História You Worth My Sacrifice - Capítulo 20


Escrita por: ~ e ~IAmTheDarkness

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 33
Palavras 1.185
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


♠ TheOnlyOne (IAmTheDarkness): Infelizmente chegamos para trazer o último capítulo. Já deixo aqui meus agradecimentos a todos que acompanharam aí e fizeram nossa escrita apenas ir em frente. Não foram muitos comentando, mas ainda assim nos alegraram. Obrigado a todos.

♠ TheEvilQueen (EvilQueenGirl): Oii, gente, último capítulo... espero que gostem ♥ E muitíssimo obrigada a todos vocês que estão aí ainda com nós ♥♥

Capítulo 20 - Agora sim você é meu


A vida real não é como nos livros. Não é como um romance perfeito onde você vai encontrar a pessoa dos seus sonhos e tudo serão rosas na sua vida. Também não é como em uma aventura, onde você correrá inúmeros perigos e sempre se dará bem por ser o protagonista da história.

A vida é muito mais que isso. É como uma mistura de todos os gêneros literários existentes. Existe um pouco de comédia, romance, aventura, drama – muitos dramas – e até uma pitada de coisas que lhe causam horror. A minha vida, além de tudo isso, ainda poderia ter adicionado a ela uma grande dose de coisas sobrenaturais.

Um ano atrás, eu não acreditava que os vampiros pelos quais tanto me encantei em meio a leituras fossem reais, muito menos imaginei que acabaria me apaixonando por um.

No instante em que ouvi pela primeira vez a voz de Elieser Chermont, eu podia jurar estar dentro de um sonho, algo bem irreal e distante daquilo que eu chamava de vida. Ele surgiu para me mudar por completo, para virar meu mundo de ponta cabeça e me fazer ver tudo com uma totalmente diferente perspectiva.

E como eu o agradeço por isso.

Quando o conheci, tantos e tantos meses atrás, onze, para ser mais exato, eu não soube que me apaixonaria, me apaixonei sem perceber. E sei que as coisas não foram fáceis, elas nunca são, mas eu não o trocaria por nada nesse mundo.

Elieser não é um príncipe encantado convencional, mas também não chega a ser o vilão dessa história, entendem? Ele é como uma deliciosa e provocante mistura do bem e do mal. Uma mistura que se resultou em alguém cheio de ironia, sarcasmo, muito deboche, um sorriso encantador e uma personalidade tão intensa que é impossível de não se apaixonar por.

Vivemos momentos de tensão, é óbvio que sim. Mas quem nunca vive, não é mesmo? Eu seria hipócrita se dissesse que não queria viver uma vida assim com ele.

Sim, eu me apaixonei por um vampiro e, mais que isso, um vampiro que foi o assassino do meu melhor amigo. É claro que eu sinto certa culpa por estar com ele sabendo do que ele fez com Brian, mas, honestamente, o que posso fazer se meu coração o escolheu?

Ele me deu bons motivos para que eu o perdoasse e me pareceu injusto não fazer isso quando era justamente o que eu mais queria.

Passei a amá-lo em um piscar de olhos e nunca me arrependi de ter me entregue a ele em primeiro lugar. Ele era a pessoa que eu queria, ninguém mais faria eu me sentir como ele fazia.

E agora tudo isso nem parece mais importar. Estamos juntos, estamos bem e estamos felizes. Nada para nos impedir de permanecermos juntos ou algo do gênero. E isso é o que realmente importa.

Hoje Elieser vem para um jantar em minha casa, vai trazer Gabriela e Andrew consigo. Acreditem ou não, Gabriela e Andrew estão juntos vai fazer cinco meses e só nos contaram agora. Incrível como somos todos ótimos amigos e que não mantém segredos, certo?

Mas o jantar é para que contemos aos meus pais que eu e Eli estamos oficialmente juntos, namorando. Quando a campainha tocou, corri até a porta para abrir. Meus pais faziam o jantar enquanto isso.

- Boa noite, Eli. – Cumprimentei ele, recebendo um beijo em resposta.

Nós não éramos aqueles casais fofíssimos que trocavam apelidos carinhosos e tudo o mais. Não. O mais doce que conseguíamos era chamar pelos apelidos dos nomes mesmo, eu o chamo de Eli e ele me chama de Nic. Bem simples. Isso já é o bastante para nós e, sendo bem honesto, essa parte nossa que não é tão amorosa é muito divertida – muito mais do que aparenta ser.

- Trouxe isso para a sua mãe. – Elieser parecia um pouco tímido, segurando um lindo buquê de flores.

- Ela vai amar. – Afirmei para ele enquanto ele entrava em casa. – Oi, Gabi e Andrew. Entrem!

Os dois entraram timidamente. Meus pais vieram recebê-los e minha mãe quase chorou com as flores que ganhou de Elieser, dizendo que nem mesmo meu pai nunca dava flores a ela. Logo o jantar já estava servido e todos nós estávamos sentados à mesa e comendo.

É engraçado saber que Gabriela e Elieser são vampiros e que mesmo assim estão comendo como se fossem humanos normais.

- Então, filho... – Começou meu pai. – E os namoros, como estão? Muitas garotas te querendo?

Dei um sorriso meio congelado. Meu pai sabia que eu e Elieser já havíamos nos beijado, afinal Eli fez aquele quase escândalo em meio ao outro jantar após nosso primeiro beijo. Só que, por mais que meu pai não tivesse problema algum em relação a orientação sexual – incluindo do próprio filho –, isso não significava que eu não tinha certo receio de contar a ele.

- Pai, na verdade, eu queria contar uma coisa para você e para a mãe. – Eu disse sorrindo e levantei, pedindo para Elieser também levantar comigo. – Nós dois estamos namorando... tem um tempinho já.

- Mas isso é incrível, só que... já sabíamos disso. – Meu pai começou a rir, assim como a minha mãe. – Eu só queria incomodar vocês. E pedir para que façam menos barulho, sabe?

- PAI! – Gritei totalmente envergonhado por aquilo.

- Vou tentar manter isso sob controle, Sr. Henderson. – Elieser ainda apoiou meu pai, me deixando ainda mais vermelho.

- Já passei a gostar mais de você. – Meu pai disse. – O menino tem muito humor, isso é ótimo.

- Eu não mereço isso... – Murmurei ainda constrangido.

O jantar se passou tranquilamente. Fiquei imensamente feliz por meus pais terem aprovado aquele namoro. Se eles soubessem que o filho namora um bebedor de sangue, mordedor de pescoços, acredito que não gostariam tanto assim dele. Mas eles não precisavam saber, era o nosso segredo.

Após todos se encaminharem para seus recintos, sendo que Gabriela e Andrew foram embora, Elieser e eu nos sentamos em cima do telhado. Óbvio que precisei da ajuda dele para chegar lá, mas não vi problema algum nisso.

- Eles reagiram bem. – Comentou Elieser depois de um tempo. – Pensei que fossem me encher de perguntas.

- Meus pais são tranquilos, eles só vão se preocupar caso eu sofra por culpa sua. Aí não espere ver o melhor lado deles.

- Creio que eles então não saibam que já te fiz sofrer, não é? Porque aí sim já estariam me crucificando. – Riu ele e acabei por também rir. – Acho que nunca me senti tão feliz quanto me sinto agora. Obrigado por ter me feito ver o mundo de um jeito diferente e por ter me feito abrir os olhos para o amor mais uma vez.

- Você não tem que me agradecer. – Beijei-o suavemente. – Eu apenas te mostrei que um pouquinho de sacrifício muitas vezes vale a pena.

- Você é que vale o sacrifício. Mas muita gente não vale, por isso agradeço que você seja uma das poucas pessoas. – Ele me beijou novamente. – Eu te amo.

- Eu também te amo, Elieser Chermont. 


Notas Finais


♠ TheOnlyOne (IAmTheDarkness) & TheEvilQueen (EvilQueenGirl): PESSOAL, RECADO IMPORTANTE ♥

Nós vamos escrever mais uma história juntos, mas não sabemos ainda o assunto. Queremos que vocês sugiram assuntos que gostaria de ler, então pegaremos um (ou mais) e iremos escrever ♥ A opinião de vocês é importante, então, por favor, nos ajudem dessa vez ♥ Pode ser qualquer assunto *---*

Obrigado a todos. Muitos beijos, Fabi e Leo ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...