História You is my life - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 23
Palavras 1.284
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Luta, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Pelo título já dá para saber que tem merda!

Capítulo 7 - Pequenos problemas


Fanfic / Fanfiction You is my life - Capítulo 7 - Pequenos problemas

Estava de manhã e chovendo, nós iríamos ver Gelly Belly hoje, mas algo (essa chuva infeliz!) nos atrapalhou. Juddy está fazendo muitas coisas por mim desde ontem:

-Juddy, não precisa arrumar a cama!:

-Mas eu quero fazer isso por você!:

-Mas eu nunca arrumo!:

Enfim, ela tava la arrumando e eu lá só olhando para a cara dela:

-Ô garota maluquinha!:

-Quem eu?:

-Não, a minha irmã!:

-Você tem uma irmã?:

-NÃO, É VOCÊ TABACUDA!:

-Nhê!:

E continuou arrumando, depois eu me levantei para tomar café, quando eu fiquei de pé ela estava com o café na minha frente:

-'-':

-Aqui está seu café!:

-Obrigado.:

Peguei o café tomei um gole e repeti:

-Sabe que não precisa fazer isso por mim né?:

-Sei, mas eu quero!:

-Você que sabe.:

Eu voltei para a cadeira e perguntei:

-Quer jogar uno?:

-Ta pode ser!:

Ela veio e se sentou na outra cadeira, eu peguei o uno e começamos a jogar.

...........

Horas e horas de jogos depois estava-mos com muito, mais muito tédio! E a chuva só estava piorando:

-Humm....:

-Oque foi Juddy?:

-Eu acho que to passando mal!!:

Ela saiu cambaleando até o banheiro e la começou a vomitar:

-Ei Juddy!:

-.....:

-Juddy??!!:

-....:

Ela caiu no chão, eu rapidamente a peguei e a balancei um pouco:

-JUDDY!!!??:

-....:

Sai correndo para ir ao hospital, logo que cheguei fui para a emergência e entrei ignorando os avisos dos médicos:

-Preciso de ajuda!!:

Eles atenderam Juddy, mas eu tive que ficar do lado de fora. Horas depois me chamaram:

-Bem, ela somente desmaiou e com esse desmaio os seu cérebro desligou alguns sentidos, mas está tudo bem.:

-Ufa!:

-Naturalmente ela tem feito algo que nunca fez antes?:

-Bom... praticamente sim.:

-Sugiro que ela para de fazer essa coisa imediatamente!:

-Ok.:

-Eu te conheço?:

-Que?:

-Eu lhe conheço de algum lugar!:

-Ham... acho que não! Posso vê-la?:

-Mais é claro!:

E eu entrei, ela estava sentada quando me viu entrar sorriu e disse:

-Oi Hiroku!:

Eu sentei ao seu lado e falei:

-Tenho uma péssima notícia, você não pode mais ficar comigo.:

-OQUE?!?! Por que?!?!:

-Por que faz mal para você!:

Ela me abraçou e falou em lágrimas:

-MAS EU NÃO QUERO!!!:

Eu olhei para ela e ela olhou para mim, mas não me largou:

-Mas isso so vai acontecer quando você estiver melhor!:

-Fica aqui comigo?:

-Ham?:

-Por favor!:

Eu olhei no fundo dos seus olhos e  falei:

-Se o médico deixar....:

-Ok, obrigada.:

E me soltou, eu fui até o médico e perguntei:

-Eu posso ficar com ela?:

-Claro.:

-Serio?:

-Claro que poderia se você não fosse um ASSASSINO!!!:

-OQUE?!?:

Eu saí correndo e me entrei no quarto dela e fechei a porta:

-Oque ouve?:

Eu olhei para ela e falei a retirando dos tubos delicadamente:

-Temos que sair daqui AGORA!!:

Peguei ela no colo e pulei pela janela.

Juddy;ON

Hiroku;OFF.

Nós estávamos correndo rua à baixo, e eu estava morrendo de tontura:

-Você está bem, ele perguntava para mim, eu tentava responder que sim, mas eu não conseguia me mover, então ele desviou e entrou num beco, depois ele me levou para sua casa e me colocou na sua cama:

-Por favor não desmaie!!:

-Eu.. eu estou melhor agora Hiroku, não precisa se preocupar!:

Ele suspirou, e depois falou:

-Vou arrumar as suas coisas.:

Eu em movimentos rápidos peguei seu braço:

-Por favor Hiroku não faça isso!:

A ideia de não poder ficar perto dele era uma dor imensa no meu frágil coração:

-Mas é para seu bem!:

-Mas Hiroku.... Eu me sinto muito melhor nessa minha nova vida!:

E ele falou:

-Ok você pode ficar até no mínimo três dias!:

-Ok, obrigada.:

O puxei e o abracei, ele estava deitado por cima de mim, então para não me machucar ele se sentou e me abraçou de volta:

-Obrigada Hiroku, muito obrigada mesmo!:

-De nada Juddy!:

Era para aquele argumento Mr deixar ficar para sempre, mas ne, fazer oque, então veio algo na minha cabeça:

-Mas Hiroku!:

-Oi?:

-Eu não posso ir embora e se eu for você tem que vir comigo!:

-Porque?:

-Por que você prometeu que sempre estaria perto para me proteger!:

-Mas eu sei onde fica a sua casa eu sempre vou estar de protegendo!:

-Mas e se eu me mudar? Vai que a minha mãe ache esse lugar perigoso e nós nos mudemos? Daí você não saberia onde eu iria morar e não poderia me proteger!:

-Hum... A vamos para ali!:

Ele me puxou para um canto qualquer, mas eu sabia que ele só estava querendo que eu esquece-se o assunto, mas eu sabia que não ia funcionar.

                                 [...]

Já se passaram dois dias e as coisas não estão muito boas: para eu me desacostumar dele, Hiroku resolveu que não iria mais falar comigo (e eu acho que estou com depressão), então são 10:54, eu estou no quarto de Hiroku, fingindo que estou dormindo, ele entrou e abriu a boca, mas logo depois fechou e saiu, não sei se foi porquê ele achou que eu estava dormindo ou porque se lembrou que não pode falar comigo, oque me deixou mais triste ainda, então eu tive que ser forçada a bolar grandes ideias:

-"Eu posso me matar, ou até mesmo nos trancar, não ele pode derrubar a porta, e eu posso fugir! É isso mesmo ótima ideia!":

Então estava decidido, eu iria arrumar minhas malas e sair escondida!

Já são 00:39, eu já estou pronta para ir só estou tentando achar a coragem:

-Ok, é agora!:

Olhei para Hiroku, senti cair uma lágrima, fui até ele o beijei e deixei uma carta ao seu lado, fui e sai do prédio:

-"E agora para onde ir?":

Eu havia pensado nisso antes, não tinha lugar para onde ir, nem ideia do que fazer! Resolvi andar por aí sem saber onde estava, eu andei por todos os lugares que eu numca vi, até que eu vi algo familiar: A praia. Em questão de segundos eu me lembrei de Hiroku e então comecei a chorar, sai correndo rapidamente até que eu esbarrei em alguém, cai no chão e depois olhei para cima, eu já havia visto aquele rosto.... era o homem que havia me raptado! E ele estava com muito mais homens.Me levantei e tentei correr, mas ele me puxou pelo braço e me jogou no chão, amarrou minhas mãos e meus pés e colocou uma fita na minha boca, e depois me colocou dentro da mesma forma que anteriormente, na mesma caminhonete, e ela me lembrava justamente Hiroku, então eu chorei. E depois de muito tempo eu desmaiei, quando finalmente acordei estávamos numa pequena casa, eu lutava para não entrar, mas não era suficiente, então deixei que me levasse. Se passaram horas e eles não fizeram nada comigo:

-"....socorro...":

No exato momento que eu pensei nisso já desistindo da minha força, alguém arrombou a porta e eu rapidamente virei, era Hiroku, eu não queria vê-lo, estava com raiva dele, então não liguei para ele, mas continuei vendo:

-DEIXEM ELA EM PAZ!!:

E começou a bater neles, mas estavam ficando maiores e quando um deles me fez cair da cadeira, Hiroku pegou sua faca e começou a ataca-los:

-NÃO!!!:

(Claro que ninguém me escutou) Eu tentei tirar as fitas das mãos com o caco de vidro, deu certo, depois eu tirei as dos pés e a da boca e fiquei na frente dr Hiroku, ele estava diferente, seus olhos estavam diferentes, eu me concentre-i no momento e falei:

-PARA!!!:

Ele ainda estava em posse de ataque então eu peguei seu braço e o abaixei:

-Calma....:

Eu o coloquei ele sentado no chão e me sentei ao seu lado, depois fiquei na sua frente e...


Notas Finais


A continuação ta no próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...