História You Only Live Once - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Yuri!!! on Ice
Personagens Christophe Giacometti, Hiroko Katsuki, Jean-Jacques Leroy, Ji Guang-Hong, Kenjiro Minami, Lee Seung Gil, Leo de la Iglesia, Michele Crispino, Minako, Phichit Chulanont, Toshiya Katsuki, Victor Nikiforov, Yuko Nishigōri, Yuri Katsuki, Yuri Plisetsky
Tags Anime, Drama, Romance, Shounen, Yaoi, Yuri!! On Ice
Exibições 177
Palavras 1.113
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shounen, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oioooioi eu to viciada em escrever isso aqui, to louca louca. Tudo belezinha? Boa leitura amoras.

Capítulo 4 - Let me have you...


*Ainda no zoológico*

_Phichit agora vamos ver os pinguins! - exclamou Leo puxando o moreno pelo pulso esquerdo. 

_Chega! -gritou Phichit, como sempre, mas dessa vez ele estava com raiva. _Não aguento mais que fique me arrastando por ai. -continuou ele em tom alto e claro.

_Tenta se acalmar, eu só...

_Cala a boca! Me deixa respirar. 

Leo estava surpreso nunca havia visto Phichit daquele jeito, ele sempre é brincalhão e dá seu máximo para ver os outros sorrirem, porém por outro lado algo em Leo gostou daquele jeito feroz do amigo.

Leo o puxou para trás das árvores próximas a jaula do leão. Achou que era o momento certo, seu ágape estava a flor da pele.

_O que é isso...?

 Leo colocou o dedo indicador nos lábios de Phichit o forçando a se calar. 

_Você sempre fica nervoso quando estamos juntos, sempre fecha a guarda, o que foi? 

_Nada eu só... Não quero que me entenda mal...

_Gostamos um do outro e...

_Era exatamente isso que queria evitar, Leo somos apenas amigos e é só isso. 

Leo puxou a mão direita de Phichit e a levou até seu peito, o moreno pôde sentir seu coração, que estava acelerado.

_Você acabou de quebrá-lo. -disse Leo se afastando e voltando para perto dos outros. 

_Leo... -resmungou Phichit segurando o pulso direito e fechando a mão bem devagar.

_Ei Leo, já está indo embora? Onde está Phichit? -perguntou Yuuri.

_Não faço ideia, nos vemos qualquer dia. -disse ele sem retirar os olhos do chão. 

Leo estava muito magoado, mas não conseguia demonstrar isso por fora, ele não conseguia chorar mesmo com o coração partido. 

_BAKA, BAKA, BAKA! -gritou ele chutando uma pedra que acabou acertando alguém.

_Guanhong Ji!!! -exclamou ele.

_Leaozinho!!! -o menino exclamou de volta.

Ji pulou no colo dele e os dois ficaram abraçados por um certo tempo. 

_Você não tinha voltado para Ásia? 

_Sim, mas vim para o Japão já que todos estão aqui e Phichit vive me mostrando fotos legais de vocês todos os dias. 

_Que bom que está aqui. -disse Leo evitando a menção a Phichit bagunçando o cabelo do pequeno, que segurava seu ursinho de pelúcia com muito carinho. 

_É aquele ursinho que te dei? 

_Sim... Eu o guardei. 

Leo ficou feliz por saber que Ji ainda tinha o ursinho mesmo depois de tanto tempo.

_Leo, eu vim até aqui para que me ajudasse com meu próximo programa. 

_Mas as competições só voltam no final do ano que vem. 

_Sim, mas eu preciso que componha uma música para mim... Sei o quanto é bom nisso e será divertido passarmos as férias juntos como antigamente. -disse o menino com um largo sorriso.

Leo ficou pensando por um tempo enquanto Ji aguardava ansioso pela resposta com aquele rostinho meigo e corado por causa do calor. 

_Não dá pra negar nada com esse seus olhinhos insistentes. -disse Leo apertando a bochecha dele. 

_Eba! -comemorou o menino jogando seu ursinho para o alto e o pegando. 

Ji entrou no carro de Leo e assim os dois foram comer sorvete com bastante granulado por cima.

                            ***

_Viktor! Viktor! 

Yuuri ficou olhando para a linda mulher se aproximando deles, loira, alta e magra, seios fartos e pernas maravilhosamente atraentes, quando a mesma abraçou Viktor ele rapidamente tirou os olhos dos dois e puxou Minami em uma desculpa de que não tinha visto os pinguins ainda. 

_Espera Yuuri, Yuuri... -Viktor tentou fazê-lo esperar, mas fracassou ele estava constrangido demais com aquela mulher bela. 

_Ah Viktor, que saudades meu príncipe. -dizia a mulher virando o rosto dele para que pudesse olhar em seus olhos. 

Enquanto isso Yuuri puxava Minami com tanta força que o pequeno começou a reclamar. 

_Aí Viktor... ai ai -disse ele gemendo tentando imitar a voz aguda da moça. 

Minami riu porque sentiu o ciúme no ar, mas logo foi distraído pela visão de Phichit triste próximo onde fica os pinguins. 

_Olha Yuuri. -Minami o cutucou e apontou para Phichit sentado e olhando para o nada. 

_Toma aqui Minami, compre um algodão doce e veja os pinguins. -disse Yuuri dando uma certa quantia para Minami que pulou de felicidade. 

_Que foi meu amigo? -perguntou Yuuri sentando-se ao lado dele.

_Leo... Ele se declarou para mim. 

_QUE! -gritou Yuuri surpreso. _Como foi? -continuou, com curiosidade e excitação na fala.

_Eu dei um fora nele porque... Já gosto de alguém. 

_Que droga... Não sei como te fazer ficar bem já que não sei lidar com essas coisas, mas eu estou aqui tá? 

_Tudo bem Yuuri, obrigado. 

_Toma. -disse Minami oferecendo seu algodão para Phichit. 

_Obrigado Mimi. 

_Mimi? -perguntou Yuuri rindo. 

_Eu acho fofo. -respondeu Phichit e os três riram.

Claro que Yuuri queria saber de quem Phichit gosta tanto para ter dispensado Leo, mas iria esperar o amigo contar por livre e espontânea vontade. 

                           ***

Minami, Phichit e Yuuri voltaram para casa de ônibus, pois Viktor estava ocupado demais com sua "amiguinha do passado" que nem se quer os levou para casa de carro, claramente Yuuri estava se mordendo de raiva só que não iria demonstrar. Minami acabou indo dormir em sua casa no quarto de Phichit e Yuuri foi para as termas para tentar parar de pensar na noite de amor que Viktor poderia estar tendo nesse exato momento. 

Yuuri POV

A água estava quente, o vapor subia e eu também, estava fervendo de raiva e de ciúmes não conseguia me conter. Fiquei com os braços debruçados na borda e minha cabeça deitada neles estava quase cochilando quando senti um calor diferente atrás de mim e mãos tocando meu tórax, senti um membro diferente em minhas costas e lábios rastejando em meu pescoço, era ele, era minha inspiração, era o homem que eu precisava ter que deveria ser só meu. 

Me virei e dei um tapa em seu rosto com os olhos cheios d'água. 

_Não Yuuri, não chore por minha causa. Juro que nada aconteceu, ela até tentou, mas eu saí correndo para vir te ver porque o único corpo que eu anseio é o seu.

Era exatamente isso que meus ouvidos queriam, que meu coração pedia para ouvir. 

_Grite Viktor... Não melhor não. -disse colocando a mão em sua boca. 

Ele riu e se aproximou colando sua boca em minha orelha e sussurrando "o único corpo que desejo é o seu" e assim eu o puxei para mais perto, tão perto que nossos membros quase lutaram entre si e a gente riu. 

Ele enfiou sua mão em meu cabelo e segurou tão forte que fez meu corpo estremecer, aquilo era surpreendentemente bom. E sua mão livre foi acariciando de leve minhas costas com as pontas dos dedos o que me deixou arrepiado. 

_Isso é tortura... -gemi em seu ouvido _Eu quero rápido e logo. 

_Antes quero que sinta bem meu toque para que nunca se esqueça. 






Notas Finais


AHAHAHAHA deixa para o próximo....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...