História You It's my Love - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Mamamoo
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Hwasa, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Moonbyul, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Solar, Suga, Suho, Tao, V, Wheein, Xiumin
Tags Bts, Chansoo, Exo, Kristao, Mamamoo, Moonsun, Namjin, Vhope, Wheesa, Xiuchen, Yoonmin
Exibições 9
Palavras 1.440
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yaoi, Yuri
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oier, última fic minha pronta para postar.
(AVISO: Suju pra quem não sabe, é Super Junior)

~~Novos Capítulos das fics apenas no domingo~~

~~Boa Leitura~~

Capítulo 1 - : Piloto :


Fanfic / Fanfiction You It's my Love - Capítulo 1 - : Piloto :

~>Chanyeol on<~

Oi, meu nome é Park Chanyeol. Tenho dezessete anos, e dez anos desses dezessete vivi em San Diego na Califórnia, sim nos Estados Unidos. Recentemente, meu Appa e minha Omma se divorciaram, então eu e minha Omma voltaremos para Coreia. Ah, esqueci de falar dos outros sete anos. Esses outros sete anos vivi na Coreia, afinal nasci lá; quando o tinha sete anos meu pai chegou em casa falando "Consegui uma promoção, mas teremos que viver em outro lugar, San Diego Califórnia." Foi difícil para mim, abandonei amigos de certa forma, mas a escolha não era minha, afinal tinha apenas sete anos. Mas hoje, dia treze de janeiro, volto para Coreia. Estava no aeroporto, mais específico, na frente de uma cafeteria.

 -Bom dia, o que gostaria? - Falou a atendente sem o mínimo de ânimo.

 -Bom dia, gostaria de um cappuccino e um pedaço de bolo de baunilha com cobertura de chocolate.

 -Estamos em falta desse bolo senhor.

 -Tá então me vê um croassaint de chocolate.

 -Só um minuto senhor. - Fala mexendo na calculadora. - Deu vinte e cinco dólares.

 Pego minha carteira e a abro, pego o dinheiro e entrego a atendente.

-Aqui esta senhor. -Falou me entregando o copo com o croassaint.

Pego meu café e sigo para onde minha mãe estava sentada, pouco antes de chegar na mesa vi um menino correndo em minha direção, tentei desviar mas era tarde de mais, ele caiu... Ou melhor, ele tombou em cima de mim, me fazendo derrubar meu croassaint no chão.

 - AI PORRA!

 -Desculpa! Foi sem querer, me desculpa moço.

 -Ai que merda... Ta tudo bem.

 -Você se machucou? Meu Deus, eu te machuquei?

 - Não tudo bem, não adianta chorar pelo leite derramado mesmo, quase literalmente. - Rio e levanto meu copo

  -Soo! - Falou uma mulher que carregava uma mala e olhava para o menino do meu lado.

 -Já vou Nonna. - Falou o tal Soo. - Bom, desculpa de novo pelo croassaint... Mas minha irmã esta me chamando.

 -Okay... Tudo bem, eeh tchau.

 - Tchau. - Falou ele completando a frase com um sorriso

Segui para a mesa que minha mãe me esperava sentada com seu café mexendo em seu celular.

-Graças a Deus você demorou o que aconteceu? - Falou minha mãe largando o celular na mesa. - Tava quase te ligando.

 -Um cara esbarrou em mim. - Falei dando um gole em meu café. - Perdi meu croassaint.

 -Nossa Nyeol, se prestasse mais atenção nas coisas e saísse desse celular. - Falou ela comendo um pedaço de seu bolo.

 -Omma foi ele que esbarrou em mim! - Falei pegando meu celular e olhando a hora. - Alias acho que ele era coreano, falou "Nonna", ou K-Poper...

 -Ah ta bom, me conta mais que eu gosto. - Falou comendo mais um pedaço de seu bolo. - Coreano? Faz tempo que achamos um... Mas K-Poper faz sentido, o K-Pop ainda vai dominar o mundo.

-Nossa Omma, esse bolo parece bom... Me da um pedacinho?

-Claro que não!

-Aah Eomma já perdi meu croissant, vai deixar seu filho morrer de fome?

 -Ta Chanyeol pega. - Disse ela esticando seu braço com o garfo cheio de bolo.

 -Eeh! Obrigado Omma! - Falei comendo o bolo.

 - Vai logo com esse café Chanyeol, daqui a pouco da à hora e temos que embarcar.

 -Okay, mas que horas temos que embarcar?

 -Às sete e meia.

 -Ta, e que horas são? - Pego meu celular e olho a hora. - São apenas sete e vinte...

 -PARK CHANYEOL TOMA ESSE CAFÉ LOGO QUE NÓS JÁ ESTA ATRASADOS!

 -Omma não berra, estamos no aeroporto não em casa... - Falo tomando um bom gole do meu café.

 -VAI LOGO NYEOL!

 -Omma! -Insisto novamente.

 -NYEOL!!

 -Tá Omma. - Falo tomando os últimos goles do café.

 -Da isso daqui ta demorando muito. - Fala pegando meu café.

 -Omma!

 -Cala a boca Chanyeol. - Fala tomando o último gole do meu café. - Vamos!

 -Aah, meu café... Vamos...

 Seguimos para área de embarque deixamos tudo que era para deixar e entramos no avião pouco a frente da asa, na fileira da janela do lado esquerdo.

 -Eu fico na janela. - Falou minha mãe.

 -Aah Omma não vale a senhora já tomou meu café. - Falei chateado pelo café.

 -Okay, vamos fazer pedra papel ou tesoura, quem ganhar senta na janela.

 -Tudo bem então, trato feito.

Senti que poderia ganhar e assim aceitei com confiança, logo começamos o jogo, então começamos "Pedra papel ou tesoura" foram citados, eu coloquei pedra, com os fechados com medo, assim que abri os mesmos, me deparei com o papel que Omma avia colocado.

 -RÁ! Papel ganha da pedra! - Falou Omma se sentando vitoriosamente.

 -Droga quem criou essas regras?! - Falo me confortando em uma bela cadeira no meio de duas pessoas, uma sendo minha mãe e outra total desconhecida.

-Por que ela tinha que ter escolhido esse lugar? - Escuto alguém resmungar em coreano, o que era normal, afinal o avião ia pra Coreia, não pro Japão, caso ao contrario escutaria resmungos em japonês.

Vejo um menino baixo de cabelos negros se aproximando de minha cadeira, o rosto não me era estranho, de alguma forma reconheci, por que sou péssimo com rostos;  simplesmente o ignoro, olho a revista que ficava presa na parte de trás da cadeira da frente, lá estava ua foto de lindo croassaint... Croassaint? Esse menino me lembra croissants... MEU DEUS É O ASSASSINO DE CROISSANTS! Olho para o rosto do menino e me lembro, era o tal Soo que matou minha comida.

 -Aiish... - Reclama o mesmo tentando colocar a mala no compartimento de malas de mãos.

 -Quer ajuda? - Pergunto ao mesmo.

 -Que? Ah, sim! - Fala ele olhando para mim como se fosse G-Dragon, talvez por que ele se lembrou de mim, ou talvez por que ele jurava que eu não sabia falar coreano.

 Me levantei e ajeitei a mala no compartimento, olhei para ele sorri, e voltei a minha cadeira; não demorou muito para o assassino se sentar ao meu lado, peguei meu celular e liguei o modo avião, de forma alguma ia colaborar para essa bosta cair no meio do mar, logo peguei meus fones conectei eles no celular, quando estava para ligar em FXXK IT da maravilhosa Big Bang, a comissária de bordo começou a falar, a parte do coreano até prestei atenção, mas quando ela falou em inglês apenas ignorei, e fui ao encontro com as lindas voses da Big Bang, em poucos minutos o encontro com Big Bang foi ao fim, e em meus ouvidos e mente ecoavam Super Junior, mas especificamente, U. Logo as vozes vão se distanciando, quando estou quase dormindo, sinto um cutucão em meu braço, fazendo-me acordar.

 -Aii! - Falo baixo retirando um dos meus fones. - Que foi Mãe?

 -Já vamos decolar menino, acorda!

 -Claro, por que foi você que acordou às cinco da manhã pra te acordar. -Falo coçando meus olhos.

 -Aah me poupe menino. - Fala ela revirando os olhos.

Volto a olhar para frente, e distraidamente olho para o menino do meu lado, ele estava todo travado, mas conhecidamente com fones, provavelmente pra se acalmar. Me aproximo um pouco e consigo ouvir a música, A-Cha da Suju.

 -Tá tudo bem..?

 -Hm? Ah, sim claro, só morro de medo de avião.

 -Entendo... Quer uma dica?

 -Qual?

 -Me ignora e foca na Super Junior.

 -Como assim? - Fala mexendo em seus cabelos.

 -Se imagine em um lugar que você gosta. Se imagine lá, calmo escutando as músicas que passam pelos seus fones. Isso me acalma. - Termino com sorriso.

 -Espero que funcione comigo... Obrigado... - Ele parou e olhou pra frente, mas logo voltando seus olhos para mim. - Qual é o seu nome?

 -Chanyeol, Park Chanyeol. E o seu?

 -Kyungsoo. - Zoou de minha cara. - Do Kyungsoo, mas me chame de Soo.

 -Então me chame apenas de Nyeol. - Falei sorrindo.

 -Okay, Nyeol, te conheço de algum lugar?

 -Não exatamente.

 -Explique para o idiota aqui.

 -Foi o meu croassaint que você matou. -Falei dramatizando.

 -Meu Deus é verdade... - Disse ele colocando a mão na própria testa, céus, como esse menino é fofo. - Você não é americano?

-Não, Coreano na veia. - Rio.

-Jurava que você era Americano!

 Quando ia me pronunciar, o querido piloto anunciou que iríamos decolar, no mesmo momento Soo avia virado uma estatua de carne e osso.

 -Soo não esquece da minha dica.

 -Eu não vou morrer, eu não vou morrer. - Falou ele colocando os fones.

 Sorri e também voltei aos meus fones, tocava This is Love quando peguei no sono.

....[Continua]....


Notas Finais


Obrigada por ler

Até o próximo

~Beijo da Mihkki


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...