História Your fault - Imagine Hoseok ( J-Hope) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 222
Palavras 1.286
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


VOLTEIIIIIII de novo ._. tá pior que escola isso "ver" a pessoa todo dia e agora mais uma vez bonús XD
Eu sei que vocês me amam... espero.... pelo menos
BEM AQUI ESTÁ ESSE CAPITULO LINDO QUE VOCÊS... pensa em algo eduarda pensa... num deu
Como sempre divertam-se e amem muito o nosso Hoseokão

Capítulo 4 - For my hope pt. 2


______ Pv'On 

Minha mãe tinha me mandado ir comprar umas coisas, nada fora do normal, tinha acabado de chegar da escola então a unica coisa que eu fiz foi trocar de roupa, não precisa de muita coisa, eu ia comprar coisa pra minha mãe porra, eu não ia numa festa, ou num encontro nem nada, eu só não falo desfilar porque não sou uma modelo e nem quero ser, peguei a primeira coisa do armário, uma camisa roas pastel escrita nuevo na frente, com mangas nem longa nem regatas, curtas resumindo, uma calça jeans azul clara rasgada quase simetricamente dos dois lados, e um sapato que seria tênis só que não amarra, esqueci o nome disso, voltando.. branco todo detalhadinho, peguei uma bolsa maior qualquer pra não precisar ficar levando sacola de um lado pro outro, sai numa velocidade, queria fazer isso logo pra voltar pra casa.

Fui andando com passos rápidos sem prestar muita atenção ao redor ou nem mesmo na minha frente só queria terminar logo aquilo e voltar pra casa, deitar na minha cama quentinha e etc, seria muito bom, ficar lá escutando música, SERIA ÓTIMO, mas comprar coisas não se esqueça ____, eu ainda estava perdida em meus pensamentos até eu sentir algo batendo em mim e eu cair no chão, caralho! Era um garoto branco para uma porra, parecia uma mistura de fantasma com vampiro e leite... e porra também, bem.. ele foi criado com isso então.. todo ser humano foi, ele tinha cabelos pretos, e uma cara de sono.. okay descobrimos porque esbarramos um no outro, me levantei rapidamente e como uma boa pessoa fui olhar se meu celular não quebrou né? Foda-se ele, meu celular é mais importante, e como tava no bolso de trás... essa desgrama quebrou, eu olhei para o garoto que já estava levantado com uma certa raiva, e ele me olhou com duvida.

-Você tá bem ou....?- Ele disse pegando minha bolsa que também tinha caído.

-ÓBVIO QUE NÃO TO MEU LINDO CELULAR QUEBROU-Eu  gritei parecendo uma doida e ele apenas riu.

-Aparentemente está-Ele sorriu - Eu compro outro se quiser, me chamo Min Yoongi mas meu amigos me chamando de Suga-

-CARALHO CADÊ SUAS ASAS? VOCÊ É UM ANJO CARA.- Ele riu me olhou com duvida- Cara, você vai me dar um celular novo!- 

Depois disso começamos a andar e conversar, e eu a comprar minhas coisas, ou melhor coisas da minha mãe, ele era divertido e SWAG, swag era a coisa que esse bicho mais tinha ele me acompanhou pela maioria do caminho, até ele olhar pro relógio do celular dele e falar tipo muito rápido.

-Você me distraiu pirralha agora estou atrasado- ele literalmente saiu correndo, aparentemente eu era uma pirralha pra ele e adeus celular novo que agora sumiu com ele que praticamente fugiu,merda meu celular, ah mas e ele? Foda-se ele conheci ele praticamente a 20 minutos atrás meu celular é mais importante terminei de comprar as coisas da minha mãe e  fui pra casa.

Chegando lá, entrei sem muita animação,como iria explicar pra minha mãe que meu celular quebrou? Quando entrei eu achei que tinha visto alguém mas aparentemente não era ninguém.. estranho.

-____, já chegou? O...- ela parecia que ia falar mais algo mas parou como se tivesse lembrado que não podia eu ignorei e subir pro meu quarto o mais rápido possivel, não queria falar do meu celular agora e nem com ela..não sei porque mas me sinto como se tivesse sendo traída por ela, ela deve tá escondendo algo de mim que ocorreu quando eu tava fora.. apenas ignorei essa sensação também, tinha deixado minha bolsa lá embaixo por causa das compras,espero que essa sensação passe logo.

Me joguei na cama e fiquei lá pensando até que escutei algo vibrando debaixo da minha cama, porra mãe esconder um vibrador debaixo da minha cama também não,levantei da cama e me ajoelhei no chão, colocando a mão por debaixo da cama e senti algo parecido com um celular pelo tato, era isso que vibrava, tirei aquilo de lá e adivinha era mesmo um celular, tá mas o que diachus um celular ta fazendo debaixo da minha cama? Dei de ombros e me lembrei que eu tinha uma caixinha lá, fui conferir se ela tava mesmo lá e não,não estava.... legal, forças celestiais transformaram minha caixinha num celular, não tenho nada a reclamar.. na verdade tenho sim.. bem pelo menos agora o celular era meu, eu desbloqueei ele e vi que tinha senha,merda! Pelo menos vai servir pra mentir pra minha mãe, eu olhei o horário e resolvi ir dormir apesar de estar cedo pra isso, me joguei na cama e logo adormeci.

Dia seguinte

Acordei pulando da cama praticamente tinha dormido demais e apesar disso ainda tinha aula, na minha nova escola eu suspirei, me levantando e bocejando, fiz minhas higienes matinais,tomei banho, escovei os dentes penteei o cabelo apesar de eu me atrasar, foda-se, eu não ia praticamente ter aula hoje, era só pra comprar o uniforme e acertar mais algumas coisinhas, vestir algo mais "bonitinho", uma camisa branca simples por dentro de uma saia plissada rosa pastel ou bebê, sei lá, não sei o nome de todas as cores,coloquei um casaco cinza claro por cima também simples,desta vez, iria planejar no minimo sair depois da escola, procurar suga onde é que ele esteja até o fim do universo, quero meu celular novo.

Sai de casa sem muita pressa, andando até o que seria minha nova escola, provavelmente melhor que a outra, qualquer escola é melhor que a outra, mesmo assim todas as escola são ruins também só pelo fato de serem uma escola, entrei e fui logo procurando a sala da diretora, fiquei andando de um lado pro outro perdida.. merda! Já começo bem _____ !

-______?- Escutei meu nome ser chamado por uma voz não tão familiar assim mas eu a conhecia no minimo,me virei pra ver quem era e para minha surpresa ou não era o suga com roupa da escola na qual eu ia estudar legal irei ganhar meu celular novo.

-Eu mesmo docinho- Eu disse zoando ele. 

-Primeiramente enfia esse docinho no cu e segundo o que faz aqui?- Ele me olhava jogando um pouco a cabeça pro lado com as mão no bolso.

-Irei estudar aqui- Quando eu disse ele sorrio um pouco- Mas docinho e meu celular?-Logo desfez o sorriso.

-Só porque me chamou de docinho não irei mais dar pra você- ele parou um pouco e pensou - O celular, antes que você pense merda- Eu ri com o que ele falou.

-Não iria te comer docinho relaxa, tenho diabete- Eu disse rindo e peguei "meu novo celular" só pra ver as horas - Bem poderia me mostrar a sala da diretora?-

-Sim mas... você já ta com outro celular peste?- Ele disse me olhando com um pouco de curiosidade nos olhos, mentira com um foda-se nos olhos mesmo

-Eu encontrei no meu quarto,nem sei de quem é.. só sei se tá no meu quarto agora é meu, só tenho que arrumar um jeito de desbloqueia-lo - Nesse momento ele pegou o celular da minha mão mexendo em algo que eu não conseguia ver e depois me entregou desbloqueado, como ele fez essa macumba?

-Como você fez isso?- Ele deu de ombros sorrindo de lado.

-Um mágico nunca revela seus segredos, vamos lá pra diretoria peste, nunca pensei que iria lá por livre e espontânea vontade- Ele disse andando e eu ri o seguindo sem realmente mexer no celular apenas guardei ele no bolso do meu casaco quando chegamos lá ele abriu a porta pra eu passar e eu vi alguém lá, eu já conhecia essa pessoa.

Ele era......

 


Notas Finais


Link da primeira roupa: https://br.pinterest.com/pin/366339750922790288/
Link da segunda roupa: https://br.pinterest.com/pin/323696291951421801/


ACABOU, amanhã tem mais mini pessoas, tem tem tem
Pra não perder a tradição
ALL MY LADIES PUT YOUR HANDS UP
Viciei nessa música e em todas as outras, o botão de replay do meu celular quer folga de tanto eu escutar :^: Xd
2 beijos da unnie traficante de k-pop


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...