História You Make Me Happy - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Justin Bieber, Lily Collins
Exibições 510
Palavras 2.142
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Policial, Romance e Novela, Saga, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hoje POV só do Justin!
Aproveitem a leitura, espero que gostem. *--*

Capítulo 17 - What I Feel?


Fanfic / Fanfiction You Make Me Happy - Capítulo 17 - What I Feel?

            Justin Bieber POV

Talvez eu sentisse algo por Giovanna, mas quem podia garantir? 

Fiquei ainda um tempo olhando para ela dormindo na cama e quando percebi que ela estava acordando, disse:

- Bom dia. - Talvez um pouco frio demais? Não. Calculista. Ela reclamou dizendo:

- O que há de bom no dia de hoje? - Tive vontade de esfregar a cara dela no chão, quando ouvi isso. Mas, apenas ignorei e segui para o banheiro.

Fiz minha higiene matinal e saí dele. Giovanna entrou no mesmo logo depois de mim.

Troquei de roupa e me encostei na porta dizendo:

- Pode ficar com essa roupa. - Giovanna olhou para mim - Apresse-se, o café já está sendo servido, meus pais já estão aí. - Observei Giovanna passar "aquela coisa" nos cílios e algo parecido com um brilho labial.

...

Quando chegamos na escada, entrelacei nossos dedos. Não sei por que eu estava fazendo aquilo. Eu nem sabia realmente se meus pais acreditariam que é apenas mais uma garota. 

Recentemente, Julious ligou para meus pais os ameaçando, então hoje eu provaria com uma mentira que Giovanna nem o conhece, o que é quase verdade.

Sentamo-nos á mesa, e comecei a apresentar.

- Giovanna esses são meus pais Jeremy e Pattie e esses são meus irmãos Jaxon e Jazmyn. Mãe, pai, Jaxon e Jazmyn esta é minha amiga Giovanna. - Me enrolei com as palavras mas consegui.

Vi a expressão de meu pai e assenti. Essa não era uma boa hora para explicar.

- E então como se conheceram? - Perguntou minha mãe com um sorriso que chegava a fazer eu ter vontade de chorar. Comecei a falar

- Foi numa... - Minha mãe interrompeu-me. 

- Não, Justin. Quero que ela conte. - Assenti e vi Giovanna me olhar deseseperada com aquela expressão de Marina Joice.

( Para quem não sabe, Marina Joice é uma youtuber do exterior que tem problemas com drogas/esquizofrênicos, ficou famosa por acharem que era mantida em cárcere privado pelo namorado, em alguns de seus vídeos sua reação chega a ser bizarra. Pesquisa lá! )

- Bom, nos conhecemos á alguns meses, eu não vou mentir, eu o achei um conquistador desde então. - Sorri fraco para ela - Mas, você quer saber como o conheci e as circunstância do momento em que o vi foram péssimas... - Vi uma lágrima escorrer por seu rosto, logo Giovanna secou-a - Desculpem-me é meio dolorido... Eu havia acabado de perder meus pais e puft! Justin apareceu e me deu uma nova chance, é isso. -

Minha mãe estava com lágrimas nos olhos, ela levantou e foi até Giovanna abraçando-a e dizendo:

- Oh, querida, meus sentimentos! - Giovanna se controlou para não chorar ainda mais.

Acho que desde que seus pais faleceram, ninguém a abraçou dessa forma, sentindo sua dor e tomando para si.

- Tudo bem, obrigada. - Gio sorriu e minha mãe se afastou.

- Bom, vamos comer que eu estou com uma fome do caralho! - disse meu pai e minha mãe o repreendeu:

- Jeremy, olha a boca! - Meu pai suspirou. Jaxon e Jazmyn riram.

Tudo estava em completa harmonia, olhei para Giovanna ela estava fitando meus pai, com certeza pensando nos dela. Toquei em seu braço e sussurrei.

- Come, logo vamos sair. - Ela assentiu e esperou Fiorina, a empregada, serví-la.

- Nossa que bolo gostoso! - Disse Giovanna. Todos rimos. - O que foi? - Perguntou ela perdida.

- É que ninguem gosta do bolo da minha mãe... - disse Jaxon, minha mãe o interrompeu:

- Errado! Giovanna gostou. Depois farei mais! - Giovanna e minha mãe sorriram, mais um pouco e eu poderia ver o brilho nos olhos das duas.

Minha mãe começou com as perguntas bobas que ela sempre faz ás garotas com as quais me vê.

- Você prefere leite de magnézia ou chá? - Giovanna respondeu imediatamente:

- Chá! Leite de magnézia só quando estou com asia. - Minha mãe sorriu

- Casa ou boate? - Giovanna olhou para mim e disse:

- Casa, com toda a certeza! -

Saquei a indireta.

As duas pararam de comer para fazerem perguntas bestas? Meu Deus.

- Salgados ou doces? - Pattie revirou os olhos quando viu minha expressão.

- Salgados. Mas aceito doces! - Gio, sorriu. Caramba. Gio. GIO.

- Você usa drogas? - Perguntou minha mãe, agora eu revirei os olhos.

- Não. É algo realmente repugnante e desnecessário. - Mamãe abaixou a cabeça e disse:

- Justin usa. - Giovanna assentiu.

Um silêncio pairou sobre a mesa, apenas ouviamos as risadas e brincadeiras de Jaxon e Jazmyn.

- Tudo bem. - Eu disse - Vamos nos arrumar para a praia? - Todos sorriram.

- Praia? Nós vamos para a praia? - perguntou Jaxon todo enrolado.

- É, Jax, vamos sim. - Disse Jazmyn sorridente.

Levantamos todos da mesa e fomos cada um para o seu quarto.

Giovanna veio comigo para o meu quarto. Eu não iria tocar nela, não antes da noite, ela precisa ver como sei brincar com os sentimentos de alguém.

- Você já sabe onde encontrar roupas: no closet. A não ser que queira usar algo que Hailey arrumou... - Entrei no closet pegando uma bermuda, um chinelo e uma toalha.

Giovanna vestiu um biquíni e por cima colocou uma saída de banho, eu a observava e ela nem percebia. Engraçado.

- Devemos levar protetor solar. - Disse Giovanna vindo até mim e me dando um beijo na bochecha. Ela havia criado muita intimidade comigo, tadinha.

- Sim, meus pais levam... Aliás, vamos em carros separados. Não aguento mais olhar para sua cara. - Ela abaixou a cabeça e disse:

- É a única que tenho, desculpe. - Revirei os olhos. Comecei a trocar-me e saí do quarto logo depois.

Fui até a dispensa e peguei duas cadeiras de praia, um guarda-sol e uma toalha para esticar no chão.

Ouvi vozes. Fui até a sala e Jaxon estava no colo de Giovanna. Eles conversavam.

- Eu não posso acreditar que você é tão grande! Já é um homenzinho! - Jaxon gargalhava.

- Eu sei fazer castelos, na praia eu te mostro! - Giovanna o balançava de um lado para o outro, ele logo dormiria dessa forma. - Por quê você tá chorando? - perguntou Jax triste.

- Sabe, eu tive um irmãozinho e você me lembra muito ele... - Jaxon encostou no rosto de Giovanna.

- E por quê você não vai visitá-lo? - Giovanna desabou totalmente, ela chorava mas continuava sorrindo.

- Ele está bem longe, mas um dia eu vou. - Ela colocou Jax no chão e limpou suas lágrimas.

Eu sempre achei que Giovanna fosse filha única... O que ela quis dizer com "ele está bem longe, mas um dia eu vou"?

- Eu vou lá com meu pai, até depois. - Giovanna assentiu e se sentou na pequena poltrona colocando o rosto entre as mãos.

Fui até ela e perguntei:

- O que faz aí sentada? - Giovanna logo levantou e disse sorrindo:

- Nada. Só me sentei. - Ela era boa em esconder as coisas. Nem parecia que tinha chorado há poucos segundos.

- Ok... - Passei por ela indo para fora de casa, coloquei as coisas na parte de trás do carro e voltei para dentro de casa.

- Já estão todos prontos. - Disse minha mãe quando cheguei na sala

- Tudo bem... Podem levar Giovanna? - Minha mãe fez que não com a cabeça.

- Eu gosto dela, me parece uma ótima garota, além de responder todas as minhas perguntas ela ainda as acertou! Mas, ela é sua responsabilidade, leve-a. - Suspirei. -Filho, do que você tem medo?- Revirei os olhos:

- Não tenho medo de nada. - mamãe riu.

- Ah, Justin. Sim, você tem medo. E até já sei, é de se apaixonar, não é? - Olhei para o chão.

- Não, mãe! Me deixe em paz! - Mamãe me segurou:

- Justin, eu nunca disse isso, mas está na hora. Se apaixone e faça planos para o futuro, não quero que fique sozinho. - Ri

- Eu nunca estou sozinho... - Mamãe me interrompeu:

- Você sempre está com uma garota diferente, isso é estar sozinho. Encontre a pessoa certa e pare com essas besteiras, o amor é tão melhor que isso. - Revirei os olhos.

- Prometo que quando eu achar a garota perfeita. Aviso. - Minha mãe riu.

Jaxon estava no colo de Giovanna novamente e dessa vez não queria descer. Meu pai não conseguia convencê-lo de soltá-la, Jazmyn nem ligava ela estava querendo ir para a praia o mais rápido possível.

- Tem algum problema se Giovanna levar Jax com vocês? - Minha mãe pediu vendo aquilo. Fiz não com a cabeça e disse:

- Vem, Giovanna. Jaxon irá com a gente. - Ela sorriu e Jax gargalhou novamente.

Entramos no carro. Giovanna se sentou no banco de trás com Jaxon. Eles riam e brincavam. Jax, estava feliz.

- Chegamos! - Disse saindo do carro e abrindo o porta malas.

- Trocou de carro? - Perguntou Giovanna com Jaxon no colo.

- Para a praia eu sempre uso minha range rover, dá para levar essas coisas. - Mostrei as cadeiras e o guarda-sol. Giovanna estava com uma bolsa grande no ombro. - O que está levando aí? - Ela sorriu e respondeu:

- Protetor solar, e uns briquedos de Jax. - 

Começamos a caminhar, meus pais ainda não haviam chegado. Parei no meio da praia, estava começando a encher.

Enterrei o guarda sol arrumando para fazer sombra. Abri as duas cadeiras e sentei. Jax começou a fazer um castelo bem em nossa frente e disse:

- É surpresa, vocês não podem ver! - Giovanna ordenou indo até ele:

- Calma aí, mocinho! Primeiro vamos passar protetor solar! - Ela passou em todo o corpo de Jax, principalmente no rosto e ombro e quando terminou disse:

- Agora pode começar. - Ela voltou e se sentou a meu lado.

- Você devia ir no sol, parece morta de tão branca. - Giovanna revirou os olhos e disse:

- Engraçadinho... Me ajude com o protetor. - Ela me entregou o protetor solar tirando o pano que vestia por cima do biquini e virou de costa.

Passei em seus ombros, pescoço, costa e entreguei para ela passar sozinha.

- Me passe a toalha, vou tomar banho de sol. - Peguei a toalha e entreguei para ela. Antes de ela ir perguntei:

- Trouxe sua bombinha? - Ela arregalou os olhos.

- Você lembrou disso, mesmo?! - Revirei os olhos. - Trouxe sim, mas obrigada pela preocupação. - respondi brincando:

- Não é preocupação, só não quero que morra na frente de meus irmãos. -

Giovanna esticou a toalha no chão e deitou de bruços nela. Ficou assim por uns dez minuto até virar de barriga para cima.

- Oi filho. - Disse minha mãe rindo, eu estava observando Giovanna quando ela chegou.

- Oi, mãe. - sorri.

Conversamos um pouco e então, quando olhei para Giovana. Havia um cara lá, e eu parecia já conhecê-lo.

Levantei da cadeira e fui até ela que estava a uns sete passos de mim.

- O que você está fazendo aqui? - Perguntei olhando para Christopher, o idiota que acha que vai ter alguma chance com Giovanna.

- Calma, Justin... - Interrompi Giovanna gritando:

- Calma, nada! - Respirei fundo -Desculpe... Saia daqui agora, antes que você arranje confusão seu merda!n- Giovanna levantou e disse:

- É, Christopher, vá embora. É melhor. - Ele balançou a cabeça negativamente.

- Eu não vou embora a praia é pública. - Dei um soco no rosto de Christopher, por impulso e ele caiu no chão

- A praia pode ser pública, mas a garota não. - Christopher levantou, levando a mão até o rosto.

- as acontece que "a garota" é solteira! - Respondi ríspido:

- Quem disse? - Me controlei para não bater nele novamente e o empurrei - "Mas acontece que a garota" é minha e você vai respeitar isso. -

Christopher fechou os punhos e sibilou um tchau para Giovanna. Ela assentiu. Puxei ela pelo braço e sentamo-nos na cadeira.

- Você também né, Giovanna! - Ela arcou o cenho:

- Eu o quê? Só fui pegar o sol que você pediu! - Suspirei me acalmando. 

- Hey, venham ver meu castelo! - Gritou Jaxon, fomos até ele, Jazmyn estava ali também. - Jaz, me ajudou! - Giovanna se abaixou até ele e disse:

- Que castelo lindo! Eu gostaria de morar em um castelo e vocês? - Jazmyn abriu um sorriso de todo o tamanho e disse:

- Justin podia fazer um castelo bem grande e aí eu e você podíamos colocar vestidos e coroas e virarmos princesas! - Giovanna sorriu e tocando na ponta do nariz de Jaz disse:

- Você não precisa de vestido, castelo ou coroa para ser uma princesa, você já é! - Jazmyn abraçou Giovanna, ela pegou Jaxon no colo e eles foram para a água.

- O que foi isso filho? - Perguntou meu pai.

- Isso o quê? - Perguntei ainda olhando para Giovanna, Jax e Jaz.

- Sua crise de ciúmes. - Disse minha mãe rindo.

- Que crise de ciúmes?! Vocês não tem noção de como eu odeio aquele cara, Christopher é um babaca, só quis dar um motivo para ele ficar com vergonha. Nada demais. - Sorri dando uma piscadela para eles.

-"Nada demais".- Meus pais repetiram.
                         ...Continua...


Notas Finais


<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...