História You Will Be Here...? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Burgerpants, Chara, Doggo, Flowey, Frisk, Gerson, Greater Dog, Grillby, Mettaton, Muffet, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags (friskxsans), Asgore, Asgoriel, Asriel, Chara, Chariel, Frans, Frisk, Hentai, Humantale, Mafiatale, Masktale, Papyrus, Papyton, Sanrisk, Sans, Sansxfrisk, Toriel, Undertale
Visualizações 80
Palavras 5.269
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction You Will Be Here...? - Capítulo 1 - Prólogo

Estava um dia Lindo, Havia acabado a Garôa... Frisk, uma Garota de 13 anos, Estava voltando da Escola, em Direção a Floricultura de seus Pais

Sua mãe era Apaixonada por Flores, e foi assim que conheceu seu Pai, Frisk tinha vergonha de tocar no assunto, já que seus Pais viviam sorrindo um para o Outro, felizes

Mas a Garota foi interrompida na Esquina, perto da Floricultura, um Garoto Parou-a colocando a mão em seus Ombros, ele Usava uma Máscara de esqueleto

Frisk ficou Curiosa, mas não sentia medo, Já que o mesmo não estava dando sinais de ameaça — ãn? Olá? Precisa de ajuda? — Falou normalmente

O Garoto riu sarcástico — Qual seu Nome garoto?

Frisk franziu a testa  — eu sou Menina! Meu nome é Frisk!

 — Certamente... Você é muito parecida com seus Pais, sabia? — Falou o Garoto albino, Frisk se espantou

 — Você conhece eles? — ela se Alegrou — Eu pensava que era um Estranho totalmente pervertido! Ufa! — ela Riu e bufou aliviada

 — é o Seguinte kiddo... Seus Pais morreram, e ao menos que queira se Traumatizar vendo a cena dos Cadáveres, Pode ir em frente...  — Ele Deu espaço pra pequena Passar, mas a mesma apenas ficou Paralizada

 — Sans! Você acabou de traumatizar a Humana! Seu inútil! — Chega um outro Garoto, ele parecia ter uma intimidade com o "Garoto" Chamado Sans, que estava a sua Frente

Frisk Desaba em lágrimas

 — Foi mal papyrus... Mas eu já to cansado desse negócio de pais mortos, Eu já dei tanta notícia assim que perdi o Entusiasmo...  — Ele Bufa, e Olha pra Frisk com sua Máscara de Esqueleto — Sup, te vejo depois kiddo... — O Mesmo vai em direção a Floricultura, Frisk tenta correr pra ver seus Pais, mas é segurada por Papyrus

 — Humana? Por favor, não veja essa cena... — Papyrus se entristeceu — Bem, eu sou Papyrus, o Grande e poderoso Papyrus! E aquele era Sans, meu irmão mas velho... Inútil e preguiçoso

 — E-Eu quero ver Meus pais!  — Falou a Garota tentando afastar Papyrus levemente — Po~Por favor... Não pode ser verdade... — Lágrimas caem do rosto da Pequena, Papyrus a abraça acudindo-a

 — Hu-Humana... Vai ficar tudo bem, ok? Meu Pai vai te encaminhar para o Subsolo... Você tem habilidade com armas, estou certo? É por isso que vieram atrás de seus Pais... — Papyrus a Confortou

Frisk, protestou entre soluços —  Então a Culpa é minha?! — Perguntou assustada

 — Claro que não... Não se sabe o motivo ainda... Você quer se despedir uma Última vez de sua Mãe? Ficamos sabendo que você não tem muita afinidade com seu Pai...

Frisk apenas Acentiu com a Cabeça, Papyrus Se distanciou do Abraço, e guiou a pequena até a floricultura, onde tinha várias pessoas usando máscaras exóticas

 — Ham, aliás, qual seu Nome humana? — Papyrus perguntou, enquando a Pequena corria para o corpo de seus pais, que estavam gelados, a região do peito estava sangrando

 — Mãe... Pai! Não! N-não! Que-Quem fez isso com vocês?... — Frisk desabou em lágrimas novamente, enquanto abraçava o Cadáver de sua Mãe...

 — Tirem ela daqui, ela pode acabar se traumatizando se ficar muito tempo perto desses corpos... — Um Homem com pele pálida e uma Máscara de esqueleto olhou pra Frisk, as Outras pessoas obedeceram o mesmo — Por favor, Bretty, Catty, podem leva-la pro nosso território, mas por enquanto conversem com ela no carro... — Duas Mulheres que estavam de máscara, Acentiram com a Cabeça, tirando Frisk do local e levando a um Carro chamativo, preto

 — Ai, tipo, eu não sei lidar com esse tipo de drama... Acho que vou chorar junto... — Disse catty, estava usando uma máscara de Gato roxa, Seus cabelos eram negros e a ponta eram pintados de roxo

 — assim, Sei lá, super Dramático, vou chorar junto com vocês! — Falou bretty, outra que tinha a máscara de um crocodilo, Seu cabelo era Loiro, e preso, tinha uma Franja na frente — Hey, Tipo assim, não chora... Tudo vai ficar bem, a nossa Máfia é das melhores, e viemos por você, você tem habilidade! —  Isso era verdade, Frisk Treinava tiro ao alvo com seu Pai, lutava fisicamente como forma de Defesa, nunca entendeu o motivo do Pai fazer todo aquele escandalo pra proteger a pequena

 — Quando você terminar de Chorar, pode fazer perguntas pra nós... —  Disse Catty, confortando a menina em um abraço caloroso — Vai ficar tudo bem...

Alguns minutos depois, as Pessoas de Máscara entraram no carro, e o Mesmo começou a andar, só dai que Frisk começou a Aceitar o fato, pois mesmo de um certo jeito, Frisk ainda tinha um lado frio, apenas não gostava de mostrar... a garota Limpou as lágrimas e franziu a Testa para o Homem que estava entre Sans e papyrus, os três estavam usando máscara de esqueleto, mesmo tendo um Formato diferente

 — Quem é você? Qual o motivo das Máscaras? Onde eu vou? Que máfia é essa? — Falou Frisk, tremula

 — Bem vinda a Máfia de HeartBound! — Sans falou, mas Levou um soco de Papyrus — Ai!

 — A Nossa máfia não tem nome... Ainda não... —  Papyrus Suspirou, e voltou a Falar — Esse é Gaster, ou apenas senhor WD, Meu pai... Nós usamos máscaras por causa da identificação, se a Polícia pegar Nosso verdadeiro rosto, somos presos e a Máfia entra em Problema

 — Você vai exatamente pra Máfia... Não conte pra ninguém oque você verá agora! — Gaster disse, Enquanto estava lendo alguns Papeis que se encontravam em seu Colo — Como o Papyrus disse, Precisamos de Máscaras... E você é da máfia Agora. — Gaster estende a Mão pra Bretty, a Mesma entrega uma Máscara simples, com 3 Riscos formando um Rosto, lembrava muito o rosto Neutro de Frisk, Gaster deu uma Pequena risada por conta do Desenho — Tome, essa será sua máscara, futuramente você pode Escolher outra, mas por enquanto... — ele Entrega a Máscara a Frisk, a Mesma coloca

 — Não se preocupe, esse Novo modelo tem parte pra Abrir na boca, mas só use em Caso pra comer, vomitar, beijar, Faze boq-! — Sans disse, mas Tomou outro soco de Papyrus — É um buraco pequeno... Então não ira identificar nem 10% do seu Rosto...

 — Mas... Se Todos da Máfia usam máscaras, não é mais facil a Polícia prender as pessoas que a Usam? — Perguntou Frisk...

 — Não, todas as Máfias usam máscaras, e por conta dos Cidadões desse Lugar, eles acham que as Máscaras que usamos é de festa... E então tem uma equipe especial que é Responsável por Vender máscaras aos Outros por preços baixos, ou seja, Qualquer Pessoa pode ter uma Máscara nessa cidade, e se coloca-a, vai Ser tratada como normal na polícia... —  Disse gaster, Encarando Frisk

 — Essa Máscara é muito fechada... — Disse a Garota. Ajustando a Máscara, Gaster levanta um livro Grosso e dá ele na Cabeça do Sans

 — Pare de fazer Piadas com a Máscara dos Outros! Já é a terceira vez que você tampa os Buracos de Ventilação —  falou Gaster. indiguinado, Sans suspirou um "Ai"

 — Senhor, chegamos... — Disse o Motorista para Gaster

 — Vamos descer, Bretty, Catty, vocês estão encarregadas de Mostrar o Subsolo pra Garota — disse Gaster, saindo do Local e Entrando em um Prédio

 — Vocês chamam o Prédio de subsolo? — Se Questionou Frisk, enquanto decia do Carro com Bretty e Catty

 — Não, esse é só uma das Várias entradas, Legal né? — Falou Bretty, Frisk Acentiu, ao ver o Parque que estava ali perto, a Garota sentiu seus Olhos arderem pra Chorar Novamente

Alguns minutos depois, eles Entraram no prédio e Foram em direção ao Porão do condomínio, ao Abrir uma Porta escondida do porão, Frisk deu de Cara com um Grande cano, onde a Garota e todos que a Acompanhava Seguiam

Ao Chegar no Fim do Cano, Frisk Ficou maravilhada com o Lugar, Era grande, Cheio de casas Chiques, as Pessoas do Local pareciam Ter intimidade uma Com a Outra

 — Isso é uma Cidade Subterrânea?! —  Disse frisk

 — Não tipo, É super grande e Legal aqui, É o Lugar principal da Nossa mafia — Falou Bretty e Catty juntas, quando Perceberam que Falaram em uníssono, Começaram a Rir

Frisk Encarou a Cidade com um Sorriso no rosto, foi dai que ela Viu um membro da Mafia usando um Poder de Magia

 — vocês são Monstros?! — Frisk Perguntou, dando um Largo sorriso pra ambas amigas

 — assim, a Nossa máfia acole humanos e Monstros... — Disse catty

Bretty ficou empolgada —  É muito legal uma Humana como você saber da História dos Montros! — Frisk sorriu e acentiu, e então se Virou para ver o Grande território mais uma Vez, quando olhou pra cima, Viu tubos de aço sustentando a Terra, e entre eles Passavam dubos de Ventilação

 — Vamos! Temos muito que te Mostrar ainda! Você vai amar o nosso sistema de Comércio, água, o Dono da máfia... — Bretty falou com estrelinhas nos Olhos

Catty riu — Amiga, não se Empolgue, Essa parte dos Donos não é confiável dizer a Todos...

~•~

Já fazia 2 anos Exatos que Frisk entrou na Máfia "Sem nome"

 — e então você não vai no Cemitério esse ano? — Perguntou Muffet, tomando um Gole de seu Café

 — Não, eu tenho Muito trabalho pra fazer, e Você? Oque está pensando em fazer hoje? — Falou a Garota, apoiando o Rosto na mão de tédio

 — Eu to pensando em visitar meu Bichinho... Aliás o Resto do meu Grupo já está cuidando da Economia da Máfia... Eu tenho tempo pra tudo hoje — Muffet era quem cuidava do Dinheiro da Máfia, ela Costuma roubar lugares e pessoas com Bastante dinheiro, oque faz a Máfia ser ainda melhor, e Dinheiro era oque não faltava lá

 — Bom dia humana... Dormiu no Orfanato denovo? — Questionou-se Papyrus, coçando o olho e Afagando a Cabeça da garota — Você já esta bem grandinha pra ficar lá, hein?

Frisk ficou envergonhada — E-Eu sei mas... É muito quieto lá... — disse Calmamente a Menina, Comendo a Torrada

Papyrus se Juntou a mesa de Café da manhã

Era o lugar do Subterrâneo que as Pessoas iam pra Comer, era liderado por Grillby e Seus Funcionários, ele ficava bem próximo das barracas de comércio que se espalhavam pelo grande território subterrâneo, pra cima do Restaurante tinha um pequeno Hotel

 — Bom dia Darlings! Essa noite foi... Ah! Espetacular! — Mettaton sentou no colo de papyrus, Fazendo uma pose dramática, Papyrus corou violentamente e cobriu o Rosto, Mesmo com a Máscara já fazendo isso — Friskerida! Eu posso arrumar um homem bem Bonito pra você... Querida... Todos nós sabemos que...  — Mettaton chega mais perto — Você é uma das poucas virgens daqui... Querida... — Frisk corou

 — E-Eu só tenho 15! Para com isso metta! Bo-Bom dia pra você também!... — Era costume Mettaton encomodar Frisk com esse assunto, Mettaton cuidava do Grupo de distração, e era dono de Vários Puteiros e Baladas, insiste em trabalhar junto com Muffet, geralmente é mettaton que causa as risadas do Restaurante, mas quem realmente presta pra isso é Sans

 — Bom dia pra vocês, Cara de cu — Ele coça o olho com raiva — Senhor MettaCu, seus Putero é um lixo — Sans se senta na Mesa, apontando o dedo Pra mettaton

 — Existe diferença entre puteiro lixo e Piroka broxa — Mettaton riu do próprio comentário

 — Quer ver pra provar?!  — Sans bate na mesa

 — parem de Falar dessas Coisas!, Frisk está na mesa — Disse papyrus

 — Eu não sou criança! — Exclamou Frisk, Trazendo risadas sarcásticas do comentário da Pequena

 — você acabou de falar: "Eu só tenho 15 anos!" em relação a Sua virgindade! Friskerida! Se decida! — Mettaton Bateu na mesa e encarou a Pequena

Frisk franziu a Testa e encarou Mettaton com mais frieza ainda — Eu. Tenho. Meus. Padrões. —  Frisk sorriu vitoriosa, e se sentou, Roubando um Gole da xícara de muffet

 — Hey! Eu paguei por isso!

 — Bom dia pra Vocês, acordaram cedo? — Gaster nem esperou a Resposta —  Enfim... Frisk, Muffet, Mettaton, Sans e papyrus... Eu tenho um trabalho importante pra vocês... — Falou Gaster, se apoiando na mesa extensa chamando a Atenção de quem estava lá

 — Eu já estou cheia de serviço... Mas tudo bem, se você diz que é importante... —  Murmurou frisk, Dando o Ombro

 — É assim — Gaster folheou alguns Papeis — Frisk e Muffet irão invadir a Casa do farsante, enquanto Mettaton irá destrai-lo, quando chegar a hora em que Frisk e Muffet tenham achado algo suspeito e tudo que pertence a Mafia, Sans e Papyrus atiraram no homem, se ele Resistir e fazer algo suspeito antes de sua morte, Recuem o mais rápido possivel — Gaster dá uma Pausa — Mettaton, tenre Seduzi-lo pra arrancar algo dele sobre a Nossa mafia, o Motorista estará esperando vocês na saida 12! Vão lá entre as 2 e 4 horas da Tarde, Boa sorte... — Ele rouba a Torrada de Frisk, e sai andando tranquilamente sem dar Chance de nenhuma argumentação

 — Eu não sei oque esse Cara fez... Mas eu quero que ele tenha a Morte mais dolorida... — Sans dá um sorriso por trás da Mascara, Papyrus dá um suspiro do argumento de Sans

 — Wow, Primeira vez trabalhando com os SkeleBrôs — Frisk fica animada — Espera... Minha torrada... — o Animo dela foi Embora

 — Neh... Kiddo, depois disso fica Cansativo trabalhar com nós... — Sans dá um suspiro — Eu vou resolver as Minhas coisas! boa sorte pra vocês

 — eu Odeio meu irmão... —  Papyrus se levanta, e pega uma ShotGun na mesa e segue seu Irmão

 — Eu odeio quando eles estragam o café da Manhã... —  Falou muffet, Tomando um último gole de sua Xícara, e colocando-a na Mesa, se levantou e Chamou um tal de "BurgerPants" pra Recolher a Mesa

 — Eu vou indo nessa Também... Se cuida metta...  — Frisk acena pra mettaton e sai do Restaurante, ela se Dirige a Mansão que costumava roubar as Atenções dos outros condomínios por ter Luzes fortes, já que o Subsolo era meio escuro

 — Bem-Vinda... quer que eu te acompanhe? —  Um mordomo recebeu Frisk

 — Não, obrigada... Eu já conheço o lugar — A garota sorriu e fez o caminho que sempre Fazia: Passava pela Recepção, Ia até o corredor principal e Saia na porta de trás, onde Havia Crianças se preparando para o Treinamento

 — Olá Tia Frisk!  — Um Garoto com uma Máscara simples e com cabelos Ruivos cacheados foi falar com Frisk —  como Vai?

 — Estou bem, Obrigada, já escolheu a Arma que irá usar?  — Frisk disse e se Agachou pra ficar na altura do menino

 — Sim! Eu vou usar um Machado! —  Frisk se espantou com a Iniciativa do garoto — e Como arma de Distância eu vou usar aquelas normais — Ele não sabia ainda o nome de todas as Armas

 — Ora... Você gosta de Machados? Nunca vi ninguém usar um... Vai ser difícil seu treinamento, mas Vamos lá! — Frisk dava apoio para as Crianças que Estavam dispostas a Lutar pela máfia, tinha mais intimidade com um Garotinho, ele nunca revelou seu Nome a ninguém, ele era Misterioso, Mas era bondoso

 Seus pais morreram igualzinho os pais de Frisk,porém os Pais do Garoto tinha uma loja de Pinturas artísticas

 — você tem Proteção pra Machado? — Perguntou o Garoto

 Frisk riu — Não, mas Vamos usar Bobonecos, ok?

 — E-Eles Nã-Ão vão ficar bravos? — O Garoto se encolheu

 — Claro que não, Eles são pagos pra isso... Vamos! Talvez papyrus tenha Algum machado! — Papyrus tinha acesso a armas, e isso facilitava o trabalho de Frisk

~•~

 — Eu to cansado... — Sans disse, se esticando e empurrando Frisk e Papyrus pro canto

 — Sans! Seu preguiçoso! Vai pro porta mala! — Papyrus Fala com sua Voz Rouca e cheio de veias em sua Cabeça

 — Nope

 — Fiquem quietos... — Muffet estava Limpando suas Armas

 — Papyrus, Trouxe oque eu Pedi? — Frisk pergunta apontando pra Mochila que Papyrus levavá

 — Sim, você teve sorte, o Doggo matou um Cara ontem exatamente com essa Arma, e então não precisei testa-la, vá em Frente — Papyrus tira um Revolver e uma Pistola glock — a Pistola é presente meu

 — Valeu Papy! — Frisk pega as Armas, o Revolver ela coloca escondido no suéter e a Pistola num Saco que ela leváva sempre em suas Costas — E então, estamos Chegando?

 — Desde quando deixaram crianças brincarem com Armas? — Sans debochou de Frisk

 — Sans, cale a porra da Boca — Papyrus virou o Rosto pra Sans — a Frisk atira melhor doque você

Sans abaixa a Cabeça —  Eu tenho minhas habilidades... — Ele dá um sorriso por trás da Máscara

 — Vocês falam muito... — Mettaton estava Olhando a Própria máscara no Espelho

 — Estamos Chegando...? Eu realmente odeio andar em Carros — Falou Frisk soltando um Suspiro logo depois

 — Oque foi? A Criança fica Tonta quando anda no carro? Quer parar em um parque pra Brincar? — Sans disse, aumentando o Tom da voz, Mas papyrus dá um Soco na cara do Sans, fazendo ele se calar

 — Me Desculpe Frisk, o sans está amargo desde hoje de manhã —  por trás da Máscara deu pra ver Papyrus Revirando os Olhos

 — Podem descer! Chegamos! — o Motorista falou, apenas obedeceram e Sairam do Carro, assim Começaram a Executar o Plano

Foram andando até a casa no endereço que o Motorista tinha Falado, Sans e Papyrus de esconderam, Mettaton tocou a Campainha da Casa, Muffet e Frisk foram para trás da Casa

 — Oque você q-! Oh... Olá... —  O Homen atendeu a Porta pra Mettaton, que Logo reconheceu Metta... O cara usava uma máscara branca, Lisa, sem nada desenhado

 — Olá querido... Eu andei lhe observando e... — Mettaton dá uma Risada sensual — Você... Sabe...

Enquanto Mettaton Distraia o Homem, Frisk e Muffet já estavam invadindo a Casa, Vasculhando aquele Lugar, E Sans e papyrus estavam de Olho no Mettaton, para Garantir que o Plano seja executado certo

Papyrus Suspirou —  Oque aconteceu Sans? — Papyrus Confortou o Irmão

Sans riu Tristemente — haha, Apenas tive a Verdade jogada na Cara... — Ele Cerra os Punhos — mas é apenas coisa da Minha cabeça... Esquece

 — O Pai já falou pra não ignorar seus Sentimentos, nós estamos em uma Máfia, não em uma Cadeia... Pare de se Reprimir pelo seu Passado... — Papyrus Disse — Aguente, não desconte sua Raiva matando esse cara... Logo quando voltarmos pra casa, Vamos conversar sobre isso

 — Para papyrus, eu Não quero sua Ajuda... Eu disse que está tudo bem... Não preciso de nada, é sério — Sans falou meio baixo, se acalmando — Eu estou bem, Acredite em mim

 — eu Acredito em você... Hey! Espera... Frisk está fazendo um sinal da Janela... Elas acabaram a Vasculhação — Papyrus Disse cutucando o Irmão

 — Como elas Foram rapidas... — Sans pega uma Pedra, e ataca perto da Casa, chamando a Atenção de mettaton

 — Desculpe querido...  — Mettaton Coloca uma Colt na cabeça do homem, fazendo o mesmo se assustar, por trás da Máscara, Mettaton dá um Sorriso — Você foi pego... Não foi dessa vez...

Sans e Papyrus correram até mettaton,Atiraram repetidas Vezes na Barriga e na Cabeça do Homem, Matando o cara, alguns Moradores de perto ficaram assustados

 — Fizemos barulho... Vamos rápido! — Muffet grita, eles Correm devolta pro Carro

~•~

 — Relatório? — Pediu Gaster

 — Matamos o Cara, Recebemos a Noticia que a Polícia chegou no Local, Chamaram a Ambulância, mas o Cara já estava morto. Achamos Máscaras de companheiros antigos nossos, provavelmente foi ele que Matou, Acharam também resíduos de Drogas, e Dinheiro, sem Contar de outros detalhes, Como celulares, Bolsas, Armas e Contatos Suspeito — Disse papyrus, Falando sério é calmo já colocamos os Números em investigação

 — Alguem de Máscara viu?  — Perguntou Gaster, Friamente

Papyrus Relaxou e deu os Ombros — Provavelmente não, mas não poderiamos confirmar

 — Certo... Bom trabalho, Muffet irá dar a Recompensa amanhã de Manhã... — Gaster disse, e Sorriu de orgulho por baixo da Máscara — Boa noite... Filho.

~•~

 — Ora Friskerida, Pense na Minha oferta, eu Não irei dar um Homem que Te machuca com o Pau, ele pode ser Pequeno, nós Temos muitos Anões lá! — as Pessoas por volta riram da Expressão de frisk, pelo canto da Máscara percebia que ela Estava corada

 — P-PA-PARA COM ISSO!! — Frisk começou a ficar raivosa

 — Vamos! Até o Papyrus que tem sua Idade já perdeu a Virgindade! Pare de Frescura querida!

 — Já chega! A primeira pessoa que eu Ver eu vou levar pra cama! — Frisk gritou, Levantando os Braços para o Ar

Sans chegou — Bom dia... Vocês não sabem oque é acordar Tarde?!

 — Eu retiro oque eu disse! Cala a boca Mettaton! — Frisk estava suando de Vergonha

 — UI! Sansynho, Parece que você vai gostar doque acabou de Ganhar! — Mettaton Puxou Sans mais pra perto e começa a Cochicar no Ouvido dele

 — Me-Mettaton! Para! Não escuta ele Sans! Ele ta Chapado! — Frisk tentou Amenizar, mas Falhou

Quando Mettaton parou de Cochicar no Ouvido de Sans, o mesmo Deu uma Risada com sua Voz grossa, e encarou a Menor por trás da Máscara

 — Hehe... É verdade Kiddo? — Sans diz, Mettaton Dá uma Risada Maligna — E então, vai me levar ou não? — Sans Chega perto da Menor — Eu não mordo... Ao menos que você queira...

Frisk Fica tão vermelha, que acaba desistindo, e então Apoia sua Cabeça na Mesa, pode-se ver uma Fumaçinha saindo de sua cabeça

Sans pega a Menor no Colo, e Sobe as Escadas do Restaurante, onde tinha um Pequeno Hotel para visitantes

 — Sa-Sans?! Mettaton! Papyrus! Alguem! — Frisk grita enquanto bate no Peito do Sans, tentando fazer com que ele a Largue, o Mesmo abre a Porta com um Chute, e a Fecha com o mesmo procedimento

Ele deita a Pequena na Cama, a Mesma estava Sem nenhuma Palavra, depois de sans encarar por vários tempos a Garota, ele Se senta do Lado da Cama e começa a rir que nem um condenado

Frisk Corou ainda mas ao Perceber que sans estava Brincando — Se-Seu filho de uma Mãe!

Sans estava rindo histericamente —  Desculpe Kiddo, Mas o jeito que você tava tremendo era muito engraçado... — Sans volta a Rir

Frisk suspira aliviada, e se encolhe na Cama, seu Coração estava desparado

Ao parar de Rir, Sans Encara a Garota por baixo da Máscara

 — Kiddo, você tem sorte... Se você tivesse mais uns 10 anos eu não iria te perdoar... — Sans dá uma Leve risada e se deita na cama aliviado

 — espera, você tem 25?! o Papyrus me falou que você tinha 19! — Frisk se espantou

 — hey! Eu tenho 19! Quem disse pra Você que eu tenho 25? — Sans Franziu a Testa por baixo da Máscara

 — Você disse que se eu Tivesse mais 10... Você sabe...

 — Well, você não tem 10 anos? — Sans perguntou

 — Eu tenho 15! Todo dia eu falo isso pra vocês!! — Frisk Bateu no peito de Sans, O mesmo se assustou com a Resposta da Garota

Sans riu — Você sempre dizia, mas eu Nem prestava atenção... Desculpa? — Essa foi a Primeira vez que Frisk viu Sans abaixar a Guarda

Eles foram interrompidos, quando Mettaton bateu na Porta

 — Sans?! Você ouviu que eu Falei que era só pra dar um Susto nela, né?! —  Mettaton Batia na porta freneticamente, Sans Abre a Porta

 — Eu ouvi oque você falou, Não sabe oque é conversar? — Ok, Sans levantou a Guarda novamente, Frisk suspirou Tristeza

 — Eu quase morri do Coração! METTATON! ISSO NÃO SE FAZ! — Frisk gritou com uma Voz triste, e se enterrou no Travesseiro da Cama

Sans Fica magoado — Eu não sou tão ruim assim!

 — Cala boca... — Frisk disse, abafando a Voz

Mettaton Riu — E então frisk, me diga, Você aceitaria?

 — Aceitaria oque? — Frisk Perguntou com a Maior inocência do mundo, Sans sai do Quarto e Deixa mettaton com a Garota

 — Dar uns Pega no Sans!

 — Nãão! Para com isso mettaton! —  Frisk puxa a Camisa do amigo — isso não é Engraçado...


 — Ok, Ok... Mas ainda boto fé, Vamos! Gaster vai dar as Tarefas daqui a Pouco!

 — Quando vou poder conhecer os Donos? — Frisk perguntou, Animada

 — Relaxe, você ainda tem Tempo... — Mettaton deu um Abraço na Amiga, e a Levou pro Restaurante novamente

Chegando lá, Gaster já tinha Ido embora — Perdemos ele... Oque ele deu de Tarefa? — Mettaton perguntou pra Papyrus

 — Ele falou que Hoje dará um descanso, e que pra nós resolvermos nossas Coisas Pessoais... — Papyrus Respondeu, Mettaton olhou pros Lados

 — Ora Ora Frisk, parece que você conseguiu encomodar o Sans... Haha... — Mettaton começa a Rir

 — Não seja Idiota Metta! você Cria expectativas Horriveis pra mim! — Frisk protestou, Cruzando os Braços

 — Então me diga o Motivo dele ter ido Embora... — Mettaton dá Um Sorriso por baixo da Máscara

 — Ele se Teleporta! Certo? Ele tem suas outras coisas! Certo? Então pare de me encher o Saco! Ano passado era o Papyrus, e agora o Sans! Amanhã vai ser quem? O Gaster? — Frisk disse! Alterando sua Voz, Mettaton Chega perto da Garota e Levanta um Pouco sua Máscara, deixando amostra apenas o Queixo da Garota

 Mettaton dá uma Risada, vitorioso —  Você está corada, Parece que eu Venci! — Mettaton Sai dançando vitorioso, Frosk senta do Lado de Papyrus e Volta a comer sua Comida Gelada

 — Não se preocupe humana! Mettaton faz Isso com todos, ele Gosta de testar o Coração dos outros... —  Papyrus conforta Frisk, a Mesma debocha de Derrota

 — o Problema é que dessa vez eu Confirmei algo... Mas é tudo mentira, certo? — Frisk tenta dar um Sorriso, ela Abre a Parte da boca de sua Máscara e começa a Comer

 — Humana, eu Quero que você entenda os Sentimentos de todos... Numa máfia existe muitos membros que se envolvem em Puteiros, Sans é um deles, mas isso não significa que as Prostitutas e os Clientes não amam, Eles trazem prazer, mas Nada de "Amor", entende? — Papyrus abaixa a Cabeça — eu mesmo... Já estou apaixonado por aquele Robô idiota... — Papyrus abafa uma Risada, ele se despede de Frisk e sai

Frisk sai do Restaurante, Tinha algo a Perguntar pra Papyrus ainda, mas não encontra ele...a Garota apenas vai em Direção as Pequenas Casas, Eram Lugares onde costumava dormir alguns Membros da Máfia, Não era higiênico, mas não gostava de dormir na mansão, e quando dormia no orfanato recebia Criticas

Ela Abre a porta da casa, e fala:  — Alphys? Metta? Vocês estão aqui? — Pergunta, mas apenas ouve um "uhum" de Alphys

Quando vai pro quarto da Amiga, acaba encontrando a Coitada trabalhando nos computadores, papéis espalhados pelo chão, Alphys estava sem a Máscara, isso não era novidade pra frisk, Alphya costumava tirar a máscara quando estava sozinha

 — Alpy... Você precisa colocar a Máscara... É pro seu Bem — Falou a Garota, encarando a amiga

 — Não se preocupe Frisk, Eu coloquei curtinas e grades nas Janelas, e um Sistema de segurança na porta super avançado, estou arriscando mostrar meu rosto pra você... Mas eu confio em você...

 — se é assim, eu Também tiro — Frisk tirou a Máscara, e Respirou aliviada — Novidades? — Alphys estava trabalhando em Hackear o Sistema de segurança de Máfias inimigas, ela Lutava com outros Hackers, mas segundo ela, era Tinha muito poder, já que recebia o Auxílio de Gaster — Quer um Chá? Você parece não ter dormido essa noite...

 — Por favor Frisk, me fale de Você... Eu estou a muito tempo querendo ouvir a Voz de alguem... — Alphys dá um Sorriso

 — Eu? Bem... Eu sempre fui eu... Eu acho, mas eu não For eu, eu serei a Pessia que me chama de eu, Talvez...

 — Ótimo... Era isso que eu Precisava... Eu estou aliviada de ouvir algo tão Normal, estou vendo números e códigos a Dias... Haha... Eu sou uma Condenada... — Alphys olha pra frisk pela Primeira vez, e se espanta — como você Cresceu! Meu deus! — Alphys abandona o Computador, e vai dar um abraço em Frisk

~•~

 — E se você fosse maior de 18? — Sans estava provocando frisk Desde manhã

Frisk debochou — Sans, não... — Ela já estava começando a ficar irritada de Sans e mettaton em Sua Cabeça — Para... É a última vez que te peço... — Ela estava na Mansão principal, ela tinha um quarto reservado lá, mas Decidiu ficar com Alphys por alguns Dias, para ter uma Compahia, mesmo pequena... Frisk abre a porta do Quarto e entra, Sans vem logo atrás

 — Vamos lá Kiddo... e se eu Mostrasse meu Rosto? — Frisk arqueia as Sobrancelhas pra Sans — Oh... Ficou interessada?

 — Você nunca Faria isso... Já me falaram que você não tira a Máscara nem pra tomar banho... — Frisk fala em Deboche, e Junta seus pertences

Sans ri — Eu não estou brincando... — Ele chega perto da Garota — Mas você vai ter que tirar Também...

Frisk rejeita a Proposta — PARA! PARA COM ISSO! — Ela tenta empurrar sans pra fora do quarto, mas ele era Muito forte

 — Ora kiddo... Eu não recusaria... Se Eu fosse você... — Frisk chega mais perto ainda de sans — Aceitou? — Frisk toca na Barriga de sans, o mesmo a abraça — Vamos pro meu quarto...

 Frisk dá um sorriso Maligno, e empurra Sans com toda a Sua força, ela Saca uma pistola e Atira no peito de Sans, ele foi atingido, e depois disso sai Correndo

Quando frisk Saiu pra ver se tinha alguem no corredor, gaster estava Encando-a Com sua Máscara assustadora

 — Ele mereceu isso... Meus parabéns Frisk... — Ele volta a fazer a Checagem

Algumas Horas depois, Frisk já tinha kevado seus Pertences pra Casa de Alphys,Fez uma Comida pra amiga, e Saiu, depois disso, Sans estava apontando uma Escopeta pro Rosto de Frisk

 — Eu tava apenas Brincando Kiddo... Mas você tinha que fazer o Uso de armas? — Sans se acha Vitorioso, Mas Frisk dá um sorriso por baixo da Máscara

 — Seu Tapado... Eu apenas cheguei perto de você pra ver se você estava com o Colete a prova de Balas... Você acha mesmo que eu Ia Atirar em você com intensão de machucar? — Sans abaixa a Escopeta e começa a Rir histericamente

quando sans parou de Rir, ele largou a Escopeta — Fui pego por uma Criança... Que desprezível... — Sans usa sua Magia pra deixar Frisk vuando pela cidade, Mas ela acaba caindo quando Papyus dá uma Ossada na Cabeça de Sans

Antes de Cair, Frisk É segurada por Mettaton

 — Sans, eu já Falei pra parar com isso... — Mettaton falou, decepcionado com o Colega

 — Vem, a Prisioneira amiga de Frisk está enlouquecida, Undyne pediu pra Chamar Frisk, talvez ela se acalme — Disse papyrus, Sans chega perto de Frisk

 — parabéns, você escapou dessa...  — Sans provocou, Frisk deu um Soco na Máscara de Sans

 — PARA COM ISSO! — Frisk ficou feliz por Bater em sans, Mas essa felicidade passou quando sua Mão começou a Doer, afinal algumas Máscaras eram feitas de metal

[|||To Be Continue>→>||]



Notas Finais


Errus de Pt Br? Alguém me fala! Pq esse teclado ta Bugado...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...