História Young Forever - Capítulo 9


Escrita por: ~ e ~endlessfool

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, One Direction, Zayn Malik
Personagens Harry Styles, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Xiumin
Tags Colegial, Crossover, Endlessfool, Intercâmbio, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Londres, Rap Monster, Romance, Stupid_cookieee, Suga, Universidade
Visualizações 15
Palavras 2.782
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


[Júlia]: OEEEEEEEE, GENTEEEEEEEEE LINDA
turu bom?
Nos vimos nas notas finais, ok?

Capítulo 9 - IX. Fogo no rabo


Fanfic / Fanfiction Young Forever - Capítulo 9 - IX. Fogo no rabo

P.O.V Hoseok


Parecia que os minutos não passavam naquela sala tediosa e eu respirei fundo, controlando a vontade de bufar em tédio. Olhei para o meu relógio de pulso que ganhei de minha irmã mais velha... ah, como sinto falta dela, dos meus pais, amigos e do maravilhoso Budae jjigae* que a vovó fazia, da Coreia, de tudo; mas ter deixado tudo isso valerá a pena, eu espero. Vejo que os ponteiros marcam 12:07, faltando 23 minutos para a aula acabar.

Odeio quando tem aula teórica sobre os movimentos e blá blá blá, prefiro muito mais as aulas práticas, suar por causa da dança e dos treinos intensivos que o professor prático nos fazia passar. Tentei focar a visão no professor e prestar atenção na aula, mas em poucos minutos, eu já estava admirando o feixe de luz que batia na mesa através da janela de vidro. Bati com o lápis na cadeira algumas vezes, ainda focado na luz do sol, e em troca recebi olhares reprovadores de alguns de meus colegas. Suspirei cansado, entendiado, irritado, esfomeado, cansado, cansado, cansado.

Após mais uns vinte minutos de aula e um trabalho gigante sobre movimentos de dança e coisas do tipo marcado para a próxima aula, eu arrumei as minhas coisas as pressas e saí da sala. Alguém tocou meu ombro quando estava prestes a entrar no elevador e eu olhei para trás, dando de cara com Kim Taehyung. Mas não o Taehyung do curso de farmácia, que chegou há algum tempo em Londres e senta conosco todos os dias no intervalo. E, sim, o Taehyung, que estuda comigo na faculdade de dança, desde quando eu vim morar em Londres, e que vive andando com Kim Matthew pela universidade. Normalmente, ele voltava comigo para casa, mas hoje eu estava tão apressado a ponto de esquecer dele.

Sorri para ele como cumprimento e ele retribuiu, finalmente tirando a mão do meu ombro.

- Cara, o que você tem? - perguntou, chamando o elevador.

- Isso vai demorar - murmurei, checando as horas novamente. - Vamos pela escada, Tae.

- Aish, Hoseok - resmungou - São cinco andares.

- Vem logo, Taehyung - puxei seu braço e comecei a descer os degraus. Olhei para trás e o vi ainda no topo da escada, me encarando com os lábios formando um bico e as sobrancelhas franzidas. Suspirei e joguei meus cabelos para trás com a mão - Vamos, por favor.

- Aish! Tudo bem - caminhou até mim e começamos a descer juntos. - Então, você não me respondeu.

- Eu estou normal, Tae - garanti, balançando a cabeça minimamente - Apenas entediado.

- Hm.

Eu já sentia o suor escorrer por meu rosto, mas não me importava, queria apenas chegar logo na entrada da universidade e sentar embaixo de uma árvore centenária que havia no campus e conversar banalidades com Sunhee. Então eu desci os cinco andares quase correndo, ganhando, como consequência, uma respiração ofegante e cabelos colados na testa. Taehyung chegou logo depois de mim, me encarando como se eu fosse um ET.

- Que foi? - ergui uma das sobrancelhas.

- Você é estranho. - apontou para mim e eu sorri.

- Você diz isso todos os dias - avisei, saindo do pavilhão.

- Cara, - ele pausa e ri consigo mesmo - você 'tá mais estranho do que normalmente é.

- Que nada, 'mano - dei de ombros em desdém - Eu 'tô como sempre fui, só um pouco apressado.

- Se você diz.

Avistei Madi, Sook e Sunhee sentadas abaixo da mesma árvore de sempre. Um sorriso genuíno brotou de meus lábios instantaneamente e eu caminhei até lá com Taehyung do meu lado, carregado consigo uma careta confusa.

- Olá! - disse já me sentando no chão e elas responderam com ois animados - Senta, cara - falei para meu amigo que me encarou envergonhado, mas logo sentou-se ao meu lado e cumprimentou as garotas. - Meninas, esse é Kim Taehyung.

- Kim Taehyung? - Sook ergue a cabeça e analisa o garoto - Interessante - murmurou.

- Prazer, Taehyung, eu sou Lee Sunhee - a garota em questão apertou a mão dele e sorriu grande, jogando os cabelos para trás ao se afastar.

- Eu sou Madison Allen e essa Min Sook - Madi disse e repetiu o gesto de Sunhee, sobrando apenas Sook, que encarava uma maçã que tinha em mãos.

- 'Tá faltando alguém aqui, não? - olhei ao redor, procurando aproximação de algumas das outras garotas, mas não encontrei nada.

- Summer e Manu já foram, estamos esperando Charlie e Liesel. - Madison deu de ombros e olhou para Tae, que coçou a nuca, claramente envergonhado - Nós temos um amigo chamado Kim Taehyung, sabia?

Sook voltou a levantar a cabeça e respirou fundo, nos encarando meio irritada e eu não entendi bem aquilo. Sinceramente, qual era a dela com o Taehyung? Ele nos contou que ela tratou-o mal e depois pediu desculpas, que ia tentar agir melhor com ele e com as outras pessoas. Porém a cada vez que o nome dele era citado em uma conversa, ela se irritava e evitava falar com qualquer pessoa, mas estava sempre atenta ao que falavam sobre ele.

- Que legal - Tae comentou, abaixando a cabeça. - Ele é de que curso? 

- Farmácia - respondeu Madison, em um dar de ombros, e soltou um suspiro.

Os dois começaram a conversar sobre Kims Taehyungs e eu parei de prestar atenção, aproveitando para encarar Sunhee descaradamente, enquanto ela digitava algo no celular. Ela estava especialmente bonita naquele dia. Seus cabelos estavam soltos e pareciam bem maiores do que quando nos conhecemos - algumas pouquíssimas semanas atrás. Seus lábios rosados contornavam um sorriso delicado e os olhinhos puxados marcados por uma sombra clara se transformaram em duas pequenas linhas.

Por Deus, Sunhee é bonita pra caralho.

Ela olhou para mim e eu arregalei os olhos assustado por ter sido pego no ato, o que a fez gargalhar. Sorri fraco, absolutamente envergonhado.

- O que foi? - perguntou, franzindo o cenho, mantendo o sorriso nos lábios. 

- N-nada - abaixei a cabeça, me praguejando baixinho por ter gaguejado como um retardado. 'Tava parecendo uma garotinha de 11 anos prestes a beijar pela primeira vez.

- Ah - ouvi-a murmurar e ergui a cabeça, vendo-a voltar a olhar para a tela do celular.

Suspirei pela décima vez naquele dia e peguei minhas coisas jogadas na grama ao meu lado, apoiei uma das mãos no chão e impulsionei meu corpo para cima, ficando de pé em um pulo. As três meninas e Taehyung me encararam confusos e eu apenas ignorei, assistindo as duas que faltavam se aproximarem conversando.

- Eu vou indo, garotas. Tchau! - acenei e chamei Tae, que levantou e caminhou comigo até o estacionamento. - Uh, o que achou?

- Madison é legal - encolheu os ombros, com um meio sorriso.

- E as outras? - perguntei, mesmo sabendo a resposta.

- Eu nem conversei com elas, Hoseok.

- Eu sei. Você vai ter outras oportunidades. - dei de ombros, entrando no carro com ele.

- Como assim? - perguntou e eu o olhei de relance, ignorando sua pergunta e dando atenção a estrada. Saí do estacionamento da universidade e peguei a avenida St.Oxford, para conseguir chegar a casa de Tae. - Ah, você quis dizer que eu vou poder conversar com elas novamente?

Assenti brevemente e liguei o rádio. Estava tocando uma música da Demi Lovato, Made In The USA. Balancei a cabeça no ritmo da música e cantarolei o refrão. Taehyung se manteve calado, olhando para o movimento na rua.

- Cara, - chamou ele, de repente, e eu baixei o volume do rádio para o escutar - 'tá tendo uma convenção de animes no shopping, durante dez dias, já termina sábado.

- Convenção de animes? - ergui uma sobrancelha e o olhei de relance, que assentiu - Acho que Taehyung falou sobre isso. Começou quando?

- Na quinta - deu de ombros e eu girei o volante, fazendo a curva e entrando na rua que Tae morava. - Bem que você podia ir - sugeriu ele, já descendo do carro quando eu o parei. 

- Talvez eu passe lá no sábado. - disse abrindo um enorme sorriso.

- Beleza, então - sorriu - Valeu, mano - acenou e eu saí no carro, dirigindo até minha casa.

Assim que entrei em casa, encontrei Yoongi com os livros espalhados no balcão e Jin com os seus livros na mesinha de centro. Deixei a chave do carro no pequeno raque e me dirigi a cozinha, enchendo um copo de água para mim.

- E o almoço? - perguntei, tomando um gole da água - Ninguém aqui come mais não, é?

- É o seguinte, amigão - Jin disse - Se você não percebeu, estamos sem comida aqui porque ninguém tem tempo nem coragem de ir ao mercado, então se você quiser comer, faça sua própria comida. 

- Aish! Quando quer ser grosso... - resmunguei, deixando o copo na pia e indo para o corredor. 

- A Summer vai trazer algo 'pra gente comer, relaxa - Yoongi disse, aparentemente concentrado nos seus livros, e eu voltei para a sala, olhando para os meus amigos surpreso.

- Vocês trocaram de lugar? - apontei para eles - Que nem aqueles desenhos que os personagens tomam alguma coisa e trocam de personalidade?

- Vai te foder, Hoseok - Yoongi mostrou o dedo do meio 'pra mim e eu suspirei - Só 'tô tentando ser legal, mas já que não gosta, tudo bem, eu não faço questão mesmo.

- Esse é você - coloquei a mão no peito em falso orgulho e ele me olhou, revirando os olhos. - Vou tomar banho.

Entrei no meu quarto e fui logo para o banheiro. Após fechar a porta, eu retirei minhas roupas e as coloquei no cesto de roupa suja. A água fria que saiu do chuveiro tocou meu corpo e eu senti um choque térmico, por conta da mudança de temperatura repentina. O verão em Londres era tão quente, que só água gelada pra resolver.

Em meio ao banho, Sunhee surgiu em meus pensamentos. Nossa relação era boa, quero dizer, era ótimo conversar com ela e acho que ela tinha o mesmo pensamento, já que nunca demonstrou um sentimento contrário em relação a mim. Sorri. Como podia alguém ser tão doce, gentil, alegre, simpática? Eu, com certeza, não tinha capacidade pra isso. As vezes o orgulho falava mais alto.

Além de tudo, ela era fácil de se lidar. Era alguém que eu queria estar perto. Mas, mesmo tendo afirmado que gostava dela no verdade ou consequência, eu tinha dúvidas sobre meus sentimentos.

É apenas amizade?

Tento algo?

Eu gosto mesmo dela?

Talvez seja só fogo no rabo.


P.O.V  Madison


14:55.

Respirei fundo pela quinta vez em dez minutos e levantei, colocando as mãos no bolso do short jeans que eu usava.

14:55.

Que droga! O relógio não se mexia, não? Respirei fundo e sentei no sofá novamente. Jungkook soltou uma risadinha e eu me estiquei um pouco para vê-lo sentado na mesa da cozinha, me olhando risonho.

- Calminha, Madison, ele sai daqui a pouco - avisou, voltando a escrever algo no seu caderno.

- Que enrolão do caralho - resmunguei baixinho, me afundando no sofá. 

14:57.

Qual era o problema do tempo? Ele não podia passar mais rápido, não?

14:58.

E o Namjoon? 'Tava se fundindo na cama?

14:58.

Inventando a roupa? O chuveiro quebrou? Taehyung jogou as roupas dele fora? Ele não tem o que vestir?

14:59.

Ele ficou muito tempo no banho e o banheiro inundou?

14:59.

Inúmeras desculpas, nenhuma realmente cabível. Não no meu ponto de vista, ao menos. 19 minutos esperando um garoto se arrumar? Sério mesmo? Ah, me poupe. Só podia ser brincadeira com a minha cara.

15:00.

20 minutos. Respirei fundo mais uma vez e me levantei bruscamente, atraindo a atenção de Jungkook, que me olhou com uma sobrancelha arqueada. Forcei um sorrisinho, o que provocou um risinho nele e ainda um balanceado de cabeça em negação. Eu faria o mesmo, devia estar parecendo uma desesperada. Enfim, segui pelo corredor e me deparei com três portas, uma delas estava aberta e o quarto vazio, então deveria ser o de Jungkook. Encarei as duas que sobraram, uma de Namjoon e a outra do Taehyung. Mordi o lábio e levantei o dedo indicador sultilmente, fiz Mamãe Mandou e a porta da direita ganhou. Estava me preparando para bater na porta quando a outra é aberta bruscamente. Dei um pulinho para trás com o susto e Taehyung gargalhou.

- O que está fazendo? - perguntou, se encostando na parede e me encarando. Ele vestia apenas uma calça moletom e estava sem camisa, mas ele não tinha um peitoral muito definido, então não prolonguei meu olhar naquela região. Seu rosto ainda tinha resquícios de graça e eu ergui as sobrancelhas.

- Namjoon 'tá demorando muito, se ele não sair daí agora, eu vou arrombar a porta - reclamei, revirando os olhos, e respirei fundo para não fazer o que disse.

Taehyung riu e se aproximou da porta, abrindo a mesma. Eu me esgueirei um pouco e consegui ver Namjoon apenas de cueca procurando, aparentemente, algo para vestir em seu guarda-roupas. Arregalei os olhos e Tae virou-se bruscamente para mim e cobriu meus olhos com sua mão. Eu ri e toquei sua mão com a minha, afastando-o.

- Já era, eu já vi - gargalhei, passando por Tae e entrando no quarto. Namjoon olhou surpreso para mim e depois deu de ombros, voltando a revirar suas roupas - Não tem como desver, infelizmente - informei ao outro que concordou, fazendo um bico indignado.

- Ei! - Namjoon nos olhou com falsa irritação - Eu sei que você gosta do que vê - apontou para o próprio corpo.

Percorri meus olhos por todo o seu corpo e mordi os lábios. Assim como Taehyung, ele não tinha um peitoral definido, mas suas coxas grossas eram bonitas, e foi o que prendeu minha atenção.

- Viu? Você 'tá me secando - apontou para mim, rindo, e eu dei de ombros.

- Não tem como não olhar, você 'tá quase nu na minha frente - me defendi, sentando na sua cama e Tae me olhou, concordando.

- Aposto que ela 'tá decepcionada por ter que ver seu corpo - disse, com total certeza e eu ri de seu bico.

- Pois é - balancei a cabeça, mesmo não sendo verdade. Ele ainda era um garoto, eu ainda era uma garota, ele ainda tinha coxas e eu ainda gostava de coxas.

- Tudo bem - Namjoon revirou os olhos, puxando uma calça jeans do amontoado de roupas e vestindo rapidamente.

- Nunca mais vou sair com você - disse, deitando na cama e abrindo os braços - Demora mais que eu, credo.

- Isso não acontece sempre, mas os meninos gastaram quase todo meu dinheiro do mês com roupas e eu comprei poucas para mim, agora 'tô quase sem nenhuma. - explicou. 

- Ahn? - franzi a testa.

- Ele estragou nossas roupas quando foi lavar e teve que comprar 'pra gente e ficou sem - Tae disse.

Comecei a rir da burrice dele. Ri tanto que me engasguei. Tae bateu em minhas costas, enquanto eu ria desesperada. Quando me recuperei, vi Namjoon me encarando com uma expressão que eu não tinha visto nele, parecia preocupado; mas estava tudo bem, então eu levantei e puxei sua mão para sairmos do quarto, já que ele já tinha vestido uma regata grande na cor azul. Nós saímos do apartamento dos garotos e descemos de elevador até o térreo. Eu conversei com a recepcionista e pedi para ela chamar um táxi, e em pouco o carro já estava em frente ao prédio. Agradeci rapidamente e logo nós estávamos a caminho do shopping. Eu estava querendo ir na convenção de animes que estava havendo há dias, nunca perdi um ano e não ia ser a primeira vez. Então, como as meninas não quiseram ir comigo, eu chamei Namjoon, que, felizmente, aceitou.

- Puff! Sério que você nunca foi em uma convenção de animes antes? - revirei os olhos pela última fala dele, mas o sorriso no meu rosto deixava claro que eu estava feliz. 

- Aigo! Por que tanta surpresa? Eu só não tive oportunidade. - fez um bico e riu.

- Ah, sim - balancei a cabeça e olhei através da janela o shopping cada vez mais perto de mim. - Eu amo isso, é tão legal. Sério, você vai adorar.

- Eu não tenho dúvidas - riu baixo e eu olhei-o, ao mesmo tempo que ele abaixava a cabeça.

Dei de ombros e voltei a olhar para a janela. O carro foi diminuindo a velocidade gradativamente e eu saí correndo e pulando, literalmente. Corri até a entrada do shopping e juntei as mãos na frente do corpo, esperando Namjoon se aproximar. Ele sorriu 'pra mim e eu ri. Puxei seu braço e o levei para dentro. Subimos para o segundo piso, onde estava acontecendo a convenção e compramos nossas entradas. Assim que entramos, eu vi ao longe um garoto vestido de Naruto.

Bem, ia ser realmente divertido.


^^^^^




Notas Finais


OPAAA, GENTE
Então, mil desculpas pela demora.
sério, DESCULPA MESMO, por favor
Eu não tenho desculpas pro atraso, só peço desculpas msm
Não vai acontecer de novo
ENFIM
gostaram desse cap? Sjdbbdbsbs
MADISON OLHANDO PRAS COXAS DO NAMJOON: comassim?

*Budae jjigae*: é uma sopa muito comum na Coreia do Sul e que surgiu durante a guerra da Coreia, época em que o alimento era escasso e por isso os coreanos usavam as sobras de alimentos usados pelos americanos, como presunto enlatado, salsicha, queijo


♡ ALGUNS ESCLARECIMENTOS ♡

• St. Oxford é uma avenida de Londres
• Pra quem não sabe, Kim Taehyung que é citado nesse cap é o J. Seph do KARD. (Sim, ele tem o mesmo nome do V)
• E o Kim Matthew é o BM, também do KARD
• Essa garota na capa é a Min Sook, pq eu visualizava ela desse jeito ae vi essa foto e pá, bateu direitinho
...

Pessoal, pra quem quiser acompanhar novas parcerias de Alice e eu, sigam o perfil @jhopefro
Nós estaremos postando novas histórias lá
E se quiserem me seguir no Twitter tbm, meu user @mariajl332
Tá bom?

BEIJOS E ATÉ SÁBADO (juro que vai ser sábado msm)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...