História You Want Me - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ian Somerhalder, Jamie Campbell Bower, Lily Collins, Paul Wesley, The Vampire Diaries
Personagens Ian Somerhalder, Lily Collins, Nikki Reed, Paul Wesley
Tags Amor, Romance, Sedução, Sexo, Traição
Visualizações 37
Palavras 888
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Saga
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem e desculpem a demora ❤🌞

Capítulo 11 - Casa de praia


Fanfic / Fanfiction You Want Me - Capítulo 11 - Casa de praia

POV Ian

Ela estava nervosa demais e eu sabia que havia algo de errado.

— Ok, vamos voltar para o carro então. (Ela esperou que eu me afastasse um pouco e foi na direção do carro)

Assim que ela passou na minha frente eu fui discretamente até a porta dos fundos e me deparei com aquela cena, o ex-marido da minha mulher recolhendo suas roupas na minha sala.

—Ian! (Lanny sussurrou e quando eu ia avançar ela pegou na minha mão)

—Era isso que estava escondendo de mim. (Sussurei)

—Eu...

—Vamos sair daqui Lanny (sai puxando ela para o carro. Passamos todo o percurso em silêncio)

Eu estava confuso, havia um turbilhão de sentimentos se manifestando em mim, mas, mesmo assim tentei manter a calma. Parei o carro perto da praia e desci inquieto, pude ver Lanny andando rapidamente atrás de mim.

—Ian, espera! Eu posso explicar.

—A CULPA NÃO É SUA! (Ela correu e parou na minha frete me impedindo de continuar)

—Você precisa se acalmar, por favor! (Eu apenas passei por ela e continuei a andar)

—IAN SEU IDIOTA! (Eu parei e fiquei imóvel por um tempo. Fui até Lanny e ela continuou imóvel)

—O que você disse? (Disse me aproximando ainda mais dela)

—Me...(ela ficou em silêncio)

Respirei fundo de olhos fechados, Lanny permanecia imóvel na minha frente cabisbaixa.

—Eu que peço desculpas (dei um pequeno beijo em sua testa) Vem, quero te mostrar um lugar.

—Ian, tenho que ir pra casa!

—Sei! Não importa o quanto você negue, sei que está me evitando! (Ela apenas ficou em silêncio)

—Ok... Eu vou!

Entramos no carro e logo chegamos a minha casa de praia. Entramos e eu fui para o quarto tomar um banho, terminei e não demorou muito para Lanny bater na porta.

—Pode entrar.

—Eu queria sab... (Ele apenas ficou parada me olhando)

—Saber? (Eu estava apenas de toalha)

—Deixa pra lá eu volto quando você se vestir. (Antes que ela pudesse sair do quarto eu a puxei pelo braço e à encurralei na parede)

—Qual o seu problema?

—Você!... Da pra se afastar um pouco. (Cheguei mais perto) IA... (beijei ela sem nem pensar duas vezes)

—Mas...(interrompi ela)

—Antes que diga que ainda amo minha mulher por causa daquela crise que eu tive, quero dizer que não teve nada haver com amor, eu já sabia de tudo e eu não a amo, acabou, mas nunca achei que ela fosse capaz de fazer aquilo na nossa casa, que ela fosse tão cara de pau a esse ponto, então por favor para de me evitar não é óbvio que eu quero você. (Disse encostando nossas testas)

—Sabe que não vai dar certo e...

—Eii esquece isso, viva o momento.

—Não faz isso comigo.

—Eu preciso. (Nos beijamos e ela parecia resistir no começo mas não demorou muito e ela se entregou)

Peguei ela no colo e levei até a mesa que havia no quarto, nós nos beijávamos com um desejo intenso. Tirei sua jaqueta e beijei seu pescoço, minhas mãos passeavam pelo seu corpo como uma sinfonia perfeita tirei sua blusa e logo depois sua calça jeans, a coloquei no chão e a virei de costas, dava leves beijos por toda as suas costas e logo tirei seu sutiã, ela virou e voltamos a nos beijar, eu apertava sua bunda com vontade enquanto ela puxava fortemente meus cabelos, joguei ela na cama e tirei sua calcinha com a boca enquanto uma de minhas mãos ficava em um dos seus seios, voltei a beija e logo comecei a chupar seus seios com vontade, ela gemia baixo arranhado minhas costas até que ela me jogou na cama e arrancou minha toalha, estávamos excitados e totalmente selvagens, logo ela subiu em cima de mim e começou a rebolar em cima do meu membro, ela estava completamente molhada, coloquei minhas mãos na sua bunda para ajuda-la ela gemia alto agora e isso estava me deixando louco, coloquei ela de quatro e comecei a fazer movimentos de vai e vem e fui aumentando a velocidade gradativamente enquanto puxava os cabelos dela, ela gemia sem parar, fui até o seu ouvido e falei em um sussurro para que ela gemesse o meu nome, e  assim ela fez me deixando ainda mais louco até que nós gozamos e caímos exaustos na cama, ela deitou sobre o meu peito enquanto eu acariciava seus cabelos  e ficamos assim sem dizer nenhuma palavra ate que adormecemos.

Acordei horas depois e ela não estava mais ao meu lado, levantei rapidamente e fui a sua procura. Ela não estava em nunhum dos cômodos da casa, mas, meu coração se aliviou ao vela sentada na areia a beira da praia com uma das minhas camisetas.

—Então era aqui que você estava se escondendo. (Disse me sentando ao seu lado)

—Não estava me escondendo. (Ela nem se quer tirava o olho do mar)

—O que está pensando?

—Em você e em como você consegue me deixar confusa.

—Eii (virei o rosto dela para mim)

—A verdade Ian, é que eu amo você!!! (Eu estava surpreso e totalmente perplexo, fiquei em estado de transe) Eu não devia ter dito isso. (Ela se levantou e foi na direção da casa. Me levantei rapidamente)

—EU TAMBÉM TE AMO LANNY (Ela parrou logo assim que percebeu o que eu havia acabado de falar)


Notas Finais


Qual será a reação da Lanny?! 🌞


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...