História Your Choice (Interativa) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Jalil Kubdel, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mestre Fu, Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Nooroo, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Tags Adrianette, Adrienette, Adrinette, Alyno, Julerose, Ladrien, Ladynoir, Marichat, Miraculous Ladybug
Visualizações 42
Palavras 1.022
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Coé
O CARA É O RIN PQ SHIM!

Capítulo 2 - I


Fanfic / Fanfiction Your Choice (Interativa) - Capítulo 2 - I

-Adrien, eu estou morta.

 

-O... O quê?- perguntou perplexo. Com certeza achou que era apenas algum tipo de piada idiota, Nino seria capaz de fazer tal coisa, mas não os pais de Marinette e muito menos que Plagg que obviamente nunca conversava com os mesmos.-N-não! Isso não é verdade! Eu te vi ontem mesmo, lembra? Vocês não vão me enganar! Onde está Nino? Câmeras? Algo do tipo? ONDE QUER QUE ESTEJAM, SAIBAM QUE NÃO ME TROLLARAM! HAHAHAHAHAHA!-diz rindo, mas era estranho, não estava rindo por algo ser engraçado e sim torcendo para que não fosse verdade. Torcendo para que realmente fosse algo criado por Nino pra zoar seu melhor amigo, algo de escola já que praticamente ele continuava sendo um novato.

 

-Adrien...- A azulada fala com um olhar triste. Desconfiava que ele não acreditaria, afinal, quem iria acreditar não é? Ela simplesmente estendeu sua mão para o mesmo.-Toque.- Falou suavemente olhando o rosto do amor de sua vida.

 

-Pra quê? Vai esguichar água ou alguma gosma quando eu tocar? Eu já disse Marinette, eu não caí nessa.

 

-Apenas toque!-Dessa vez não saiu suave, também não foi em tom desesperado, digamos que foi um meio-termo. Lágrimas lutavam pra sair de seu rosto mas ela fazia de tudo para impedir. Ela não queria fazer isso, não era esse o combinado. Não era esse o acordo. 

   Adrien no início se assustou um pouco. Ela iria tão longe por uma pegadinha? Não, Marinette não era assim. Não é como se eles fossem muito próximos, mas ele sabia que ela não iria. Obedecendo a garota, ele encostou em sua mão, ou pelo menos tentou.

  Ao fazer tal ato, sua mão praticamente atravessou a dela. Ele via bem a pele, os dedos, como uma mão normal. Mas não conseguia pegá-la.

 

-Ok... O que é isso? Você é um holograma?

-Não... Eu já disse... Eu estou morta...

-PESSOAS MORTAS NÃO APARECEM ASSIM, MARINETTE!-Gritou. Não queria agir com grosseria, mas aquilo já estava enchendo. Ele já havia descoberto, então por que ela ainda fingia?

 

Ah não ser que...

 

 

Ela não estivesse fingindo.

 

Ela havia ficado quieta. Ficou um tanto triste por ele não ter acreditado na triste realidade da garota, mas não decepcionada. Já imaginava isso, ela mesma não acreditaria se estivesse em seu lugar. A única coisa que conseguia fazer no momento era observar. Observar o garoto procurar em todos os cantos do quarto coisas como câmeras e aparelhos para transmitir a imagem da garota que, para ele, não era real. Pra ele, ela não estava lá. 

-Pare, garoto idiota! Não vai achar nada.- Ouviu alguém bufando. Um garoto dessa vez. Rapidamente se virou.

-Como entrou aqui? A porta está trancada!- falou com olhar desconfiado.

-Entrando ué.- ele bufa novamente com o que considerava ser tolice do garoto. O jovem loiro fez um olhar de quem queria informações, o ruivo apenas revirou os olhos antes de começar uma explicação mais detalhada.

  -Pra começar, foi tudo um desejo seu.- diz apontando para Adrien que só fica mais confuso.

 -Desejo? Do que você tá falando? 

O ruivo revirou os olhos mais uma vez e respirou fundo. "Não vai ser fácil", pensou. O mesmo caminhou até o outro lado da cama, onde ativou uma espécie de telas de alta tecnologia (sabe quando Você escolhe a música do Just Dance ou qualquer outra coisa do tipo no Kinect? Então, é tipo isso, só que no caso ele tá literalmente tocando nas telas, bem futurístico mesmo rs). Eram meio retangulares e cheias de fotos. O garoto ruivo que aparentava ser apenas um pouco mais velho que Adrien que ficou passando-as para o lado até parar em uma específica, que possuia fotos do loiro.

  -Lembra disso?- Pergunta clicando em tal tela, fazendo com que todos os lugares do quarto fossem ocupados pelas coisas do local retratado, do jeito realístico que era, podia-se dizer que eles estavam mesmo lá. A cena? Bem...

 

Mostrava Adrien no que parecia ser seu último aniversário, com um bolo pequeno em cima da escrivaninha, parecia mais um cupcake do que um bolo de tamanho normal, como conhecemos. Era um bolo feito pelo cozinheiro do garoto e tinha uma pequena vela de aniversário. No quarto, só haviam Adrien e Plagg.

-Eu queria que minha mãe voltasse.- O loiro fala baixinho e tristemente assoprando a vela, deixando todo o quarto quase na total escuridão, sendo iluminado apenas pela Lua que refletia a luz do Sol na janela.

 

 

 

O jovem Agreste mal percebeu quando tudo havia voltado ao normal.

 

-O que... Isso tem haver com tudo?

 

-Bem, eu que sou o maravilhoso ser chamado Jimmy, fiz seu desejo se tornar realidade como pode ver, de nada.

 

-O que? E a Marinette?

-Bom, digamos que foi um presente.

-Presente? C-como morrer é um presente?

-Não, meu caro-ele dá uma pequena risada- não foi ela que recebeu o presente. Sabe, sua mãe estar de volta foi um presente especificamente de Ladybug para você, eu fui apenas quem o fez acontecer.

 

-Ladybug? Então quer dizer que...

 

 

 

ALALALALALALA! AGORA AS EXPLICAÇÕES!

Ok, como podem perceber no site, há varias fanfic interativas, então acho que já sabem como funciona. 

"Como vamos interagir?"

Não queria dar spoiler, mas acho que não já que basicamente é o centro da historia. :v

Vocês, queridos leitores, devem ter percebido que Jimmy mostrou as memórias de Adrien. Então, Adrien verá memórias naquelas telas, mas de Marinette em outras dimensões, universos e tal. 

ENTÃO

O que vocês vão fazer é: Dizer coisas como universos paralelos. Eu já tenho alguns escritos na mente e as palavras-chave são:

•Break dance

•Infância

•Estupro

•Desatre

•Suicídio

E outros. Meio confuso? Talvez, então um pequeno exemplo

~Break Dance

°Ladybug e Chat Noir são dançarinos de break e não heróis. (E eu vou fazer menos clichê possível)

Cada universo será como um arco. O que acontece nele? Hehehe, descobriremos depois! 

CASO NÃO TENHA ENTENDIDO COMO VAI FUNCIONAR, COMENTE AQUI E EU VOU EXPLICAR MELHOR ;)

 

PS. Pretendo fazer referências à diversas coisas e até fanfics (no caso das fanfics, vou pedir autorização ao autor e botarei nome e link nas notas finais) 

É, é isso. 

Eu sou bem flop, colaborem :v

 


Notas Finais


Hm... Gostaram? Até!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...