História Your Smile - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Lu Han, Personagens Originais, Sehun
Tags Chanbaek Hunhan Kaisoo
Exibições 58
Palavras 1.568
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olar seus lindooos, como estão??

Bom eu voltei mais cedo do que eu esperava, mas é porque eu quero terminar essa fic logo, pois falta apenas 2 capítulos para o GRANDE final <3

Enfim, eu espero que vocês gostem do capítulo que eu trouxe com muito amor, alias se lembrem...

Essa fic não vai ter um final feliz !

Boa leitura <3

Capítulo 6 - Uma única chance


Park Chanyeol p.o.v.

 

A palavra correr numa me soou tão sufocante como naquele momento.

 

Após escutar as palavras frias de BaekHyun eu acabei ficando paralisado no lugar. Na verdade pode-se dizer que acabei ficando paralisado tanto no tempo quanto no lugar. Memórias antigas e felizes minha e do BaekHyun acabaram por invadir fortemente meu pensamento. Palavras, frases, risadas, lágrimas e juras, tudo jogado aos ventos de um entardecer qualquer.

 

Eu queria gritar.

Eu queria BaekHyun em meus braços novamente.

Eu queria conseguir a confiança de BaekHyun mais uma vez.

Eu queria chorar.

Eu queria o amor de BaekHyun.

 

São tantos ‘’querer’’ para poucos ‘’conseguir’’ na minha vida e isso, sem sombras de dúvidas, me deixava com a autoestima lá embaixo, bem embaixo.

 

Após eu me relembrar daquela promessa de 10 anos atrás, onde eu prometia com todas as letras para BaekHyun que nunca iria desistir de si, eu resolvi agir.

 

Acabei por sair a pressas – praticamente correndo- daquele simples e singelo restaurante que eu gostava de frequentar quando adolescente, os murmúrios das variadas pessoas naquele restaurante era como se fossem pequenos ruídos que entravam, sem nenhuma sequer importância, em meus ouvidos.

 

Minhas pernas nunca se exercitaram tanto fora de uma aula de educação física no ensino fundamental como hoje, pois eu havia corrido até o ar faltar em meus pulmões atrás do meu grande pequeno Baek.

 

Eu não sei dizer e nem se quer muito menos explicar o que eu senti quando avistei a silhueta de BaekHyun vagando pela calçada já menos movimentada da rua de seu apartamento, sem falar que meu coração parecia que iria saltar pela boca ao segurar fortemente o braço de BaekHyun entre meus dedos.

 

Pesadas.

 

Eu dominava assim as palavras que eu acabei jogando em cima de BaekHyun naquele momento, mas, veja bem, meu nervosismo em só de pensar na hipótese de perde-lo para sempre era muito maior que qualquer sentimento naquela hora.

 

Seu rosto tão perto do meu fez com que eu me sentisse preenchido novamente, como se nós dois tivéssemos voltado á 10 anos atrás, nas nossas juras onde sempre juntávamos nossas testas e prometíamos tudo o que podíamos e não podíamos cumprir.

Minha sanidade parecia se dissipar a cada suspiro ou, até mesmo, a cada piscada que BaekHyun dava, nós estávamos tão perto que seus lábios era como uma tentação sufocante para mim, mas eu não ousaria tentar nada além de me acertar com ele naquele exato momento, pois ter a confiança dele para mim era como uma meta de vida novamente, tanto sua confiança quanto seu amor, ambos dos dois sentimentos eram essenciais para minha existência naquele lugar.

Seus olhos com aquelas íris com um tom castanho mel haviam perdido totalmente o brilho que havia á 10 anos atrás, mas mesmo assim, quando eu cruzava meu olhar no seu, era como se minha mente ficassem em claro, esbranquiçasse. Eu, para ser direto, me perdia totalmente naquele olhar que somente BaekHyun obtinha.

 

Eu havia jogado tudo o que sentia pelo ser que estava na minha frente, mas ao notar que havia sido rejeitado meu coração se apertou tanto que eu lutei para não fazer uma careta de dor naquele instante. Posso dizer que, de longe, ser rejeitado era a ultima opção que eu havia pensado, pois achava que pelo menos UMA chance eu receberia de Baek. Mas velo tão frio e tão frágil ao mesmo tempo me fazia ter mais vontade ainda de telo em meus braços.

 

E eu lutaria por isso até os últimos dias de minha vida.

 

O motivo pelo qual BaekHyun não queria me dar outra chance foi o mais doloroso de tudo, era como se eu tivesse levado 20 facadas em meu peito, eu não tinha mais como me esquivar de tudo isso, pois, desta vez, não havia solução para nada.

Eu iria perder meu grande amor por causa de um tumor, isso era tão injusto tanto com ele como comigo.

 

BaekHyun já sofreu muito em toda a sua vida, chegou até mesmo perder sua mãe e agora está com uma doença que poderia leva-lo embora para sempre e, sem sombra de dúvidas, eu não queria perde-lo, queria ter ele em meus braços e cuida-lo até seu ultimo sofrido suspiro.

 

E era isso que eu faria, eu iria cuidar de BaekHyun até seu ultimo suspiro.

 

- Você acha mesmo que me afastar de ti vai fazer meu sofrimento diminuir?? Não vai Baek, essa dor vai triplicar, eu não quero desistir de você, mesmo que você não queria que eu esteja no seu lado nesse momento, eu vou estar!!

 

Levo uma das minhas mãos, que se encontravam agarrada em seu braço, até sua bochecha levemente avermelhada por causa do choro e do frio, acabo por secar suas lagrimas que caiam como uma chuva numa noite de inverno.

 

- Por favor Baek, me deixe cuidar de você, eu prometi certo?? Eu me lembro da promessa Baek... Mesmo se você estivesse no fundo do poço ou até mesmo doente, não era para eu desistir de você... Eu estou cumprindo essa promessa Baek, só basta você me ceder abertura para me aproximar novamente.

 

Nossos olhos estavam ligados como dois imãs com cargas positivas e negativas, erámos como substâncias químicas, eu era o Oxigênio que BaekHyun precisava e ele era me Hidrogênio, nós dois formávamos o H2O que é um dos elementos essenciais para a vida humana.

 

- Você vai acabar se machucando no final de tudo isso Chanyeol.

 

- Eu não me importo de me machucar mais um pouco Baek.

 

- Por que você tem que ser tão persistente??

 

As lágrimas de BaekHyun haviam se sessado aos poucos, mas ainda conseguia notar que seus olhos estavam marejados, eu sabia que ele queria chorar, mas também sabia que seu orgulho falava muito mais alto naquele momento.

 

- Porque eu amo você Baek!

 

Sou pego de surpresa quando BaekHyun me puxa para um abraço apertado, eu praticamente correspondi o abraço da melhor forma que eu podia. BaekHyun acaba por desabar naquele abraço, meu pequeno chorava tanto que chegava a soluçar alto e eu já estava começando a ficar desesperado com isso.

 

- Baek, acho melhor entrarmos no seu apartamento, está frio e você pode ficar resfriado.

 

Byun apenas concorda com a cabeça e acaba por me guiar até o seu apartamento, esse que tinha uma decoração bem sofisticada. BaekHyun não era rico, mas sabia economizar seu dinheiro e investir bem suas economias. Diferente de mim que sempre tive o que quis e nunca soube economizar direito.

 

- Acho que eu vou tomar um banho antes de continuarmos esse conversa, está bem? Pode ligar a televisão se quiser e qualquer coisa, se sentir fome, é só procurar algo para comer na cozinha.

 

Apenas concordo com a cabeça, observando a silhueta de BaekHyun sumir entre uma das portas daquele corredor.

 

Me sento no – não tão grande- sofá branco que tinha no meio do cômodo que eu me encontrava nesse momento, a sala de BaekHyun era mais arrumada que toda a minha casa junta. O enorme tapete ‘’rosa bebê’’ que se encontrava entre o sofá e a instante onde se encontrava a televisão dava um ar mais elegante no cômodo, sem falar na mesinha baixa de madeira e vidro que estava no meio do caminho do sofá até a instante.

 

Pego o controle da televisão na mesinha de centro e volto a me sentar no sofá, ligando a televisão num canal entediante, que, rapidamente, me fez pegar num sono pesado.

 

 

BaekHyun P.o.v

 

Um banho nunca havia me caído tão bem como agora, enquanto eu estava de ‘’molho’’ naquela água quente da banheira eu liguei para Luhan, pedindo para ele vir aqui em casa amanhã – que seria sábado e eu não estava a fim de ficar sozinho outro final de semana – mas parecia que ele já havia marcado de sair com o seu novo ‘’ficante’’ que eu nunca cheguei a descobrir o nome.

 

Eu estava indeciso.

 

Não conseguia formular nem se quer uma desculpa para despachar Park Chanyeol de minha casa, mas quem eu quero enganar?? Eu estava me sentindo preenchido com ele aqui comigo então ‘’despachar’’ dele daqui seria a ultima coisa que eu faria nesse momento.

Eu ainda não conseguia me decidir, não sabia se deveria dar ou não uma nova chance para Park, pois sem sombras de duvidas eu queria velo machucado. Eu queria tanto dizer um NÃO, mas o SIM está sendo muito mais forte no momento.

 

‘’Porque eu amo você Baek’’

 

Essa frase ainda estava vagando lentamente em minha cabeça, era como se tudo fosse um sonho que estava se tornando realidade naquele instante. Para mim era muito difícil de acreditar que ele estava de volta, mas era mais ainda difícil acreditar que ele me amava.

Eu sempre achei a palavra ‘’amor’’ muito forte, meu pensamento é que não podemos amar todo mundo que vemos pela frente, então aqueles que amamos são pessoas que confiamos cegamente. Mas hoje em dia, eu vejo pessoas soltando ‘’Eu te amo’’ aos cinco ventos e logo após, depois de um tempo, nunca mais se falam. Isso me deixava triste, pois eu não podia saber se Chanyeol faria isso comigo e isso fazia meu coração se apertar dentro de meu peito.

 

Uma chance.

 

Era isso que eu daria para Chanyeol, uma única chance para ele me provar que seu amor por mim é verdadeiro.

 

Pois o meu amor por ele é o mais verdadeiro possível.

 

(...)


Notas Finais


OPA ESTAMOS QUASE NO FINAL GALLLLLLEEEEERRRIIIIIIIIIISSS, PRÓXIMO CAPÍTULO VAI ROLAR O TÃO ESPERADO CHANBAEKINHO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...