História Your Melody - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Drama, Naruhina, Naruto, Romance
Exibições 62
Palavras 973
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa leitura a todos!

Capítulo 2 - História de Naruto


Os dias não são fáceis quando se tem um objetivo grandioso e forçado. Naruto é o melhor segurança do presidente e o seu dever é protege-lo com a sua própria vida.

Os dias não têm sido fáceis desde que a ameaça começou, existe alguém a ameaçar a vida de Danzou o Presidente do Japão, as causas desse ataque eram desconhecidas para Naruto, mas o mesmo não tinha interesse em saber, simplesmente desejava cumprir o seu trabalho, para que o segredo do seu Falecido pai não viesse a ser público, estar a proteger Danzou era como uma chantagem, ele não contava se Naruto o protegesse, e o loiro mesmo não tendo culpa do ocorrido teve que arcar com as consequências.

Naruto tinha apenas 14 anos quando tudo começou o seu pai tratava de negócios na empresa que hoje em dia esta nas mãos de Danzou, e ao voltar para casa viu o seu único e amado filho ser ameaçado com uma arma enquanto a sua esposa suplicava para que soltassem o seu filho. Minato não sabia o que fazer, e entrou em pânico sem que eles o vissem desenterrou uma arma que estava escondida algures no jardim da casa, e ao ouvir sons de alguém a chegar mais escondeu-se nuns arbustos. Era um homem alto tinha uma aparência rude e ao mesmo tempo pacifica, era difícil desvendar o seu rosto, e ao pensar que o homem fosse o “cabecilha” de tudo o que estava a acontecer. O som da arma ecuou por aquele sitio todo o que fez Kushina estremecer ao pensar que fosse o seu filho. Ao abrir os olhos viu o loiro bem, mas ao mesmo tempo viu a cara de susto do assaltante.

- Sai, Sai! – disse o que tinha arma para o outro que a ameaçava antes. Sairam daquela casa com grande velocidade mas ao verem Minato no jardim com a arma e completamente em pânico, atiraram nele acertando-lhe no peito, e fugiram.

Kushina ouvindo o tiro depara-se com dois corpos mortos no chão um conhecido e outro nem por isso, correu ate Minato numa tentativa de o ajudar já que era medica mas não conseguiu, Minato ainda com as poucas forças que tinha simplesmente disse que a amava a ela e ao Naruto e pediu-lhe para que tomasse conta do pequeno. Mal sabiam eles que Danzou, o presidente, passara ali e vira todo o ocorrido, numa tentativa de tentar poder socorrer alguém ele adentra no portão do jardim e encontra a ruiva caída em lágrimas e uma pequena criança chocada com o que aconteceu.

- Eu sei o que me vai dizer sr. presidente. – começou a ruiva. – pode-me culpar a mim, mande-me prender a mim mas não faça com que o meu agora falecido marido leve as culpas por favor, eu não quero que as pessoas se lembrem dele como um assassino! – disse entre lágrimas.

-Tenha calma. – pediu. – Eu não irei contar nada com uma condição…

Tudo mudou naquele dia, nem Minato nem Kushina foram acusados pois Danzou testemunhou a favor deles dizendo que o que vira foram dois homem que dispararam contra o loiro e o outro homem mais nada, e assim viveram ate agora com aquela condição. Kushina morrera já no ano passado devido á idade, e para Naruto foi uma grande tristeza já que a mãe era a ultima família que lhe restava.

Os dias passaram lentamente e o loiro foi chamado ao escritório de Danzou. Preguiçosamente, levantou-se da cadeira arredondada do bar e subiu no elevador, que o mesmo utilizava para se pentear, ate ao escritório do mesmo. Bateu a porta como sempre fazia, recebendo um “entre” como resposta.

- Naruto finalmente! – disse Danzou irritado. – Já viste o tempo a que te chamei!?

- Peço desculpa mas só me avisaram agora. - disse o loiro despreocupado.

- Isso agora já não interessa… Chamei-te porque amanha vais ter o dia todo a trabalhar. – disse o mais velho.

- O dia todo?! – perguntou pasmo.

- Sim há algum problema?

- Mas…

- Deves-me isso e muito mais! – disse. - Ou já não te lembras do que fiz pela tua família seu miúdo ingrato! A condição foi ficares a trabalhar para mim protegendo-me!

- Peço desculpa. – disse o loiro sem expressão, a franja tapava-lhe os olhos e os punhos estavam cerrados de raiva, que culpa teria ele, do que acontecera? Ele tinha sido so mais uma vitima e era por isso que tinha ganhado ódio do seu pai.

- Muito bem.. – disse. – Quero que amanha fiques o dia todo porque quero ir ver um concerto de piano. – Danzou era fã de musica clássica e sempre teve uma grande atracão não só física pela pianista, como também amava ouvi-la tocar. Ele possuía desejos nogentos pela mesma mas nunca lhe chegou a falar, e naquele dia a sua ideia era muito mais do que falar com a mesma.

Naruto saiu da sala irritado, para onde o velho ia ele tinha que ir atrás, era o que o mesmo pensava. Estava farto de arcar com as consequências do pai, podia ter chamado a policia em vez de matar um homem!

O dia acabou devagar, Naruto levou o presidente a casa e logo depois foi para a sua, onde abriu a agua do chuveiro para poder tomar banho, as gotas de agua quente escorriam-lhe pelos cabelos loiros, o seu rosto era triste e pensativo, a sua vida resumia-se em “tomar conta” de Danzou ter treinos de luta para poder defender o mesmo e mais nada. Ele perguntava-se a si mesmo se algum dia iria ter tempo para si mesmo, para encontrar o amor e ter uma família linda com crianças a saltar pelos cantos… e com esses pensamentos terminou o seu demorado banho e deitou-se pois no dia seguinte irá ter um longo dia… tão longo que ele nem imaginava o tanto.


Notas Finais


E entao o que acharam da historia do nosso loirinho?

Alguma duvida com alguma palavra digam!

Ate ao proximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...