História You Never Cry (EunWoo imagine) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias ASTRO, Bangtan Boys (BTS), Got7, Monsta X, Sensational Feeling 9 (SF9), TWICE, UNIQ
Personagens BamBam, Chani, Cho Seung Yeon, Dawon, Eunwoo, Hwiyoung, Hyung Won, I'M, Inseong, Jackson, Jaeyoon, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinjin, Joo Heon, JR, Jungkook, Ki Hyun, Kim Sun Joo, Li Wen Han, Mark, Min Hyuk, MJ, Moonbin, Personagens Originais, Rap Monster, Rocky, Rowoon, Sanha, Show Nu, Suga, Taeyang, V, Wang Yibo, Won Ho, Youngbin, Youngjae, Yugyeom, Zhou Yi Xuan, Zuho
Tags Astro, Bts, Got7, Monsta X, Sf9, Twice, Uniq
Exibições 114
Palavras 1.561
Terminada Não
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hiiii !!!!

Hello !!!!!

Konichiwa !!!!

Annyeonghaseyo !!!!

Voltei depois dos tiros que eu levei com o comeback do Seventeen e do I.O.I e alias vocês assistiram o MV?

Perdão qualquer erro.
Boa leitura <333

Capítulo 9 - Namoro?!


Fanfic / Fanfiction You Never Cry (EunWoo imagine) - Capítulo 9 - Namoro?!

P.O.V Jae Hwa

Depois de dançar umas quatro coreografias com aquele grupo eu tive que ir embora, mais havia dado meu número a eles e eles haviam prometido que iriam ver a minha apresentação no sábado.

Minha casa não era muito longe daquela praça, então cheguei rapidamente na mesma. Minha irmã, já tinha chegado, mais sem sinal da minha mãe ou do Kwan. Subo para o meu quarto, e como da ultima vez jogo meu tênis em algum lugar, se minha mãe visse que eu entrei em casa sem colocar o chinelo ela me mataria.

Troco de roupa, colocando uma roupa de ficar em casa. Meu celular começa a tocar.

- Alo. - Falo.

- Filha, hoje eu chegarei um pouco tarde, e não deixei nada pronto. Eu não gosto que vocês fiquem comendo essas besteiras, mais peça uma pizza. Ah e antes que eu me esqueça. O Kwan foi para uma festa na faculdade, então não vai chegar nada cedo em casa. – Minha mãe falava em tom de desgosto.

- Tudo bem.

- Beijos.

- Tchau. – Digo enquanto desço as escadas.

- Eun Bi! – Grito seu nome.

- Sim unnie.

- Você quer pizza de que ? – Pergunto vendo a mesma abrindo um sorriso.

- Hum, não sei.

Escolhemos a pizza e ficamos esperando assistindo TV.

- Unnie você viu que temos novos vizinhos?

- Sim. Mais Eun, você viu quem são as pessoas que se mudaram? – Pergunto.

- Mais ou menos, eu vi um casal e um garoto. –Responde mudando de canal.

- Como era esse garoto?

- Aí eu não sei, eu não vi o rosto dele. Mais por que? – Me olha com aqueles olhos grandes.

- É...

No momento em que arranjaria uma desculpa a campanhinha toca. Agradeço mentalmente por aquilo e vou receber o entregador.

[...]

Será que é ele o vizinho? Será que aquele é o quarto dele.

- Ya! Eu já estou ficando paranóica... ai! – Havia acabado de bater meu pé na escrivaninha. – O melhor que eu posso fazer ao invés de olhar pra essa janela, é dormir... só isso.

E quem disse que aquilo aconteceu? Eu me virava de um lado para o outro na cama, fechava os olhos, mais nada me ajudava. Por que a duvida de talvez ele ser meu vizinho me atormentava tanto?

Mais somente de manhã as conseqüências apareceram. Eu estava com tanto sono que meu despertador tocou 3 vezes. Vou me arrastando para o banheiro, todos os dias eu me assusto com a minha aparência, mas exclusivamente hoje, eu estou parecendo que acabei de vir de um apocalipse zumbi. Faço minha rotina de sempre e vou para o andar de baixo.

- Misericórdia! Maninha que aparência é essa? Veio da terceira guerra mundial? – Meu irmão zoava da minha aparência.

- Você fique quieto! Não se ache muito porque a sua aparência também não está maravilhosa. -  Dou um tapa em sua cabeça.

- Eu sei que eu não to bem, mais não precisa jogar na cara. – Faz bico.

- Ah, quando é comigo, você se diverte muito. Agora quando o lado muda você fica todo magoado.

Eun Bi que assistia a discussão ria sem parar.

- Você dois podem ir parando! – Minha mãe chega na cozinha nos repreendendo. – Esse é o exemplo que vocês dão a sua irmã mais nova?!

- Perdão mãe. – Me curvo.

- Tudo bem. Kwan pare de mexer com sua irmã. Sua aparência também não está nada boa pra você ficar fazendo essas brincadeirinhas de mau gosto.

- Até a senhora? O que é isso, um complô contra mim? Vocês fiquem assim comigo, pelo menos eu tenho alguém que me aponha, não é mesmo Eun? – A mesma balança a cabeça negativamente e Kwan bufa.

- Parem com isso, e comam logo, por que todos aqui tem um dia pela frente. – Minha mãe andava de um lado para o outro guardando as coisas.

Tomo café e seguida saio de casa, olho para a casa vizinha, mais logo rapidamente caminho para o meu destino.

[...]

Já na escola, andava pelo corredor com Hye Min. Havia contado para ela o que havia acontecido na noite passada e a mesma tagarelava e eu nem estava prestando atenção.

- Jae, aquela não é a sua prima? – A mesma apontava para uma mulher.

- Ela é muito parecida com a minha prima. Mais por que ela estaria aqui? – Entramos na sala e sentamos nos nossos lugares.

- Não faço idéia.

- Meninas! – Skyller chegara na sala ofegante. – Preciso contar algo.

- Fale. – Hye Min diz impaciente.

- Eutonamorando. – Sky fala tão rapidamente que nem eu e Hye entendemos, então pedimos para que ela repetisse. – Eu to namorando.

- O que! – Me engasgo com a água que tomava. - Quando isso aconteceu?!

- Hum... já vai fazer uns dias. - Sky diz envergonhada. – Só que não é um namoro normal.

- E que tipo de namoro é esse? – Hye diz mais impaciente ainda.

- É um falso namoro. – Suspira. – Mais não pensem que eu gosto disso, eu estou sendo obrigada a fazer.

- Ai meu deus! Sky, quem é o garoto? – Pergunto.

- Im Changkyun. – Responde.

- O I.M? Ommo! Mais por que você está namorando ele? – Falo ainda mais surpresa.

- Calma! Deixa que eu explico.

Flash Back On:

Lá estava eu em mais uma festa. Eu sou DJ e por ser bastante popular, sempre pedem para eu tocar nessas festas e com isso eu ganho um dinheiro a mais. Mais como eu sou menor de idade, minha mãe não aponha muito bem isso, ela acha perigoso. E por isso eu sempre tenho que sair as escondidas de casa.

Mais naquele dia em especial, o idiota do Im Changkyun estava nessa festa e acabou me vendo. Mais o tem demais nisso? A família dele é próximo da minha e sempre que nossos pais se encontram, eles falam muito bem de mim para a família dele, e com isso eles passam a impressão de uma boa moça, não que eu não seja boa, eu só sou um pouco diferente do que eles dizem. E Changkyun podia muito bem me dedurar.

O mesmo me da um sorriso de canto e vem até parte onde eu fico com os aparelhos.

- Não sabia que a filha santinha, era DJ em festas. – O mesmo fala em um tom em que possa escutar.  – Sabia que posso contar isso para o seus pais?

- Primeiro: Eu nunca fui santa, segundo: O marido da minha mãe não é o meu pai e sim padrasto e terceiro: você não vai se atrever a contar nada. – Digo a ultima parte irritada.

- Não me subestime Skyller. Mais que tal nós fazermos um acordo? – Diz próximo ao meu ouvido.

- Eu nunca faria um acordo com você!

- Pense bem Skyller, se quiser aceitar, na escola eu digo do que se trata esse acordo. Mais se não, eu serei obrigado a contar para seus pais. – O mesmo caminha de volta de onde veio mais antes puxo seu braço.

- Tudo bem. – Suspiro. – Eu... aceito.

- Ótima escolha Jung. – O mesmo diz mais perto ainda do meu ouvido, fazendo com que os pelos do lugar se arrepiassem.

[...]

- Qual é o acordo? – Pergunto já sem paciência.

- Bom, é algo simples. Eu fico em silencio e em troca você namora comigo.

- O que! Como assim namorar? Ficou louco?

- Sim namorar e respondendo a sua pergunta, não, eu não estou louco. – Diz com o seu costumeiro sorriso de lado.

- Mais por que namorar? Você não pode simplesmente guardar isso com você?

- Minha mãe anda enchendo muito o meu saco com a história de que eu devo arrumar uma namorada e blá blá blá. E isso seria uma perfeita oportunidade já que a minha ela te adora.

- Eu não tenho outra escolha mesmo. – Resmungo. – Mais eu já vou logo avisando Changkyun, se você abrir a boca eu te mato. Ah e isso será um namoro falso, f-a-l-s-o, então perto das pessoas podemos até agir como um casal, mais longe não ficarei perto de você e nem agirei como sua namorada.

- Esta bem. Foi bom fazer negócios com você. – Diz pegando minha mão e a beijando. – Namorada. – E no mesmo a puxo de seus lábios.

Eu tenho certeza absoluta de que eu vou me arrepender disso, mais eu não tenho outra escolha.

Flash Back Off:

- Que problemão você se meteu em? E o I.M acha que é quem? Ele não pode fazer isso! – Hye Min estava indignada.

- Infelizmente ele pode sim. Hoje no intervalo eu vou falar para o resto do pessoal, eu ainda vou contar para as outras meninas, então por favor finjam que vocês estão surpresas.

- Sky, eu já fui forçada a ter um namoro falso, e era horrível. Mais no final um de vocês podem sair machucados e no meu caso foi o Da Won. – Hye dizia enquanto eu ficava calada tentando assimilar tudo aquilo.

- Eu vou ficar bem, não se preocupem.

Tomara que a Skyller fique bem mesmo, porque se aquele garoto machucar ela, eu vou matá-lo.


Notas Finais


Então foi esse o capítulo!
O que foi esse final!!! Não odeiem o I.M please!
Espero que vocês tenham gostado do capítulo.

Agora voltando sobre o comeback o que vocês acharam? Very Very eu achei um pouco parecido com o conceito do Red Velvelt, já os lindos do Seventeen esse Mv me pegou de surpresa já que eu não sabia que eles iriam soltar o Mv hoje mais eu amei e vocês?

Pessoal essa é a fic da minha amiga comigo então se vocês puderem dar olhada nela e eu ficarei muito grata:https://spiritfanfics.com/historia/impossible-dream-6629769

É vocês tem conta no Kpop Amino? Se quiserem me adicionar -> Kahh_Martins

Fiquem com Deus e kisses <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...