História Young - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Aaron Taylor-Johnson, Chris Evans
Personagens Aaron Taylor-Johnson, Chris Evans, Personagens Originais
Visualizações 21
Palavras 1.474
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 35 - Capítulo 34


A noite realmente foi muito proveitosa, Jana e eu nos acabamos na pista de dança, sob os olhares atentos e Aaron e Sebastian, que hora ou outra se juntavam a nós, mas passaram a maior parte do tempo conversando no bar. Candice, uma outra modelo da agência também se juntou a nós, ela era uma ótima pessoa, aliás, quem me dera se todas a outras fossem com ela, não se atrasa, não  me da trabalho, não se envolve em escândalo, ela e Jana são sem dúvida as duas com quem mais gosto de trabalhar.

- Eu tentei, eu juro que tentei. Mas ela não escuta. Está lá no camarote dançando semi nua em cima do balcão. - Barbara, a outra modelo que veio conosco se aproximou afobada

- Eu mato essa vadia, hoje eu mato. - bufei seguindo para o camarote, Cibelle estava a um vacilo de ser desligada da empresa, e parecia não aprender 

- O que houve? - Aaron se aproximou preocupado com minha irritação 

- Nada. Você fica aqui. - bufei o olhando, nem pensar deixaria aquela louca se aproximar dele de novo 

- Cibelle? - riu cruzando os braços 

- Aquela vadia me paga. - disse subindo, Sebastian fez menção de me seguir  mas Jana o agarrou, o impedindo. Peguei os rapazes que estavam por perto e eles agarraram a louca, que já estava quase nua e a levamos para o hotel, as meninas me ajudaram a dar um banho gelado e a colocar para dormir.

Jana:

Era o dia do desfile, eu estava muito nervosa, sempre fico nervosa mas dessa vez o frio na barriga era bem maior. Era um evento enorme, cheio de pessoas influentes do mundo da moda, grandes estilistas, diretores de grandes marcas, o diretor da Victoria's Secret estaria presente. Eu sempre sonhei em ser uma Angel, a pressão desse evento era enorme. Nay também estava sentindo, estava uma pilha de nervos, seria o primeiro evento produzido inteiramente por ela, e por Aaron, que estava surpreendente  calmo. Seu sangue frio me intrigava, poucas pessoas o tiravam do sério, Nay era a principal delas, se eles estavam bem, seu humor era ótimo, caso contrário, tudo o irritava, ela era o seu gatilho.

- Ok, onde está Cibelle? - Nay parou no camarim com as mãos na cintura preocupada

- Vomitando outra vez. - Candice disse terminando de se arrumar 

- Ótimo. Era tudo o que eu precisava. - bufou - E o Aaron?

- Checando as luzes e a passarela. - Eu disse a olhando 

- Ok, vamos ver. - se sentou pensando um pouco - Barbara, você veste o look da Cibelle, Candice troca de lugar com a Barbara,  e Jana encerra o primeiro bloco. 

- Ok. - dissemos juntas

- E o encerramento? Precisamos de quatro modelos. - Eu disse confusa

- Eu desfilo no encerramento. - suspirou 

- E eu? Faço  o que? - Cibelle disse saindo do banheiro com cara de morta viva 

- Você pega as suas coisas e volta para o hotel. Lá nós conversamos. - Nay a olhou irritada e ela deu de ombros juntando suas coisas e saindo - Bem, começamos em 20 minutos, se aprontem.

Fizemos as alterações que ela pediu e terminamos de nos arrumar. Bárbara abriu o desfile divinamente, voltando rapidamente para se trocar. Logo Candice assumiu a passarela, ela tinha uma postura incrível.

Entrei na passarela com o coração  na mão, tentando manter o nervosismo  e o medo de cair, respirei fundo caminhando com cautela. Olhei para o público e vi Sebastian na primeira fila, vibrando por mim, seus olhos brilhavam me olhando, seu sorriso enchia meu coração de força e felicidade, pisquei discretamente para ele que sorriu piscando de volta. Te-lo ali me apoiando  me transmitia tranquilidade, segurança. Era ótimo te-lo por perto novamente.

Sebs:

Jana brilhava na passarela, atraía  a todos os olhares para ela, era simplesmente perfeita, eu me sentia o homem mais sortudo do mundo por te-la. Eu estava me esforçando  para conter os ciúmes, mas não era facil. Ver todos aqueles caras babando por ela e comentando  me deixava um pouco incomodado, mas eu não iria estragar tudo dessa vez.

- Relaxa cara. - Aaron riu do meu nervosismo ao ve-la entrar na passarela pela segunda vez, todos a olhando e comentando - Todos podem olhar, mas é com você que ela volta pra casa.

- Você diz isso porque não é  a Nay ali em cima.

- Nós não somos assim. Sabemos o que temos e isso basta. - sorriu confiante,  Logo sua confiança  deu lugar a uma expressão confusa, quando Nay entrou na passarela, ele passou a mão pela barba, a olhando admirado - Nossa, como ela está linda.

- Tenho que concordar. - ri o olhando

- Corpão hein. - um homem atrás atrás nós sussurrou fazendo Aaron suspirar

- Minha garota. - Ele o olhou  de canto e disse com firmeza colocando as mãos no bolso 

- Sujeito de sorte. - tocou seu ombro rindo 

- Relaxa. Todos podem olhar, mas é com você que ela volta pra casa. - ri o olhando 

- Cala a boca. - bufou cruzando os braços 

- Meu amor, você estava deslumbrante. - sorri beijando Jana assim que o desfile acabou

- Eu estava tão nervosa. - riu brincando com a gola da minha blusa 

- Você foi incrível. Maravilhosa, radiante. - a suspendi em meus braços  braços a rodando

- Não seria o mesmo se você não estivesse aqui. - sorriu me beijando 

- Vamos comemorar. - Nay entrou sorrindo abraçada a Aaron  - Partiu boate. - disse e todos vibraram 

Aaron:

- Você estava deslumbrante na passarela. - sussurrei no ouvido de Nay enquanto dançavamos na pista 

- Eu so  estava cobrindo um buraco. - sorriu acariciando minha nuca rebolando sensualmente 

- Você leva jeito. - rocei a barba em seu pescoço 

- Meu lugar é no backstage. - se virou envolvendo os braços em meu pescoço - E na sua cama. - me encarou mordendo os lábios 

- Esse é o lugar onde mais gosto de te ver. - sorri a beijando, ela mordeu meu lábio  inferior e sorriu me puxando para o quarto

- Tranca a porta. - sorriu caminhando para o centro do quarto 

- Ok. - ri me virando e trancando a porta - Você é quem manda. - voltei a me virar e la estava ela, exatamente como da primeira vez que transamos, no meu aniversário, vestido preto caído sobre seus pés,  e uma lingerie de rendas pretas e vermelhas muito parecida se não idêntica a que usou no dia - Wow. - mordi os lábios me aproximando, acho que fiz igual da primeira vez

- Lembra? - sorriu sensualmente se aproximando 

- Impossível esquecer. - envolvi os braços em sua cintura a puxando para mim  - Foi ali que a minha perdição começou. 

- A minha foi antes. Você me deu trabalho, rapaz. - riu acariciando minha nuca 

- Você me da trabalho, até hoje. - ri descendo as mãos até seus quadris - é um desafio domar e entender você. 

- Eu posso dizer o mesmo de você. - mordeu os lábios sensualmente apertando meus braços - Eu nunca sei o que você  está pensando, sentindo. 

- Você me tira do prumo, me deixa maluco. Você me assusta. - a encarei e ela riu - Esse seu jeito atrevido, seguro, independente, eu não sei. Me deixa assustado, perdido. - suspirei e ela me olhou atenta - Mas a verdade é que eu sou completamente apaixonado por você. - disse segurando seu rosto, ela me olhou em silêncio alguns minutos e mordeu os lábios sorrindo, me senti terrivelmente vulnerável  e acuado por seu olhar indecifrável 

- Repete. - Ela sorriu mordendo os lábios e me olhando nos olhos, suspirei segurando sua cintura a puxando para mim e beijei seu pescoço 

- Eu sou completamente, loucamente, perdidamente apaixonado por você. - sussurrei calmamente em seu ouvido acariciando sua nuca, confesso que nunca estive tão nervoso em toda minha vida 

- É uma delícia ouvir isso. - ela sorriu entrelaçando os dedos em meus cabelos 

- É? - suspirei sorrindo, sentindo meu coração acelerar, ela sorriu assentido com a cabeça 

- Quer ver? - sorriu aproximando os lábios de meus ouvidos e mordiscando o lóbulo da minha orelha - Eu sou completamente, perdidamente, irremediavelmente apaixonada por você. - sussurrou pausadamente, arranhando minha nuca me causando arrepios, meu coração parecia querer saltar pela boca, fechei os olhos tentando controlar minha respiração e apertei sua cintura, ela sorriu segurando meu rosto e olhou profundamente em meus olhos - Eu amo você  Aaron. - disse em um sussurro quase inaudível fazendo meu corpo inteiro arrepiar, minha garganta secar, minhas mãos suavam, tomei seus lábios em um beijo ardente agarrando  sua nuca, a suspendi em meus braços e olhei em seus braços  sorrindo 

- Eu amo você. - sussurrei antes de te-la de uma forma sublime e apaixonada como nunca fizemos antes.



Notas Finais


😍😍😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...