História You never walk alone · Suga - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Suga
Tags Bangtan Boys, Bts, Min Yoongi, Suga, Twoshot, Yoongi, You Never Walk Alone
Visualizações 81
Palavras 886
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heyllou amoryies!

Capítulo 2 - Linda


Fanfic / Fanfiction You never walk alone · Suga - Capítulo 2 - Linda


     

Min Yoongi 



A garoa fina marteleva contra a janela do quarto e ecoava em meus pensamentos. Eu costumava ser intenso, mas há uma semana meu coração batia um pouco mais tranquilo. A sensação fugidia da paz era desconfortante após anos de sua ausência. Fazia exatamente uma semena que eu conhecerá Jeon Yulhwa no Hwang Saeng Ga Kalguksu, e aquela noite havia sido a mais divertida da minha vida até então. Na semana que se passará a garota atormentava meus pensamentos e sonhos. Não que eu gostasse tanto dela. Mais Yul Hwa tinha algo diferente. Eu nunca fui um cara sozinho. Complatarei vinte e cinco anos dentro de poucos dias.

Há aproximadamente cinco anos, conheci os meninos com quem moro atualmente. A maioria deles foi por uma rede social, iniciamos um amizade verdadeira. Na verdade, foi idéia de Jin que eu viesse para Seul estudar e morar com eles, assim que soube sobre eu ter sido expulso de casa, ele era como um pai que eu sempre quis ter: dedicado, carinhoso e verdadeiro. Taehyung, era falante e me contagiou com sua presença alegre. Assim como Jimin e Jungkook. Hoseok tinha o dom de me fazer gargalhar. E isso era incrível. Tinha apenas vinte e três anos, mas conhecia muitas pessoas devido sua bondade e humor. Quanto a Namjoon sua mãe e o seu pai o abandonaram com a avó desde seu nascimento, mais ele não tinha ressentimento algum. Sempre fora melhor que eu. 


Voltei a realidade banhada pela garoa fina daquela manhã, e logo me levantei da cama. Entrei no banheiro e acendi as luzes, liguei o chuveiro e me despi entrando embaixo da água morna. Aquele era meu ritual de quase todas as manhãs nos últimos anos. Havia muito trabalho a ser feito para faculdade, embora fosse feriado. 


Depois do banho vesti-me com uma calça de moletom e uma camisa de linho e me joguei novamente na cama. Desta vez no lugar dos cobertores: livros e cadernos. 

Enquanto eu perdia-me em cálculos e análises, uma batida à porta despertou-me de sobressalto. Era estranho, visto que eu era o único maluco a ficar naquele fim de semana em casa. Os meninos -ou parte deles- com toda certeza estavam em Myongdong, Jimin deveria estar dormindo e Hoseok ensaiando na academia. Caminhei até a porta e a abri temeroso. Meus olhos, contudo, logo sorriram ao ver quem era.


Yulhwa. 


Ela estava linda em seu traje natural. Com uma tiara de gatinho combinando com as pontas azuis de seus cabelos negros. Uma saia rodada listrada de cinza e preto e uma blusa de algodão creme. Não resisti e a beijei imediatamente, tamanha era minha alegria com a surpresa. Se fosse um tempo atrás, eu estaria incomodado por ter meu trabalho interrompido. No entanto, eu conhecia uma nova face de mim mesmo. 

Era o primeiro beijo que roubara de Yulhwa, mas confesso que o tão inesperado, tivera um sabor especial. Apesar de ter sido apenas um selinho.


        - Bom dia. -Saudei-a. Yulhwa sorriu com o rosto corado passando uma mecha de seu cabelo para trás da sua orelha. 


       - Oi, Yoongi. Eu vim.. eu vim aqui porquê Jin pediu para fazer um almoço para você, e Hoseok e Jimin. -Disse tímida e sorri.


Nunca achei a cozinha tão interessante e eu costumava ser um fugitivo das panelas. Nunca ajudei minha mãe a preparar qualquer prato -quando ainda morava com ela-, embora eu soubesse cozinhar o básico. Mais naquele momento foi interessante observar Yulhwa. Ela estava trabalhando com um belo sorriso no rosto enquanto cantarolava algo. E quando percebeu que cantava alto começou a rir. Fiquei encantado com sua reação. 


         - Aigo! Me desculpe. Eu me entreti aqui. -Desculpou-se com as bochechas vermelhas. 


         - Não se desculpe. Você canta bem. Só que muito baixo. -Disse e ela me olhou parando de rodopiar a colher dentro da panela. -Cante mais alto. 


         - I need you girl. Wae honja saranghago. Honjaseoman ibyeolhae. I need girl. Wae dachi geol almyeonseo jakku niga piryohae.



           - É uma das letras de Jungkook? -Pergunto reconhecendo a melodia e ela assenti. Indo cortar os pimentões. Peguei a faca de sua mão com cuidado. -Eu posso fazer isso.


Sua atenção, sua companhia. Eu não conhecia muito bem aquela sensação que me invadia discretamente desde a noite no lago. Ainda não compreenderá o porquê de ter contado tanto sobre mim.


Yulhwa deu a volta no balcão de mármore ficando em minha frente. 

Aquele olhar meigo que me trazia novas motivações e esperanças havia uma semana invidiu-me e fez meu coração sorrir. Um sorriso sossegado e gostoso, de quem finalmente encontra o caminho de volta para casa. Eu estivera perdido por tantos anos e acostumara-me a viver nas trevas, embora tivesse tentando resistir à luz que Yulhwa trazia à minha mente e que me ofuscara a vista aos poucos.


         - Você é linda. -Só acreditei que havia dito aquelas palavras em voz alta quando as ouvi pairando no ar.


Yulhwa olhou surpresa com minha sinceridade inesperada. Inesperada até mesmo para mim. Eu não planejei dizer isso. Estava satisfeito em guarda aqui para mim, mas, aparentemente, alguma parte de mim acreditava que não era bom guardar tantas coisas. Fiquei aliviado ao ouvir um "Obrigado". Em seguida, acompanhado de um sorriso tímido, me dando a certeza de ter encontrado alguém que espantaria os males que eu sozinho não conseguirá espantar.




Notas Finais


Era para ter postado ontem, mais eu esqueci. Esqueci também de finalizar o próximo capítulo de promise. Estou esquecendo de tudo ultimamente. Espero que tenham gostado de Two-shot, ela meio que serviu como uma prévia' para a long que estou preparando com Suga e Jungkook, sim um triângulo amoroso (nada de incesto ( por enquanto) ). Por enquanto é só. Obrigado a quem leu até aqui. Beijinhos de kookie!

Tomorrow Suga e Jungkook: https://spiritfanfics.com/historia/tomorrow-9948980


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...