História Younger • Binu - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias ASTRO
Personagens Eunwoo, Moonbin
Tags Astro, Binu, Binwoo, Boyxboy, Cha Eunwoo, Moonbin, Romance, Yaoi
Visualizações 18
Palavras 1.126
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Aaaaaa eu finalmente terminei o segundo capítulo (/•_•\). Por favor, prestem atenção no espaçamento e estrutura, vai revelar os espaços de tempo e etc. Espero que tenha ficado tudo claro ♡

Capítulo 2 - Eunwoo, a gouache.


EunWoo tinha os dedos entrelaçados aos de Moon Bin, porque eram tudo o que o outro tinha. Uma escolha ótima, que não se arrependeram nunca, e sequer motivos tiveram, uma vez que era tudo pelo amor que sentiam.

Moon Bin não prendia EunWoo, e não se sentia preso ao outro. Não queriam fugir, não precisavam se esconder; o mundo naturalmente se tornava um detalhe quando estavam imersos no próprio momento tão singular.

E ambos viviam o dia mais memorável de sua fase adolescente, um dia antes da maioridade de EunWoo, abraçados no telhado, bem acima da cidade e bem acima da realidade; os anos passando nunca foram tão irrelevantes, a ansiedade de assistir o tempo indo diretamente ao lixo não existia quando todo tempo ao lado do outro era puro, sem números, julgamentos.

O fato de estarem crescendo e Cha atingindo a tão esperada maioridade, ganhando um pouco mais de liberdade, nunca atormentara Bin, apenas o deixava mais forte, esperançoso. Tudo que comprou de presente ao namorado fora um anel prateado cujo os detalhes faziam parecer que raízes contornavam o dedo médio, flores minúsculas no mesmo, o presente do outro automaticamente parecia fazer parte de si, o conectando como o próprio Moon sempre fazia.

Quando colocou o anel no dedo de Cha, sem nenhuma pretensão de rótulo amoroso, embora o amasse tanto quanto jamais chegou a imaginar, Moon Bin não tinha medo ou incertezas. Ele apenas confiava no outro, e o que decidisse fazer teria seu apoio. EunWoo sempre fora esperto e mostrou ao namorado tudo de bom que o mesmo conhecia, tomava decisões corretas.

Puxou o mesmo para perto, as mãos delicadamente em seu pescoço enquanto deixava selares na boca alheia, logo lhe dando um beijo longo.

Se separaram, mais uma vez Moon Bin entrelaçava suas mãos, pousando a cabeça em seu ombro e observando o céu escuro com pontos brilhantes caindo sobre a cidade sempre iluminada, movimentada.

- O amanhã inteiro será seu grande dia. - O mais novo disse, provocando risadas em EunWoo.

Juntou as sobrancelhas com a reação, recebendo um beijo na testa. EunWoo pensou que ele não deveria saber, mas todo dia ao lado do namorado era incrível, desmerecendo qualquer data comemorativa que costumava amar quando criança.

- O que quer fazer?

- Hum... - Pensou um pouco, balançando as mãos. - Comer, visitar o Minhyuk.

Moon fez bico.

- Nós fazemos isso em um dia comum.

- Podemos comer sushi dessa vez, vai ser especial. - Sorriu e o mais novo retribuiu, concordando.

Ficaram um tempo num silêncio íntimo e confortável, Bin quase sonolento no ombro do outro.

- Você está crescendo. - Riu, apertando a bochecha de Cha e o fazendo rir também.

Ficando velho, EunWoo nunca sentia que as coisas realmente mudavam, que iriam mudar.

Ao menos não entre os dois; MoonBin e Cha EunWoo se pertenciam, enquanto fosse propício que sim, enquanto estivessem juntos.

"EunWoo, o que você quer ser quando crescer?"

Moon Bin usava tênis vermelhos, os cadarços azuis, agachado na areia da praia desenhando nela com um graveto.

"Eu já cresci, Moon, tenho quinze." Se gabou. O outro não ligou, apenas porque gostava da expressão divertida de Cha, radiante quando estava o provocando.

"Moon, tem uma carta. Com a resposta se fui aprovado ou não. Você abre."

"Hyung, eu consegui a melhor nota da classe!"

"Meus pais querem viajar, talvez permanentemente."

"Tudo bem."

[♡]

「 seventeen? sixteen. 」

- EunWoo, você é péssimo nisso! - Riu, se apoiando nos joelhos com o controle do videogame em mãos. Moon Bin dava uma surra em Cha no seu jogo favorito de ação, e o mesmo apenas ria, nada competitivo diferente do namorado. - Bobo.

- Vamos de novo.

Bin com uma bala de morango entre os lábios, tentando comer inteira. EunWoo se esticou até sua boca, prendendo a bala entre os dentes e puxando para si, lhe dando um selinho antes de se afastar, recebendo um tapa do mais novo que ficara sem o doce, mas não podia esconder o rosto corado de vergonha. Riu mastigando a goma, voltando a partida que dessa vez começara melhor para o mais velho.

[♡]

"O que seria oficializar? Já não fizemos isso?"

"Naturalmente, sim."

"Você quer de uma forma mais romântica, então?"

"Talvez, Bin."

"Minhyuk quer nos ver hoje, EunWoo, não seja preguiçoso!"

"Quem era ela?"

"Fiz uma amiga."

"Tem um jeito afável, eu gosto."

[♡]

「 Right now, with you. 」

Dois dias depois e aos dezoito anos, o mesmo sentimento recíproco, por isso tão completo. Os mesmos jovens descobrindo a si mesmo e ao mundo - Moon Bin, mais que EunWoo. E isso era suficiente.

- Binnie, eu consegui! - Chegou animado, dando pulinho frente ao namorado, um sorriso enorme e uma folha em mãos que Bin não conseguia ler já que o outro não parava quieto.

Riu da agitação do mais velho, pousando as mãos em seus ombros para o mesmo se acalmar.

- O que, EunWoo?

- A Universidade!

O mundo parou.

Bin estava congelado, as mãos ainda apoiadas no namorado, agora com um leve aperto.

Ele conseguiu. Abaixou os olhos para a folha, agora podia ler claramente as escrituras. Com todas as letras; c-o-n-s-e-g-u-i-u. Oh, seu EunWoo era tão esperto.

Nenhuma das consequências invandiram sua mente, tendo espaço apenas para a felicidade estampada no rosto do mais velho. Aos poucos sorria também, logo sentia que suas bochechas iriam rasgar.

- Oh, Deus. Parabéns! Eu te amo!

Moon Bin pulara no colo de Cha, lhe dando um momentâneo desequilíbrio. Os braços apertando seu pescoço, as pernas ao redor do corpo masculino. O papel agora se encontrava no chão, Bin enchendo o namorado de beijos.

Moon Bin e Cha EunWoo se separaram por um tempo, porque era necessário, mas com certeza saberiam lidar. Bin estava no aeroporto em seu último dia, insistira em carregar a mala. Lhe deu um abraço, um beijo intenso, o viu partir, jogando beijos no ar enquanto a fila que o namorado estava andava.

Cartas e alguns e-mails. A vida ainda era linda sem EunWoo exatamente ao seu lado; tinha lhe dado algo que não conseguia perder, e agradecia por isso. Todos os dias sentia saudades de Bin, seus sorrisos constantes e a mania de alegrar seu dia. Tinha paciência, não faltava muito para sua primeira visita.

Três anos; três era o número que conheciam. Moon Bin não era tão bom com matemática para saber os dias, EunWoo sequer ligava para um detalhe tão pequeno. A saudade fazia o peito doer, e ambos a matariam logo, no quarto de Cha.

Era incrível como pareciam não ter mudado nada. Após a fase jovem esvaindo e após os três anos que ficaram separados; como adultos, crescidos e num bom caminho, mais sérios e altos. Moon Bin não precisava dizer o quanto sentiu saudades, e quão feliz estava em revê-lo, novamente o tendo a seu lado, EunWoo igualmente.

Mais uma vez podiam entrelaçar os dedos, deitados na cama lado a lado; eram tudo o que o outro tinha.


Notas Finais


Mais uma vez estou pura insegurança com o capítulo hihi. O terceiro é o final e também a conclusão de binu.
Vai ter versão namjin desta fic, mas com o plot um pouco mudado (assim que eu tomar vergonha na cara e escrever tudinho). Obrigada por lerrr
XO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...