História Young Forever - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Kim Seokjin, Namjin, Namjoon
Exibições 129
Palavras 1.280
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiiiii gente.

Antes de leem o capítulo eu peço a ajuda de vocês.
Quem tem Twitter já deve saber do que está acontecendo, não é?
Para quem não sabe, algumas A.R.M.Y's zoaram o Lay do EXO por ele ter desmaiado no aeroporto, e vocês sabem que o Lay é muito querido na china, não é?

Pois bem...

O MAMA 2016 vai ser lá, e as EXO-L's chinesas estão querendo fazer Black Ocean no BTS como punição para essas A.R.M.Y's (Black Ocean para quem não sabe é; na apresentação de um grupo, todos apagam as lipsticks e fazem silêncio)

Gente, eu sou A.R.M.Y e EXO-L, não é de hoje que os fandons tretam, já fizeram Black Ocean no BTS e no EXO e me doeu muito aquilo, e tenho certeza que aquilo machucou muito eles também.

E logo agora que o BTS lançou álbum novo...

Eu não quero passar por isso de novo, não quero ver os meninos com aquelas carinhas tristes, e tenho certeza que vocês também não. Por isso, vamos ao Twitter e vamos subir a tag #BTSDontDeserveBlackOcean por favor A.R.M.Y's, nossos meninos não merecem ficar tristes por culpa de armycão.

Fighting!

Capítulo 6 - Careful Where You Put Your Hands.


Os dias passaram, passaram devagar! E minha vontade de ter os lábios dele só aumentou.

Jin nem imaginava o que tinha acontecido, as vezes eu tenho vontade de gritar na cara dele cada detalhe daquele beijo, não estou aguentando mais.

- oooi hyung! Bom dia. - Taehyung gritou do balcão da cafeteria.

- bom dia. - sentei em uma das mesas.

- Noona disse que viria hoje - ele andou até onde eu estava com duas xícaras nas mãos. - fiz para você.

Ele colocou uma xícara na mesa, era café, daqueles cafés desenhados.

- oh! Que bonito, você tem talento. - olhei para o café com dois corações desenhados.

- obrigado! Eu só sei fazer café e servi os clientes. - ele se sentou junto a mim na mesa. - sou um cozinheiro horrível.

Eu nem estava com muita vontade de tomar café, mas aquele parecia tão bom.

Ah! A Seong? Eu e ela continuamos a namorar, mas estou pensando seriamente se eu levo isso a diante. Pode parecer precoce já que só estamos a três meses juntos, mas eu não quero machuca-la, não quero ficar com ela desejando outra pessoa.

Mas isso também pode ser só uma fase, isso! Logo, logo eu esqueço o Jin.

Melhor pensar no trabalho, vejamos... Ah! Eu já comecei a desenhar o centro de ajuda a pessoas deficientes, eu realmente estou feliz em fazer esse projeto.

- no que está pensando? - perguntou Taehyung.

- no trabalho... no Jin... - tomei mais um gole de meu café.

- ah, o famigerado Jin. - ele colocou as mãos atrás da cabeça.

- é... eu não sei o que faço para tirar Jin de dentro de casa.

- chute ele no meio da rua.

Ri com aquela "sugestão" de Taehyung. 

- mas falando sério agora... - ele deu seu último gole no café. - ... estava pensando em ir com uma galera a uma boate amanhã, você vai? Não aceito não como resposta.

- amanhã? Mas é quarta-feira. 

- as pessoas sempre saem aos finais de semana, parece até um padrão - ele deu de ombros.- e eu não estou a fim de seguir padrões.

- eu não sei, tenho muito trabalho.

Ele me olhou sério, mas logo um sorriso brotou em seus lábios.

Aquele era o sorriso mais estranho que eu já tinha visto.

- que pena, eu iria pedir que levasse o famoso Jin e...

- tá, tá! Eu vou.

- oba! - ele deu aquele estranho sorriso dele e começou a bater palminha.

Maldito 4D chantagista.

~Jin

- então, Namjoon-ah está estranho com você? - perguntou Hoseok enquanto saboreava a torta de uva que eu tinha abandonado de fazer.

- sim, eu e ele estavamos bem próximos, mas ele se afastou. - me juntei a ele.

- poxa, e quando isso aconteceu? 

- faz alguns dias...

- talvez ele esteja ocupado, Namjoon é um homem de negócios.

- é, talvez seja isso... mudando de assunto, como vai a Hye Min?

Nessa hora Hoseok deu um sorriso enorme, ele realmente era muito apaixonado por aquela mulher.

- ela está bem melhor.

Park Hye Min é a noiva de Hoseok, ele adora exibir seu anel de noivado e dizer que vai casar com a melhor mulher do mundo.

Mas as coisas nem sempre foram tão belas assim, Hoseok cometeu um deslize e acabou traindo ela. Ele estava bêbado e a garota não parava de provoca-lo.

Até hoje eu lembro do seu desespero.

- mas e você, hyung? - Hoseok olhou diretamente para mim. - quando vai arranjar uma namorada?

Nesse momento eu me engasguei com a própria saliva.

- o que...

- dos meus amigos apenas você, Jungkook e Jimin não arranjaram uma namorada ainda. Jungkook e Jimin eu entendo, eles são tímidos, mas e você? Tem medo das garotas também?

- eu não tenho medo das garotas, elas que tem medo de mim - olhei para minhas pernas.

- hyung, você tem que ser mais confiante, ou nunca vai conseguir uma namorada.

[...]

Passei o dia todo pensando naquilo, talvez Hobi tenha razão, eu deveria confiar mais em mim.

A noite eu estava assistindo um filme qualquer com Namjoon, era um filme de ação. Estavamos tão próximos um do outro... Mamãe já estava dormindo, a casa toda escura, só a luz da TV iluminava a sala.

Dai começaram as cenas de sexo de novo.

Porra, até em filme de ação tem isso?

Já estava esperando o Namjoon perguntar como os cadeirantes transam, mas ele ficou calado.

Estou com medo... ele não fica calado assim.

Olhei para ele, ele devolveu o olhar.

- o que foi, hyung? - ele perguntou com uma voz baixinha.

- nada... - respondi no mesmo tom de voz.

Voltamos a olhar para a TV.

De repente senti uma mão acariciar meu ombro, era a mão de Namjoon. Ela foi acariciando meu ombro, depois meu braço, quando percebi já estava com a mão em meu abdômen por debaixo da blusa.

- faz cocegas... - dei um sorriso.

Ele também sorriu.

Namjoon continuava a me acariciar, okay, isso está ficando estranho.

- Namjoon... - ele beijou minha bochecha.

- Jin eu quero te beijar todo agora... 

Ele pegou na minha nuca e me puxou para bem pertinho dele.

Eu acabei entrando na vibe também e envolvi meus braços no seu corpo, eu não sabia o que estava fazendo, só sabia que era bom.

Eu também beijei sua bochecha e colei minha testa na dele.

Ele me apertou na cintura e eu grunhi.

- que fofo - ele sorriu. - parece que eu estou apertando um gatinho.

- eu sou um gatinho, sou a pessoa mais bela que você já viu.

- meninos? - minha mãe apareceu no corredor, eu e Namjoon voltamos a nossos lugares imediatamente.

- oi mãe... - disse nervoso.

- filho, ta na hora de dormir.

- mãe, eu já sou adulto... posso ficar acordado.

- Seokjin, você sabe o que acontece quando fica acordado até tarde.

Suspirei e olhei para o Namjoon, ele estava parado e nervoso.

Então o abracei.

- Você me leva pro quarto?

[...]

Namjoon me deixou em minha cama e logo foi embora.

Meu Deus... o que foi isso que acabou de acontecer? Namjoon estava passando a mão em mim e eu estava gostando? Ai que vergonha...

- boa noite, filho. - mamãe me deu um sorriso e logo apagou a luz e fechou a porta.

- boa noite... - sussurei.

Fechei os olhos a fim de pegar logo no sono, mas eu não conseguia, eu ainda pensava naquilo.

Enquanto estava com os olhos fechados comecei passar minhas mãos pelo meu corpo, passava pelos meus lábios, minha nuca, meu abdômen...

Eu imaginava que minhas mãos eram as de Namjoon e que eu estava ali com ele.

Meu corpo estava estranho, eu estava exitado só de imaginar meu primo ali me fodendo.

Ri com esse pensamento sujo.

Eu sentia que aqueles toques não eram o suficiente, eu precisava de algo a mais.

Com uma de minhas mãos, apertei meu membro por cima da calça, me fez suspirar na mesma hora.

Tomara que a omma não ouça isso...

Abaixei um pouco as calças, meu membro saltou para fora, eu o peguei e comecei a me masturbar devagar.

- ah! Isso é tão gostoso... - acelerei os movimentos conforme minha vontade aumentava. - ah! Namjoon...

Eu gemia e me contorcia todo, com uma vontade incontrolável de gozar logo de uma vez.

Foi ai que, em meio a tantos suspiros, eu tive meu orgasmo.

Estava todo suado e ofegante, tentei relaxar meu corpo.

Isso foi muito bom, mas também muito esquisito... eu acabei bater uma pro Namjoon...

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...