História You really gone? - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sonic The Hedgehog, Sonic X
Tags Knucxouge, Sonamy, Tailsmo, Ultimate Life Form
Exibições 11
Palavras 791
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mecha, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Yoooooo, minna-san :3

Eu sumi? Eu sumi! Estava passando por uns probleminhas, até parei se comentar em fics que gosto muito, mas pelo menos meus styles continuaram a ser postados.

Não sei quando vai sair o próximo capítulo dessa fic, tenho perdido um pouco a vontade de escrever ou fazer qualquer outra coisa aqui no site, mas estou me esforçando pra continuar aqui.

Outra coisa; a Dark World provavelmente vai demorar para ser atualizada, eu quero me adiantar um pouco nessa fic aqui para que as pessoas que começaram a ler a DW consigam ler essa fic e entender um pouco oque aconteceu.

Acho que é só isso. Boa leitura e desculpem qualquer erro :3

Capítulo 3 - Um sonho?


Tails POV's on;

Um lugar completamente branco, era onde eu estava. Não parecia existir nada nem ninguém ali além de mim. Comecei a andar, procurando uma saída, mas era difícil me orientar estando em um lugar sem absolutamente nada além de mim mesmo. Aos poucos, conforme eu andava, o chão e o resto do lugar pareciam ficar mais parecidos com algo real, era como se tudo se transformasse em um lugar que realmente existia, o topo de uma colina, para ser mais exato. Porém não era apenas uma colina. Era a colina! Caso você não esteja entendendo, á alguns anos atrás aconteceu uma chuva de meteoros, e Cream, Amy e eu estávamos aqui assistindo a chuva, quando algo começou á vir em nossa direção, nós desviamos e logo descobrimos que a tal coisa era uma espécie cápsula de fuga (e se você assistiu Sonic x, você deve saber quem estava lá dentro, né?). Tudo estava tão parecido com aquele noite, fora o fato de não estar tendo uma chuva de meteoros e de eu estar sozinho aqui. Ou achar que estava.

Olhei ao redor e meu olhar se prendeu á figura de uma garota, ela estava sentada na grama, olhando para o céu estrelado, seus olhos azuis brilhavam mais até do que a lua, seus cabelos verdes estavam bem mais longos do que da ultima vez que nos vimos, agora eles batiam no meio de suas costas e ela usava um vestido completamente branco. Eu fiquei paralisado. Minhas pernas pareciam ter ficado fracas o suficientes para não conseguirem me sustentar mais. eu caí de joelhos no chão, chamando a atenção da garota para mim.

_Você! - Exclamou parecendo feliz em me ver. Eu não fui capaz de responder. - Você é a razão de eu estar- não deixei que ela terminasse sua frase.

_Morta? - No momento em que eu perguntei isso, seu belo sorriso desapareceu, dando lugar á uma expressão triste. - Eu... eu matei você. Porque você parece tão feliz em me ver? Seu assassino, o cara que acabou com a sua vida. Eu fiz com que você não pudesse ter uma vida completa, não pudesse seguir seus sonhos... então, porque? PORQUE VOCÊ CONTINUA FICANDO FELIZ EM ME VER? PORQUE VOCÊ NÃO PODE SIMPLESMENTE ME ODIAR? - Foi tudo que eu consegui dizer antes de começar a chorar. Cosmo então, começou a andar em minha direção, com seu sorriso voltando ao seu rosto.

_Porque você me ajudou a realizar meu sonho; salvar o universo. Você é razão de eu estar aqui. Você não é o meu assassino, você foi quem me fez sentir viva outra vez, no momento em que me ajudou a cumprir minha missão, me salvou. E agora, eu vou finalmente ter a chance de te salvar. - Á cada passo dela, flashes de memórias felizes vinham á minha cabeça, eu ouvia alguns sussurros me falando para acordar. Tudo isso junto, fazia minha cabeça doer um pouco, mas eu nunca gostei tanto de sentir dor na minha vida. Em pouco tempo ela estava na minha frente e se abaixou para ficar na mesma altura que eu. Ela segurou meu rosto e sorriu para mim. - Mas eu não posso fazer isso se você não acordar. Acorde, Tails. Olhe para mim.

Meus olhos se abriram. Eu me sentei na cama, uma luz forte invadiu meu quarto, me forçando á tapar meus olhos com meu braço. Esperei alguns segundos e a luz começou a diminuir, eu finalmente abri os olhos novamente e percebi que a luz vinha do pequeno vaso de plantas na minha janela, onde uma figura parecia se formar. Ela ainda brilhava bastante, oque me impedia de ver oque estava acontecendo, mas assim que o brilho começou a se dissipar eu pude ver a mesma garota do meu sonho, Cosmo.
Seus pés não tocavam o chão, ela parecia levitar. Seus olhos estavam quase fechados e em seus lábios residia um pequeno sorriso. Eu não soube como reagir. Ainda estava sonhando? Mas... isso tudo parecia ser tão real. Seus olhos finalmente se fecharam e seu sorriso diminuiu, a luz começou a desaparecer e ela parou de levitar, caindo para a frente. Me levantei rápido da cama e a segurei antes que ela caísse no chão. O quarto agora estava escuro e eu sentia minhas pernas tremendo, estava prestes á cair no chão outra vez, agora com ela no colo. Me sentei na cama novamente e, desajeitadamente, a coloquei deitada na mesma. Acendi a luz, sentindo que meu coração estava prestes á pular pra fora do meu peito. Ela estava ali. A garota com quem eu tanto sonhei estava finalmente ali. Mas ainda tinha algo que me atormentava. Aquilo era realmente real, ou eu estava apenas sonhando outra vez?


Notas Finais


Hmmm, colocou ela na cama, e agora ¬u¬ vê se não faz besteria, rapaz.

Sayonara, minna-san <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...