História You make it real for me - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Derek Hale, Jackson Whittemore, Jordan Parrish, Kira Yukimura, Malia Tate, Melissa McCall, Peter Hale, Sheriff John Stilinski, Stiles Stilinski, Theo Raeken
Tags Derek, Família, Sterek, Stiles, Teen Wolf
Exibições 177
Palavras 3.130
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fluffy, Josei, Romance e Novela, Shonen-Ai, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá :) Demorei um pouco mas atualizei a Fic \O/
Bom capítulo, espero que curtam !

Capítulo 23 - Um cupido me acertando a sua flecha .


Fanfic / Fanfiction You make it real for me - Capítulo 23 - Um cupido me acertando a sua flecha .

 

 

~* Jackson.

 

 

Eu não queria acreditar, que meu pior pesadelo havia se tornado real.

 

Stiles estava com Derek, eles eram namorados.

 

Aquilo me machucava de maneira avassaladora.

 

Senti que a chuva ficava mais intensa me deixando molhado por completo.

 

Me senti um fracassado, um perdedor.

 

O amor de Stiles era a única coisa que eu precisava para ser feliz e eu não tinha.

 

 

Caminhei sem rumo, querendo fugir para bem longe.

 

 

Ouvi um barulho de buzina ao meu lado, e a princípio não pensei que fosse comigo, mas o som continuou quando me virei vi a cabeça de Matt se apoiando no banco do carona.

 

 

 

-Entra Jackson!.

 

Ele disse de maneira simpática.

 

 

Eu tinha um lado que queria sumir, e tinha um outro que só queria um colo para chorar.

 

Decidi optar pela segunda opção e entrei no carro.

 

 

 

 

 

 

~*Peter Hale.

 

 

 

 

Eu não tinha mais a minha fortuna, não tinha mais poder.

 

Só tinha os meus pertences, um pouco de dinheiro na carteira, e uma roupa mais que batida.

 

 

 

 

Eu odiava meu sobrinho Derek.

 

 

 

Sempre teve tudo desde novo, essa carência doentia dele em relação a mim, que fez tudo isso acontecer.

 

Se o Stiles não tivesse cruzado o caminho dele, nada teria mudado.

 

Na prisão temos muitas coisas ilegais, como drogas, celulares, e acesso à internet.

 

Passei cada dia pensando em como ferir Derek da melhor maneira possível e já tenho tudo planejado.

 

É uma pena o trauma de Stiles em relação a água, será que ele curou mesmo seu medo, ou vai morrer afogado feito um patinho indefeso?.

 

Sorri de satisfação pegando carona rumo a Cidade.

 

Eu poderia voltar para a prisão não tinha mais nada a perder, tudo que eu queria é que meu sobrinho sofresse, chorasse lágrimas de sangue, pelo seu irmãozinho.

 

E é isso que pretendo fazer.

 

 

 

 

~*Derek Hale.

 

 

Será que algo pode estragar a perfeição?.

 

 

Sonhei e esperei com o momento que Stiles diria que me amava.

 

 

Tenho tantos planos para nós dois.

 

 

Eu quero casar com ele, talvez esteja antecipando muito as coisas mas ele é o único homem que amo, o único que quero em minha vida.

 

Stiles é meu tudo, não quero que as pessoas sejam cruéis ou más com ele por que agora estamos juntos.

 

Em hipotipose alguma quero que ele sofra.

 

Já pensei em sair da Faculdade, com o dinheiro que tenho na minha poupança poderíamos viver tranquilamente, mas, por outro lado, me sentiria em falta com o meu pai, ele trabalha tanto para dar uma vida digna a nós dois e eu simplesmente deixar tudo para viver como um mauricinho, não seria algo que ele gostaria.

 

 

Um dilema difícil, que não sabia como resolver.

 

Não quero me afastar do meu grande amor mas tenho que terminar a Faculdade.

 

Será que o nosso amor é forte o suficiente para enfrentar a distância?.

 

 

 

 

 

~*Jackson.

 

 

-Não sabia que você dirigia.

 

 

-Eu não sou tão novo quanto você pensa.

 

 

-Para onde você está me levando?.

Perguntei de cabeça baixa.

 

 

-Nós vamos dar um passeio.

 

 

-Com essa chuva?.

Questionei.

 

 

-Na verdade você parece triste, vou te levar para minha casa.

 

 

-Eu não quero atrapalhar.

 

 

-Você nunca me atrapalharia Jackson, não precisa se preocupar.

 

 

-E seus pais?.

 

 

-Eu moro num loft em cima da casa do meu pai, e antes que você pergunte ele não controla as minhas visitas.

 

 

-Não vou ser uma boa companhia para você.

 

 

-Por isso mesmo que você precisa beber o meu chocolate quente com marshmallows.

 

 

-Parece uma oferta boa.

 

 

Quando dei por mim não conseguia mais falar, estava com o choro preso na garganta, Matt pareceu perceber meu estado e não falou mais durante o trajeto.

 

 

Eu já estava encharcado, doido para tirar aquelas roupas molhadas, como se pudesse ler meus pensamentos, assim que entramos no loft dele, ele me deu toalhas limpas e falou para eu tomar uma ducha e colocar roupas secas.

 

É claro que eu não discuti, sentia falta de ser mimado, bem cuidado, e aquilo que ele estava fazendo por mim, me confortava um pouco da minha recente ferida aberta.

 

 

Tomei banho, coloquei uma cueca limpa que ele me deu, e uma calça de moletom que fazia conjunto com um casaco da mesma cor.

 

 

Quando sai do chuveiro, ele estava no sofá com duas canecas de chocolate quente em cima da mesinha de centro.

 

 

 

-Vem, senta aqui.

Ele chamou e eu fui.

 

 

-Obrigado, você não precisava ser tão legal comigo.

 

 

-Claro que sim é o que a gente faz pelos amigos.

 

 

-Pega o chocolate, vai esfriar.

 

 

Eu sentia o aroma do chocolate quente, e minha garganta estava seca, mas então apenas fui até Matt e o abracei e comecei a chorar.

 

 

 

-Vai ficar tudo bem, pode chorar Jackson, estou aqui com você.

 

 

Então chorei feito uma criança, senti seus braços me segurando com força.

 

Não me importei em me mostrar frágil, eu só queria alguém para me abrir.

 

Quando as lágrimas secaram eu contei tudo sobre Stiles, sobre o meu sentimento por ele, o fato dele namorar o irmão adotivo.

 

Matt ouviu tudo calado, me deixou falar horas e horas enquanto eu ainda soluçava vez ou outra.

 

 

 

-Você vai encontrar alguém, sei que você não vai acreditar nisso agora, mas é a verdade.

 

 

-Ele me estendeu a mão quando ninguém mais fez.

 

 

-Jackson, se tudo que você me contou sobre o Stiles for verdade, ele não vai deixar de ser seu amigo, por causa disso, e ter a amizade dele é o melhor que você pode querer.

 

 

-Mas ficar perto dele vai ser tão difícil.

 

 

-Dá um tempo para você dirigir tudo isso, só o tempo cuida feridas de amor.

 

 

-Para alguém que é mais novo do que eu, você é bem sábio.

 

 

-Jackson eu estou vendo o cara que eu gosto chorando por outro, a vida me fez forte a muito tempo.

 

 

 

Aquilo me deixou em choque.

 

Pensei que Matt só se sentia atraído por mim, mas dai a gostar foi algo que me pegou de surpresa.

 

 

 

 

-Você gosta de mim?.

Perguntei automaticamente, sem pensar direito.

 

 

-Por que falar se eu posso te mostrar.

 

 

-O que…

 

 

Matt me pegou de surpresa, encostando seus lábios nos meus.

 

Eu não o amava, mesmo assim aquele beijo me reconfortou então eu apenas me desliguei de tudo e o beijei.

 

 

 

 

~* Papai Stilinski.

 

 

Eu estava preocupado com o que as pessoas fossem dizer quando descobrissem que meus filhos estavam namorando.

 

Então resolvi me antecipar.

 

Comuniquei a todos os meus amigos da delegacia que daria uma festa de despedida na reserva para o meu filho Derek, que retornaria para Faculdade.

 

Chamei a Cidade inteira praticamente, todos me conheciam.

 

Mas é melhor que todos saibam de uma vez.

 

Eu tenho que zelar pelos meus filhos, não quero que eles vivam um segredo, ou em meio a mentiras.

 

Daqui a uma semana as férias de Derek acabam.

 

Stiles tem que ser forte para enfrentar essa barra mas eu estarei ao seu lado.

 

E espero que Derek saiba lidar com tudo isso mesmo estando longe do meu filho.

 

 

Liguei para Melissa e pedi para ela comprar os enfeites da festa, seria dois dias antes dele partir.

 

 

Um lado meu estava empolgado, Stiles estava encaminhado teria alguém para cuidar dele, quando eu me fosse, sobre ser avô, eles poderiam adotar uma criança, dinheiro também não seria problema, mesmo não sendo muito eu fiz uma poupança para cada um dos dois com minhas economias, é claro que nem se compara ao que Derek tem no banco da herança de seus outros pais, mas é algo que eu quis fazer por eles.

 

 

Se eles resolveram assumir o amor deles para o Mundo, eu estou disposto a levar um tiro por isso.

 

 

 

~*Stiles Stilinski.

 

 

Senti que estava numa posição confortável e sabia bem por que.

 

Estava nos braços do Derek, não poderia ter lugar melhor.

 

Quando abri os olhos, vi que ele havia dormindo, olhei pela janela e vi que já era de noite.

 

Não sentia mais meu corpo febril, o remédio deve ter surtido efeito.

 

 

Olhei para o rosto dele e suspirei.

 

 

Como ele podia ser tão lindo?.

 

Eu amava cada detalhe de seu rosto, suas expressões, seu sorriso.

 

Os príncipes encantados, não era só coisas dos filmes que eu via quando criança, eles eram reais, e o Der é o meu príncipe e quero passar todos os dias de minha vida com ele.

 

 

Me ajeitei devagar ao seu lado, sentindo seu corpo juntinho do meu, e voltei a dormir.

 

 

 

 

Nos meus sonhos e na minha vida, só tinha lugar para ele.

 

 

 

 

 

 

~*Matt.

 

 

 

Quando nos separamos após o beijo Jackson me olhou sem jeito.

 

Eu não era do tipo que fazia rodeios.

 

Ele amava esse tal de Stiles e ele tinha outro.

 

Já eu estava disponível, e afim dele.

 

 

 

Embora minha cara de menino bobo, eu já passei por muita coisa nessa vida, como a morte de minha mãe.

 

Depois dessa perda eu jurei para mim mesmo, que jamais deixaria passar alguém que achasse importante.

 

 

Quero cuidar do Jackson, chegar a ama lo, sei que posso fazer isso real, é só ele me dar uma oportunidade.

 

 

-É melhor eu ir embora.

Ele disse coçando a nuca.

 

 

-É melhor você ficar.

Rebati.

 

 

-O que você espera de mim?.

Ele perguntou rápido e direto.

 

 

-Eu não espero nada, só que você dê a chance para um garoto muito legal que está a fim de você.

 

 

-Matt não se cura um coração partido com outro amor.

 

 

-Não é amor o que você senti por mim, você nem me conhece mas pode chegar a ser um dia, basta que você creia que nesse Mundo nada é impossível.

 

 

-Você fala bonito.

Ele me elogiou e minhas bochechas coraram.

 

 

-Você fala e faz coisas como um adulto, mas ainda se envergonha com um simples elogio.

 

 

-Para você ver que eu sou uma caixinha de surpresas.

 

 

-Se eu não for embora, quais são os seus planos?.

 

 

-Netflix, pipoca e refrigerante.

 

 

-Filmes ou séries?.

 

 

-O que você quiser.

 

 

-Proposta tentadora.

 

 

-Hoje você dormi aqui, depois nós vemos a segunda parte do seu tratamento.

 

 

-Tratamento?.

Ele me olhou incrédulo.

 

 

-Exatamente, eu vou fazer com você um tratamento de choque, para você esquecer esse Stiles.

 

 

-Parece que você pensou em tudo mesmo.

 

 

-Eu sempre penso Jackson, eu sempre penso.

 

 

Nós dois nos ajeitamos no sofá, com várias almofadas e uma manta felpuda.

 

Dividíamos a vasilha de pipoca e peguei dois copos grandes da coca cola que eu tinha, e enchi com a mesma.

 

Era muito bom estar ao lado dele, me sentia bem e feliz.

 

Eu o observava a tempos, e mesmo sem ter reparado em mim eu sabia, que um dia esse homem seria meu.

 

Pode demorar, mas eu sinto aqui dentro do meu peito que Jackson é o amor da minha vida, ainda que eu não seja o dele.

 

 

 

 

 

~*Dias Depois.

 

 

 

 

 

~*Autora On.

 

 

O tratamento de choque que Matt estava dando em Jackson estava funcionando perfeitamente.

 

Nos primeiros dias o loiro chorava e se lamuriava pela perda do castanho mas com o bom papo de Matt, e seus mimos logo, logo ele foi esquecendo a ferida aberta de seu peito e deixando que a mesma cicatrizasse.

 

O garoto não era bobo, vivia roubando beijos inesperados e ganhando o outro com carinho e chamegos.

 

Eles pareciam um casal que viviam juntos a anos.

 

É claro que no tratamento de choque, Jackson estava proibido de voltar para casa, ele tinha que ficar no loft, e para cada vez que ele falava a frase eu amo o Stiles, ele ganhava um beliscão, mas depois um beijinho no lugar para parar de reclamar.

 

O dia da prova de fogo seria na festa de despedida de Derek.

 

John já havia passado no trabalho do loiro e feito o convite pessoalmente, ele também pediu que ele fosse ver seu filho Stiles, que eles tinham muito que conversar mas o mesmo deu algumas desculpas e enrolou o xerife.

 

Já Melissa havia comprado todos enfeites para a festa e até mesmo convenceu John a contratar um serviço de buffet para os comes e bebes da festa.

 

Era algo grandioso.

 

Os Stilinski não costumavam dar festas mas quando faziam independente de ser luxuosas ou não a Cidade inteira era convidada.

 

Já Derek e Stiles estavam nas nuvens, não se desgrudavam nem por um minuto.

 

Dentro de casa eles podiam se beijar, ser carinhosos um com o outro.

 

Derek não saia do lado do castanho.

 

Aquela estava sendo a melhor férias de todas.

 

Mas então veio o dia da festa de despedida, e ambos ficaram triste e apreensivos, para contar pra todos o seu romance.

 

 

 

Era um dia importante e que mudaria a vida de todos.

 

Para sempre.

 

 

 

 

 

~*Stiles Stilinski.

 

 

 

-Der você já está pronto?.

 

 

-Já e você está absurdamente lindo Sti.

 

 

-Olha quem fala, você está incrível.

 

 

-Você está pronto para contar para todos sobre nós?.

 

 

-Se você estiver ao meu lado eu não vou ter medo de nada.

 

 

-Eu sempre estarei ao seu lado, vamos?.

 

 

-Vamos.

 

 

Nós saímos de casa junto com o meu pai, a festa seria na reserva.

 

Minha perna ainda estava engessada, e só tiraria o gesso daqui a uns dias.

 

Mesmo nessa condição meu pai fez questão de comprar roupas novas para mim, e o Derek também fez questão de colaborar com seu dinheiro.

 

Meu pai de início não queria aceitar mas o meu namorado é muito convincente.

 

Ás vezes não acredito ainda que posso chama lo de meu namorado.

 

Parece um sonho que se tornou realidade.

 

Meu pai me contou que convidou o Jackson, ele havia sumido depois do Derek contar sobre o nosso namoro.

 

Não gostei da forma que ele agiu pelas minhas costas, isso era algo entre ele e eu.

 

Mas também não quis brigar com o Derek por causa disso, sabia que tudo isso tinha sido por ciúmes, mas não queria que ninguém saísse machucado por minha causa.

 

Odeio fazer mal ao próximo, e não gosto de magoar de ninguém.

 

Outra pessoa que estará nessa festa e que eu espero não se zangar comigo é Lydia.

 

Nós nos afastamos mas sei que ele sempre nutriu sentimentos por mim.

 

 

 

Mas pelo Derek eu enfrento o Mundo.

 

 

 

 

No carro meu pai estacionou quando chegamos na reserva.

 

Nós já íamos sair quando ele pediu que esperássemos.

 

 

 

 

-Eu queria dar uma palavrinha com vocês.

 

 

-O que foi pai?.

Disse um pouco tenso.

 

 

-Não sei qual vai ser a reação dessas pessoas mas quero que saibam que eu estou do lado de vocês e que estou com vocês para o que der e vier.

 

 

-Obrigado pai, isso é muito importante para mim e sei que para o Sti também.

 

 

-Pai, você é a pessoa que mais importa e se você aceita nossa relação não importa os outros.

 

 

-Stiles e Derek vocês são meus filhos, eu os amo e quero que sejam felizes, farei o que estiver ao meu alcance para que isso se mantenha assim.

 

 

 

-Eu te amo pai.

Eu disse deixando uma lágrima teimosa escapar.

 

 

-Eu amo vocês meus filhos.

 

 

-Assim até eu vou chorar, que droga eu amo vocês.

 

 

Nós três nos abraçamos e saímos do carro.

 

Assim que nos viu Melissa veio falar com a gente.

 

Ela havia caprichado na decoração, era difícil decorar um lugar aberto mas estava tudo lindo.

 

Eu amei tudo.

 

E ver o rosto de tantos conhecidos também.

 

 

~*

 

 

 

-Sti você está bem?.

 

Derek me perguntou pela milésima vez enquanto a festa rolava e já tínhamos falamos com todos os convidados.

 

 

-Der, não se preocupe comigo mas acho que chegou a hora de falarmos a verdade.

 

 

-Deixa comigo, eu falo.

 

 

-Não, eu quero fazer isso.

 

 

-O Jackson não veio.

 

 

-Eu sei que ele vai vir, ele vai chegar mas eu não posso mais esperar por ele.

 

 

-Eu te amo.

 

 

-Eu também te amo.

 

 

 

Derek segurou minha mão e fomos até o pequeno palco montado onde a banda de rock clássico, se apresentava, eles eram conhecidos do meu pai e aceitaram tocar de graça hoje, na verdade eles não cobrariam jamais, já que me viram nascer.

 

 

 

Fui até o microfone e pedi a atenção de todos.

 

Senti o olhar de todos as pessoas sobre mim, Derek apertou firme minha mão.

 

Antes que eu começasse a falar vi Jackson aparecer com um garoto no meio das pessoas.

 

Ele sorriu para mim e senti o nervosismo aumentar.

 

 

-Eu agradeço a presença de todos vocês para a festa de despedida do meu ir…

 

Me corrigi.

 

-De despedida do Derek, ele está fazendo um trabalho maravilhoso na Faculdade e todos nós nos orgulhamos dele.

 

 

Todos aplaudiram e Derek, disse um obrigado rapidamente no microfone.

 

Quando olhei para seus olhos o nervosismo foi passando.

 

Eu me sentia seguro ao lado de Derek como se nenhum mal pudesse me atingir.

 

 

Não me preocupava com a opinião das pessoas, só com aquelas que eram especiais para mim, meu pai, meus amigos e minha família.

 

 

Sabia que muitos não entenderiam, mas eu já vinha me preparando para isso.

 

Derek vai embora, vai voltar para a Faculdade, e eu vou ficar com o peso da Cidade sobre minhas costas.

 

 

Isso me perturba um pouco, por que eu queria tê lo ao meu lado, para segurar minha mão todos os dias.

 

Acordar com seus beijos de bom dia e de boa noite.

 

Mas minha decisão estava tomada.

 

 

 

-Antes de continuarmos com a festa, nós temos um anúncio para fazermos.

 

 

Respirei fundo.

 

 

-Derek e eu, estamos namorando.

 

 

Ouvi as pessoas cochichando e falando coisas do tipo, 'meu Deus que absurdo!', 'eles são irmãos!'.

 

Mas não me calei, e continuei falando.

 

 

-A vida ao lado dele tem sido mais especial do que nunca, não tenho dúvidas de que ele é o homem da minha vida e de quero viver com ele para sempre. Nós eramos como irmãos e agora somos namorados, parece complicado de entender para quem está de fora, mas para nós que não temos o mesmo sangue foi natural crescer esse amor dentro de nós. Não estamos fazendo nada de errado, por isso aqueles que realmente nos amam vão entender e torcer pela nossa felicidade. E eu agradeço por isso.

 

Ao contrário do que esperava a maioria das pessoas aplaudiu, outras começaram a ir embora, uma delas foi Lydia.

 

Jackson foi o primeiro a aplaudir e isso me deixou muito feliz.

 

 

Soltei a mão de Derek, e peguei algo em meu bolso.

Isso era um segredo meu, mas já que ele ia embora, que levasse algo de especial consigo.

 

 

 

-Ainda tem mais uma coisa que eu quero falar.

 

 

 

Me virei e olhei para ele, me ajoelhando.

 

 

 

 

-Derek eu te amo, não sei se você aceita mais quero te pedir hoje na frente de toda a Cidade como testemunha do meu amor por você, amor esse tão grande que não cabe em mim, por isso eu peço, Der casa comigo?.

 

 

 

 

~* Continua

 

 


Notas Finais


Stiles sendo super fofo e forte para enfrentar a todos. E o Matt bem espertinho conquistando o coração do Jackson.
Espero que tenham gostado, já estava com saudades .

Beijos no core. <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...