História You, me... - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hunter x Hunter
Personagens Hisoka, Illumi Zoldyck
Tags Hunterxhunter
Exibições 112
Palavras 1.406
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Então.... kkkk eu sei que tenho que estar postando os capítulos de '' apenas mais uma de amor '' e '' Rose-shara'' mas é que eu andei procurando por fanfics deste casal e não achei muitas, e me deu na telha de escrever kkkkk bom, espero que gostem, bjoos amores e amoras <3

Capítulo 1 - E por que não?


Fanfic / Fanfiction You, me... - Capítulo 1 - E por que não?

Eu estava cansado de ser o exemplo da minha família de assassinos, eu sempre quis o bem dos meus irmãos, mas até quando eu iria fingir estar feliz com algo que machucava os outros, eu fazia Killua sofrer, agradeci imensamente ao Gon por ter aparecido na vida dele, o ver sorrindo é algo maravilhoso, eu amo muito meus irmãos,  eu estava tirando uns dias de folga, precisava organizar meus pensamentos, meu melhor amigo estava viajando, então eu só tinha uma opção, fui para o apartamento alugado de uma das cidades em que passei e tomei um banho, era fim de tarde, troquei de roupa e me sentei na cama para pentear meu cabelo, assim que me levanto sinto uma mão gelada passar por meu ombro, arrepio e assusto com o toque, me afasto bruscamente e observo quem estava ali, era ele, o dono de meus pensamentos mais insanos, a pessoa que eu via e tinha como melhor amigo, como sempre evitei um expressão animada, apenas o observei, ele sorria minimamente.

- Achei que estivesse viajando Hisoka...- disse a ele indiferente, seguindo para a cozinha fazer algo para comer, não antes de vê-lo fazer uma cara de bobo. 

- Estava entediante a viajem, então preferi vir te ver... - disse sem mais nem menos, mexendo em suas cartas, o ignorei e continuei meu caminho para a cozinha, comecei a olhar o que tinha para comer, não tinha muita coisa, preparei algo simples, apenas uns petiscos, peguei o sakê e segui para a sala com tudo em mãos, ele me olhou divertido, se ajeitou no sofá e me olhava de maneira estranha, muito estranha.

- Não vai comer? - perguntei tentando ser o mais ríspido possível, eu gostava de ficar perto dele, apesar de ser muito irritante, ele era o único que me entendia de verdade, e sempre me ajudava quando eu precisava. 

- Não, acho que só vou beber mesmo, mas me conta, o que esta te deixando assim tão tenso? - perguntou ele me olhando de canto logo após se virar para pegar na mesinha a garrafa de sakê, fiquei surpreso, eu sabia o que ele queria dizer com isso, mas eu não poderia contar a ele o que estava sentindo, meu rosto começou a arder, abaixei o olhar para a minha garrafa de bebida e a girei levemente, em silêncio senti o peso de seus olhos sobre mim, eu comecei a ficar nervoso com isso.

- Não é nada Hisoka, eu só estou cansado de fingir ser alguém que eu não sou... - disse suspirando e voltando a beber, não sabia ao certo o que sentia, mas sabia que era forte, eu o queria por perto, mas ao mesmo tempo longe, queria sua pele, mas não queria, eu estava confuso, então ele se levantou do pequeno sofá e foi em direção a televisão, eu o observava, ele ligou uma música calma, o olhei nos olhos, ele veio andando até mim e estendeu uma das mãos, eu olhei para sua mão e depois para seus olhos, entendi o pequeno pedido silencioso, mas eu não sabia se era certo, ia recusar, assim que fechei os olhos senti sua mão puxar a minha e meu corpo ir de encontro com o dele, uma de suas mãos rodearam a minha cintura e a outra pegou a garrafa de bebida de minhas mãos,  e a colocou sobre a mesa de centro, ele começou a fazer pequenos passos comigo, eu sentia meu rosto corar, e então ele sorriu, meu coração acelerou, comecei a ficar nervoso, então ele me girou e depois me deito no ar, meus olhos não desgrudavam dos seus nem por um instante, ele sorria para mim, tentei deixar claro que não estava gostando daquilo, mas ele nem ligou para a minha cara, continuou a dançar comigo pela casa, ele me levou dançando até me encostar em uma parede, o encarei surpreso, ele então soltou uma de suas mão de meu corpo e a colocou sobre meu rosto encostando sua testa na minha logo em seguida, ficamos nos olhando por um tempo, até que senti a vergonha me tomar por completo.

- O-o que-que está fazendo- H-Hisoka? - gaguejei por nervosismo, seus lábios ganharam a forma de um sorriso perverso. 

- Apenas acabando com o tédio Illumi-kun... - disse ele me empurrando mais contra a parece e colocando uma de suas pernas em meio as minhas, corei com o ato, sem pensar acabei soltando um gemido baixo, ele sorriu, então desceu seu rosto até o meu pescoço e começou a dar pequenos beijos naquela região, senti meu corpo se arrepiar todo, ele subiu um pouco mais e beijou minha bochecha, foi trilhando um caminho até meus lábios e então roubou um beijo meu, de início foi calmo, eu sentia sua boca macia contra a minha, o sabor do álcool deixava ainda mais saboroso, gemi entre o beijo quando senti suas mãos por dentro de minha blusa, ele a retirou e desceu sua boca para meus pescoço, deixando trilhas de chupões por todo ele, eu apenas sentia tudo e gemia baixo, eu estava delirando com os toques de Hisoka, ergui minhas mãos até sua blusa e a retirei, sua pele clara me dava ainda mais vontade de marcar, e como se eu tivesse voltado para a realidade inverti nossas posições o prendendo na parede e atacando seu pescoço, sentia sua pele arrepiar, ele levou suas mãos até meus cabelos quando sentiu eu descer até o cós de sua calça, abri bem lentamente enquanto olhava para ele, podia ver sua ereção por baixo dos panos, minha boca salivava de desejo, assim que retirei toda a roupa dele eu me afastei apenas para tirar as minhas e o arrastar entre beijos para o quarto, assim que entrei o joguei na cama, me deliciando com a visão que tinha, sentei em seu colo rebolando sobre seu membro, ele gemeu rouco, e apertou minha cintura, desci até seu membro e o abocanhei, comecei um vai e vem leve por seu membro, o ouvindo gemer e segurar meus cabelos, eu chupava, sugava, ameaçava passar a língua por seu membro, senti suas mãos apertarem mais ainda meus cabelos, e então em um grito mudo ele gozou em minha boca, engoli tudo e subi para beijá-lo, ele estava ofegante, seus rosto corado.

- Você é bom nisso, se eu soubesse teria feito antes... - disse ele trocando as posições, seu membro já estava duro novamente, eu não esta diferente do mesmo, meu membro doía em excitação e gotejava o pré gozo, senti as unhas de Hisoka marcarem minha pele, gemi com o ato, ele então abocanhou meu membro, eu gritei de maneira alta e rouca seu nome e arqueei a coluna, a boca dele era quente e macia, ele me chupava com maestria, eu sentia espasmos por todo o meu corpo, ele rodeou sua língua pela minha glande, e depois o sugou me fazendo apertar os lençóis da cama e gemer alto gozando em sua boca, ele engoliu tudo e sorriu malicioso para mim, ele estendeu três dedos para mim, eu os chupei até ele jugar úmidos o suficiente, então ele começou a me preparar, setia cada dedo me alargar, doia um pouco, mas nada que eu não pudesse aguentar.

- Hisoka... vai logo, por favor... - gemi manhoso pedindo que se apressasse, ele então retirou seus dedos de meu interior e começou a forçar seu membro em minha entrada, assim que ele entrou ele ficou parado esperando eu me acostumar, senti uma lágrima teimosa descer por meus rosto, então ele a beijou, me olhou nos olhos e ali eu senti que estava sendo verdadeiramente amado por ele, começamos a nos mover, era delirante o prazer que sentia, nossos corpos se chocavam de maneira única, ele gemia de prazer em meu ouvido e eu urrava seu nome, cravando minhas unhas em sua pele, os corpos soados e marcados então chegaram ao limite, eu gozando em nossos abdomens e ele em meu interior, ele caiu sobre mim ofegante, depois que regulamos nossas respirações ele se deitou ao meu lado me puxando para dormirmos de conchinha, antes que eu adormecesse o escutei em alto e bom som dizer: 

- Acho que isso tira todas as nossas dúvidas.... te amo Illumi. - disse me apertando em seus braços, sorri levemente com aquilo.

- Eu também te amo Hisoka. - disse adormecendo ali, naqueles braços aconchegantes e cheios de amor.

~Fim~


Notas Finais


E então???? me digam o que acharam hehehehe bjoos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...