História You Only Live Once - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Yuri!!! on Ice
Personagens Christophe Giacometti, Hiroko Katsuki, Jean-Jacques Leroy, Ji Guang-Hong, Kenjiro Minami, Lee Seung Gil, Leo de la Iglesia, Michele Crispino, Minako, Phichit Chulanont, Toshiya Katsuki, Victor Nikiforov, Yuko Nishigōri, Yuri Katsuki, Yuri Plisetsky
Tags Anime, Drama, Romance, Shounen, Yaoi, Yuri!! On Ice
Exibições 127
Palavras 1.082
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shounen, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Vamos lá, um aviso rapidinho: vou tentar focar mais na vida dos outros personagens tá? O anime já fica demais entre os 3 principais (Viktor, Yuuri e Yurio), então vou tentar trazer pra vocês algo a mais vindo da minha imaginação.
Boa leitura ^^

Capítulo 9 - Yuuri Birthday - extra


Fanfic / Fanfiction You Only Live Once - Capítulo 9 - Yuuri Birthday - extra

Mila Babicheva, 18 anos, cabelos maravilhosamente ruivos e olhos azuis adoráveis, eu poderia admirá-la para sempre. Seu sorriso é angelical, e agora, mesmo estando bêbada continua linda e sensata. Neste momento queria ser a Minako que está apertando os seios dela por causa do efeito do saquê... Hentai!! Não devo imaginar essas coisas com uma bela lady como ela, ela é um diamante no qual nunca irei tocar, a pedra mais preciosa de todas ela é... O que? Ela está me olhando... Aí meu deus ela sorriu... Disfarça... Disfarça essa bochecha corada. Ela sorriu para mim!! Para um cara como eu, o que faço? Sorrio de volta? Ela está se aproximando... Aja naturalmente. 

_Oi. -não conseguia olhar diretamente para ela. 

_O-Ooi -disse eu demonstrando meu nervosismo. 

_Você estava olhando fixamente para mim agora pouco. -disse ela cruzando os braços e me encarando com um simples sorriso no rosto, sem mostrar os dentes... Apenas me torturando. 

_Me-me-me desculpa. -droga, eu estou gaguejando mais que o normal. 

_Tudo bem. -ela sorriu mais um pouco oferecendo seu copo de saquê. 

Não posso aceitar beber no mesmo copo que minha lady, não posso mesmo. 

_Eu estou... Bem, não precisa. 

Ela deu de ombros e terminou de beber. 

_Eu me lembro do seu rosto, mas não onde o vi. 

O que eu falo? Não sei o que dizer, ela sabe quem eu sou? Minha princesa sabe quem eu sou...

_Me pareço com muita gente. -que droga de resposta foi essa? Se acalma. 

Ela riu, agora mostrando um pouco de seus dentes... Que sorriso maravilhoso eu quero mais! Muito mais. Comecei a contar piadas do nada só para vê-la sorrir, piadas essas que nunca pensei que agradariam alguém. 

_Você é hilário. -disse ela tocando em meu braço. 

Minha lady me tocou, ela me tocou, meu corpo está quente. 

Continuei contando mais e mais piadas e ela pedia para que eu parasse, pois sua barriga estava doendo até que aquele Yuri Plisetsky apareceu, inconveniente.

_O que é tudo isso Mila? Você está bêbada? Baka! Nao vou te carregar para casa. -disse ele olhando para mim de baixo para cima e depois revirando os olhos. 

Pirralho metido a besta. 

_Mila está tudo bem? -perguntei me aproximando. 

_Toma cuidado com o jato. -disse Yuri me dando tchauzinho.

Ela vomitou e quase acertou em mim. Todos vieram para ajudá-la principalmente as mulheres, Minako a levou para casa de Yuuko junto a mãe de Katsuki. Lá se foi minha felicidade.

_Não tenho mais nada o que fazer nessa festa. -disse me despedindo. 

_Já vai tarde. -debochou Yuri. 

_Obrigado por ter vindo! -agradeceu Katsuki. 

                             ***

Yuuri POV 

O que era para ser só um pequeno almoço virou uma grande celebração, tanto que pessoas ficaram bêbadas e durou até às 11 da noite, eu estava exausto e não consegui ficar nem um pouco com Viktor, Makkachin estava ao meu lado enquanto eu observava as estrelas deitado no chão da varanda. Todos estavam cansados também e já haviam ido dormir. 

_Yuuri! 

_Phichit o que faz acordado? 

_Não consigo dormir. -disse ele sentando-se ao lado de Makkachin e o acariciando. 

_Muita coisa aconteceu hoje né? -disse ficando sentando.

_Sim... Foi um longo dia. -disse ele suspirando.

_Como foi com o Leo? Ele não estava nada bem quando fui falar com você. 

_Ele estava muito agitado... Quase arrumou uma confusão, mas seu pai me ajudou. 

_Que? -perguntei surpreso. 

_Ele começou a... Dizer que eu... Que eu estou apaixonado por você. 

Eu ri um pouco. 

_Isso é loucura. -disse ainda rindo. 

_Foi o que eu falei para ele, mas Leo é tão teimoso... Ele não aceita que eu não o corresponda.

_Isso é um problemão. Se precisar de mim, estarei aqui. -disse me aproximando e colocando a mão em volta de seu pescoço. Makkachin latiu um pouco quando fiz isso. 

                          ***

Viktor tinha acabado de sair do banho e acabou passando pela sala para procurar algo e viu Yuuri com Phichit na varanda, de alguma forma aquilo lhe deixou com raiva, mas ao ver Makkachin separando os dois ele riu. 

_Yuuri!! -gritou Viktor o abraçando pelo pescoço e em seguida deu uma boa olhada para Phichit, um olhar sério e intimidador. 

_Vou deixá-los a sós. -disse Phichit com um sorriso sem graça no rosto. 

_Por quanto tempo ele vai ficar aqui Yuuri? -perguntou Viktor sentando-se e acariciando Makkachin que agora estava deitado em seu colo. 

_Por quanto tempo vai continuar ignorando a conversa que deveríamos ter tido sobre aquela mulher? -Yuuri foi frio e grosso e com essa pergunta ele resolveu entrar porque já estava ficando frio. 

_Espera... -disse Viktor baixinho. _É Makkachin, será só nós dois de novo? 

***

Yuri estava na casa de Yuuko, sim na casa dela e no quarto dela, os dois estavam sentados na cama encarando a parede de pôsteres de patinadores, o silêncio havia tomado conta do quarto. 

_É... -resmungaram os dois juntos. 

_Nós... -juntos de novo. 

_Isso não vai funcionar Yuuko. -disse Yuri com sinceridade em seu tom de voz. 

Yuuko pegou na mão dele e o beijou, claro foi surpreendente para Yuri que nunca havia feito algo assim e só imaginara este momento com Viktor. Yuri não sabia o que fazer com a boca, enquanto Yuuko tentava mover os lábios. 

_Você não sabe como fazer? -perguntou ela. 

Yuri estava totalmente vermelho, com uma feição de espanto e sem palavras. 

_Calma Yuri, respira. 

E ele respirou... Inspirou e expirou e mesmo assim continuava sem palavras. 

_Vou te ajudar tá? Fique calmo, só seguir o movimento de meus lábios e aí depois... Você coloca a língua e... 

_Não! Não, não, não, não. -ele só estava cada vez mais vermelho e assustado o que fez Yuuko cair na gargalhada. 

_Tudo bem Yuri, por hoje vamos apenas dormir abraçados... Ok? 

_Su-su-sua mãe não liga de ter um garoto dormindo aqui? 

_Não, venha... -ela disse deitando na beirada para que Yuri deitasse no canto, ele acabou se virando para o lado da parede, mas Yuuko puxou seu braço e o colocou em sua cintura. 

_Me abraça forte Yuri. Preciso de você comigo... Me desculpe por te beijar assim do nada. 

Yuri respirou fundo e depois começou a rir de sua própria reação e a sua risada contagiou Yuuko. Eles se olharam, seus rostos estavam tão próximos que seus narizes quase se beijavam e foi então que Yuri decidiu fazer aquilo... Foi ali olhando para ela que ele percebeu que a mesma estava se esforçando para estar ao seu lado, a única depois de Mila que o entendia completamente. Um beijo simples trouxe o silêncio de volta.


Notas Finais


(Eu cismo em escrever Leon, se eu escrevi nos outros caps me perdoem) AGORA TENTEM DESCOBRIR QUEM É A PESSOA QUE ADMIRA A MILA, DUVIDO VOCÊS ACERTAREM!!! Obg por chegarem até aqui, me digam o que acharam e até o próximo cap.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...