram 7:41 a.m . Olhei pro lado e vi que meus irmãos já não estavam mais no quarto. Suspirei triste. Delly contou pra eles o que aconteceu e os mesmos brigaram comigo. Os meus pais também ficaram sabendo e é claro, eles brigaram muito comigo. Desde então está os 5 sem falar comigo. Mas, os meus pais nem contam, Riker e Rocky mais ou menos, já que eles gostam muito mais da Delly do que de mim. A que faz mais falta é a Delly, sinto muito a falta dela. Ela é a única que gosta de mim de verdade, ela sempre cuidou de mim, nunca me deixou sozinho, sempre me ajudou. Mas agora eu nem sei se ela ainda gosta de mim. Só em pensar nisso, já sinto um forte aperto no coração. Eu podia muito bem ir até ela e a abraçar, pedir desculpa, mas resolvi dar um tempo pra ela. Deve ser chato ter que cuidar de mim o tempo todo. Suspirei com meus pensamentos. Levantei da cama e fui tomar um banho calmo, sei que estou atrasado, mas pelo menos não vou tomar café da manhã. Assim que terminei o banho, vesti uma calça jeans clara com detalhes rasgados e uma blusa azul escura de manga longa. Terminei de me arrumar e sai do quarto, fui até o meu armário e peguei o meu material. Assim que o peguei o sinal bateu. Fui pra mim sala, me sentei no fundo, como de costume e logo os meus amigos chegaram.

(...)

As aulas acabaram e então fui arrumar minhas coisas. Assim que cheguei no meu quarto encontrei meus irmãos. Suspirei e entrei.

- Oi. - Eu disse, eles me olharam, mas não me responderam e voltaram aos seus afazeres.

Então, comecei a arrumar as minhas coisas, eu estava tão triste, que meus irmãos acabaram primeiro do que eu, e foram se encontrar com a Laura, já que é ela que leva a gente para casa. Então, o sinal bateu, e eu me apresei para terminar de arrumar as minhas coisas. Depois de 5 minutos, sim, 5 minutos eu acabei, peguei meu skate, que eu havia trago e fechei a porta do quarto, comecei a correr, tomará que a Laura tenha me esperado. Mas acho que ela me deixou pra trás, que tenha se esquecido do loiro oxigenado, como ela me chama, que só tenha levado meus irmãos. Estava virando a esquina do corredor da escola, mas acabei esbarrando em alguém, ou melhor, em uma menina, cujos cabelos eram castanhos com mechas loiras. E, é claro que caímos no chão. E eu fiquei no chão e ela em cima de mim, que bom, porque assim ela não reclama, e que bom que era é leve. Quando olhei a menina, me surpreendi, era a Laura, e ela estava me olhando, sorrindo.

- Oi!- Ela disse. Ri. Ela se levantou e depois me ajudou a levantar.

- O que você está fazendo aqui? Está procurando alguém?- Eu perguntei a ela. Ela riu.

- Sim!- Ela disse rindo. Ri também.

- Quem é o sortudo de hoje?- Eu disse rindo e ela estava me olhando.

- Você!- Ela disse.

- Esperai, eu? Por que?- Eu disse confuso.

- Lembra que você mora perto da minha casa, e somos vizinhos. E como sou amiga de vocês e tenho um carro. Eu levo todos vocês! Simples assim!- Ela disse rindo.

- Serio? Nossa, nunca pensei que você fosse me esperar para irmos! Pensei que vocês já tinham indo.- Eu disse e ela me olhou.

- Lembra, eu tenho um compromisso com vocês, então, eu sempre vou te esperar!- Ela disse e eu lembrei que meus irmãos estavam esperando a gente.

- Vamos, meus irmãos estão nos esperando.- Eu disse e ela assentiu. Mas, quando começamos a andar, ela parou, e eu também.

- O que foi?- Perguntei a ela, e a mesma sorriu.

- Sortudo de hoje? O que você quis dizer com isso?- Ela me disse rindo e agora eu percebi o que eu tinha falado. Corei.

- Vamos logo!- Eu disse começando a andar e a lhe puxar pela sua mão. Mas quando estávamos chegando a soltei. Chegamos no carro e eu abri a porta e entrei, percebi que meus irmãos ficaram meio incomodados com a minha presença. Logo o carro começou a andar, fiquei calado o caminho todo, apenas olhando a rua pela janela. Até que chegamos em casa. O carro parou e todos saíram do carro, inclusive eu. Agradecemos a Laura e entramos em casa. Logo meus pais apareceram, apenas os cumprimentei rapidamente, mas eles não falaram nada, suspirei e subi. Rapidamente arrumei minhas coisas e fui tomar um banho. Quando acabei coloquei uma calça jeans claro com detalhes rasgados e um blusa preta e meus all star tradicional. Peguei meu skate e desci. Fui até a cozinha e peguei uma maça. Rapidamente sai de casa. O estranho é que eu não vi ninguém. Deixei esse pensamento de lado e fui para a pista de skate. O campeonato é amanhã. Em menos de 15 minutos cheguei na pista. Logo avistei meu amigos. Ainda bem que o Riker não está aqui! Cumprimentei todos e fui treinar. Fiquei horas treinando, até que escureceu. Resolvi para de treinar e me sentei em um banco, eu estava exausto. Respirei fundo e peguei meu celular, vi que já eram 20:06 p.m . Me levantei e resolvi ir embora, meus amigos já haviam ido. Fui pra casa com o skate e cheguei em menos de 15 minutos. Assim que cheguei, abri a porta e entrei. Todos estavam na sala e me olharam.

- Aonde você estava? - Minha mãe perguntou. Como se ela se preocupasse comigo.

- Pra que você quer saber? - Perguntei frio e meu pai se levantou e começou a se aproximar. Senti o medo invadindo meu corpo.

- Olha, eu já te falei que eu não quero que você responda a sua mãe. - ele disse e eu suspirei.

- Ta, ta. Eu estava na pista de skate. Feliz agora? - Eu perguntei já irritado. Quando eu ia subir, meu pai me puxou de volta. Bufei.

- Eu não terminei. Quem te deu autorização para chegar tão tarde assim, moleque?- Meu pai disse irritado. Suspirei.

- Já sei que não foi você!- Eu disse desafiando meu pai. Quando meu pai ia me dar um tapa no rosto, vi Rydel se levantar e gritar:

- PAI! Para, ele não quis dizer isso!- Rydel disse, e quando ela começou a falar, meu pai voltou ao normal e me soltou.

- Obrigada Delly!- Eu disse a olhando mas a mesma pareceu não ligar. Fiquei mais triste do que já estava. Subi pro meu quarto, tomei um banho e fui dormir, esse dia foi longo.

POV LAURA

Quando chegamos na sala, nos sentamos e conversamos, até que algo me chama a atenção, vi Ross entrar sozinho, sem os seus amigos falsos, eu ia sorrir pra ele, mas lembrei que nos não somos amigos, então voltei a conversar com a Trish e as outras meninas até o professor chegar. As aulas foram bem chatas, queria ir embora logo. Na hora do intervalo, falei pra Rydel que ela tinha que falar com o Ross. Depois de comermos, o sinal bateu e fomos pra sala. Depois que as aulas acabaram, fomos pro nosso quarto e arrumamos nossas coisas. Quando bateu o sinal, fomos em direção ao meu carro. Quando chegamos, estávamos todos entrando quando percebo que estava faltando alguém.

- Gente, cadê o Ross?- Falo.

- Hi, é mesmo, quando a gente saiu do quarto, ele ainda estava arrumando as suas coisas.- Riker disse.

- E por que vocês não o esperarão? Era tão difícil esperar uns 5 minutinhos? Em?- Eu disse com raiva olhando para os meninos.

- Desculpa!- Eles disseram. Esperamos durante uns 10 minutos. Até que eu resolvi ir procura-lo.

- Rydel, eu já volto, vou ir procurar aquele oxigenado!.- Eu disse e quando eu ia começar a andar, a Rydel me puxou pra trás.

- Desculpa, a culpa é toda minha, fui eu quem falou pros meninos o que o loiro tinha falado e o que ele fez comigo, Lau me desculpa.- Ela fala me abraçando.

- Não tem problema Delly, calma, ele só deve ter se atrasado para arrumar suas coisas. Fica ai, eu vou procurar ele.- Eu falo e ela assentiu. Comecei a andar pelos corredores. Mas, quando eu virei uma esquina de um corredor, esbarrei em um loiro, e caímos. Quando vi quem era, vi o Ross no chão, e depois ele me olhou  e eu estava sorrindo, então eu disse:

- Oi!- Eu disse. Ele riu. Me levantei e depois o ajudei a se levantar.

- O que você está fazendo aqui? Está procurando alguém?- Ele me perguntou. Ri.

- Sim!- Eu disse rindo. Ele riu também.

- Quem é o sortudo de hoje?- Ele disse rindo e eu estava o olhando.

- Você!- Eu disse.

- Esperai, eu? Por que?- Ele disse confuso.

- Lembra que você mora perto da minha casa, e somos vizinhos. E como sou amiga de vocês e tenho um carro. Eu levo todos vocês! Simples assim!- Eu disse rindo.

- Serio? Nossa, nunca pensei que você fosse me esperar para irmos! Pensei que vocês já tinham indo.- Ele disse e eu o olhei.

- Lembra, eu tenho um compromisso com vocês, então, eu sempre vou te esperar!- Eu disse.

- Vamos, meus irmãos estão nos esperando.- Ele disse e eu assenti. Mas, quando começamos a andar, eu parei, e ele também.

- O que foi?- Ele me perguntei, e eu sorri.

- Sortudo de hoje? O que você quis dizer com isso?- Eu  disse rindo. Ele me olhou e corou. Ele fica tão fofo vermelho!!! Espera, o que?

- Vamos logo!- Ele disse começando a andar e a me puxar pela mão. Mas quando estávamos chegando ele me soltou. Depois, entramos no carro e depois de um tempo chegamos em casa. Eles me agradeceram e eu me despedi deles, quando cheguei em casa, tive ma surpresa: Tinha cheiro de bolo de cenoura com calda quentinha de chocolate!

- Oi!- Eu falo.

- Oi minha filha, temos ma surpresa pra você!-Minha mãe fala.

- Já sei: Bolo de cenoura com calda quentinha de chocolate! Acertei?- Eu falo e minha mãe assentiu. Comemorei. Depois de cumprimentar meus pais e a Nessa, subi pro meu quarto, tomei um banho, depois a Nessa subiu e eu contei pra ela sobre eu e o Ross ter caído na escola enquanto eu arrumava minhas coisas e ela me ajudava. Depois de ter acabado, descemos, almoçamos e depois comemos o bolo, que estava uma delicia, depois, fomos assistir um filme. Quando o filme acabou, estava muito quente, então eu fui chamar a Delly pra ver se ela queria vim aqui em casa pra irmos um pouco na piscina se refrescar. Então, falei com a Nessa e a mesma ficou animada com a ideia. Então, abri a porta, e fui pra casa dela. Bati na porta, e logo fui recebida. Foi o Riker quem abriu a porta, quando ele me viu, sorriu. Sorri também.

- Oi!- Ele disse.

- Oi! A Delly está? Vim chama-la para ela ir na minha casa, pra gente ir na piscina da minha casa se refrescar, tá muito quente!-_ Eu disse e ele assentiu.

- Tá, vou chama-la. Se quiser, pode entrar, fique a vontade, a casa é sua!- Ele disse gentilmente.

- Não obrigada, prefiro ficar aqui fora.- Eu falo, ele assentiu, mas quando ele ia chamar a Delly, o puxei pela sua mão.

- Espera!- Eu disse o puxando, o mesmo e virou para mim.- Se você quiser, pode vim, é bom que não fica tão vazia a casa! E seus irmãos também.- Eu falo e mesmo assentiu, o soltei e ele foi chamar a Delly. Depois de um tempo, a vejo descendo as escadas, quando me vê, sai correndo, como se ela não tivesse me visto a uns 10 anos.

- Lau!- Ela disse me abraçando.

- OI! Vim convidar vocês pra ir na minha casa, pra se refrescar na minha piscina. E ai, quem topa?- Eu falo enquanto os meninos chegam.

- EU!- Todos disseram juntos, mas ainda estava faltando um Lynch.

- Então tá, vão se trocar!- Eu disse e eles foram pegar uma roupa para mergulho.

(...)

Quando todos estavam prontos, foram pra minha casa, Vanessa corou quando abraçou o Riker, e por isso começamos a chamar eles de Rinessa: Riker + Vanessa = Rinessa. Lembrei que o Ross não estava aqui.

- Gente, cadê o Ross? - Perguntei e eles se entreolharam.

- Eu acho que ele foi treinar, não tenho certeza. - Riker disse e eu assenti. Logo começamos a nos divertir.

(...)

Já eram 19:23 p.m quando todos foram embora. Subi pro meu quarto e tomei um banho relaxante. Coloquei uma roupa confortável e fui dormir. Amanhã a tarde será o campeonato de skates e os Lynch's praticamente me obrigaram a ir. Então eu aceitei. Com esses pensamentos adormeci.

 

VOLTANDO UM POUQUINHO, NAQUELE MESMO DIA ( SEXTA - FEIRA) ÀS 12:33 HS.

POV COURTNEY

- Vai logo Dallas! - Disse o apressando.

- Calma, to quase lá, tenho que ter cuidado pra não soltar de mais, por que se não vai sair na hora do treino e já era. - Ele disse, revirei os olhos.

- Ta, mas vai logo, por que eles podem chegar a qualquer momento. E detalhe, eu arranjo uma desculpa qualquer que ele vai acreditar, mas com você eu não tenho tanta certeza. - Eu disse rapidamente.

- Calminha Court. - Ele disse. Bufei. Depois de mais alguns minutinhos.

- Prontinho! Agora essa roda vai soltar na hora, ele com toda a certeza vai cair e se machucar e eu vou vencer! - Ele disse dando um sorriso vitorioso. Sorri também.

- Isso aí! Só espero que não nos descubram. - Eu disse.

- Fica tranquila, não vai acontecer nada! - Ele disse, lhe dei um beijo e juntos saímos daquele quarto.

 

NO DIA SEGUINTE...

POV LAURA

- Laura, Laura, Laura, LAURA! - Acordei com alguém gritando no meu ouvido. Me levantei assustada e vi que era a Delly. A mesma me encara com uma expressão divertida.

- O que foi? ­­­­­­- Eu disse com a voz sonolenta.

- Menina levanta! O campeonato é as 14:00 hs e você nem almoçou. - Ela disse. Suspirei.

- Que horas são? - A perguntei.

- Já são 12:47 hs. - Ela disse rindo e eu arregalei os olhos.

- O QUE? COMO ASSIM AGORA É 12:47 HS? - Perguntei assustada.

- sei lá, só sei que agora é 12:47 hs, e é melhor você ir se arrumar. - Ela disse me puxando da cama e me empurrando pro banheiro. Mas antes fui até o meu guarda roupa e peguei uma calça jeans escura e uma blusa laranja. Tomei um banho correndo, penteei meu cabelo e o deixei em um rabo de cavalo alto. Sai do banheiro, desci para o almoço, pequei meu prato, um pouco de comida e suco, depois me sentei. Comecei a comer rapidamente, e minha mãe disse:

­­­­- Menina, calma! Você tem que comer devagar, se não vai engasgar!- Minha mãe disse, mas dei de ombros.

(...)

- Laura, vamos!- Disse Rydel me apresando.

- Calma, Delly! Viu! Já acabei! Vamos!-Falo como se ainda fosse cedo.

- Tchau Mãe, tchau Pai, tchau Nessa!- Eu falo me despedindo deles.

- Tchau senhor e senhora Marano! Tchau Nessa!- Fala a Rydel se despedindo dos meus pais e da Nessa. Abri a porta, sai de casa, fechei a porta e começamos a andar em direção ao carro. Entramos no carro, e pedi ao motorista para nos levar pra trás do shopping, que é aonde vai acontecer o campeonato. Cerca de uns 5 minutos chegamos no local. Descemos do carro, e começamos a andar. Agradecemos ao motoristas e andamos. Chegando lá, vimos o Ross sentado em um banco, fomos até ele e o chamamos. O mesmo nos olhou e sorriu.

- Oi!- Dissemos juntos. Rimos.

- Como você está? Ansioso, com medo?- Eu disse e ele riu. Ri também.

- To com um pouquinho de tudo!- Ele disse.

- Bom, a gente tem que sentar pra não ficarmos sem lugar. Bom, boa sorte!- Falo e a Rydel apenas assentiu, já que ainda estava meio triste com ele, mas ela me falou que assim que o campeonato acabar ela irá falar com ele. Depois de desejarmos boa sorte para os meninos. Pegamos um lugar bom, na frente, obvio. Ficamos conversando até que um homem começou a falar.

- Olá pessoal, boa tarde a todos, sejam bem- vindos ao nosso campeonato anual de skate. Bem, teremos 10 participantes e o 1º participante é o : Elliot. - O homem disse e um menino se aproximou da pista com seu skate.

- E que comece o campeonato! - O homem gritou.

 

POV ROSS

Hoje eu acordei cedo, me arrumei: uma calça jeans escura e uma blusa verde e meus all star, tomei um café da manhã reforçado e sai de casa. Como hoje é o campeonato cheguei cedo pra treinar. Fiquei horas treinado, até que chegou a hora do almoço. Fui em um restaurante aqui próximo e almocei. Depois voltei para a pista e fiquei descansando, até que chegou a hora do campeonato eu estava meio nervoso. De longe avistei as meninas ( Laura e minha irmã) vindo em minha direção.

- Oi!- Dissemos juntos. Rimos.

- Como você está? Ansioso, com medo?- Ela disse e eu ri. Ela riu também.

- To com um pouquinho de tudo!- Eu disse.

- Bom, a gente tem que sentar pra não ficarmos sem lugar. Bom, boa sorte!-  Ela falou e a Rydel assentiu. Achei estranho a Rydel ter vindo aqui falar comigo, ela ainda estava chateada. Talvez só fosse por causa da Laura. Fui despertado de meus pensamentos quando um homem começou a falar.

- Olá pessoal, boa tarde a todos, sejam bem- vindos ao nosso campeonato anual de skate. Bem, teremos 10 participantes e o 1º participante é o : Elliot. - O homem disse e o Elliot se aproximou da pista com seu skate.

- E que comece o campeonato! - O homem gritou.

Continua...


Notas Finais


Bom gente, é isso!!! Espero que tenham gostado e até o próximo!!! Não esqueçam de comentar!!! *-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...