História Your Senses; [ Jikook ] One-Shot - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Jikook, Jimin, Jungkook, One True Pairing, One-shot, Otp, Romance, Your Sense
Visualizações 80
Palavras 698
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Fantasia, Magia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash
Avisos: Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hii ☘

⚠ Por favor, se você não shippa e tiver algum problema com isso, aconselho que procure uma outra fanfic que realmente goste e não para discutir. Gosto não se discute. ⚠

💚 E se você shippa... SEJA BEM-VINDO e espero que goste da fic. Ela já havia sido escrita a um tempo e só agora resolvi publicar no Spirit e.e Tenha uma boa leitura. 💚

Capítulo 1 - Capítulo Único: "Your Senses"


Fanfic / Fanfiction Your Senses; [ Jikook ] One-Shot - Capítulo 1 - Capítulo Único: "Your Senses"


Os dedos longos e grossos de Jungkook serpeteavam vagarosamente a região das minhas costas. Os lábios molhados marcavam-me o pescoço majestosamente.

Seus toques eram como ácidos em minha pele; corroendo-a. Mas mesmo assim, eu permiti abobadamente que você tocasse-me livremente. Da forma como você desejava.

— Você é lindo, Jimin. — Diz-me, com a entonação de voz rouca, tocando meu abdômen totalmente exposto para você com seus dedos longos e calorosos. — Eu vou te foder inteirinho.  sussurra em meu ouvido. Sua respiração pesada batia na pele sensível de meu pescoço; ela estava a ser escaldada naquele momento

Eu não ligava.

Mesmo que você estivesse usando-me apenas por estar sob o efeito do alcoo e, também por querer arduamente esquece-lo, eu queria te sentir ser meu de alguma forma. Nem que por alguns segundos.

Sua voz era como um grito ensurdecedor em meio ao vácuo. Mas mesmo assim, eu permitia que você sussurrase coisas sujas em meu ouvido, enquanto tocava-me e fazia-me voar.

Seus olhos eram perfeitamente traçados. Sua íris escura e profunda.

Eu me perdia em seu olhar. Seu cabelo negro e macio.

Eu gostava de acaricia-los com meus dedinhos. Sua pele era branca e delicada.

Eu amava senti-la como se estivesse a escorrer por minhas mãos quando eu tocava seu rosto. Seus lábios vermelhos.

Eu entrava em uma completa loucura de amor e paixão quando você os prendia aos meus. Mesmo que não significasse nada para você.

Ter sua visão era como uma luz que reluzia fortemente em meus olhos, quase cegando-os. Mas mesmo assim, eu permitia-me observar seus cabelos negros voarem com o vento. Me permiti apreciar o brilho de seus olhos. O amor que efluia de seu sorriso. Dos seus dentes branquinhos e fofos.

Eu me permiti mergulhar no mar ilusório que você era. Eu passava carinhosamente meu nariz pela extensão do seu pescoço; sentindo a sua pele lisinha. O aroma que sua pele emanava era doce, intenso e imbriagante.

Mas não importa para mim se sentir um pouco embriagado já que sempre estive loucamente bêbado de sentimentos de amor por você. Sentir seu cheiro era como se aquele ar que eu inspirava para poder senti-lo fosse tóxico.

Eu sabia que ele iria prejudicar irremediavelmente meus pulmões. Mas mesmo assim, eu permitia-me sentir teu cheiro viciante. Como uma droga; eu era completamente dependente dela.

Dei-te um beijinho carinhoso e cheio de ternura nas bochechas, descendo lentamente até os seus lábios; tocando-os com os meus em seguida. 

Doce e amargo.

Seu gosto era doce e amargo. Eu costumava gostar da sua diversidade.

Desci meus beijos até seu pescoço, sentindo seu cheiro, seus toques, sua voz baixinha murmurando:

— Você faz isto tão bem, Jiminie...

Deixei estalos silenciosos e amorosos de minha parte em seu abdômen, vagarosamente aproximando-me da sua virilha.

O toque das suas mãos em meus cabelos ainda era como um ácido sendo derramado sobre mim.

Preenchi o interno de minha boca com o seu membro. Ouvi a sua voz soltar gemidos roucos e necessitados.

Senti seus toques desesperados em minha pele. 

Senti o seu aroma doce invadir-me deliciosamente minhas narinas.

Senti o seu gosto amargo escorrer pela minha garganta, e penetrar na minha língua.

Eu sabia que você não se importaria. Mas tudo bem, porque eu tinha tantos sentimentos por você.

— Eu te amo com todo o meu corpo e alma, Jungkook.

Você só queria esquece-lo Jeon. Eu era como um brinquedo quebrado que precisava urgentemente de um conserto. Mas tudo bem também. Porque meu amor por você me cura todos os dias de uma forma incrivelmente inexplicável.

No fim, eu senti que minhas estruturas estavam sendo demolidas lentamente.

Porque você não era meu. Mas mesmo assim, eu permiti que você me destruísse.

Porque eu era completamente seu.

Física e emocionalmente apenas seu.

Por que eu me permiti se apaixonar tão intensamente?

Por que eu deixei-me te amar quando sabia que isso apenas teria um final ácido?

"Você só chega ao meu ombro quando o seu coração está quebrado. Mas você nunca vai perceber que eu estou aqui para tudo.

Você só vem à mim quando algo está errado. Mas você nunca pergunta como eu me sinto.

Eu costumava gostar de quando você chorava, ao menos você me daria o seu tempo. E eu estaria sorrindo por dentro porque você precisava de mim.

Mas tudo bem também.

Você não vai sentir-me desaparecer.




Porque eu me permiti te amar".


Notas Finais


Bye love's.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...