História You Is The Light Of My Life - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Personagens Originais, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Amor, Baekhyun, Chanyoel, Exo, Romance
Visualizações 22
Palavras 2.527
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem a demora...
Mas estou tendo uns problemas e minhas histórias foram todas apagadas, porque o meu querido Tablet fez o favor de dar PT, então peço a paciência e a compreensão de vocês OK?
Boa leitura...📖😉

Capítulo 4 - IT’S TRUE, I’M IN LOVE FOR SHE


Quando eu disse que Miang era namorada de Baek ele me olhou confuso não entendendo nada do que eu havia dito. Então ele fechou o tempo encarando Miang que disfarçava a todo momento com o seu sorrisinho sarcástico, mas Baek não perdeu a oportunidade de acabar com isso de uma vez por todas.

- Como é que é? – ele pergunta estupefato a encarando. - Miang é minha namorada? Como assim? Acho que está tendo algum equívoco aqui. – ele disse sério.

- Como assim meu bebê lindo, nós namoramos a algum tempo já, não precisa ter vergonha de admitir isso. – ela foi se aconchegando e ele a ignorou.

- Você só pode ter ficado louca Miang, - ele a encarou decepcionado com ela. - eu sei dos seus sentimentos por mim e eu te respeito por isso, mas você sabe e eu já te falei também isso, que eu não sinto nada, - ele repete. - absolutamente nada, além de uma profunda amizade por você. - Miang começou a chorar e ele me fitou envergonhado.

- Eu já estive no seu lugar Miang, eu também me apaixonei loucamente por alguém só que esse alguém aos olhos dos outros era um ser desprezível, mas para mim ele era perfeito o que só complicava as coisas. – Miang me encarou assustada com o que eu disse. - Ele me levou a cometer loucuras literalmente e eu... – eu pus minha mão em cima do meu pulso e preferi não comentar. - Deixa para lá, já não tem mais importância, mas o caso é que você vai ser a única a sair prejudicada, machucada e magoada nessa história. – Miang ficou me olhando perplexa e não disse nada

Eu dei de costas e fui para a frente da casa onde o carro estava estacionado e fiquei lá encostada nele de cabeça baixa pensando no meu passado. Eu estava tão pensativa que nem notei D.O se aproximar de mim.

- Você está bem? – ele pergunta preocupado comigo.

- Estou sim. – eu menti.

- Então, quer dizer que era aquilo o que você não queria me contar no elevador? – ele pergunta.

- É, não é um assunto fácil para mim mas ao vê-la naquela situação, era como se eu me enxergasse nela, as mesmas palavras, as mesmas ameaças, o mesmo ciúmes a mesma loucura de amor. – eu disse desesperada. - Aii D.O, eu não quero passar por isso novamente, eu não quero me apaixonar por ninguém outra vez, eu não quero me sentir sozinha de novo. – eu disse chorando.

- Hei calma, não se preocupe, eu não vou te deixar sozinha, ninguém vai brincar com você de novo enquanto eu estiver do seu lado, ninguém tá me ouvindo? – diz D.O me abraçando forte.

Baek fica um pouco afastado mas ouve tudo o que conversamos principalmente o que eu falei, e fica com o coração apertado ao me ver daquele jeito. Depois que eu me acalmei os meninos decidem me levar embora para casa, eu fiquei o tempo todo calada olhando para fora da janela. Baek parou o carro em frente de casa e eu abri a porta e me despedi deles e fui rápido para dentro.

Eu subi até o meu quarto e abri o meu closet para pegar o meu pijama e fui tomar uma ducha, depois que terminei e me vesti, eu desci até a sala e fui assistir TV para me distrair. D.O e Baek dividem um apartamento com Chanyoel mas naquela noite Chan não dormiria lá então D.O aproveitou essa brecha para pôr Baek contra a parede e saber o que estava rolando entre ele e eu.

- Byun.

- Oi D.O. – ele disse vendo TV.

- Eu posso falar com você?

- Claro, pode falar. – ele disse desligando a TV.

- O que você quer com a minha prima? – D.O foi bem direto.

- Oi? – Baek pergunta confuso.

- Por favor Byun, fala a verdade, eu não sou tonto e várias vezes te pego olhando para a Violet com um olhar diferente como se sentisse algo a mais por ela, se esse é o caso Byun, então eu te peço para abrir o jogo comigo, porque eu não vou permitir que você brinque com ela, a iluda e depois a deixe sofrendo...

- É verdade, eu estou apaixonado por ela. – revela Baek. – Mas eu não quero fazê-la sofrer, eu ouvi ela falando com você e de como ela sofreu, a minha vontade era de ir até ela e abraça-la e protege-la, mas eu sinto que seu fizer isso agora, eu irei fazê-la sofrer, então eu prefiro não falar nada por enquanto.

- Eu te entendo e agradeço por ter sido sincero comigo, eu apoio você Byun e peço que me ajude a protege-la. – pede D.O.

- Claro, sem dúvida eu farei isso, mas... – ele fica pensativo.

- Mas...O que quer dizer com mas? – pergunta D.O.

- Tem algo que eu preciso te contar. – disse Baek preocupado em como contar.

- E o que é? – pergunta D.O ansioso.

- É que, eu...beijei ela. – ele disse com receio.

- O que? – D.O grita surpreso. - Você beijou ela, quando?

- Na piscina, ela afundou e eu não me contive e mergulhei atrás dela e a beijei de baixo d’água para ninguém ver. – ele disse envergonhado.

- Eu sabia. – diz D.O se lembrando desse momento.

- Sabia? – pergunta Baek confuso. - Como?

- Eu vi a hora que você dois subiram de volta e ela estava com as bochechas vermelhas e eu perguntei o que foi e ela não quis me responder. – explica D.O. – Safadinho você em Byun, quem diria.

- Não zomba, pô! – Baek revela. - Desde ontem que fomos busca-la no aeroporto eu me encantei por ela.

- Amanhã eu quero que você vá busca-la e a traga até aqui. – diz D.O tramando alguma coisa.

- Eu? Porque? – ele pergunta confuso.

- Porque será né? – diz D.O encarando Baek.

- Okay, tudo bem, eu irei busca-la. – diz Baek.

Eu fiquei assistindo e me lembrei que Baek tinha me dito que viria depois me ver mas já era quase dez horas e nada dele aparecer então resolvi ligar para ele. Baek ainda estava falando com D.O quando o seu celular começa a tocar.

- Ah não, merda... – diz Baek esfregando a mão no rosto.

- O que foi? – D.O pergunta preocupado.

- Eu esqueci que tinha combinado com a Violet que iria lá depois falar com ela, acho que ela ficou me esperando. – Baek sente culpado por isso.

- Atende ela então garanhão. – diz D.O dando um tapinha no ombro dele.

- Alô.

- Baek?

- E quem mais seria? - ele pergunta brincando e rindo.

- É que eu liguei para o D.O esses dias e o seu amigo Chan que atendeu, então eu resolvi perguntar primeiro, vai que todos vocês tem esse costume do amigo atender. – eu expliquei e ri.

- Ah entendi, mas comigo não acontece isso não, pode ficar tranquila. – ele riu.

- Então...você disse que precisava falar comigo e que viria até aqui em casa para a gente conversar, você se arrependeu ou mudou de ideia? – eu perguntei apreensiva.

- Não Violet, nunca me arrependeria de falar com você é que, eu acabei esquecendo com tudo isso que aconteceu, me desculpe de verdade eu não fiz de propósito, mas, vamos fazer o seguinte, - ele dá uma ideia. - amanhã eu passo para te pegar e a gente conversa, pode ser.

- Claro mas, você vai precisar despistar D.O, se não ele vai ficar em cima pegando no nosso pé. – eu disse ansiosa.

- Não se preocupe, ele mesmo sugeriu que eu fizesse isso. - Baek riu.

- Hã? – eu fiquei confusa com a notícia.

- Amanhã eu te explico, agora vá descansar que você precisa, boa noite Violet. – ele se despede.

- Boa noite Baekhyun. – eu desliguei.

Por essa eu não esperava, meu próprio primo armando para cima de mim. Na manhã seguinte eu me levantei bem cedo para esperar Baek chegar, eu estava ansiosa para vê-lo de novo e dessa vez sem o meu primo. Eu fui até o meu closet procurar algo para vestir peguei uma sainha rodada preta, uma blusinha branca regatinha porque aqui faz muito calor e uma sapatilha preta. Peguei a minha bolsinha bege com franjas de lado e desci, não demorou muito e a campainha toca.

- Oi. – diz Baek me medindo todo envergonhado.

- Oi Baek, como vai? – eu o cumprimentei e sorri e ele ficou mais envergonhado ainda.

- Estou bem Violet e você? – ele disse balbuciando.

- Muito bem, e então? Vamos? – eu perguntei.

Baek entrou no carro e eu também, ele ficou um tempo sem me olhar, parecia estar tentando encontrar coragem para falar comigo, então ele suspirou e falou.

- Violet.

- Humm...

- Me desculpe. – Baek disse cabisbaixo.

- Pelo que? – perguntei confusa.

- Pelo...pelo beijo que eu te dei ontem, eu não devia ter feito aquilo, espero que não tenha ficado brava comigo. – ele disse envergonhado.

- Tudo bem Baek, eu admito que fiquei um pouco surpresa com isso mas, não tenho porque ficar brava com você. – eu respondi sorrindo.

- Obrigado, eu prometo não fazer isso de novo, não quero te magoar ou brincar com você. – ele disse chateado.

- Meu primo falou com você não foi? – eu já havia sacado o que aconteceu.

- Na verdade, eu ouvi vocês dois conversando e depois ele veio falar comigo, eu já havia tomado essa decisão antes dele. – explica Baek.

- Entendo. – “Mas na verdade não entendo não, então porque você me beijou caramba?” - pensei.

- Não que você não me atraia, pelo contrário, mas eu, não estou em um bom momento para assumir nada com ninguém agora. – ele diz disfarçando para não me encarar.

- Entendi Baekhyun, é melhor irmos agora ver o que é que o meu primo quer comigo. – eu disse e o ignorei.

- Por favor, não me odeie por isso. – ele pede chateado.

- Okay, não se preocupe com isso. – eu dei um sorriso amarelo e disfarcei.

O caminho todo que fizemos foi um silêncio crucial, eu fiquei muito brava com ele. Poxa, se ele não queria nada comigo, então que pare de tentar se aproximar, nem ele mesmo sabe o que quer da vida. E desses joguinhos eu já estava cansada de jogar, eu não vou me apaixonar por ele, eu farei o impossível para me desapegar dele. Chegamos ao apartamento e Baek estacionou o carro em frente ao prédio, saímos do carro e ele entrou e eu o acompanhei. Ao chegarmos no apartamento D.O já vem nos receber.

- Oi priminha linda. – disse D.O sorrindo vindo me abraçar.

- Oi D.O. – eu disse chateada.

- Nossa...o que foi que aconteceu? – pergunta D.O notando minha inquietação.

- Nada, porque? – eu disfarcei, mas a minha vontade era de gritar com Baek ou de bater nele.

- Vocês dois estão estranhos só isso. – ele comenta olhando para Baek que estava sério.

- É coisa da sua cabeça primo, e então, o que você quer comigo? – eu mudei de assunto.

Nisso Chanyeol chegou e quando me viu ficou todo alegre e veio me dar um abraço. Eu retribuí e Baek fez uma cara de poucos amigos, mas eu nem dei bola afinal ele mesmo deixou bem claro que não quer nada comigo mesmo.

- Princesa, que bom que você está aqui. – ele disse me abraçando.

- Oi para você também Chan. – eu o cumprimentando.

- Olha só, então quer dizer que já somos íntimos agora? – ele fica todo orgulhoso.

- Como assim? – perguntei confusa.

- Você já está me chamando de Chan, eu fico muito feliz por isso. – ele explica com um sorrisinho travesso segurando as minhas mãos.

- Tudo bem Chanyeol, mas agora eu tenho que falar com a minha prima, dá licença? – disse D.O separando nossas mãos e me levando para o quarto com ele. – O que foi isso agora?

- Isso o que? – não entendi ao que ele se referia.

- Você e o Chanyeol, tá rolando alguma coisa e eu não estou sabendo? – ele pergunta bravo.

- Porque a pergunta D.O? – eu o interroguei.

- Porque eu achei que você estivesse interessada no Byun. – ele disse me surpreendendo.

- Porque você achou isso? – eu perguntei.

- Não é óbvio? Ele te beijou e eu bem que notei os olhares que vocês trocam, eu não sou bobo né Shine. – ele disse sussurrando me encarando.

- Porque que é que eu vou me interessar por alguém que não se interessa por mim D.O? – eu disse séria.

- Como assim não se interessa por você? – D.O pergunta confuso.

- Ele mesmo me disse agora que não quer nada comigo, que ele está passando por um momento complicado e eu é que não vou ficar me iludindo atoa. – eu disse brava.

- Isso não quer dizer que ele não goste de você, eu não devia te dizer isso, mas....

- Mas o que D.O? Começou agora termina. – eu insisti.

- Ele está preocupado com uns problemas sérios na família dele, até já perdeu alguns ensaios por conta disso e o pessoal está com medo que ele deixe o grupo, ele é uma das vozes mais fortes do grupo tirando a minha e a do Chen. – ele explica.

- Mais um motivo para eu ficar bem longe dele, de problemas já basta os meus. – eu disse fingindo não ligar mas por dentro eu estava preocupada com ele. – É melhor a gente voltar para a sala.

D.O me olhou bravo mas não disse nada e só me acompanhou, voltamos para a sala e Baek já não estava mais lá, Chanyeol estava largado no sofá vendo animes (coisas de meninos, mentira porque eu também amo assistir). Ele me viu e deu lugar para eu me sentar e eu me sentei ao seu lado e ele sorriu para mim passando o seu braço em volta do meu pescoço.

- Chan, cadê o Byun? – pergunta D.O.

- Acabou de sair, ele não parecia muito bem. – ele disse.

- Porque? – eu perguntei preocupada.

- Sei lá. – disse Chan despreocupado.

- Eu vou ver o que ele tem e já volto. – disse D.O saindo.

Quando Baek não está muito bem, ele sempre sobe no terraço do prédio para tomar um ar e ficar olhando a paisagem de lá de cima. D.O sempre o encontra lá em cima olhando para o nada, então resolveu ir atrás dele para saber o que estava se passando. Ao chegar lá em cima, Baek estava sentado olhando o horizonte, parecia totalmente em outro mundo pois não notou a presença de D.O ali.

- Byun. – chama D.O.

- Hã...ah, oi D.O....é você. – ele disse chateado.

- Sim porque? Pensou que fosse quem? – D.O já sabia quem mas disfarçou.

- Ninguém, - ele disfarçou. - você é o único que me encontra aqui não é?

- Mas no fundo sabemos que você preferia que outra pessoa tivesse vindo aqui não é mesmo? – D.O o provoca.

- É mas, eu acho que outro já a ganhou. – ele disse cabisbaixo.

- Quem? O Chan? Acho muito improvável. – D.O ri.

- Mas eu não. – ele disse pressentindo algo.

...Continua...


Notas Finais


Desculpem algum erro...
Bjokass 😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...