História Your Love Is a Lie - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alan Ferreira (EDGE), Felipe Castanhari, Felipe Z. "Felps", Júlio Cocielo, Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti, Lukas Marques & Daniel Mologni (Você Sabia?), Mauro Nakada, Patricia "Pathy" dos Reis, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, TazerCraft, Thiago Elias "Calango"
Personagens Alan Ferreira, Daniel Mologni, Felipe Castanhari, Felps, Júlio Cocielo, Lucas "LubaTV", Lucas Olioti, Lukas Marques, Mauro Nakada, Mike, Pac, Patricia "Pathy" dos Reis, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, Thiago Elias "Calango"
Tags Al3ddy, Alelps, Cellan, Cellanps, Cellps, Danlex, Felxinim, Festa, Galo Frito, Guaxelps, Jadiel, L3ddy, Luddy, Lufael, Lukaniel, Luniel, Mitw, Mrsoliochütte, Pastanhari, Pkalango, Revelaçoes, Romance, Traição
Exibições 184
Palavras 1.960
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Festa, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello terráqueos! Mais um capitulo que espero que gostem!
*Capitulo recheado de shippers nem tão shippaveis :c *

Boa Leitura! <33

Capítulo 23 - One Way Or Another


Fanfic / Fanfiction Your Love Is a Lie - Capítulo 23 - One Way Or Another

Cellbit POV:

— Bom dia Lubinha. — digo parado na escada da sala esfregando os olhos, logo encarando o loiro sentado no sofá.

— Você viu isso? — pergunta ignorando completamente meu ato de educação.

— O que? — pergunto ainda um pouco sonolento, caminhando até o sofá onde o ele me estendia seu celular. Era um print que Luba havia recebido de um FC por DM, de um twitte de T3ddy: “Tudo seria mais fácil se você ainda fosse meu...” abro a boca em um grande e perfeito “O”, correndo até meu quarto para buscar meu celular. Ao entrar no twitter, vejo que era um dos assuntos mais comentados em menos de uma hora.

— Ele está querendo brincar comigo? — Luba pergunta incrédulo. Era visível, notar que ele estava triste, mas não queria demonstrar.

— Luba, isso se chama prova de amor. — respondo sorrindo. Realmente, T3ddy havia me surpreendido, e agido mais rápido do que eu deveria ter feito.

— Eu não consigo entender você. — me encara. — Antes queria matá-lo pelo que fez comigo, e agora o defende com unhas e dentes. — resmunga.

— As coisas mudam, pessoas mudam, atitudes mudam. E esse seu pensamento errado sobre o T3ddy deveria mudar também. — aconselho.

— Se você estivesse no apartamento dele naquele dia e tivesse visto o beijo que eu vi, concordaria comigo. — suspira. Sem contar, o beijo no aeroporto. — completa.

— Foi apenas um selinho por parte de Alex. — respondo tentando achar alguma forma de mudar a forma de pensar do loiro. — Confia no T3ddy, Luba ele é o único que pode te fazer feliz. — peço.

— É muito fácil para você dizer Rafa, está feliz com seus dois namorados, sua vida acaba de se tornar um mar de rosas. — diz calmo. — Mas entenda, que quem escolhe quem vai me fazer feliz ou não, sou eu, e ninguém mais. E que as coisas estão assim, porque o T3ddy escolheu ser assim. — tenta não soar rude, me dando um beijo no topo da cabeça, indo para a cozinha.

Eu preciso de algo mais forte para fazer os dois voltarem. Pego meu celular na intenção de fazer algo a respeito.

Você criou o grupo #OperaçãoL3ddy

Você adicionou: Alanzoka (lixo) <3:

Você adicionou: Felpopinha <3:

Você adicionou: Mike

Você adicionou: Pac

Você adicionou: T3ddyyyy

Você adicionou: Lukinhas

Você adicionou: Daniel-san

Você adicionou: Nakada

Você adicionou: Castanha

Você adicionou: Pathy

Você: Precisamos trazer L3ddy de volta, amigos.

Você: A propósito, gostei do twitte T3ddy

Você: Desculpa atrapalhar o evento

T3ddyyyy: Luba o viu?

Você: TODO mundo viu :v

Nakada: No twitter só se fala disso

Alanzoka (lixo) <3: T3ddy, ousado

Felpopinha <3: O que Luba achou disso tudo?

Alanzoka (lixo) <3: Como ele reagiu? 

T3ddyyyy: Não precisa mais responder

T3ddyyyy: *foto*. A foto na verdade era um print de um twitte de Luba de alguns minutos atrás: “Não venha dizer que sofre com isso, foi você que causou tudo.”

Nakada: Ele parece estar muito chateado

Você: E ele está.

Você: Por mais que não me demonstre

Mike: O que tem em mente para fazermos Luba se reaproximar do T3ddy?

Você: Eu não tive tempo de pensar muito

Você: Por isso preciso da ajuda de vocês

Pac: Quer que a gente dê os planos para você executar? 

Você: Basicamente isso.

Você: Posso contar com a ajuda de todos vocês não é mesmo?

Alanzoka (lixo) <3: Mas é claro que sim, babe <3

Você: <3

Mike: Pode sim

Pac: Sim :)

Nakada: Faço tudo para tentar tirar o T3ddy da foça

Lukinhas: *Acabo de chegar*, estou de acordo com tudo.

Daniel-san: Sim 

Você: Qualquer forma de ajuda é valida.

Castanha: Pode contar comigo, meu caro amigo Clebinho.

Pathy: Comigo também hehe

Você: Felps?

Você: Você foi o único que não me deu uma respota

Felpopinha <3: Por mais que eu ache um absurdo, interferir na vida amorosa do Luba desse jeito

Felpopinha <3: Eu ajudarei, pois a felicidade vem sempre em primeiro lugar.

Você: É por isso que eu te amo <3

Alanzoka (lixo) <3: *Eu também* <3

Felpopinha <3 : Mas nada de coisas extremas, por favor Cell

Você: Não farei nada de errado

Você: Mas agora eu preciso saber algo...

Mike: Que seria?

Você: Daniel, o que acontece aqui, fica aqui, ou fica nos ouvidos do Alex?

Daniel-san: Fique tranquilo

Daniel-San: Sou amigo de Alex, mas não concordo com o que ele vem fazendo com T3ddy e Luba.

Daniel-san: Não irei contar nada, será nosso segredinho *emoji rindo*

Você: Ótimo

Você: Melhores pessoas <3

Você: A #OperaçãoL3ddy está aberta!

Felpopinha <3: Eu não quero nem ver no que vai dar tudo isso, Cell

Você: Isso, poupe sua visão para poder ver os dois juntos.

T3ddyyyy: Obrigada pela ajuda pessoal

T3ddyyyy: Amo vocês <3

Você: Deixe para agradecer depois. Haha

~ Mensagens Off: ~

Agora tudo que precisamos é de uma boa ideia para derreter o gelo que o coração de Luba se tornou.

— Vou me trancar no quarto. — avisou Luba, parado ao pé da escada.

— Espere Luba! Assiste a live do evento comigo? — pergunto fazendo um beicinho.

— Prefiro ficar em meu quarto, planejando o que gravar, vou me cansar menos. — responde.

— Por favor Luba, não é nada prazeroso ficar e assistir sozinho nessa sala. — resmungo.

— Cell, eu não estou... — o corto.

— Não pode fazer isso com seu melhor amigo. — o lembro.

— Eu te odeio seu loiro azedo. — retruca num tom brincalhão, sentando se ao meu lado. Coloquei no YouTube e deixei o video carregar um pouco logo dando início. O sorriso que eu continha no rosto, estava prestes a o rasgar, mas não me importava eu só queria ver Luba sorrindo assim também. 

Luba POV:

“Fala galera, aqui é o T3ddy em mais um dia de YouTube Fest!”. Ouvir sua voz outra vez, fez meu coração acelerar de uma maneira absurda. Encarei o monitor, a procura do dono da voz, a voz que eu tanto gostei um dia. Ele estava lindo, os cabelos parecido com cabelos pranchados jogado ao rosto, e o seu melhor sorriso, alternando o olhar da câmera para os nossos outros amigos youtubers.

Me dói vê-lo e lembrar me das burradas que ele fez, me dói vê-lo e saber que tudo o que tínhamos sumiu der repente. Me dói vê-lo e não poder sorrir junto a ele, e me dói mais ainda pensar, que ele escolheu ser assim, que ele preferiu se jogar nos braços de Alex.

Quando me dei conta já estava com os olhos marejados, mas não podia, eu havia prometido a mim mesmo que não choraria mais por ele e... Eu estava errado. Uma lágrima escapou em meu rosto, me fazendo ter uma espécie de choque de realidade, e me dar conta de que estava sofrendo sem necessidade alguma.

— Eu não quero mais isso, desculpe Cell! — exclamo, me levantando.

— Luba, por favor... — pede o loiro.

— Não tenho condições para continuar aqui. — digo, e me dirijo até meu quarto. Não Luba, você não irá chorar, você não ficará triste outra vez. Retiro meu celular do bolso de meu jeans, e procuro por um número o discando.

“Alô?”

“Fael? É o Luba, será que... Podemos nos encontrar?”

“Claro, por que não vem até minha casa?”

“Tudo bem, me mande seu endereço.”

“Mandarei por mensagem”

“Okay, beijos.”

“Beijos Luba” — encerrei a ligação, esperei por sua mensagem, e peguei uma bolsa arrumando algumas coisas nela, descendo assim que a recebi.

— Talvez eu não volte para casa, passarei o dia fora. — aviso para Cellbit, que ainda estava assistindo no sofá.

— Para onde vai? — pergunta, tirando sua atenção do celular.

— Vou para casa do Fael, tem o livre arbítrio de trazer seus namorados para cá. — sorrio sacana.

— Tudo bem, só não faça nada com esse tal Fael. — pede. Cellbit dando uma de ‘‘pai protetor”, é uma das coisas mais adoráveis e engraçadas de se poder ver.

— Rafa! — o repreendo, e sinto minhas bochechas queimarem. — Tente deixar a casa em ordem. — peço, e saio antes de ter quer ouvir outro aviso seu. A casa de Fael era um pouco mais longe da minha, seriam aproximadamente uns quarenta e cinco minutos de viagem. Ligo o rádio do carro, onde “7 years” tocava, e relaxei durante o caminho.

— Luba!! — Fael estava sentando na calçada de casa.

— Ficou sentado ai todo esse tempo, me esperando? — pergunto, descendo do carro.

— Estava ansioso para te ver. — sorri, e eu coro violentamente. — Vem entra. — me da espaço para passar. Nos entramos em sua casa, e ele foi colocar minha bolsa em seu quarto, enquanto me sentei no sofá.

[...]

T3ddy POV: [Já a tarde, quase noite]

Me senti mais encorajado com as mensagens no grupo hoje de manhã, Cellbit e os outros estão realmente empenhados em me ajudar a voltar a ser feliz.

O dia no evento havia acabado, e eu estava fazendo alguns posts aleatórios no snapchat, vários deles de fotos zoadas de Mauro. Vi a história de alguns amigos, e vi também que Luba havia atualizado sua história e fui logo clicar para ver. Resumiu se em fotos com efeitos e... Fotos com o tal Fael. A última foto tinha a legenda: “Quando tudo na minha vida foi pedra, você foi a primeira flor Fael101” e vários corações. Sai rapidamente do Snap, e procurei por Cellbit em meu WhatsApp.

~Mensagens On: ~

You: Rafa? — 18:52

Cellbit: T3ddyyyy — 18:55

Cellbit: Oi T3ddy (Alan aqui) — 18:55

Cellbit: Hey T3ddy (Felps aqui) — 18:56

You: Oi gente, passem para o Rafa por favor. — 18:56

Cellbit: Diga, o que houve — 18:57

You: Luba está ai? — 18:57

Cellbit: Não — 18:57

You: Para onde foi? — 18:58

Cellbit: Então... Érr... — 18:58

Cellbit: Ele foi para casa do Fael (Felps) — 18:59

Cellbit: Desculpa T3ddy, mas não acho que o Cell deva esconder isso de você. (Felps) — 19:00

You: Tudo bem, era só isso que precisava saber. — 19:00

Saio da conversa sem responder mais nada, largo o celular no criado mudo, pego uma muda de roupa e tomo um banho rápido, me arrumando lá mesmo. Passo um pouco de perfume, e pego um de meus bonés.

— Para onde vai? — Mauro pergunta, tirando sua atenção de seu notebook.

— Eu preciso beber. — é só o que respondo, saindo porta a fora, caminhando para a Paper Roses, boate em que eu e Mauro frequentamos no nosso primeiro dia aqui. 

— Eu quero um energético de cereja. — peço para o barman assim que chego. Quando minha primeira bebida chegou, continuei pedindo mais bebidas de diferentes tipos. Eu sei que tenho evento amanhã para cobrir, mas eu precisava achar um modo de suprir o que estava precisando.

— T3ddy? — ouço alguém me chamar e me viro.

— Você mora aqui por acaso? — pergunto meio embolado, para Pedro. Parecia mesmo que ele vivia na boate.

— O quanto você bebeu? — pergunta me analisando.

— Faz alguma diferença para você? — retruco.

— Faz, você não me parece nada bem, o que houve? — pergunta, e logo as lembranças voltam a minha mente.

— L-luba — respondo com certa dificuldade. — As coisas estão mais difíceis do que eu pensava. — suspiro.

— Vem comigo. — ele me leva para o lado de fora da boate e nos sentamos na calçada. — Pare de sofrer por ele, tente aproveitar isso aqui ao máximo. — acaricia minha bochecha com o polegar, e eu podia sentir seu rosto próximo ao meu.

— Pedro... — peço manhoso. 

— Eu não sou o Luba, mas essa noite posso tentar ser. — dito isso o moreno me beija de um jeito intenso, alternando de minha boca para meu pescoço enquanto o mordiscava e deixava marcas por toda a extensão. Não era o Luba, mas essa noite eu podia fingir...

— Venha comigo. — levanta estendendo o braço e o seguro. Fomos até o seu quarto no hotel.

— Você vai esquecer de todos os problemas essa noite, de um jeito ou de outro. — responde, ao me ver sentando em sua cama, e vem para perto de mim iniciando outro beijo. De um jeito ou de outro...


Notas Finais


*Críticas serão bem vindas comentários tmbm!*
*Me digam o que acharam*
*Espero que tenham gostado!*

Kissus <33


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...