História Youngs And Liars - Capítulo 3


Escrita por: ~

Exibições 3
Palavras 1.573
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Hentai, Lemon, Orange, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi!
Desculpem o atraso, minha semana foi corrida, fiquei sem tempo pra escrever, mas aqui está!
Os capítulos à partir de agora vão ser menores.
Boa leitura Youngs!

Capítulo 3 - The Scape


Fanfic / Fanfiction Youngs And Liars - Capítulo 3 - The Scape

Lana Del Rey - Ponto De Vista

*****Flashback On*****

01/01/2017

03:24

-Você tem certeza disso? -Perguntou o garoto que estava na minha frente.

-Sim. -Disse pensativa.

Ouvi o barulho de mensagem e desbloquiei o celular e vi a mensagem do número desconhecido.

Está pronta?

—The Killer Bitch

Respondi:

Sempre!

—LDR

Todos os meus pensamentos eram guiados por uma vontade louca de escapar e fugir de tudo... E assim será...

*****Flashback Off*****

17/02/2017

23:49

-O que você quer, Lana? -Perguntou Tyler.

-Eu pensei bem, eu não vou contar pra Crystal, mas tenho duas condições. -Disse.

-É claro, você sempre tem condições. -Ele cruzou os braços. -Quais são?

-Eu quero saber o porquê de você ter feito aquilo... -Fechei meus olhos ao lembrar.

-O "porquê" do quê? -Ele perguntou.

-Preciso realmente dizer? -Arqueei uma sobrancelha.

-Ah... -Ele suspirou. -Qual é a outra? -Perguntou ele.

-Você ir atrás do perdão daquela pessoa. -Disse.

Ally Brooke- Ponto De Vistá

18/02/2016

03:18

Acordei com dor de cabeça e olhei ao redor, vendo um quarto de paredes verdes e cheias de pôsteres do Harry Potter. Soube imediatamente onde estava. Estava no quarto do Zayn.

-Zayn? -O chamei.

O mesmo apareceu vestindo um suéter preto e calcas jeans de mesma cor.

-Você tá melhor? -Ele se aproximou.

-Eu acho que sim... Como vim parar aqui? -Me lembrei de Lana. -Oh meu Deus! A Lana, ela... E-ela está morta! -As lágrimas caíram do meus olhos.

-Do que tá falando? -Ele pareceu nervoso enquanto perguntava.

-Alguém... Machucou a Lana... -Falei entre o choro.

-Você está enganada, a Lana saiu da festa como todos os outros, ela está bem, okay? -Ele envolveu seus braços ao redor do meu corpo em um abraço quente.

-Você tem certeza? -O olhei ainda chorando.

-Sim, eu tenho. -Ele afirmou e aquilo me tranquilizou.

Mas realmente Lana estava viva?

E se ela estivesse, quem seria a ruiva que eu havia visto?

Será que eu tinha imaginado tudo?

Liam Payne- Ponto De Vista

18/02/2017

22:34

-Agora, que já levei todos, vou te levar pra casa. -Disse à Crystal que estava encolhida no banco de trás.

-Não me leva pra casa, por favor... -Ela disse se protegendo do frio com a jaqueta cinza que a dei.

-E pra onde te levarei? -A olhei.

-Me leve pra beber. -Falou a garota.

-Não, você já ficou bêbada demais para a primeira vez. -Repreende-a.

-Então vou só! -Ela abriu a porta do carro e saiu do mesmo que estava parado perto da casa do Niall.

-Ei! -Saí do carro e vi ela andando pela rua que estava fria. -Volta pro carro! -Apoiei meus braços no teto do carro e fiquei a observa-la.

Ela não me ouviu e continuo à seguir seu caminho pela rua que estaria deserta se não estivéssemos ali. Entrei no carro, o liguei, dei partida, parei logo ao lado de Crystal e disse:

-Entra! Eu vou te levar pro bar!

Ela sorriu e entrou no carro.

Dirigi até um bar que conhecia. Ele ficava no centro da cidade, era quase uma boate. O movimento sempre era intenso.

*****

22:53

Havia acabado de chegar com Crystal que havia tirado a jaqueta e revelado o vestido espetacular que usava.

Já entramos dançando ao som de músicas eletrônicas.

Crystal havia ido no bar e agora voltava com uma garrafa de uísque. Ela bebeu um longo gole e me passou a garrafa, cujo da mesma tomei um pouco.

-Esse é bom! -Sorri.

-Eu sei! Por isso peguei. -Ela envolveu as mãos em meu pescoço logo após pegar a garrafa da minha mão.

Envolvo minhas mãos em suas cinturas e comecei à dançar com a garota de cabelos castanhos. As luzes azuis, vermelhos, verdes, amarelas e roxas faziam com que eu fechasse meus olhos constantemente. Em umas das vezes alguém bateu em mim, fazendo com que eu ficasse próximo demais de Crystal. Ela sorriu e eu também, meu sorriso era fraco e o dela não, o dela era uma explosão radiante naquela escuridão inteira. Nossos lábios se encontraram inocentemente em um beijo sedento. O gosto do uísque era penetrante, mas não sabia de que boca vinha.

*****

Cinco minutos depois no banco de trás do carro de Liam.

Havia estacionado o carro em um beco e foi pra lá que formos.

Crystal começou à tirar minha camisa ainda no caminho, seus beijos iam e voltavam de minha boca para o meu pescoço.

Passava a mão esquerda na nádega direita da garota, enquanto dava tapas na mesma e com a direita abria o porta de trás do carro.

Quando abri a mesma a garota caiu no banco me puxando para cima dela. Tirei rapidamente seu vestido e fechei a porta do carro. A garota foi tirando minha calça e eu tirei suas roupas íntimas.

Quando estávamos despidos, nos olhamos e aquele olhar foi intenso, levei meus lábios devagar aos seus e fiquei à explorar sua boca com minha língua, enquanto penetrava-a devagar. Escutei o gemido da garota, que foi abafado pela minha boca. Comecei a estocar, devagar no começo e fui aumentando o ritmo.

A garota soltava gemidos altos e rebolava seu quadril com força em cima do meu membro, pedindo por mais e assim foi.

Penetrava-a cada vez mais fundo e mais rápido. Crystal ainda tinha um sorriso nos lábios, mas era um sorriso diferente de todos que já vi naquela garota, era um sorriso safado, mas ao mesmo tempo doce e aquilo me excitava.

A garota soltava gemidos altos e roucos que pareciam gritos baixos. Comecei a morder as partes que podia do corpo da garota.

-Você é... -Ela começou a se contrair e arranhar minhas costas. -Oh LIAMMMM!!! -Ela gritou.

Sorri de lado e segurei sua cintura com força e fui a penetrando com intensidade.

Ela soltou um grito que indicou seu ápice. Sorri e logo retirei meu membro da garota e ejaculei em seu corpo.

Dakota Brooks- Ponto De Vista

18/02/2017

06:34

Senti a luz do Sol invadir o carro de uma forma radiante e irritante. Abri meus olhos devagar e sorri vendo o lindo nascer do Sol, entre as nuvens que indicava que iria chover.

Ele tem razão. Realmente é lindo!

Sorri e olhei pra trás o olhando.

-Shawn! -Ele abriu rapidamente os olhos.

-Sim? -Ele perguntou desorientado.

-Já é de manhã... -Fiquei com receio de estar com mal hálito.

-Temos escola. -Ele se sentou e esfregou os olhos.

-É, é... -Peguei meu celular. -Alô? Harry? Será que pode me pegar no trecho 12 da estrada Principal? Ahhh... Venha de carro por favor!

Desliguei o telefone e vi Shawn sair do carro. Fiquei a observá-lo, mas logo parei ao ver ele desabotoando a calça no acostamento.

*****

18/02/2017

06:53

-Ainda bem que não se importa de perder o primeiro tempo. -Disse à Shawn, quando cruzamos a porta dos fundos da minha casa.

-Por mim tudo bem, eu sempre mato aulas. -Disse ele sorrindo.

-Sinta-se em casa, sendo assim! -Sorri.

-Obrigado! -Ele sorriu.

-Tem um banheiro no meu quarto, subindo as escadas na ultima porta do corredor. -Disse.

Observei a cozinha, de paredes verdes com uma bancada de madeira no meio e um armário branco, por um minuto e quando me dei conta vi que Shawn já estava a subir as escadas.

Dei de ombros e fui até a escada, subi a mesma e fui pelo corredor branco-gelo até a última porta que dava no meu quarto. Ouvi o barulho do chuveiro, o que indicava que ela já estava no banho. Separei minhas roupas.

-Deixarei uma roupa pra você em cima da cama. -Disse alto o suficiente para ele escutar.

-TÁ! -Ele gritou de volta.

Logo ele saiu do banheiro enrolado numa toalha branca. Entrei rapidamente no banheiro e fechei a porta. Me despi e fui até o box e liguei o chuveiro. Fiquei a aproveitar a água fria que caia em minhas costas e me purificava. Mas tudo foi interrompido por um grito feminino que me fez congelar. Havia entrado no banheiro não fazia nem um minuto e já tinha problemas.

Quando sai enrolado numa toalha vi, perto da cama Shawn, que agora estava de cueca com uma cara alarmada, e do outro vi minha mãe com a mão nos olhos. Logo apareceu na porta meu pai.

-Dakota, o que está acontecendo aqui? -Perguntou ele de modo desconfiado e até grosso. -Quem é esse garoto?

-Explique o que está acontecendo aqui, agora! -Disse minha mãe tirando a mão dos olhos.

-Calma, eu posso explicar... -Comecei errado. -Esse é o Shawn, ele é um amigo, que eu dei carona só que o carro morreu e o Harry nos socorreu. Viemos pra cá e eu emprestei o banheiro pro Shawn, tomar banho, é apenas isso. -Expliquei de uma vez. Mesmo sendo verdade, meus pais não pareciam acreditar. -Agora preciso ir, estou atrasado. -Entrei no banheiro e tomei banho

Não ouvi barulho nenhum e isso me deixou descansado.

Quando saí, vi Shawn sentado na cama apoiando o tronco apenas no cotovelo. Ele estava com uma calça colada e uma camisa cinza.

-Desculpe se te causei problemas. -Ele falou. Talvez eu estivesse encrencado, mas a culpa não era dele.

-Você não fez nada. -Sorri e peguei a minha calça jeans, a cueca branca e a camisa de mesma cor, voltei ao banheiro e me vesti.

Quando abri a porta vi Shawn parado na mesma.

-Fiz sim... -Ele sorriu fraco e se aproximou de mim.

Enguli em seco, ter que sentir o perfume natural do garoto. Pensei um milhão de coisas naquele momento, mas ele apenas me abraçou.

-Obrigado! -Retribui o abraço e sai do mesmo rapidamente. -Você é um bom amigo. -Sorri fraco com suas palavras

Autor- Ponto De Vista

*****Flashafter On*****

28/02/2017

23:59

-Camila, onde está? -Perguntou a garota de cabelos pretos.

-Eu não sei Lauren... -Camila estava com lágrimas nos olhos, o que era plenamente compreendido diante a situação que elas se encontravam.

O corredor escuro da escola, estava à fazer medo em qualquer pessoa sã. Lauren segurou com força a mão da menor, que se sentiu protegida e foi andando até ouvir aquele barulho... O barulho de mensagem

O jogo começou!

—The Killer Bitch





Notas Finais


Mais um capítulo...
Para o que a Lana está pronta?
Será mesmo que solteiros não levam chifres?
De quem será que Camila r Lauren estavam falando?
E... Quem é The Killer Bitch<A Cadela Assassina>


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...