História Young, Wild and Free - Capítulo 29


Escrita por: ~

Exibições 34
Palavras 786
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 29 - 29


Vamos em direção a nossa casa. Mia já estaria lá pela hora. 

- Vem, entra. A casa é sua. - digo para Gisele. Ela apenas me acompanha. 

- Mia? - chamo e ela aparece na cozinha.

- acabei de chegar... - ela diz e se surpreende por ter gente nova. 

- essa aqui é minha amiga Gisele. - digo apresentando. - Gisele, essa é minha irmã Mia. - digo sorrindo. Elas se cumprimentam. - se importa da Gisele passar um tempo aqui? - digo. 

- se é amiga da minha irmã, também é minha. - Mia sorri. - onde está Dom? Veio pra casa? 

- Veio sim Mia... você sabe onde ele está. 

- ele não sai mais de lá. - ela sorri. - fique à vontade Gisele, a casa é sua.

Chamo Gisele para ir-mos ao encontro de Dom. Ele estava mexendo no Charger. 

- não sabia que estava pretendendo usa-lo. - digo me aproximando. 

- não estava até hoje mais cedo. - ele diz não se desconcentrando. - seu Maverick está bom? Vamos precisar. - ele diz me olhando dessa vez. 

- posso ajudar vocês de alguma forma? - Gisele solta a voz pela primeira vez na conversa. 

- pode sim... - Dom diz. - me conta tudo que sabe sobre Braga. - ele nos olha. Ficamos ali por algum tempo conversando até que Brian chega.

- está todo mundo a procura de vocês. - ele diz nos olhando. 

- não saímos daqui. - digo o encarando. Dom ainda continuava mexendo no carro. 

- é legal que aceitou a modernidade. - ele se aproxima. - mudou para injeção eletrônica. 

- é... eu tô me modernizando. - Dom diz sorrindo. 

- e o seu laranja, Lanie? - ele pergunta. 

- Tej modificou. - digo sorrindo. 

- Tej? - Dom me olha confuso. - não sabia que deixava outras pessoas mexerem no seu carro. Ate pouco tempo éramos nós que fazíamos isso. 

- algumas coisas mudaram Toretto. Tej é nosso amigo. - digo o encarando. 

- acho que algo mais que amigo pra você, Melanie. - Brian diz rindo. 

- cala a boca boneca loira! - digo jogando algo que catei do chão. 

- vou com vocês. - Brian diz mudando a expressão. 

- eu não pretendo trazer ninguem de volta. - Dom diz nos encarando. 

- eu sei. - Brian confirma. 

- Lanie... aperta o acelerador. - Dom muda sua expressão. Me levanto e faço o que ele pede. Brian olha para a casa e vai em sua direção. 

- vai começar a velha história...- Dom diz. 

- Deixa sua irmã ser feliz, Dominic. - digo o repreendendo. 

- espera... Brian já teve algo com sua irmã? - Gisele me pergunta. 

- a cinco anos atrás Brian entrou para nossa família. Infiltrado como policial...- continuo contando a história para Gisele e passamos horas ali relembrando fatos de nossa vida. 

- Melanie, já estou indo, acho melhor pegar um casaco. - Dom diz. Pego um casaco rápido e entro no meu Maverick. Gisele vai comigo até certo ponto, um homem de sua confiança lhe entregará seu carro. 

Ficamos esperando Brian que estava lá dentro com a Mia faz horas. 

- como me despeço dos meus irmãos?- Mia diz com os olhos cheios de lágrimas vindo em nossa direção. 

- voltaremos. - Dom diz. 

Nos abraçamos e voltamos para o carro. 

- vocês são muito unidos. - Gisele diz. 

- somos uma família. - digo sorrindo e ela sorri de volta. Dom acelera o Charger e saímos com nossos carros, amanhecemos na estrada, estávamos indo para o México. Paramos um pouco depois de passar pela fronteira, pegamos um atalho que Gisele conhecia. Paramos no local onde ela marcou de pegar seu carro. E ele já estava la. Ela foi falar com o cara que trouxe enquanto ficamos esperando. Dom estava com o cordão que era dele e da Letty. 

- eu lembro como você suou para conseguir comprar esse cordão. - digo rindo. 

- é... era nossa aliança. - ele diz sorrindo. 

- sinto tanto a falta dela. - digo olhando para o horizonte. 

- Dom... queria te agradecer por ter salvo minha vida. - Gisele se aproxima de nós novamente. - isso vai te ajudar a chegar até o Braga. - ela me olha. - mas presta atenção... ir até lá é suicídio. - ela nos alerta. 

- não tenho escolha. - Dom diz sério. 

- deve ter a amado muito. - Gisele diz se aproximando dele e depositando um beijo em sua bochecha. Ela chega até mim e me abraça. 

- vou sentir sua falta. - digo para ela. 

- eu também. - ela sorri. - se cuida. Ela se afasta. - Vaya con Díos. 


Notas Finais


Oi amorzinhos, estou querendo saber a opinião de vocês, o que estou achando da fanfic? Tenho andado muito desanimada para tudo... inclusive para escrever aqui :/ enfim, sejam sinceros. Beijos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...